Comentários de Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
74271 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Inspirado nas Living Dolls, espetáculo de Dan Nakagawa tem Helena Ignez como atriz convidada
>>> As Caracutás apresentam temporada online de Tecendo Diálogos com bate-papo e oficina
>>> Obra de referência em nutrição de plantas ganha segunda edição revista e ampliada
>>> FAAP promove bate-papo com as atrizes Djin Sganzerla, Zezita Matos e com o diretor Allan Deberton
>>> Elísio Lopes Jr comanda oficina gratuita de dramaturgia nesta sexta-feira (27)
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
>>> Mas se não é um coração vivo essa linha
Colunistas
Últimos Posts
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
>>> Como elas publicavam?
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Machado polímata
>>> In the Line of Fire
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> A polêmica dos quadrinhos
>>> Ad Usum Juventutis
>>> Schopenhauer sobre o ofício de escritor
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Últimos Dias, de Gus Van Sant
>>> Poesia sem ancoradouro: Ana Martins Marques
>>> Para você estar passando adiante
Mais Recentes
>>> Passagens – Crises Previsíveis da Vida Adulta de Gail Sheehy pela Francisco Alves (1980)
>>> A Chave da Longevidade de Dr. Hugues Destrem pela Europa-América (1979)
>>> A Força da Saúde de Victor Hugo Belardinelli pela Movimento (2013)
>>> O Envelhecimento de Luiz Eugênio Garcez Leme pela Contexto (1997)
>>> Velhice - Culpada ou Inocente? de Carlos Eduardo Accioly Durgante pela Doravante (2008)
>>> Envelhecimento Bem-Sucedido de Newton Luiz Terra e Beatriz Dornelles (Orgs.) pela Edipucrs (2003)
>>> Naturalmente Mais Jovem de Roxy Dillon pela Sextante (2016)
>>> Direito Administrativo Descomplicado de Marcelo Alexandrino e Vicente Paulo pela Método (2019)
>>> Tópicos de Matemática Aplicada de Luiz Roberto Dias de Macedo, Nelson Pereira Castanheira e Alex Rocha pela Intersaberes (2018)
>>> Gestão de Custos de Carlos Ubiratan da Costa Schier pela Ibpex (2011)
>>> Ética Empresarial na Prática de Mario Sergio Cunha Alencastro pela Intersaberes (2016)
>>> Gestão Socioambiental no Brasil de Rodrigo Berté pela Intersaberes Dialógica (2013)
>>> Ferramentas Para a Moderna Gestão Empresarial - Teoria, Implementação e Prática de Maria Inês Caserta Scatena pela Intersaberes Dialógica (2012)
>>> O rio do tempo de Hernani Donato pela Círculo do livro (1976)
>>> O menino de areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1986)
>>> Breton/ Trotski - Por uma arte revolucionária independente de Valentim Facioli pela Paz e Terra (1985)
>>> Dize-me com quem andas de Mary McCarthy pela Civilização Brasileira (1967)
>>> Uma vida encantada de Mary McCarthy pela Civilização Brasileira (1967)
>>> Quem vai fazer a chuva parar? de Robert Stone pela Companhia das letras (1988)
>>> Meus amigos de Emmanuel Bove pela Companhia das letras (1987)
>>> Rastro do fogo que se afasta de Luis Goytisolo pela Companhia das letras (1988)
>>> Vista do amanhecer no Trópico de G. Cabrera Infante pela Companhia das letras (1988)
>>> Tebas do meu coração de Nélida Piñon pela José Olympio (1974)
>>> A república dos sonhos de Nélida Piñon pela Francisco Alves (1984)
>>> O caso Morel de Ruben Fonseca pela Artenova (1973)
>>> E do meio do mundo prostituto só amores guardei do meu charuto/História de amor (Box) de Ruben Fonseca pela Companhia das letras (1997)
>>> A marcha Húngara de Henri Coulonges pela Difel (1994)
>>> A mais que branca de José Geraldo Vieira pela Melhoramentos (1975)
>>> Sobras completas de Nelson Motta pela Nova fronteira (1984)
>>> O Amor é a Melhor Estratégia de Tim Sanders pela Sextante (2003)
>>> Seria trágico... se não fosse cômico: Humor e Psicanálise de Abrão Slavutzky; Daniel Kupermann pela Civilização Brasileira (2005)
>>> Dez Coisas que Eu Amo em Você - Trilogia Bevelstoke Livro 3 de Julia Quinn pela Arqueiro (2020)
>>> S.O.S. Dinâmica de Grupo de Albigenor & Rose Militão pela QualityMark (2001)
>>> Constelação Familiar de Divaldo Franco pela Livraria Espírita Alvorada (2009)
>>> Outlander: A Viajante do Tempo - Livro 1 de Diana Gabaldon pela Saída de Emergência (2014)
>>> Investimentos Inteligentes (Para Conquistar e Multiplicar o Seu Primeiro Milhão) de Gustavo Cerbasi pela Thomas Nelson Brasil (2008)
>>> El Cuaderno de Maya de Isabel Allende pela Sudamericana (2011)
>>> A Cama na Varanda: Arejando Nossas Idéias a Respeito de Amor e Sexo de Regina Navarro Lins pela Rocco (2000)
>>> A Vida é Bela no Trabalho de Dominique Glocheux pela Sextante
>>> Eugène Delacroix 1798-1863: O Príncipe do Romantismo de Gilles Néret pela Taschen (2001)
>>> Agora Aqui Ninguém Precisa de Si de Arnaldo Antunes pela Companhia das Letras (2015)
>>> Nu de Botas de Antonio Prata pela Companhia das Letras (2013)
>>> Trilogia Suja de Havana de Pedro Juan Gutiérrez pela Companhia das Letras (1999)
>>> As Religiões no Rio de João do Rio pela Jose Olympio (2015)
>>> A Teoria da Causa Madura no Processo do Trabalho de Ben-hur Silveira Claus pela Ltr (2019)
>>> Pimentas de Raul Lody pela Nacional (2018)
>>> Zen a a Arte de Manutenção de Motocicletas de Robert M. Pirsig pela Paz e Terra (1984)
>>> Monobloco - uma Biografia de Leo Morel pela Azougue (2015)
>>> Lei Antiterror Anotada - Lei 13. 260 de Acácio Miranda Silva Filho, Alex Wilson Ferreira pela Foco (2018)
>>> Marketing de Nichos de Alexandre Luzzi las Casas pela Atlas (2015)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Sexta-feira, 8/5/2009
Comentários
Julio Daio Borges


Veículos editam, ponto
Fal, você já publicou em algum veículo que não mexeu no seu texto? Então, você nunca publicou em nenhum veículo. Eu já, e já mexeram; principalmente na grande imprensa. Todos os veículos mexem, todos têm de adaptar os textos que publicam (aos seus padrões de edição). Nenhum editor tem tempo de ficar combinando "tudo com todo mundo". (Você também nunca deve ter editado, eu imagino...) O fato é que os blogueiros brasileiros estão muito mal acostumados; não sabem lidar com veículos. Se continuarem assim, vão continuar sem ser publicados. Boa sorte a todos.

[Sobre "Fui xingado pelo Catarro Verde"]

por Julio Daio Borges
8/5/2009 às
08h03 189.53.119.84
 
Resposta ao Nei (#3)
Nei, tente aqui.

[Sobre "Ivan Junqueira desvendando Otto Maria Carpeaux"]

por Julio Daio Borges
http://www.digestivo.com.br
1/5/2009 às
09h17 189.53.119.207
 
Resposta ao Nei (#1)
Você por acaso conhece o Roqueiro Improvável?

[Sobre "Ivan Junqueira desvendando Otto Maria Carpeaux"]

por Julio Daio Borges
http://www.digestivo.com.br
30/4/2009 às
17h15 189.53.119.251
 
Resposta ao Willian (#12)
http://twitter.com/marioamaya/statuses/1639410015

[Sobre "Jornal: o cadáver impresso"]

por Julio Daio Borges
http://www.digestivo.com.br
28/4/2009 às
14h00 189.53.120.107
 
@anamariabahiana responde
Léo, tem resposta da Ana Maria Bahiana pra você...

[Sobre "Surf Hype, o maior blogueiro de São Paulo"]

por Julio Daio Borges
6/2/2009 às
17h11 189.53.120.122
 
Razões para publicar na Web
Alessandro Martins: "Fiquei feliz ao ler o artigo 'Publicar em Papel? Pra quê?', de Julio Daio Borges, e encontrar eco para algo que venho repetindo há algum tempo a jovens autores inéditos que vêm me consultar. Eu, na verdade, não entendo por que eles vêm me consultar se eu mesmo não sou editor e tampouco tenho algum livro publicado. Na verdade, nem ambiciono ter um pelos motivos que listo mais abaixo. Esses escritores querem saber como publicar um livro. Eu recomendo algumas alternativas, mas meu conselho basicamente é: publique na internet. Eis algumas razões para isso: Preço; Abrangência geográfica; Total controle sobre seu trabalho; Pioneirismo; Contato direto com seu público; É barato para o seu leitor; Ver o fruto de seu suado trabalho; Fazer uma experiência; Não precisar apelar para Leis de Incentivo; Você não precisa de um jornalista para dizer que seu trabalho é bom; Não prestar contas a ninguém; Fama; Dinheiro." [Leia Mais...]

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Julio Daio Borges
25/5/2007 às
10h06 200.177.192.30
 
Comentários #32-35 (respostas)
Pepe (#32-33): não acho que é papel do escritor "ensinar o brasileiro a ler" (embora muitos pensem assim...): acho que é papel do escritor escrever bem. E, de novo: o Daniel Galera começou na internet... Parece que vocês não leram minha Entrevista com ele! Fiquem atentos: o próximo Daniel Galera vai surgir, outra vez, da internet, bem debaixo do nariz de vocês! Juliana (#34): blog é muito mais fácil (de lançar) do que livro (embora seja difícil de manter...), não é possível que você não consiga! Fuad (#35): o objetivo do meu texto não é comparar livro com blog (como formato), mas, sim, mostrar que um blog pode ser menos oneroso, mais ágil e eficiente --- em termos de comunicação! Gente desconhecia não vende livro em lugar nenhum; não é só no Brasil, não... Escreva na internet, torne-se conhecido e, só assim, publique um livro. O trauma será menor e a chance de sucesso será maior. Não é tão difícil entender meu raciocínio...

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Julio Daio Borges
18/5/2007 às
20h24 200.177.21.215
 
Comentários #25-31 (respostas)
Janethe (#25): a primeira parte eu já respondi ao Felix (olhe aí em cima...). No texto, eu disse que há hoje blogueiros melhores do que autores publicados (em papel) --- e continuo mantendo isso! Marcel (#26-30): parece o Carlos (Comentário acima...): menos um Comentário do que um brainstorm... Na parte que me toca, não sinto prazer nenhum em desprezar escritos, mas sinto algum, confesso, em selecionar. Vou continuar selecionando. Coisa que os editores, infelizmente, não fazem mais... Eugenia (#31): livro é fetiche, sim, mas, como eu disse ao Lauro (acima), com tanto livro ruim, o fetiche vai acabando...

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Julio Daio Borges
18/5/2007 às
20h22 200.177.21.215
 
Comentários #22-24 (respostas)
Lauro (#22): eu prefiro sacrificar o fetichismo a ler autores ruins; aliás, autores ruins acabam com qualquer fetiche --- não há livro bonito e gostoso (na forma) que resista! Isa (#23), você está vendo? Autores ruins desencorajam até autores bons a publicar --- alguém tem de acabar com isso! Albarus (#24, você tem certeza de que quer publicar um livro com essa assinatura?): o Daniel Galera é um bom exemplo, sim! Ele começou na internet, você sabia? Seu primeiro livro de contos foi todo publicado --- e testado antes --- na internet! É o melhor livro dele, na minha opinião. Ah, e eu já falei isso pra ele... Outra coisa: eu bem que tento ler os autores novos (ninguém pode me acusar de omissão!), mas é que, na maioria das vezes, não consigo nem passar da primeira página --- realmente, não é por má vontade, mas é que não dá...

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Julio Daio Borges
18/5/2007 às
20h20 200.177.21.215
 
Comentários #18-21 (respostas)
Diogo (#18): a diferença, como eu disse por e-mail, é que as bandas que se lançam em CD não querem logo o Grammy, mas os nossos autores novos não querem nada menos que a consagração do Nobel! Newton (#19): o problema é que, hoje, você perde muito mais tempo encontrando livros bons na livraria, porque os ruins abundam nas estantes; as editoras abriram as pernas e lançam cada vez mais títulos (e cada vez mais autores novos... Socorro)! Não acho, Camila (#20): um blog só sobrevive se tiver audiência; um livro, sim, qualquer um publica. Um blog é um teste para um escritor --- para mantê-lo vivo, é preciso trabalhar bastante; já o livro, não é mais teste nenhum, para publicar basta pagar a edição! Brauer (#21): livro é sonho; realidade é o que eu descrevi aqui --- desmanchei, isso sim, os sonhos de muita gente, por isso, agora, estão bravos comigo... (Tudo bem, depois vão me agradecer por terem economizado uma grana...)

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Julio Daio Borges
18/5/2007 às
20h18 200.177.21.215
 
Comentários #11-13 (respostas)
Rogério (#11): a metáfora do futebol é muito boa: é como se os escritores ficassem adiando, sempre, o momento da avaliação. Também não acho que a saída seja a literatura de entretenimento. Com ela, você resolve mais o problema do entretenimento do que o da literatura... Félix (#12): publicar em papel pode ser o sonho de qualquer autor, mas nós não temos de aguentar, nem de "patrocinar", o sonho de todo e qualquer autor... Internet não é televisão; você tem lido muito o Observatório da Imprensa... Por fim, pergunte ao Alex Castro se não dá para ler no laptop. Ele, com a maior paciência do mundo, te explica. Adroaldo (#13): não entendi toda a ironia, mas vamos lá... Não prego a "desnecessidade" de publicar em livro. Mas acho que autores que usam uma palavra assim tão feia, não deveriam, mesmo, publicar em papel... Com a internet, todo mundo tem vez hoje; quem não tem, é porque prefere jogar a culpa nos outros... E, por fim, muita gente puxa para a educação, mas eu estou falando aqui de literatura!

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Julio Daio Borges
16/5/2007 às
15h35 192.168.133.47
 
Comentários #7-10 (respostas)
Bloom (#7): o Ram reclama sempre que "os escritores nunca pensam em fazer dinheiro" (só em pegar do governo) e você afirma que "não se deveria misturar arte com dinheiro". Nem tanto à terra, nem tanto ao mar: não acho, como o Ram (e às vezes o LEM), que os autores de best-sellers são "perseguidos" pela crítica; nem que o artista deveria ignorar a questão econômica. Eu acredito em sucesso de crítica e de público. O Digestivo é isso! Carlos (#9): não sei se as perguntas têm muito a ver com o texto; e não sei se você quis fazer um Comentário ou apenas escrever o que lhe veio à mente... Diogo (#10): a Ana E levantou esse ponto, por e-mail: e se o sujeito quiser somente viver a "experiência" de publicar um livro? Vá em frente, mas depois não reclame que ninguém lê ou compra (ou resenha). Felizmente não é esse o seu caso, parabens pela repercussão e pela vendagem!

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Julio Daio Borges
16/5/2007 às
15h24 192.168.133.47
 
Comentários #4-6 (respostas)
Alvaro (#4): você toca no mesmo ponto do Rafa (#3) e do LEM (texto desta semana), mas eu acho fácil jogar a culpa em entidades como "o brasileiro" (que não lê) ou em instâncias superiores como "o sistema de ensino" (que não estimula a leitura). Só faltou "o governo" (quer ver que, daqui a pouco, alguém vai falar?). Minha proposta é que os próprios autores mudem esse quadro: não esperem editores, nem livros; não derrubem árvores com páginas ruins; testem, antes, em blogs! (O resto, me desculpe, você entendeu tudo errado --- eu recomendo, sim, autores novos, ou não tão novos, veja as Entrevistas do Digestivo!) Dri (#5): gostei de "novos possíveis escritores ruins" e obrigado pelo resto! Escudero (#6): acho que cansei das teorias sobre "celebridades", sociedade do espetáculo, essas coisas --- achei que falar disso seria apelação, mas o resto está OK!

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Julio Daio Borges
16/5/2007 às
15h14 192.168.133.47
 
Comentários #1-3 (respostas)
Bloom (#1), atenção: eu não disse que quanto mais leitores no blog, melhor o blogueiro-escritor --- eu apenas disse que a "audiência on-line" é um bom termômetro (não é perfeito, mas é melhor do que nada...) Obrigado por concordar com o resto! Guga (#2): gostei de "escritores reais" e de "legião de aflitos". Obrigado pelo apoio! Rafa (#3): em primeiro lugar, não estou falando de você nem de ninguém do Digestivo em específico. No texto, eu jogo um pouco da culpa nos editores de araque --- que não editam nada e que publicam tudo. Mas na medida em que os próprios autores se editam hoje, eles também têm, sim, culpa... No fundo, eu tenho muita pena do leitor, que fica com o prejuízo quase todo --- literário e econômico.

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Julio Daio Borges
16/5/2007 às
15h10 192.168.133.47
 
Contato com Humberto Werneck
Simone, meu conselho: fale com o Humberto direto. Aliás, vale para os demais interessados...

[Sobre "Délivrer"]

por Julio Daio Borges
1/5/2007 às
14h12 200.177.195.213
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MENOTTI – O FILHO BRASILEIRO DE ANITA E GARIBALDI
ELMA SANT’ ANA
DO AUTOR
(2003)
R$ 5,00



A ESCOLHA DE ELPHAME
P. C. CAST
HARLEQUIN
(2011)
R$ 5,00



APPRENTICED IN CRIME: YOUNG OFFENDERS, THE LAW, AND CRIME IN CANA
KEVIN MARRON
SEAL BOOKS
(1993)
R$ 55,28



CINQUENTA TONS DE LIBERDADE
E.L. JAMES
INTRINSECA
R$ 16,00



ESTRUTURA E FUNCIONAMENTO DO ENSINO DE 1 E 2 GRAUS
AMAURY PEREIRA
DEGRAU CULTURAL
R$ 5,00



CURSO PRATICO DE REDAÇÃO E GRAMATICA
RENA SIGNER
SIVADI
(2001)
R$ 5,00



FILOSOFIA PARA CRIANÇAS VOLUME 1
WALTER OMAR KOHAN; ANA MÍRIAM WUENSCH
VOZES
(1998)
R$ 10,00



QUASE TUDO - MEMÓRIAS
DANUZA LEÃO
COMPANHIA DAS LETRAS
(2006)
R$ 5,00



RECURSOS HUMANOS E ESTRATÉGIA DE DESENVOLVIMENTO
SÉRGIO RIBEIRO
CAMINHO
(1988)
R$ 37,70



FANTASMAS
ANTONIO CARLOS NEVES
SARAIVA
(1997)
R$ 5,00





busca | avançada
74271 visitas/dia
2,0 milhões/mês