Matrix, ou o camarada Buda | Alexandre Ramos | Digestivo Cultural

busca | avançada
44238 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Segunda-feira, 21/10/2002
Matrix, ou o camarada Buda
Alexandre Ramos

+ de 2600 Acessos
+ 4 Comentário(s)

É muito raro eu conseguir ler ou ouvir alguma coisa que preste sobre a assim chamada "sabedoria oriental". Normalmente, aquilo que aparece não só não me convence como ainda consola das misérias deste nosso decadente Ocidente. Vejam a Índia, por exemplo. Tudo lá é sagrado: o rio Ganges, as vacas, os macacos que vivem nos templos, certas árvores, tudo é sagrado. Tudo, menos a vida humana. Há poucos anos (1) fiquei encantado com a sabedoria de uma aldeia que assassinou um casal de adolescentes que, pertencendo a castas diferentes, cometeram o abominável crime de se apaixonar. As respectivas famílias e vizinhos primeiro tentaram enforcar os jovens, mas como eles demoravam para morrer acenderam uma fogueira embaixo. Muito sábio.

Mas sábia mesmo, pra valer, é a China. Depois de ter obtido um relativo sucesso na destruição da cultura milenar do país, o governo comunista está agora dando o maior duro para controlar quaisquer manifestações religiosas.

A Igreja Católica Patriótica é um pastiche de cristianismo, que recusa a comunhão com o papa, com o próprio Jesus Cristo, e só diz amém mesmo a Pequim. Os bispos, padres e leigos que permanecem fiéis à comunhão católica são perseguidos, difamados, presos, torturados e mortos.

O que os chineses estão fazendo com o pobre do Tibete também não é brincadeira. Eles agora querem porque querem controlar os lamas que poderão, no futuro, identificar a criança que seria a próxima "reencarnação" de Buda e assim tornar-se o Dalai Lama, visto que o atual, exilado na Índia há 40 anos, é considerado um inimigo do Estado chinês, e eles querem alguém mais "leal". As "autoridades religiosas" chinesas chegam mesmo a dizer que, por sua falta de "patriotismo", o Dalai Lama pode perder a possibilidade de "reencarnar". Vai ser sábio assim na China.

Um filme interessante de ficcção com Keanu Reeves, Matrix, trata de um mundo dominado pelas máquinas, para as quais os humanos seriam fonte de energia. "Criados" em incubadoras, suas vidas - exatamente como as nossas - seriam apenas virtuais, induzidas em suas mentes a partir de um programa de computador. Um reduzido grupo de pessoas que escapou a essa dominação procura enfrentar as máquinas, invadindo o programa e tentando libertar os demais. Não falta aquele que prefere a doce ilusão às dificuldades e asperezas da "vida real", e não hesita em trair seus companheiros.

Ora, é exatamente isso que o socialismo apregoa. Para esses iluminados, nós somos vítimas de uma ideologia capitalista que não só nos escraviza como ainda faz com que pensemos que somos livres e acreditemos estar no melhor mundo possível, aceitando a desigualdade social e outros problemas como parte normal da vida, da natureza.

Eles então, os detentores absolutos da verdade, pretendem nos libertar dessa dominação e, de quebra - já que provamos nossa incompetência - fazer o favor de nos governar, ou melhor, nos dirigir. E para quem cai nessa "liberdade", a história está aí para provar, qualquer discordância dos "geniais guias dos povos" conduz diretamente - e isso na melhor das hipóteses - ao hospital psiquiátrico, aos campos de "reeducação", freqüentemente ao fuzilamento. Há quem diga, e, por incrível que pareça, a sério, que o socialismo, que "nunca foi posto em prática" (!), não pode ser responsabilizado pela morte de quase cem milhões de pessoas. Tá bom então.

O crítico Neal Gabler diz que Marx "sempre subestimou o sentimento das pessoas. Um de seus maiores enganos foi insistir em falar como elas realmente se sentiam, como se dissesse 'Você pensa que é feliz, mas eu sei melhor do que você; você não é realmente feliz'".

Entretanto, de todos esses iluminados (budas!) quem mais do que qualquer outro assumiu a onisciência divina e o pesado encargo de conhecer a verdade (2) e dela nos libertar para o que ele considera um mundo melhor foi o italiano Antonio Gramsci, a serviço do qual se encontram, no mais das vezes inconscientemente, uma considerável parcela de nossos artistas, intelectuais, jornalistas e mesmo religiosos, perto dos quais a mais histérica das fãs do padre Marcelo Rossi ganha uma consistência até então insuspeitada.

De qualquer modo, sempre se pode contar com a incompetência paralisante dessas autoproclamadas e autofestejadas elites intelectuais, que descobrem a pólvora justamente naquilo que anteontem deixou de ser moda na Europa ou nos Estados Unidos. Mas se nós acabarmos caindo na mão dessa gente, vai ser bem o caso de sairmos todos, de mãos dadas, cantando que "a gente não sabemos escolher presidente, a gente não sabemos tomar conta da gente. Inútil, a gente somos inútil".

Notas
(1) Aqui está uma mais recente: na noite do dia 16.6.2000, pelo menos 20 membros da comunidade de Yadav, de leiteiros (pertencentes às castas mais baixas da sociedade hindu), foram assassinados pelo Ranvir Sena, exército particular de latifundiários, num povoado do Estado de Bihar. E tome sabedoria oriental!

(2) "Verdade", aqui, num sentido muito próprio. Pois como ensina Bertolt Brecht, "para um comunista, a verdade e a mentira são apenas instrumentos, ambos igualmente úteis à prática da única virtude que conta, que é a de lutar pelo comunismo".


Alexandre Ramos
Teresópolis, 21/10/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Margarida e Antônio, Sueli e Israel de Duanne Ribeiro
02. Livros para um cruzeiro de Eugenia Zerbini
03. 90125: o renascimento do Yes de Diogo Salles
04. Fotonovela: Sociedade/ Classes/ Fotografia de Duanne Ribeiro
05. A Escolha de Alice de Marilia Mota Silva


Mais Alexandre Ramos
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
21/10/2002
12h35min
Alexandre, parece que é chegada a hora de "run for cover". Os cubanos, às vésperas da instalação da ditadura de fidel, tinham a Flórida a menos de duzentos quilômetros de distância e reconstruiram a duras penas, no sul daquele estado, uma mini-Havana, mesmo clima, mesmo mar morníssimo, mesmas palm trees... Claro, fácil é falar agora, depois de décadas de "recomeço" em uma terra que, afinal de contas, não era a deles e que não "estava no programa". Aqui no Rio conheço várias pessoas que, precavidas, já requisitaram a nacionalidade portuguesa dos avós, ou italiana (ou polonesa!!). Run for cover. Pena. Muita pena. Decididamente, não "estava no programa"... Parabéns pela bela crônica. Um abraço.
[Leia outros Comentários de Toni]
21/10/2002
14h37min
Caro Alexandre, Permita-me discordar um pouco da sua visão daquilo que chama de "sabedoria oriental". Não sei se compreendi bem, mas, na sua crônica, você cita fatos e situações ocorridas na sociedade da China e da Índia, ilustrando-os como exemplos dignos da "sabedoria" do oriente. Pode ser que sua opinião ser refira apenas ao oriente atual, em caso contrário, não vejo nela muita procedência. Não é preciso adentrar muito no campo filosófico para saber que a milenar tradição religiosa e metafísica oriental deve ser entendida no seus aspecto dual,a saber: o Exotérico e o Esotérico. O caráter Exotérico seria, em poucas palavras, o lado exógeno do conhecimento, seu contorno simbólico, que é mais acessível às massas; já o caráter Esotérico, representa o verdadeiro siginficado cognoscitivo em si, compreendido apenas por aqueles poucos que se dedicam arduamente ao seu estudo. Desse modo como querer atribuir a certos eventos ocorridos nesta ou naquela cultura oriental a legitimidade para ilustrar a real sabedoria destes povos? Por isto,Alexandre, só posso entender com ironia, seus exemplos de "sabedoria oriental", bem como as comparações que faz em relação ao ocidente. Na sua linha de raciocínio, seria então possível colocarmos a Inquisição; o neocolonialimo; as 2 Guerras Mundias; a bomba atômica,etc. como sendo grandes exemplos da "sabedoria ocidental"??? Assim, entendo ser, no mínimo, equivocado querer reputar atitudes de indivíduos pseudo-sábios, ou que nada tem haver com a real sabedoria - seja ela oriental ou ocidental -, como dignas manifestações destas. Um Abraço P.S.: Autores como Carl Jung, René Guenon, Papus e H.P.Blavatsky escreveram coisas a respeito da sabedoria oriental que talvez valha a pena vc ler.
[Leia outros Comentários de LEONARDO]
26/10/2002
02h06min
De fato, não é fácil definir o que seja "Sabedoria". Entretanto, é inaceitável comparar um cientista (Jung) e um metafísico (Guénon) com dois conhecidos picaretas (os dois últimos nomes citados no comentário nr. 2)
[Leia outros Comentários de Roberto]
27/10/2002
18h34min
Roberto, concordo plenamente com a sua primeira afirmação. Só temo que, nas outras, vc tenha sido vítima de um grande inimigo da sabedoria - o PRECONCEITO -, como diria Einstein. Não sei se essa sua opinião se baseia em estudos sérios ou apenas em boatos, como quase sempre acontece. Neste caso procure ler e entender o real valor de obras como A Doutrina Secreta e Tratado de Ciências Ocultas,entre outras. Atenciosamente.
[Leia outros Comentários de LEONARDO ]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A NOVA ORDEM MUNDIAL
JOSE WILLIAM VESENTINI
TICA
(1997)
R$ 8,00



DICCIONARIO DE DUDAS Y DIFICULTADES DE LA LENGUA ESPANOLA
MANUEL SECO
ELLIOTS BOOKS
(1990)
R$ 10,00



GEORGE LUCAS SKYWALKING
POLLOCK, DALE
EDITORA ÉVORA
(2015)
R$ 69,90



AURÉLIA DE SOUSA EM CONTEXTO - A CULTURA ARTÍSTICA NO FIM DE SÉC.
MARIA JOÃO LELLO ORTIGÃO DE OLIVEIRA
IMPRENSA NACIONAL - CASA DA MO
(2006)
R$ 45,97



COMPLEXO DE CINDERELA
COLETTE DOWLING
MELHORAMENTOS
(2002)
R$ 7,99



OS HERÓIS E UMA VIDA SUSTENTÁVEL
BEATRIZ MONTEIRO DA CUNHA
EVOLUIR
R$ 5,50



ESCOLA DO TERROR
TOM B. STONE
ROCCO
(2003)
R$ 12,00



FISIOLOGIA DA NUTRIÇÃO VOLUME 1
REBECA C DE ANGELIS
EDART
(1979)
R$ 40,00



O FILHO DO PADEIRO
SERGIO CAPPARELLI
LPM
(1997)
R$ 7,00



O CAMINHO DE VOLTA
ROSE TREMAIN
ROCCO
(2010)
R$ 28,00





busca | avançada
44238 visitas/dia
1,1 milhão/mês