Sobre o preço dos livros 2/2 | Rafael Rodrigues | Digestivo Cultural

busca | avançada
39185 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
Colunistas
Últimos Posts
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
>>> Jeff Bezos em 2003
>>> Jack Ma e Elon Musk
>>> Marco Lisboa na Globonews
>>> Jorge Caldeira no Supertônica
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Retomada do crescimento
>>> Drummond: o mundo como provocação
>>> Cigarro, apenas um substituto da masturbação?
>>> De volta às férias I
>>> Redes e protestos: paradoxos e incertezas
>>> 2005: Diário de bordo
>>> Alfa Romeo e os bloggers
>>> Defesa dos Rótulos
>>> O Jovem Bruxo
>>> Sua Excelência, o Ballet de Londrina
Mais Recentes
>>> Marcados pelo passado de Lourdes Carolina Gagete pela Mundo maior (2010)
>>> Espíritos entre Nós de James Van Praagh pela Sextante (2009)
>>> Novamente em casa de Francisco Cândido Xavier Caio Ramacciotti Espíritos Diversos pela Geem (1984)
>>> OS Valores e o Tempo de Alceu Costa Filho pela Petit (2004)
>>> Sementes de vida Eterna de Djalma Santos pela Novo Ser (2011)
>>> Tempo de Escolhas de Francisco Cajazeiras pela Novo Ser (2011)
>>> 7 Estados do Coração de Rodolfo Beuttenmüller pela Gospel (2008)
>>> Alguém bateu na minha Porta de Osvaldo Jorge Degrazia pela Novo Ser (2012)
>>> Prelúdio de Paz de Djalma Santos pela Novo Ser (2011)
>>> O Caráter Ecumênico do Espiritismo de Paulo Rzezinski pela Edição do Autor (1995)
>>> A verdadeira Alma Gêmea de Fausto Oliveira pela Seame (1998)
>>> Como tomar posse da Bênção de R.R. Soares pela Graça Arte (1987)
>>> A luz de um novo Dia de João Cuin pela Dpl (2001)
>>> A Última Grande lição ( O Sentido da vida) de Mitch Albom pela Sextante (1998)
>>> Historia de Cristo para as Crianças de Rafael A. Ranieri pela Lake (2003)
>>> Náufragos da vida ( Pelo Espírito Lenuz Aqoqo) de Luciana Cardoso pela Dpl (2000)
>>> Racionalismo Cristão Responde de Fernando Faria pela Diagrama (1998)
>>> O Poder do Jovem ( Você pode se acha que pode!) de Lauro Trvisan pela Mente (2010)
>>> O Que é o Espiritismo de Allan Kardec pela Ide (2008)
>>> Obra Póstumas de Allan Kardec pela Ide (2008)
>>> A Dança da paz de Giuliana Martirani pela Paulinas (2006)
>>> Suas verdades ( O Tempo não Apaga) de Américo Simões pela Barbara (2009)
>>> Organize-se num Minuto de Donna Smallin pela Gente (2005)
>>> Assassinato no Expresso do Oriente de Agatha Christie pela Nova Fronteira (2011)
>>> Quatrocentos Contra Um - Uma História do Comando Vermelho de William da Silva Lima pela Vozes (1991)
>>> Confronto pedagógico: Paulo Freire e Mobral de Gilberta Martina Jannuzi pela Cortez & Moraes (1979)
>>> Escravidão, Homossexualidade e Demonologia de Luiz Mott pela Icone (1988)
>>> Socialismo Síntese das origens e doutrinas de Edgar Rodrigues pela Porta Aberta (2003)
>>> Sentença: Padres e Posseiros do Araguaia de Rivaldo Chinem pela Paz E terra (2019)
>>> Pancho Villa O revolucionário Mexicano de Earl Shorris pela Francisco Alves (1983)
>>> México em Transe de Igor Fuser pela Scritta (1996)
>>> Sociologia Política da Guerra camponesa de Canudos - Da destruição do Belo Monte ao aparecimento do MST de Clóvis Moura pela Expressão Popular (2000)
>>> Exclusão Escolar Racializada - Implicações do Racismo na Trajetória de Educandos da EJA de Tayná Victória de Lima Mesquita pela Paco Editorial (2019)
>>> Crítica da Razão Negra de Achille Mbembe pela N-1 Edições (2018)
>>> Esferas da Insurreição - Notas para uma vida não cafetinada de Suely Rolnik pela N-1 Edições (2013)
>>> Arqueofeminismo - Mulheres filósofas e filósofos feministas – Séculos XVII-XVIII de Maxime Rovere (Org.) pela N-1 Edições (2019)
>>> A Doutrina Anarquista ao Alcance de Todos de José de Oiticica pela A Batalha (1976)
>>> Helena de Machado de Assis pela Ática (1994)
>>> A 3° Visão de T. Lobsang Rampa pela Record (1981)
>>> A História Da Indústria Têxtil Paulista de Francisco Teixeira pela Artemeios (2007)
>>> Ciência tecnologia e gênero abordagens Iberoamericanas de Marília Gomes de Carvalho (org.) pela utfPR (2011)
>>> A Jornada de Erin. E. Moulton pela Nova Conceito (2011)
>>> A Melodia Feroz de Victoria Schwab pela Seguinte (2016)
>>> Despertar ao Amanhecer de C.C. Hunter pela Jangada (2012)
>>> Sussurro - Coleção Hush Hush de Becca Fitzpatrick pela Intrínseca (2009)
>>> Holocausto Nunca mais de Augusto Cury pela Planeta
>>> Lusíada (Nº 1): Revista Ilustrada de Cultura.- Arte.- Literatura.- História.- Crítica de Martins Costa/ Portinari/ Texeira Pascoaes (obras de) pela Simão Guimarães & Filhos./ Porto (1952)
>>> Fábulas que Ajudam a Crescer de Vanderlei Danielski pela Ave Maria (1998)
>>> Ninguém é igual a ninguém de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (1994)
>>> Você Pode Escolher de Regina Rennó pela Do Brasil (1999)
COLUNAS

Sexta-feira, 27/8/2010
Sobre o preço dos livros 2/2
Rafael Rodrigues

+ de 4400 Acessos
+ 1 Comentário(s)


Ilustra: o urso azul

Como disse colunas atrás, "vocês que me perdoem, mas preço de livro não é mais desculpa para quem gosta de ler". Leitores sempre dão um jeito de conseguir o livro pelo qual estão interessados, seja indo a um sebo, seja aproveitando promoções de livrarias. Não se pode dizer que determinados livros são baratos, mas dizer que livro é caro ― assim mesmo, generalizando ― já não é mais possível. Até porque não se mede o preço de um livro apenas por seu valor financeiro, mas também pelo que ele representa para cada leitor.

Um exemplo: qualquer uma das obras mais recentes de Rubem Fonseca é cara, para mim. Já as reedições dos seus livros que estão saindo pela editora Agir, não são. Tampouco acho caros os livros de Nelson Rodrigues que essa mesma editora tem reeditado. É como reclamar do preço de um romance de Dostoiévski (a citação do autor russo foi involuntária, em um primeiro momento, mas depois percebi que faz todo o sentido citá-lo junto a Nelson Rodrigues). Imaginemos que livros fossem comprados em leilões. Crime e castigo certamente seria disputado centavo a centavo.

Na primeira parte deste texto falei das porcentagens destinadas a cada participante da cadeia do livro. E muita gente joga a culpa do "preço alto" nas livrarias. É certo que na maioria dos casos 40% do preço do livro fica com a loja, mas quantas livrarias não dão descontos de 15% a 20% para professores, por exemplo?

A maioria dos estabelecimentos trabalha no esquema de consignação, ou seja, as editoras ou distribuidoras enviam os títulos para as lojas para que eles sejam "expostos", para que os clientes/leitores possam ver os livros e quem sabe comprá-los. Sendo mais claro: as livrarias não são donas de todos os livros que estão sob seu teto. Caso eles não sejam vendidos, ela os devolve sem maiores prejuízos, talvez apenas pagando os custos com transporte. Quando acontece um "livro-evento", como o mais recente de Dan Brown, ou os romances de vampiros da Stephanie Meyer, as lojas arriscam comprar uma grande quantidade de exemplares, já que a venda é tida como certa. Mas e quando esses livros encalham? Está feito o estrago. Sem contar as despesas que livrarias têm com funcionários, luz, água etc. Não sou um expert no assunto, mas as pessoas acham que, por venderem livros, as livrarias não pagam impostos, não pagam aluguel ou condomínio (no caso de a loja estar num shopping), não têm conta de água, luz e telefone.

Livreiros devem ter lá seus benefícios, isenções ou descontos em alguns impostos, mas livrarias são empresas como qualquer outra ― assim como as editoras. Colocar nelas a culpa de o livro ser caro no Brasil é um ato irresponsável, e o advento dos e-books mostrou que a coisa não é tão simples assim. Pelo menos por enquanto, os preços dos e-books ainda é alto por aqui, se compararmos esses valores com os das versões impressas das obras. O livro eletrônico elimina a distribuição e os gastos com impressão. Então por que ainda assim o preço continua quase o mesmo? Em alguns casos, é possível comprar um determinado livro impresso na Estante Virtual ― detalhe: livro novo, não usado ― por um preço inferior ao da sua versão digital. Teriam as editoras aumentado o preço de custo dos e-books? Ou as livrarias têm mesmo culpa no cartório? Na minha opinião, esta última possibilidade não parece ter muito sentido.

Na verdade, o mercado de e-books e e-readers, no Brasil, ainda vai passar por muitas transformações. A iniciativa de implantação de lojas de livros eletrônicos é louvável e necessária, bem como a criação de leitores eletrônicos por empresas nacionais. Mas a questão do preço ainda precisa ser melhor discutida. Como dito no texto anterior, hoje é possível comprar um Kindle por 600 reais. Nesse preço já estão incluídos os gastos com frete e as taxas de importação. Enquanto isso, a Positivo está comercializando o seu e-reader, o Alfa, por um preço de R$ 699,00.

Enfim. Estamos no início de uma revolução. E ela não se restringe à plataforma de leitura, mas atinge todo o mercado e até mesmo hábitos das pessoas. Consequentemente, os efeitos disso serão sentidos pela sociedade. Afinal, se o futuro dos livros for mesmo a digitalização e a substituição do impresso pelo eletrônico, as livrarias físicas estão destinadas à extinção. O leitor não poderá mais abrir um livro e cheirá-lo, tampouco poderá emprestar uma obra ou ter um autógrafo do autor na folha de rosto.

Por outro lado, e paradoxalmente, nos últimos anos, talvez até mesmo por conta de todo o frisson ligado à digitalização, os livros impressos passaram a ser mais valorizados. Há quem os utilize até como peças decorativas em casas e escritórios. Além disso, livros são motivo de orgulho e vaidade. Não há nada mais belo para um bibliófilo do que suas próprias estantes recheadas de títulos (muito embora a maioria deles não tenha sido lida pelos seus donos).

Um livro não é apenas seu conteúdo. Dizer isso seria reduzir a invenção de Gutenberg a algo pequeno demais, que não condiz com sua importância. Há muito mais coisas em jogo. A digitalização de obras é algo que precisa ser feito, lógico, mas é necessário pensar com cuidado em maneiras de se preservar o modelo impresso e tudo o que depende dele. Não se pode querer acabar com o livro físico. Pensar nisso e torcer contra a plataforma impressa é, na minha opinião, mesquinho demais.

Nota do autor
Leia também "Sobre o preço dos livros 1/2".


Rafael Rodrigues
Feira de Santana, 27/8/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Entrevista com o poeta mineiro Carlos Ávila de Jardel Dias Cavalcanti
02. A pérola do cinema sul-americano de Guilherme Carvalhal
03. Dando nome aos progres de Celso A. Uequed Pitol
04. O pródigo e o consumo de Eugenia Zerbini
05. Tebow é Fé de Daniel Bushatsky


Mais Rafael Rodrigues
Mais Acessadas de Rafael Rodrigues em 2010
01. Meus melhores livros de 2009 - 22/1/2010
02. O altar das montanhas de Minas - 21/5/2010
03. O grande jogo de Billy Phelan - 2/4/2010
04. O petista relutante - 29/10/2010
05. Sobre o preço dos livros 1/2 - 20/8/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
6/9/2010
16h27min
Ótimo texto, a comparação entre o preço do impresso e do digitalizado mostra como esse mercado tem de evoluir e como o preço "alto" dos livros não é parte unicamente da "fome capitalista das empresas por trás deles". E dizer que o livro é muito mais que conteúdo foi genial, quem realmente gosta de ler, gosta também do objeto livro, de sentir as folhas ásperas sob os dedos, do ato de manuseá-lo, de marcar as páginas e, claro, exibi-los por aí. Esse ritual faz parte da magia de uma boa leitura.
[Leia outros Comentários de Guilherme]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MITOLOGIA 5 - MINERVA
EDITORA ABRIL CULTURAL
ABRIL CULTURAL
(1976)
R$ 7,00



UM ELIXIR MISTERIOSO
AMANDA QUICK
ROCCO
(2001)
R$ 14,00



A CULPA É DAS ESTRELAS
JOHN GREEN; RENATA PETTENGILL
INTRINSECA
(2013)
R$ 15,00



A CIÊNCIA COM METAFÍSICA EM KARL POPPER
JOÃO BATISTA CICHERO SIECZKOWSKI
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 363,00



NIETZSCHE COMO PENSADOR POLÍTICO-UMA INTRODUÇÃO
KEITH ANSELL PEARSON
JORGE ZAHAR
(1997)
R$ 47,49



DEUS É INOCENTE - 3122
ZECA MARTINS
FUTURA
(2002)
R$ 8,00



ANAIS DO ARQUIVO PÚBLICO DA BAHIA VOL. XXXVI - 104
DIVERSOS
IMPRENSA OFICIAL DA BAHIA
(1961)
R$ 62,00



A FORMAÇÃO HUMANA NO PROJECTO DA MODERNIDADE
F. CABRAL PINTO
EDICOES PIAGET
(1996)
R$ 21,82



OUR WAY 3 - PREMIUM EDITION - CD-ROM
EDUARDO AMOS
RICHMOND
(2012)
R$ 104,00



BOLOS CRIATIVOS
ROMANA GARDANI
SENAC SP
(2010)
R$ 40,00





busca | avançada
39185 visitas/dia
1,1 milhão/mês