Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge | Duanne Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
78105 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Filó Machado e Felipe Machado dividem o palco em show online pelo CulturaEmCasa
>>> Cassio Scapin e artistas de grandes musicais fazem campanha contra o abuso sexual infantil
>>> Terça Aberta na Quarentena une teatro e a dança
>>> “Um pé de biblioteca” estimula imaginação e ajuda a criar novas bibliotecas pelo Brasil
>>> Diálogos na Web FAAP: Na pauta, festivais de cinema e crítica cinematográfica
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Escrevendo um currículo
>>> Frases que soubessem tudo sobre mim
>>> Por que somos piratas musicais
>>> 6 pedras preciosas do rock
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST)
>>> Para você que vai votar...
>>> A medida do sucesso
>>> Fuvest divulga lista de livros para 2017
>>> 35 anos do Clube da Esquina
>>> É Julio mesmo, sem acento
Mais Recentes
>>> O Sítio no Descobrimento: a turma do Picapau amarelo na expedição de Pedro Álvares Cabral de Luciana Sandroni pela Globo (2000)
>>> Zelia, uma Paixão de Fernando Sabino pela Record (1989)
>>> Volta ao Lar de Nora Roberts pela Harlequin Books (2006)
>>> Você Pode Curar Sua Vida de Louise L. Hay pela Best Seller (1984)
>>> Você é Tímido? de Núria Roca pela Companhia Nacional (2008)
>>> Vivências de Vozes pela Vozes
>>> Violetas na Janela de Vera Lucia Marinzeck de Carvalho Tipo: Semin pela Petit (2013)
>>> Vinte Anos de David Nicholls pela Intrínseca (2011)
>>> Vingadores Todos Querem Dominar o Mundo Marvel de Dan Abnett pela Novo Século (2015)
>>> Vidas Secas de Graciliano Ramos pela Record (1981)
>>> Vida Depois da Vida o Que Acontece Quando uma Pessoa Morre? de Dr. Raymond A. Moody pela Círculo de Livro (1979)
>>> Vida de Droga Sinal Aberto de Aberto Walcyr Carrasco pela Ática (2007)
>>> Vice-versa ao Contrário de Heloisa Prieto; Spacca pela Cia das Letrinhas (1994)
>>> Viagens de Gulliver Série Reencontro de Jonathan Swift pela Scipione
>>> Viagens de Gulliver de Jonathan Swift - Ad. Paulo Sergio de Vasconcellos pela Objetivo
>>> Vestido de Noivo de Pierre Lemaitre pela Vertigo (2013)
>>> Veronika Decide Morrer de Paulo Coelho pela Rocco (2003)
>>> Vencendo o Passado ( Bolso) de Zibia Gasparetto pela Vida e Consciência (2017)
>>> Várias Histórias Coleção a Obra-prima de Cada Autor de Machado de Assis pela Martin Claret (2003)
>>> Van Gogh Museum Vida, Obra y Coetáneos de Vicent Van Gogh pela Ne
>>> Valores para Viver Inspirações para Refletir de Maria Isabel Borja e Márcio Vassallo pela Guarda Chuva (2005)
>>> Urso Com Música na Barriga Ilustrações de Eva Furnari de Erico Verissimo pela Companhia das Letrinhas (2002)
>>> Uma Torre Além do Tempo: a Colmeia de Almas de Francisco José B. Sá pela Mnêmio Túlio (1999)
>>> Uma Questão de Tempo de Alvaro Esteves pela Objetiva
>>> Uma História de Sabedoria e Riqueza de Mark Fisher pela Ediouro
>>> Um Pai Criminalista um Ensaio Sobre Educação Infantil e Administração de Chistian Mirkos pela Ceitec (2008)
>>> Um Homem de Sorte Edição de Bolso de Nicholas Sparks pela Novo Conceito (2011)
>>> Um Estranho Segredo de Marcos Diego Mogami pela Db (2014)
>>> Um Estranho no Espelho de Sidney Sheldon pela Klick (1997)
>>> Um Dia de Bradley Trevor Greive pela Sextante (2001)
>>> Um Caso Muito Sujo de Shirley Souza pela Paulus (2011)
>>> Um Caldeirão de Poemas Vol 2 de Tatiana Belinky pela Companhia das Letrinhas (2007)
>>> Um Anjo Em Nossa Vida de Célia Xavier de Camargo pela Petit (2014)
>>> Um Amor Conquistado de Danielle Steel pela Record (1984)
>>> Ubirajara Série Bom Livro de José de Alencar pela Ática (1998)
>>> Turma da Mônica Jovem um Novo Amor? Número 82 de Mauricio de Sousa pela Panini Comics (2015)
>>> Turma da Mônica Jovem N° 63 Dia das Bruxas de Mauricio de Sousa pela Panini Brasil (2013)
>>> Turma da Mônica Jovem no País das Maravilhas Parte 2 de 2 de Mauricio de Sousa pela Panini (2010)
>>> Tudo Tem Seu Preço de Zibia Gasparetto pela Vida & Consciência
>>> Tudo Aquilo Que Nunca foi Dito de Marc Levy pela Suma de Letras (2011)
>>> Tudo a Ganhar de Barbara Taylor Bradford pela Record (1995)
>>> Triste Fim de Policarpo Quaresma Ler é Aprender Volume 18 de Lima Barreto pela Klick
>>> Triste Fim de Policarpo Quaresma Ler é Aprender Volume 18 de Lima Barreto pela Klick
>>> Triste Fim de Policarpo Quaresma (pocket) de Lima Barreto pela L&pm Pocket
>>> Tio Sam Chega ao Brasil a Penetração Cultural Americana de Gerson Moura pela Brasiliense (1988)
>>> Til Coleção a Obra-prima de Cada Autor de José de Alencar pela Martin Claret
>>> The Testament de John Grisham pela Penguin Readers (1999)
>>> The Plays and Sonnets of William Shakespeare Vol 2 de Shakespeare pela Britannica
>>> The New Illustrated Treasury of Disney Songs de Hal Leonard pela Hal Leonard (1998)
>>> The Lost Symbol de Dan Brown pela Corgi Books
COLUNAS

Terça-feira, 14/8/2012
Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge
Duanne Ribeiro

+ de 6000 Acessos

Christopher Nolan conclui sua trilogia. Se Batman Begins foi bom e Batman: O Cavaleiro das Trevas ótimo, Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge fica entre os dois. É um filme diferente, com menos enfoque em cenas de ação e mais em desenvolvimento psicológico do protagonista. O filme se passa oito anos após o término do precedente, com Bruce Wayne "aposentado" da atuação como Batman, e seu alter-ego é visto como criminoso pela polícia local. A cidade, antes violentíssima, está praticamente pacificada, e um vingador não parece ser necessário. Surge no entanto uma nova ameaça - Bane, líder de uma espécie de exército-seita - e ele se sente impelido a voltar à ativa. A obra se inspira vagamente em duas séries clássicas das histórias em quadrinhos do herói: Queda do Morcego e Terra de Ninguém.

A obra tem qualidades. A preocupação de Nolan com o realismo é a maior delas: além do lado subjetivo do Batman, percorremos os problemas corporais que causam sua vida de vingador, e as exigências de exercício constante. Os outros personagens também têm caracterizações sempre próximas do plausível. Bane é forte como personagem pela união da falta de expressão facial (pela máscara) com um pensamento aparentemente calculista, planejado, e a presença física intimidadora. A Mulher Gato nunca se chama assim, e só delicadamente dá a impressão de orelhinhas de felina, por causa dos óculos especiais: não é mais uma "fantasiada", assim como outro personagem que surge pela primeira vez na nova série também não é. Há também problemas: lacunas de verossimilhança e ingenuidade do enredo (um exemplo está na batalha final Batman/Bane) e, principalmente, um teor ideológico intenso, que prejudicou sobremaneira meu envolvimento com a narrativa.

Essa ideologia será criticada abaixo - não por suas teses, mas pelo modo insidioso com que é introduzida: ela faz o filme funcionar como uma longa "falácia do espantalho", distorcendo a posição de seus oponentes até o ponto em que sejam simples de negar. É nela que quero me focar. Este artigo acaba sendo um texto mais direcionado para quem assistiu o filme - tudo que segue contém spoilers - portanto convido o leitor a retornar com a obra vista. No entanto, ele é legível como debate de ideias, para quem não pretende ver este Batman: o que trago, em suma, é uma leitura cultural-política de "terrorismo", "revolução" e "liberalismo".

Não pretendo justificar a necessidade dessa crítica à ideologia no corpo da coluna; se o leitor quiser impugnar a utilidade ou plausibilidade de um debate assim a respeito de uma história de um homem vestido de morcego, podemos discutir nos comentários.

Bane é os 99%
"Alguns homens só querem ver o mundo queimar". Comentei com um amigo essa frase do segundo filme da trilogia, fascinante pelo seu elogio à desordem (visível, por exemplo, nos posts que inspirou, como esse). Esse meu amigo retrucou com algo perspicaz: a tese, vinda da boca do mordomo inglês Alfred, é sintomática do pensamento do colonialismo britânico de tempos passados (no diálogo, o mordomo cita a incursão em Burma, atual Myanmar) e pinta o "terrorismo" como uma atitude destacada da razão; não há que compreendê-lo, basta combatê-lo (para um contraponto, leia a resenha de Virtude e Terror, antologia de Slavoj Zizek, por Vladimir Safatle). O Cavaleiro das Trevas Ressurge é construído sobre esse tipo de visão enviesada e/ou redutora de temas sociais, e é isso o que pretendemos demonstrar.

No país que assistiu em 2011 a expansão do movimento Occupy e do slogan "Nós somos os 99%" desde Wall Street para cerca de 600 comunidades norteamericanas e 95 cidades de 82 países, Nolan lança uma caricatura da crítica à riqueza e do status quo. A Mulher Gato diz: "Há uma tempestade chegando, senhor Wayne. Você e seus amigos vão se perguntar como puderam viver com tanto e deixar tão pouco para o resto de nós". É quase uma paráfrase do slogan mencionado, com o acréscimo da "tempestade", que remete a Bob Dylan em A Hard Rain's Gonna Fall, também de uma época de mudanças sociais. Há, assim, ao menos dois caminhos para que o público caracterize essa posição como típica de algo conhecido, e para ver tal posição derrogada: a chuva pesada que cairá será, enfim, o ataque de Bane que é descrito logo abaixo, e a Mulher Gato, como se pode prever, se arrependerá.

Há também o escárnio sobre a bolsa de valores: quando Bane a invade, alguém diz que não tem dinheiro ali; ele responde: "Sério? E o que vocês todos fazem aqui?". A ironia indica o despeito social possivelmente descrito por sim, é claro que há dinheiro, velhos vencedores e uma filiação tremenda com o poder. Bane por um instante é esse ressentimento. E também para que vejamos, de duas formas diferentes, que esse ressentimento é inapropriado.

Liberalista, Conservador, Apolítico
A primeira é a visão liberalista de mundo implicada. Em dado momento, Bruce Wayne - o Batman - pergunta ao funcionário que gere sua empresa porque pararam de financiar um orfanato. A resposta é que sem lucro essa ajuda não é possível. A melhora social se vincula aqui diretamente com o crescimento da iniciativa privada, sob a qual recai o financiamento destinado a menores carentes. Repare na ausência do Estado, que outrossim é sempre posto como poder corrupto ou ineficiente, seja Legislativo ou Executivo (um exemplo: o prefeito, diz-se, demitiria em breve o Comissário Gordon, ao fim do filme um herói) - é a indústria e seu modelo administrativo o ideal (a Corporação Wayne é quem desenvolve uma fonte de energia limpa superior a qualquer outra, além de um arsenal poderoso; mas com a sensatez de aguardar pelas "mãos certas" para entregar o material). O enredo comporta de certa forma até o mito do self-made man: Miranda Tate conta como nasceu pobre e se alegrava com uma fogueira, e agora é bilionária.

A segunda é a ideia conservadora de "revolução". Após explodir vários pontos de Gotham, dentro de um estádio arrasado, Bane discursa à massa: "Não viemos como conquistadores, mas como libertadores, para retornar o controle dessa cidade a seu povo". Na sequência, ele liberta prisioneiros de uma cadeia citada no início como destino de milhares de membros do crime organizado, chamando-os "oprimidos". O vilão se arroga uma revolução em nome da liberdade, do povo, dos oprimidos. São palavras, no filme, sem conteúdo, como se fossem só o negativo de qualquer coisa instituída antes. São ademais termos carregados e apontam para correntes ideológicas, em geral a esquerda, em específico o comunismo. Um exemplo dessa última ideia ocorre quando uma amiga da Mulher Gato lhe diz que tal residência é agora casa de todos - "de forma perfeitamente comunista", descreve o crítico Christian Toto. Ainda mais: o país de origem do cientista que altera um reator em arma nuclear para Bane é a Rússia - vilã típica em filmes hollywoodianos, por motivos simples de aferir.

A revolução de Bane é sobretudo vazia em forma e fato. Em primeiro lugar, o espectador não pode crer nela nem por um instante: sabemos que a bomba nuclear com que Bane ameaça a todos e impede que saiam da cidade explodirá de qualquer forma. Além disso, ele se mantém poderoso após a intervenção (o conquistador que negou ser). Por fim, não há, ecoando o Alfred colonialista, sentido ou objetivo: o que ele instaura é só barbárie. Assim como vê Hobbes, encerrado o Estado só há guerra de todos contra todos: o filme nos mostra os indivíduos sem capacidade de organização ou agência, entregues às gangues; a única instituição de pé é uma paródia do Judiciário. Apolítica, a revolução de Bane é um elogio ao status quo anterior, a opção mais sólida frente a mudanças que são irracionais ataques à democracia. Juntando as duas ideias apresentadas, temos uma proposta social clara, coroada pela defesa da coerção além da lei, para manter a lei: "Às vezes, as regras se tornam grilhões", diz Gordon...

Conforme diz Mark Fisher, no Guardian: "O Cavaleiro das Trevas Ressurge desenha linhas nítidas: comentários anticapitalistas são aceitáveis, mas qualquer ação direta contra os ricos ou lances revolucionários pela redistribuição da propriedade levam ao pesadelo distópico. (...) O filme pelo menos expôs a duplicidade e a violência necessárias para preservar as ficções em que os conservadores querem que acreditemos - mas demonizou a ação coletiva contra o capital, ao passo em que nos pede para ter esperança e fé em um rico purificado". Prefiro não me colocar, pelo menos nesta coluna, contra capitalistas ou conservadores, tampouco defender ou atacar o liberalismo ou o movimento Occupy. Meu foco é o esquema falacioso da produção de Nolan, e o empobrecimento de debate que pode causar, no que se refere a recobrir as ideias do adversário com distorções que impedem a sua compreensão.


Duanne Ribeiro
São Paulo, 14/8/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Rumos do cinema político brasileiro de Marília Almeida
02. O Pesadelo De Moravec de Adrian Leverkuhn
03. Pense no que vai engolir de Vera Moreira


Mais Duanne Ribeiro
Mais Acessadas de Duanne Ribeiro em 2012
01. Diário de Rato, Chocolate em Pó e Cal Virgem - 2/10/2012
02. Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge - 14/8/2012
03. Corpo é matéria, corpo é sociedade, corpo é ideia - 4/9/2012
04. Èpa Bàbá Oxalá! na Nota de Real - 3/4/2012
05. Cinco Sugestões a Autores de Ficção Científica - 7/2/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O PRIMO BASÍLIO
EÇA DE QUEIRÓS
MARTIN CLARET
(2004)
R$ 6,00



O DIREITO DE SER JOVEM
JOSÉ FERNANDES DE OLIVEIRA
PAULINAS
(1982)
R$ 5,00



O PAI QUE VIRAVA BICHO
CARLOS ALBERO CASTELO BRANCO
LE
(1998)
R$ 7,90



PSICOLOGIA EXPERIMENTAL
P. PAULO SIWEK
ANCHIETA
(1949)
R$ 24,50



OS PAIS DO CRUZADO CONTAM POR QUE NÃO DEU CERTO
ANDRÉ LARA RESENDE E OUTROS
L&PM
(1987)
R$ 5,00



VIDA
KEITH RICHARDS
GLOBO LIVROS
(2010)
R$ 30,00



DUPLO E A METAMORFOSE, O: A IDENTIDADE MITICA EM COMUNIDADES NAGO
MONIQUE AUGRAS
VOZES
(2008)
R$ 64,95



MUDANDO DE CASCA
GISELDA LAPORTA NICOLELIS
MODERNA
(2003)
R$ 9,90



COLOR E RESTAURANT DESIGN
ETHEL BARAONA/ LILIANA BOLLINI E JULIO FAJARDO
REDITAR LIBROS
(2009)
R$ 100,00



MATEMÁTICA CONECTE 1
VARIOS AUTORES
SARAIVA
(2014)
R$ 50,00





busca | avançada
78105 visitas/dia
2,2 milhões/mês