O grande jogo de Billy Phelan | Rafael Rodrigues | Digestivo Cultural

busca | avançada
82631 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Curitiba On-line: atividades culturais disponíveis para fazer em casa
>>> Luis Stuhlberger, um dos maiores gestores de fundos do país, participa do próximo Dilemas Éticos
>>> Cia. Palhadiaço faz temporada online de Depósito acompanhada por oficinas grátis
>>> GRUPO MORPHEUS TEATRO leva obra audiovisual “BERENICES” para teatros públicos do munícipio de São Pa
>>> II Bibliofest debate Agenda 2030 da ONU/IFLA em bate-papos literários e oficinas culturais
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
>>> Curtíssimas: mostra virtual estreia sexta, 16.
>>> Estreia: Geração# terá sessões virtuais gratuitas
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Caindo de paraquedas na escrita
>>> Inteligência artificial
>>> Rimbaud, biografia do poeta maldito
>>> 7 de Setembro
>>> Deixa se manifestar
>>> Auctoritas
>>> A arte do cinema imita o caos. Ou vice-versa
>>> Toca Raul!
>>> Seu Mauro
>>> Mamãe
Mais Recentes
>>> 9788522443987 de Michael Porter ( pela Campus (1999)
>>> Renunciando por Amor de Izoldino Rezende pela Cristo Consolador (2012)
>>> Linguagem de Sinais de Vários Autores pela Soc. Torre de Vigilia (1992)
>>> O Golpe de 64 e a Ditadura Militar (colecao Polemica) 5ª de Júlio José Chiavenato pela Moderna (1994)
>>> Guia Ilustrado de Peixes da Bacia do Rio Grande de Org Monica Maria Vaz pela Cetec (2000)
>>> Almas Que Voltam de Fernando do ó pela Feb (1988)
>>> Inculta e Bela V. 2 de Pasquale Cipro Neto pela Publifolha (2001)
>>> Licitações e Contratos Lei Nº 8666/93 de Varios pela Forum
>>> Livro House Of Night -Coleção Completa V.2 (7 ao 12) Ver Desc. Literatura de P.C. Cast e Kristin Cast pela Novo Seculo (2010)
>>> Luz na Penumbra de Aureliano Alves Neto e Outros pela Do Lar (1986)
>>> Quando Setembro Chegar de Fatima Arnolde pela Lumen (2013)
>>> Educação Pre-escolar de Gilda Rizzo pela Francisco Alves (1988)
>>> Dinamica de Grupo: Jogo da Vida e Didatica do Futuro de Balduino a Andreola pela Vozes (1985)
>>> Pronto Socorro de Plantas-bolso de Yone Fukusima pela Nobel (1989)
>>> O Avesso de Saulo Marden pela Do Autor (2005)
>>> Revista 58-ano I Numero 01-da União Brasileira de Escritores de Vários pela Cepe (1991)
>>> Lei de Licitações e Contratos Administrativos de Renato Geraldo Mendes pela Zenite (2006)
>>> Por Que Não o Melhor? de Jimmy Carter pela José Olympio (1976)
>>> O Branco da Maçã e Outros Lapsos de Luiz Ayrton Santos Junior pela Avant Garde (2015)
>>> Mulheres Em Terapia de Harriet Lerner pela Artes Médicas (1990)
>>> Be-a-bá da Cozinha- o Livro Que Ensina a Cozinhar de Vovó Sinhá pela Nagycolor
>>> Pregão Presencial e Eletronico de Joel de Menezes Niebuhr pela Zenite (2005)
>>> Recordações do Escrivão Isaias Caminha de Lima Barreto pela Folha (1997)
>>> Pensamentos e Emoçoes-bolso de Ana Maria Braga pela Nova Cultural (1998)
>>> Reliquias da Casa Velha de Machado de Assis pela Globo
COLUNAS

Sexta-feira, 2/4/2010
O grande jogo de Billy Phelan
Rafael Rodrigues

+ de 7000 Acessos

Nascido em janeiro de 1928 na cidade de Albany, no estado de Nova York, o escritor e jornalista norte-americano William Kennedy é um dos maiores romancistas de sua geração. Sua obra, apesar de não ser extensa ― se comparada à de um Balzac ―, pode ser chamada de robusta, além de ambiciosa. Kennedy é autor do que ele mesmo batizou de "Ciclo de Albany", uma série de romances que têm em comum, entre outras coisas, o fato de todos terem sua cidade natal como cenário, além de ter escrito livros infantis, peças de teatro, roteiros de filme e obras de não-ficção.

Alguns de seus livros já haviam sido publicados no Brasil, durante as décadas de 1980 e 1990, mas estão fora de catálogo há anos. Isso começa a ser corrigido com a edição ― a primeira, no País ―, pela editora Cosac Naify, do romance O grande jogo de Billy Phelan (Cosac Naify, 2010, 344 págs.), o segundo volume do Ciclo de Albany. Para este ano de 2010 estão previstos, ainda, Ironweed (também em sua primeira edição no Brasil; com este livro William Kennedy venceu o Prêmio Pulitzer de 1984) e uma reedição de Velhos esqueletos, dando prosseguimento à publicação de todo o Ciclo.

Em O grande jogo de Billy Phelan ― que é precedido por Legs (título do original em inglês), que romanceia a vida do gangster Jack "Legs" Diamond, que atuou em Nova York no início do século XX, e cuja leitura não interfere no entendimento dos livros que vieram depois ―, acompanhamos alguns dias da vida de Billy Phelan, um jovem ― não tão jovem assim, pois Billy está prestes a fazer 30 anos ― que ganha a vida com o jogo ― boliche, sinuca, cartas, corridas de cavalo. Pela sorte e pelo talento que possui, Billy Phelan já poderia ter feito fortuna, mas seu prazer em correr riscos, seu desapego ao dinheiro e sua vida libertina não o permitem economizar dinheiro algum.

Apesar de dar título ao livro, Billy não é seu único protagonista. Ele divide esse posto com Martin Daugherty, um jornalista/escritor amigo e admirador de Billy, que se vê às voltas com a sombra do pai ― um escritor muito talentoso e extravagante que, na época em que se passa o romance, encontra-se num asilo, com a saúde debilitada ―, com um filho que decide ser padre, mesmo contra a vontade do pai, e com questionamentos sobre seu papel como jornalista numa cidade dominada politica e economicamente pelo clã dos McCall (seria Martin um reles serviçal, mesmo que involuntariamente, da família?) que, logo no segundo capítulo do livro, tem um dos seus, o jovem Charlie, sequestrado.

O grande jogo de Billy Phelan se passa, em quase sua totalidade, em menos de uma semana do mês de outubro de 1938. O fio que conduz a trama é o sequestro de Charlie. E é a partir desse fato que o autor revela os detalhes da cidade e da oligarquia dos McCall. As referências a preconceitos contra imigrantes ― representados no livro pelos irlandeses ―, aos negros ― há citações à Ku Klux Klan ― e ao Crash de 1929 dão ao romance uma importância ainda maior do que a pretendida pelo autor, que era a de, inicialmente, ficcionar os anos em que a cidade onde nasceu e foi criado era um território controlado pela família O'Connell ― os McCall do "mundo real". "Não tive a intenção de criá-lo [o "Ciclo"]: comecei pensando num romance de grande porte que pudesse satisfazer a minha obsessão com a história da cidade, uma das mais antigas dos Estados Unidos", diz o autor em um texto que escreveu em 2002.

Escrito de maneira que lembra a prosa rápida do escritor John Fante ― a diferença está em Kennedy ser mais refinado ― e com diálogos que chegam perto da perfeição, às vezes engraçadíssimos e às vezes desoladores, O grande jogo de Billy Phelan é leitura que se faz ligeira, motivada pela ânsia de descobrir como será o destino de Billy ― que contraria os McCall ao não se dispor a colher informações que poderiam levar aos sequestradores de Charlie, o que lhe traz sérios problemas ―; de Martin, que é amigo de Billy mas também tem relações com a poderosa família, além de ter a sua própria para sustentar, ou seja, tomar o partido do amigo pode lhe custar caro; e, claro, como termina o sequestro de Charlie.

Paralela às histórias dos personagens, está a discussão de temas relevantes e atemporais, como o vale-tudo que acontece dentro da política (os McCall e suas atitudes para manter o poder a qualquer custo), a relação entre pais e filhos (o pai de Billy que passa anos desaparecido e retorna a Albany, a influência que tem o pai de Martin sobre a carreira do filho e a vontade do próprio Martin de que seu filho não siga a carreira religiosa), e até mesmo a fé, já que Martin é uma espécie de sensitivo.

Na quarta capa do romance, o jornalista e crítico Daniel Piza escreve que "O grande jogo de Billy Phelan é o melhor romance do norte-americano". Mas Ironweed, livro que o sucede e que daqui a alguns meses o leitor brasileiro poderá, finalmente, ter acesso, é o mais conhecido, até por conta da adaptação que dele foi feita para o cinema, uma produção dirigida por Hector Babenco, protagonizada por Jack Nicholson e Meryl Streep, cujo roteiro ficou a cargo do próprio William Kennedy. Não existe, é claro, competição entre um livro e outro, mas saber qual deles é o melhor não deixa de ser uma motivação a mais para ler ambos os romances.

Para ir além






Rafael Rodrigues
Feira de Santana, 2/4/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Fotonovela: Sociedade/ Classes/ Fotografia de Duanne Ribeiro
02. Assange: efeitos da internet em nosso cotidiano de Humberto Pereira da Silva
03. Bruce, Bane e Batman de Vicente Escudero
04. Sobre o preço dos livros 1/2 de Rafael Rodrigues
05. Um gadget de veludo de Vicente Escudero


Mais Rafael Rodrigues
Mais Acessadas de Rafael Rodrigues em 2010
01. Meus melhores livros de 2009 - 22/1/2010
02. O altar das montanhas de Minas - 21/5/2010
03. O grande jogo de Billy Phelan - 2/4/2010
04. O petista relutante - 29/10/2010
05. Sobre o preço dos livros 1/2 - 20/8/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Frommers - Guia Completo de Viagem - Orlando
Rena Bulkin
Julio Louzada
(1995)



A Última Conversão
Art Ayris - Danny Buladani e Outros
100%cristão
(2012)



Gente Catarina Origens e Raízes
Werner Zotz
Letras Brasileiras
(2002)



Bichinho de Estimação - Coleção Eu Gosto Mais Leitura
Alina Perlman
Ibep Geral
(2012)



Le Dernier Jour Dun Condamné
Victor Hugo; Lecture Accompagnée Par Alain T
Gallimard
(2000)



A Lenda do Centauro
Antonio Santos
Record
(1999)



Transformando Suor Em Ouro
Bernardo Rocha de Rezende
Sextante
(2006)



Língua e Estilo Ironia e Humor Nas Crônicas de Veríssimo
Roberto Carlos Borges
Velocípide
(2002)



Und Jetzt Ihr! Basisgrammatik Fur Jugendliche
Christine Schmidte * Marion Kerner
Hueber
(2002)



Nada Melhor Que um Beijo
Carmen Martins
Difusão Cultural do Livro
(2006)





busca | avançada
82631 visitas/dia
2,6 milhões/mês