O grande jogo de Billy Phelan | Rafael Rodrigues | Digestivo Cultural

busca | avançada
31843 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Cinema é filosofia
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Mulher no comando do país! E agora?
>>> YouTube, lá vou eu
>>> YouTube, lá vou eu
>>> Bar azul - a fotografia de Luiz Braga
>>> Eu + Você = ?
>>> Virtudes e pecados (lavoura arcaica)
>>> Pela estrada afora
>>> A vida sem computador
Mais Recentes
>>> Coleção Os Pensadores de Vários pela Abril Cultural (1973)
>>> Passando a Limpo: a Trajetória de um Farsante: História Completa... de Pedro Collor de Mello/ Coord. Dora Kramer pela Record (1993)
>>> Passando a Limpo: a Trajetória de um Farsante: História Completa... de Pedro Collor de Mello/ Coord. Dora Kramer pela Record (1993)
>>> Um Diplomata da Regeneração - O 1º Conde de Villa Franca do Campo de Fernando Abecassis pela Tribuna da Historia (2007)
>>> Inspeção do Trabalho de Nelson Mannrich pela LTr (1991)
>>> Jurupari - Estudos de Mitologia Brasileira de Silvia Maria S. de Carvalho pela Ática (1979)
>>> Sport in the 21st Century de John Mehaffey & Reuters pela Thames & Hudson (2007)
>>> Matemática para economistas de Alpha Chiang pela Unesp (1982)
>>> Memórias do cárcere 3º volume Colônia Correlaccional de Graciliano Ramos pela José Olympio (1954)
>>> As hortaliças na medicina doméstica de A. Balbach pela Edel
>>> Caderno de teses vol.2 28ºCongresso Nacional procuradores Estado de Helena Maria Silva Coelho pela Metropole industria gráfica ltda (2002)
>>> Casais Inteligentes Enriquecem Juntos de Gustavo Cerbasi pela Gente/ SP. (2004)
>>> Ordem Juridico-econômica e trabalho de Ricardo Antonio Lucas Camargo pela Sergio antonio fabris (1998)
>>> Capo Verde. Una storia lunga dieci isole de Marzio Marzot & Maria de Lourdes de Jesus et alii pela D'Anselmi (1989)
>>> Investimentos Inteligentes: Para Conquistar e Multiplicar o seu Primeiro Milhão de Gustavo Cerbasi pela Thomas Nelson do Brasil (2008)
>>> Esquecidos e Renascidos - Historiografia Acadêmica Luso-americana de Iris Kantor pela Hucitec (2004)
>>> Nova York anos 40 de Andreas Feininger pela Museu Lazar Segall (2011)
>>> O Intelectual e o Poder de Eduardo Portella pela Tempo Brasileiro/ RJ. (1983)
>>> Indivíduo e Cosmos na Filosofia do Renascimento de Ernest Cassirer pela Martins Fontes (2001)
>>> Fundamentos Culturales de Civilizacion Industrial de John U. Nef pela Editorial Paidós/ Buenos Aires (1964)
>>> Noções Preliminares de Direito Previdenciário de Wagner Balera pela Quartier Latin (2004)
>>> Salvador Negro Amor de Sérgio Guerra pela Maianga (2007)
>>> Ensaios de Biologia Social - Encadernado de Josué de Castro pela Brasiliense/ SP (1957)
>>> A imprensa na História do Brasil & Fotojornalismo no século XX de Oswaldo Munteal & Larissa Grandi pela Desiderata/PUC (2005)
>>> Roteiro de Macunaíma (Encadernação de Luxo) de M. Cavalcanti Proença/ Autografado pela Ahembi/ SP. (1955)
>>> Alferes Teófilo Olegário de Brito Guerra -Um Memorialista Esquecido de Raimundo Soares de Brito pela Coleção Mossoroense (1980)
>>> HQ Os Grandes Inimigos do Mandrake Nº 2 + A Volta do Camelo de Barro de Lee Falk pela Globo (1989)
>>> Lugar de Fala de Djamila Ribeiro pela Polen (2019)
>>> Administração Financeira Internacional de David K. Eiteman, ArthurStonehill, e Michael Moffett pela Bookman (2002)
>>> HQ Os Grandes Inimigos do Mandrake Nº 1 + o Retorno do Cobra de Lee Falk pela Ebal (1989)
>>> História da Literatura Portuguesa/ Encadernado de Antonio José Saraiva e Oscar Lopes pela Porto Ed.
>>> Cortez -A Saga de Um sonhador de Teresa Sales -Goimar Dantas pela Cortez (2010)
>>> HQ Os grandes inimigos do Mandrake Nº 4 + Os Oito Tentáculos da Morte de Lee Falk pela Ebal (1989)
>>> HQ Rastros de ódio - Revista Cinemin Nostalgia 3 de Diversos Autores pela Ebal (1989)
>>> Regulamento do ICMS do Rio de Janeiro de Ana Cristina Martins Pereira pela Lex (2006)
>>> A cidade do sol de Khaled Hosseini pela Nova froteira (2007)
>>> HQ Revistsa Elipse nº 1 + Crepúsculo dos Super-heróis de David Campiti & Kevin Juaire & Bart Sears pela Ebal (1992)
>>> Cinquenta tons mais escuros de E L James pela Intrínseca (2012)
>>> As mil e uma noites- os corações desumanos de René Khawam pela Brasiliense (1991)
>>> HQ Quem foi? Os prisioneiros de Sulma de Diversos Autores pela Ebal (1982)
>>> Autoritarismo e Participação Política da Mulher de Fanny Tabak pela Graal/ RJ. (1983)
>>> Cartas entre amigos - sobre os medos contemporâneos de Fábio de melo e Gabriel chalita pela Ediouro (2009)
>>> A Civilização Romana de Pierre Grimal pela Edições 70 (2001)
>>> Centenário de José Bezerra Gomes de Joabel R. de Souza pela Fcjbg (2011)
>>> Alienação na Univesidade - a Crise dos Anos 80 de Paulo L. Hoffmann pela Edit. da UFSC (1985)
>>> O castelo da intriga de Paulo Stewart pela Scipicione (1996)
>>> No Tempo dos Faraós (Crianças Na História) de Ginette Hoffmann - Françoise Lebrun pela Scipione (1993)
>>> No Tempo dos Faraós (Crianças Na História) de Ginette Hoffmann - Françoise Lebrun pela Scipione (1996)
>>> As asas do joel de Walcir Carrasco pela Quinteto Editorial (2019)
>>> No Tempo dos Faraós (Crianças Na História) de Ginette Hoffmann - Françoise Lebrun pela Scipione (1998)
COLUNAS

Sexta-feira, 2/4/2010
O grande jogo de Billy Phelan
Rafael Rodrigues

+ de 6200 Acessos

Nascido em janeiro de 1928 na cidade de Albany, no estado de Nova York, o escritor e jornalista norte-americano William Kennedy é um dos maiores romancistas de sua geração. Sua obra, apesar de não ser extensa ― se comparada à de um Balzac ―, pode ser chamada de robusta, além de ambiciosa. Kennedy é autor do que ele mesmo batizou de "Ciclo de Albany", uma série de romances que têm em comum, entre outras coisas, o fato de todos terem sua cidade natal como cenário, além de ter escrito livros infantis, peças de teatro, roteiros de filme e obras de não-ficção.

Alguns de seus livros já haviam sido publicados no Brasil, durante as décadas de 1980 e 1990, mas estão fora de catálogo há anos. Isso começa a ser corrigido com a edição ― a primeira, no País ―, pela editora Cosac Naify, do romance O grande jogo de Billy Phelan (Cosac Naify, 2010, 344 págs.), o segundo volume do Ciclo de Albany. Para este ano de 2010 estão previstos, ainda, Ironweed (também em sua primeira edição no Brasil; com este livro William Kennedy venceu o Prêmio Pulitzer de 1984) e uma reedição de Velhos esqueletos, dando prosseguimento à publicação de todo o Ciclo.

Em O grande jogo de Billy Phelan ― que é precedido por Legs (título do original em inglês), que romanceia a vida do gangster Jack "Legs" Diamond, que atuou em Nova York no início do século XX, e cuja leitura não interfere no entendimento dos livros que vieram depois ―, acompanhamos alguns dias da vida de Billy Phelan, um jovem ― não tão jovem assim, pois Billy está prestes a fazer 30 anos ― que ganha a vida com o jogo ― boliche, sinuca, cartas, corridas de cavalo. Pela sorte e pelo talento que possui, Billy Phelan já poderia ter feito fortuna, mas seu prazer em correr riscos, seu desapego ao dinheiro e sua vida libertina não o permitem economizar dinheiro algum.

Apesar de dar título ao livro, Billy não é seu único protagonista. Ele divide esse posto com Martin Daugherty, um jornalista/escritor amigo e admirador de Billy, que se vê às voltas com a sombra do pai ― um escritor muito talentoso e extravagante que, na época em que se passa o romance, encontra-se num asilo, com a saúde debilitada ―, com um filho que decide ser padre, mesmo contra a vontade do pai, e com questionamentos sobre seu papel como jornalista numa cidade dominada politica e economicamente pelo clã dos McCall (seria Martin um reles serviçal, mesmo que involuntariamente, da família?) que, logo no segundo capítulo do livro, tem um dos seus, o jovem Charlie, sequestrado.

O grande jogo de Billy Phelan se passa, em quase sua totalidade, em menos de uma semana do mês de outubro de 1938. O fio que conduz a trama é o sequestro de Charlie. E é a partir desse fato que o autor revela os detalhes da cidade e da oligarquia dos McCall. As referências a preconceitos contra imigrantes ― representados no livro pelos irlandeses ―, aos negros ― há citações à Ku Klux Klan ― e ao Crash de 1929 dão ao romance uma importância ainda maior do que a pretendida pelo autor, que era a de, inicialmente, ficcionar os anos em que a cidade onde nasceu e foi criado era um território controlado pela família O'Connell ― os McCall do "mundo real". "Não tive a intenção de criá-lo [o "Ciclo"]: comecei pensando num romance de grande porte que pudesse satisfazer a minha obsessão com a história da cidade, uma das mais antigas dos Estados Unidos", diz o autor em um texto que escreveu em 2002.

Escrito de maneira que lembra a prosa rápida do escritor John Fante ― a diferença está em Kennedy ser mais refinado ― e com diálogos que chegam perto da perfeição, às vezes engraçadíssimos e às vezes desoladores, O grande jogo de Billy Phelan é leitura que se faz ligeira, motivada pela ânsia de descobrir como será o destino de Billy ― que contraria os McCall ao não se dispor a colher informações que poderiam levar aos sequestradores de Charlie, o que lhe traz sérios problemas ―; de Martin, que é amigo de Billy mas também tem relações com a poderosa família, além de ter a sua própria para sustentar, ou seja, tomar o partido do amigo pode lhe custar caro; e, claro, como termina o sequestro de Charlie.

Paralela às histórias dos personagens, está a discussão de temas relevantes e atemporais, como o vale-tudo que acontece dentro da política (os McCall e suas atitudes para manter o poder a qualquer custo), a relação entre pais e filhos (o pai de Billy que passa anos desaparecido e retorna a Albany, a influência que tem o pai de Martin sobre a carreira do filho e a vontade do próprio Martin de que seu filho não siga a carreira religiosa), e até mesmo a fé, já que Martin é uma espécie de sensitivo.

Na quarta capa do romance, o jornalista e crítico Daniel Piza escreve que "O grande jogo de Billy Phelan é o melhor romance do norte-americano". Mas Ironweed, livro que o sucede e que daqui a alguns meses o leitor brasileiro poderá, finalmente, ter acesso, é o mais conhecido, até por conta da adaptação que dele foi feita para o cinema, uma produção dirigida por Hector Babenco, protagonizada por Jack Nicholson e Meryl Streep, cujo roteiro ficou a cargo do próprio William Kennedy. Não existe, é claro, competição entre um livro e outro, mas saber qual deles é o melhor não deixa de ser uma motivação a mais para ler ambos os romances.

Para ir além






Rafael Rodrigues
Feira de Santana, 2/4/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração de Celso A. Uequed Pitol
02. Autoimagem, representação e idealização de Pati Rabelo
03. Blindagem das palavras? de Daniel Bushatsky
04. Elesbão: escravo, enforcado, esquartejado de Jardel Dias Cavalcanti
05. Nerdcast e seu toque de Midas de Carla Ceres


Mais Rafael Rodrigues
Mais Acessadas de Rafael Rodrigues em 2010
01. Meus melhores livros de 2009 - 22/1/2010
02. O altar das montanhas de Minas - 21/5/2010
03. O grande jogo de Billy Phelan - 2/4/2010
04. O petista relutante - 29/10/2010
05. Sobre o preço dos livros 1/2 - 20/8/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




RAGTIME
E. L. DOCTOROW
CIRCULO DO LIVRO
R$ 14,24



HISTÓRIAS DE SHAKESPEARE - VOL 2 - QUERO LER: CLÁSSICO
CHARLES E MARY LAMB ADAPTAÇÃO
ÁTICA
(2009)
R$ 14,94



ARTE CONTRA POLITICA NO BRASIL
JOÃO RICARDO MODERNO
PALLAS
(1984)
R$ 10,00



O MASSAGISTA MÍSTICO
V. S. NAIPAUL;
COMPANHIA DAS LETRAS
(2003)
R$ 10,00



VONTADE DE VIVER
REGINA DEFORGES
RECORD
(1993)
R$ 12,80



LEGYPTE
BRUNO CLOSTRE E JEAN HUREAU
LES EDITIONS
(1980)
R$ 15,28



ELEGANT EMPOWERMENT
PEGGY PHOENIX DUBRO;DAVID P. LAPIERRE
EVOLUTION OF CONSCIOUSNESS
(2002)
R$ 30,00



CONTOS NOVOS
MARIO DE ANDRADE
ITATIAIA
R$ 5,00



A HISTÓRIA NATURAL E AS POPULAÇÕES VOL 3 TRATADO DO SER VIVO
JACQUES RUFFIÉ
FRAGMENTOS
(1982)
R$ 39,70



CLT
SARAIVA
SARAIVA
(2014)
R$ 6,00





busca | avançada
31843 visitas/dia
1,0 milhão/mês