Terminar o ano correndo | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
22994 visitas/dia
708 mil/mês
Mais Recentes
>>> "A PALAVRA FORA DO LUGAR: ESCRITORES REFUGIADOS E EM RISCO no CCBB RJ
>>> Escritora Regina Zappa fala sobre maio de 1968 no Sem Censura
>>> Roberta Sá e Gilberto Gil lançam single
>>> Renova Centro promove evento de entrega do Prêmio Dom Quixote a quem faz a diferença no Cen
>>> Exposição gratuita retrata cultura underground de São Paulo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Cães, a fúria da pintura de Egas Francisco
>>> O Vendedor de Passados
>>> A confissão de Lúcio: as noites cariocas de Rangel
>>> Primavera para iniciantes
>>> Nobel, novo romance de Jacques Fux
>>> De Middangeard à Terra Média
>>> Dos sentidos secretos de cada coisa
>>> O pai da menina morta, romance de Tiago Ferro
>>> Joan Brossa, inéditos em tradução
>>> Sebastião Rodrigues Maia, ou Maia, Tim Maia
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
>>> Sarau Libertário em BH
>>> Psiu Poético em BH esta semana
>>> Existem vários modos de vencer
Últimos Posts
>>> Entre a esperança e a fé
>>> Tom Wolfe
>>> Terra e sonhos
>>> Que comece o espetáculo!
>>> A alforja de minha mãe
>>> Filosofia no colégio
>>> ZERO ABSOLUTO
>>> Go é um jogo mais simples do que imaginávamos
>>> Wild Wild Country
>>> Um velho adolescente
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O lilás da avenida sou eu
>>> O Anvil e o amor à música
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> Physica Curiosa: a feiura dos pés
>>> Olga e a história que não deve ser esquecida
>>> Ficção Brasileira Contemporânea, por Karl Erik Schøllhammer
>>> Mário Botas ou o Regresso de Narciso
>>> Ficar ou não ficar?
>>> Sebastião Rodrigues Maia, ou Maia, Tim Maia
>>> Acordo Internetês Ortográfico
Mais Recentes
>>> Iemanjá/Ogum - Volume 1
>>> Corações de Pedra
>>> A Escolha de Sofia
>>> Pedagogia Do Amor
>>> Veja - A História é Amarela
>>> Os Segredos que não contei para as Donas de Casa
>>> Deficiência e Trabalho
>>> A Alegoria da Caverna
>>> O Duque e Eu - Os Bridgertons - 1
>>> Até que a Vida os Separe
>>> Nos Subterrâneos da Mente - Psiquiatria na Vida Diária
>>> Desenvolvimento da Linguagem Oral e Escrita em Criancas de 0 A 5 Anos
>>> Os Sentidos da Paixão
>>> As Marcas Diabólicas
>>> Entenda e Ponha em Prática as Ideias de Stephen Covey
>>> O Fardo da Nobreza
>>> Entenda e Ponha em Prática as Ideias de Andrew Grove
>>> A Dieta do Rabino ( A cabala da Comida)
>>> A guerra suja
>>> A Cabala do Dinheiro
>>> Secretário intimo preboste e juiz ou intendente dos edifícios ou mestre em Israel
>>> La Fête au Bouc
>>> O Retrato 2 Tomo
>>> O Continente- Tomo 2
>>> Esaú e Jacó
>>> Dom Casmurro
>>> Memorial de Aires
>>> A mão e a luva
>>> Obra Poética
>>> Obra completa - 02 vols.
>>> Os Sertões - 03 vols.
>>> O homem
>>> O mulato
>>> Casa de Pensão
>>> Livro de uma sogra
>>> Fantoches e Outros contos
>>> Noite e O prisioneiro
>>> Saga
>>> O resto é silêncio
>>> Caminhos Cruzados
>>> Israel em abril.
>>> A volta do gato preto
>>> Um lugar ao sol
>>> O Senhor Embaixador
>>> Gato preto em campo de neve
>>> Solo de clarineta - 02 vols.
>>> Clarissa
>>> Música ao longe
>>> Um certo Henrique Bertaso e Artigos diversos
>>> México
COLUNAS

Quinta-feira, 6/1/2011
Terminar o ano correndo
Elisa Andrade Buzzo

+ de 2000 Acessos
+ 1 Comentário(s)


foto: Sissy Eiko

Houve algo de olímpico em adentrar no Estádio do Pacaembu por seu portão principal ― Estádio Municipal Paulo Machado de Carvalho ―, apesar de tê-lo feito ao lado de centenas de esportistas amadores numa corrida noturna permeada por poucos espectadores, muitos incentivadores e cachorrinhos vestidos de Papai Noel.

Eu mesma, corredora de última hora, de última esperança, louca por bola, já tendo desistido de procurar parceiros para esportes coletivos. Não sabendo ao certo o motivo de ter embarcado num esporte que me deixava estafada, achando-o insosso e até mesmo parado, embora prestes a rever minha opinião. Eu mesma nadadora por obrigação, agora nadadora por paixão e diversão. O caminho foi inesperado e natural: da água rumei para a terra. O esporte nos faz melhores, só não sei exatamente em quê e para quê, mas nos faz sensação, sangue correndo, músculos, cansaço, satisfação.

Continuando, beirou o sublime aquela entrada, como na verdade todas as largadas são: o átimo em que se inicia, ainda que lentamente, a corrida é sair da jaula, o encontro da floresta. Embaralhados, os corredores vão encontrando o lugar de seus corpos, se não é um fio que os atravessa, a princípio todos aptos para a pequena provação. E por que o esporte nos traz este sentimento, de superioridade? Mas não em seu lado pejorativo ― em que se menospreza o outro, pois aqui não se trata de pisar os adversários, sem subverter o asfalto, há medalhas para todos e a luta contra o tempo é de si para si ―, e sim como elevação.

Dizem que não se pensa em nada enquanto se nada. É isso mesmo? Sim, ainda que se esboce um pensamento, este se oblitera em algum momento do nado. Como quando vamos dizer algo e a ideia se dissipa para depois emergir sua lembrança. Ficamos, então, durante um treino de natação, numa atitude frágil, levemente esquecida ― em suspenso. Talvez o pensamento se resuma a dois pontos: o controle ritmado da respiração e a sincronicidade dos movimentos dentro d'água. Caso isso se perca não se está imerso, nadando de fato, mas apenas a passeio.

Correr não deixa de ter seus paralelos com a natação, atividade solitária. O cansaço que sinto no início do treino é tão grande que penso: não dá mais, vou parar. Ou: por que estou me dando ao trabalho de fazer isso? E assim: por que continuo então? Há uma meta adiante, a linha de chegada que parece se distanciar como uma miragem, os metros de praxe? Felizmente o ritmo da respiração sobreleva e, a partir daí, parece que o corpo pode suportar o que quer que seja, uma maratona, uma travessia em águas geladas ou escaldantes. Uma onda de felicidade, um gozo perpassa o final de uma corrida.

Por outro lado, enquanto se corre se pensa em tudo, na desistência, na paisagem, na bexiga cheia. É como se preparar para uma viagem, tentar de antemão entender os caminhos a serem percorridos, mas saber que o caminho a ser de fato traçado inquestionavelmente se faz de forma diferente. Não era de carro que cruzava a inofensiva avenida? Pois agora o ritmo é outro; embora mais lento, a velocidade é alucinante, já que se trata do pensamento em movimento.

Nos finais de ano temos a perspectiva dos corredores, repassando o caminho antes vagarosamente percorrido num flash, às pressas, sentindo o vento batendo no rosto e no corpo, o sol usurpando a brancura da pele. Por outro lado, a concentração pode impedir a contemplação da paisagem. Reconheço a farmácia, algumas casas, mas me esqueço totalmente de olhar, por exemplo, para a escultura de coelho no decorrer da prova. E ainda bem, pois aí pareço ter entrado no ritmo, mais uma vez é o seu encontro com a respiração que está em jogo!

Eis-me agora já fora do estádio, depois de completada uma volta em torno dele, agora atravessando a Avenida Pacaembu. O silêncio de interior é calcado de pisadas. Parecem tão próximas e familiares as árvores revestidas de luzes azuis de Natal. As casas e os apartamentos soam como parte indissolúvel da paisagem. Alguns corredores encontram fôlego para conversar sobre a saudosa concha acústica. Do céu noturno escorre um bálsamo que alivia o cansaço. Daqui não se é privado da dor, embora o final possa recompensar.


Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 6/1/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Um caso de manipulação de Celso A. Uequed Pitol
02. Um parque de diversões na cabeça de Renato Alessandro dos Santos
03. O que te move? de Fabio Gomes
04. Amy Winehouse: uma pintura de Jardel Dias Cavalcanti
05. Gerald Thomas: uma autobiografia de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo em 2011
01. Triste fim de meu cupcake - 17/2/2011
02. No tempo da ficha telefônica - 12/5/2011
03. Adeus, Belas Artes - 20/1/2011
04. Doces bárbaros - 23/6/2011
05. Um mundo além do óbvio - 28/4/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
6/1/2011
23h38min
A emoção canta mais alto dentro de nós e toda a nossa vida é como a ilusão de um barco que navega em alto mar. Às vezes, somos racionais. Mas em todas as datas comemorativas corremos, presenteamos, muitas vezes choramos. É a emoção que canta mais alto, mesmo.
[Leia outros Comentários de Manoel Messias perei]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CONHECIMENTO OBJETIVO - UMA ABORDAGEM EVOLUCIONÁRIA
KARL POPPER
ITATIAIA
(1975)
R$ 49,90



A ESPANTOSA VIDA DE OCTAVIAN NOTHING - TRAIDOR DA NAÇÃO
M. T. ANDERSON
WMF MARTINS FONTES
(2009)
R$ 14,90
+ frete grátis



BAZAR DO FOLCLORE - VOLUME 5 (LITERATURA INFANTO-JUVENIL)
RICARDO AZEVEDO
ÁTICA
(2001)
R$ 8,00



GRACILIANO RAMOS
ASSIS BRASIL
ORGANIZAÇÃO SIMÕES
(1969)
R$ 45,00



LIVRO DEPRESSÃO E ANSIEDADE
LINCOLN MIYASAKA E CELMA MIYASAKA
ABBA PRESS
(2008)
R$ 19,90



SR. GUM E OS CRISTAIS DE PODER
ANDY STANTON
GALERINHA RECORD
(2013)
R$ 11,50



COZINHA CAIPIRA DE CELIA E CELMA
CELIA MAZZEI
NOVA FRONTEIRA
(1994)
R$ 50,00



A VOLTA AO MUNDO EM OITENTA DIAS
JÚLIO VERNE
LIVRARIA BERTRAND
R$ 50,00



THE LENORMAND FORTUNE-TELLING CARDS: THE LEGENDARY 18TH-CENTURY ORACLE
HAROLD JOSTEN
STERLING ETHOS
(2017)
R$ 199,99



QUALIDADE DE V|IDA - 3ª EDIÇÃO
DR. WANDERLEY RIBEIRO PIRES
DO AUTOR
(1997)
R$ 7,00





busca | avançada
22994 visitas/dia
708 mil/mês