Digestivo nº 182 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
41731 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
>>> Jeff Bezos em 2003
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Cyrano de Bergerac
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Marco Lisboa na Globonews
>>> Bibliotecas públicas, escolares e particulares
>>> O Vendedor de Passados
>>> Entre a crise e o espectro do humor a favor
>>> Dicas para a criação de personagens na ficção
>>> Tiros, Pedras e Ocupação na USP
>>> Oficina de conto na AIC
>>> Crônica em sustenido
Mais Recentes
>>> O Enigma da Pirâmide de Alan Arnold pela Circulo do Livro (1985)
>>> Adrienne Mesurat (prefáco Inédito) de Julien Green/ (Nota): Josué Montello pela Nova Fronteira (1983)
>>> Viagens de Gulliver (em 04 Partes) de Jonathan Swift/ Trad.: Octavio Mendes Cajado pela Globo/ RJ. (1987)
>>> O Mochileiro das Galáxias - Volume 5 - Praticamente Inofensiva de Douglas Adams pela Arqueiro (2010)
>>> Viagens de Gulliver (em 04 Partes)/ Encadernado de Jonathan Swift/ Prefácio: Almir Andrade pela W. M. Jackson (1970)
>>> Viagens de Gulliver (em 04 Partes)/ Encadernado de Jonathan Swift/ Prefácio: Almir Andrade pela W. M. Jackson (1970)
>>> Amigos de Todo Mundo: Romance de um Jardim Zoológico de Felix Salten/ Ilustrações: Philipp Arlen pela Edições Melhoramentos (1952)
>>> Lembranças Obscuras de um Judeu Polonês Nascido na França de Pierre Goldman pela Francisco Alves (1984)
>>> El Hombre de Annie Besant pela Glem (1957)
>>> Lo Spiritismo Nella Umanita de Casimiro Bonfiglioli pela Bologna (1888)
>>> Santo Tomas de Aquino de P.J. Weber pela Poblet (1949)
>>> Rumo a Consciência Cómica de Pagina de ouro de Ramasar pela Curitiba (1969)
>>> Reencarnação de J.H. Brennan pela O Hemus
>>> Rezando com o Evangelho de Pe. Lucas Caravina pela Paulus (1997)
>>> Resolução para o novo milênio de Jennifer Fox pela Ediouro (1999)
>>> Los Maestros sus Retratos Meditaciones y Graficos de David Anrias pela Horus (1973)
>>> La Doctrina Cosmica de Dion Fortune pela Luis Cárcamo (1981)
>>> Remotos Cânticos de Belém de Wallace Leal V. Rodrigues pela O Clarim (1986)
>>> Reencarnação e Imortalidade de Alexandra David Neel pela Ibrasa (1989)
>>> Raios de Luz Espiritual de Francisco Valdomiro Lorenz pela Pensamento
>>> Does God Exist? de A.E. Taylor pela The Macmillan Company (1947)
>>> Administração Básica de Adelphino Teixeira da Silva pela Atlas (2011)
>>> Como Resolver Conflitos no Trabalho de Jerry Wisinski pela Campus (1994)
>>> Administração de Investimentos de Peter L. Bernstein pela Bookman (2000)
>>> Sistemas Organização e Métodos de Tadeu Cruz pela Atlas (1998)
>>> Os 100 melhores livros de negócios de todos os Tempos de Todd Sattersten Jack Covert pela Campus (2010)
>>> Propaganda de Plínio Cabral pela Atlas (1980)
>>> Empresa Como Organizar e Dirigir de Antônio Carlos Ferreira pela Ouro
>>> Marketing Cultural ao Vivo de Vários pela Francisco Alves (1992)
>>> A Dose Certa de John C. Bogle pela Campus (2009)
>>> Já tenho idade para saber de Michael W. Smith pela BomPastor
>>> Sobreviver não é o Bastante de Seth Godin pela Campus (2002)
>>> Jesus, o maior psicólogo que já existiu de Mark W. Baker pela Sextante
>>> Aspectos Legais da Documentação em Meios Micrográficos Magnéticos e Ópticos de Ademar Stringher pela Cenadem (1996)
>>> Go Pro de Eric Worre pela Rumo (2019)
>>> Avaliação da aprendizagem - Componente do ato pedagógico de Cipriano Carlos Luckesi pela Cortez (2011)
>>> Pílulas do Bem-Estar de Daniel Martins de Barros pela Sextante (2019)
>>> Trilha de Diversos pela EuBlack
>>> Apostila de Vestibular Semi FGV 2 de Não Informado pela Cpv (2003)
>>> Documentos Maranhenses Pantheon Maranhense 2 Volumes de Antônio Henrique Leal pela Alhambra (1987)
>>> Economia de João Paulo de Almeida magalhães pela Não sei (2019)
>>> Curso de Eletrotécnica Vol 6 Corrente Alternada de Chester L. Dawes pela Globo (1979)
>>> Curso de Eletrotécnica Vol 5 Corrente Alternada de Chester L. Dawes pela Globo (1979)
>>> Curso de Eletrotécnica Vol 3 Corrente Contínua de Chester L. Dawes pela Globo (1979)
>>> Técnica Moderna de Primeiros Socorros de Dr. Marcelo A. Hammerly pela Casa Publicadora Brasileira (1969)
>>> Matemática nos Vestibulares Volume 5 de Álvaro Z. Aranha Carlos Nely C. de Oliveira e Outros pela Policarpo (2011)
>>> O Caso do Segredo da Enteada de Erle Stanley Gardner pela Livros do Brasil
>>> Curso Audio Prático de Inglês Vol 1 de Prof. Antonio da Silva Duarte pela Líbra
>>> Curso Audio Prático de Inglês Vol 3 de Prof. Antonio da Silva Duarte pela Líbra
>>> Deuses de Barro Coleção Shangri-lá de Lloyd C. Douglas pela Edart (1962)
DIGESTIVOS

Quarta-feira, 7/7/2004
Digestivo nº 182
Julio Daio Borges

+ de 5600 Acessos
+ 3 Comentário(s)




Imprensa >>> Estudando o jogo
Existem alguns mistérios insolúveis na imprensa brasileira. O primeiro é: como um País tão comprovadamente musical não consegue ter sua revista de música? Afinal, a sina das publicações do gênero tem sido das mais terríveis. Ultimamente, não passando dos primeiros números; ou então abrindo intervalos cada vez mais longos entre um número e outro. Um segundo mistério insolúvel ou, se quiserem, um paradoxo, é o das publicações sobre futebol, o esporte nacional. Quem cresceu com a “Placar” sabe que ela foi, em certo sentido, um êxito; e, agora, há o “Lance!”, jornal diário que, aparentemente, sobrevive saudável. Mas o Brasil merecia mais: merecia uma revista bem acabada, com análises mais profundas e assinaturas de grandes nomes. Pois foi essa, exatamente, a aposta da editora Conrad. Sua revista se chama, sugestivamente, “Revista 10”, e foi lançada em junho. Kaká, candidato a Namoradinho do Brasil no ludopédio, orna a capa – e concede uma entrevista, caprichada, a Marcelo Rubens Paiva. Enquanto isso, Washington Olivetto, que aprendeu escrevendo seus “Piores Textos”, conta como é doce torcer pelo Monaco – e perambular por lá. Francisco Cornejo, doente e pobre, lembra como descobriu o subnutrido Maradona na infância. Nilton Santos rememora os 100 Anos do Botafogo, o “Arquivo 10” ressuscita a disputa entre as Alemanhas Ocidental e Oriental, e a seção “Replay” dá uma aula sobre as famosas vinhetas eletrônicas da Globo. Tudo isso em textos elegantes, bem-acabados e, principalmente, acessíveis aos não-versados em futebol. O papel é igualmente de primeira e o projeto gráfico, moderno e “arejado”. O único defeito talvez – e nesse caso é um defeito grave – é o preço de R$ 9,90. Tudo bem, a “Revista 10” não é para o povão (que dificilmente a compreenderia), mas vai ser difícil convencer alguém a pagar quase R$ 10 para ler sobre futebol. (Quando o “Lance!”, por exemplo, custa não mais que R$ 1.) Enfim, como leitura sobre o esporte não há nada melhor em português luso-brasileiro. Que a “Revista 10” não sucumba, então, à maldição histórica; e que seu preço não seja, portanto, um entrave. [Comente esta Nota]
>>> Revista 10
 



Música >>> Pedras que cantam
Oswaldinho aparece com óculos de vovó, Sivuca, com a mesma cara de anos e Dominguinhos, também, igual. Todos na contracapa do CD que o trio gravou para a Biscoito Fino: “Cada um belisca um pouco”. E se há, ainda, alguma rebarba das festas juninas, não poderia haver trilha sonora mais adequada. Tem “Qui nem jiló”, “Eu só quero um xodó” e “Xote das meninas”. E tem também, obviamente, “Asa Branca”. É disco para acordar de manhã, e pular da cama dançando forró (para quem gosta). E, também, para quem não gosta (pensando melhor). Dominguinhos, com sua chinela, olhar perdido no horizonte – nem parece parceiro de Chico Buarque aos 60 anos. Sivuca, eternamente confundido com Hermeto Paschoal (mais ou menos na linha Moares Moreira-Alceu Valença), mantém o ar compenetrado, evocando Santa Claus (eu sei que a época não é agora). Oswaldinho quase se esconde atrás de seu instrumental; igualmente de sandálias, está na sua vez de “solar”... Tentamos, descobrir, em vão, qual é qual – ao escutar. Dominguinhos parece o mais lírico, em “Adeus Maria Fulô”. Mas, logo depois, salta acelerado em “Isso aqui tá bom demais”. Pela idade, quem parece ultrapassá-lo, ainda mais veloz, é Oswaldinho. Sivuca, que não deve estar voando baixo, sob lentes grossas, deve ser também responsável pelos acompanhamentos, pelos adendos e pelas molduras. Pensando bem, não importa “qual é qual”. O resultado é tão agradável e revigorante! Transborda em alegria e bom humor. Por isso, é inevitável descambar para a piada. Quando não estão sorridentes, os três estão tocando, ou dando gargalhadas. Em pouco mais de meia hora, é uma experiência que passa rápido, rápido. Não teria sido possível, logicamente, sem a direção de Fagner (vale mencionar) e, igualmente, sem o apoio de músicos como João Lyra e Toni 7 Cordas. Tirando os olhos vesgos de Sivuca, não há nada que mereça ser aprumado. É ouvir sem parar. [Comente esta Nota]
>>> Cada um belisca um pouco - Dominguinhos, Sivuca & Oswaldinho - Biscoito Fino
 



Televisão >>> Andante majestoso
Luis Fernando Verissimo escreve, na capa, que Luiz Fernando Carvalho inventou um novo gênero, entre o cinema e a televisão. Osmar Prado brada, nos extras, que trata-se de um “marco histórico”. Fábio Assunção confessa, em entrevista, que nunca tinha tido tanta dificuldade em interpretar. Ana Paula Arósio sorri; Maria Adelaide Amaral conversa com o autor na tumba; Walmor Chagas compara a um “presente” que recebeu. Estamos falando de “Os Maias”, que a Globo realizou e que sai, neste momento, em DVD (4 unidades totalizando 940 minutos, mais de 9 horas). E, realmente, não existem palavras para classificar o trabalho. É, praticamente, irresistível sair da sessão (ou das sessões) confirmando o entusiasmo dos que participaram: em matéria de televisão, no Brasil, nunca houve nada igual (e se houve, é no máximo comparável, não chegando a superar). A começar pela fidelidade canina ao texto de Eça de Queiroz. Não é à toa que algumas das passagens mais saborosas são as “falas” do narrador, em “off”, na voz de Raul Cortez. A terminar pela composição “rembrandtiana” de Luiz Fernando Carvalho, cuja beleza plástica já se sustenta por si. Passando pelas locações deslumbrantes, pelas atuações memoráveis dos mesmos Walmor Chagas, Osmar Prado e Selton Mello, e pelas transformações (em todos os sentidos) dos idolatrados Ana Paula Arósio e Fábio Assunção. Se a televisão sempre foi restrita aos limites de uma arte chinfrim, “Os Maias” provou que ela pode ser – sim – uma grande arte. E o público, como era de se esperar, não respondeu à altura... Os realizadores se desculpam, nos depoimentos, por não terem sido “compreendidos” e pelo Ibope ter sido decepcionante. Mais isso não diminui a obra. (Às vezes, até, pelo contrário...) Algumas das maiores acusações a “Os Maias”, na época, mencionavam sua “lentidão” e obrigaram, o diretor e a autora, a uma “novelização” forçada. Os DVDs, felizmente, privilegiaram o “corte” de Luiz Fernando Carvalho, poupando o espectador dos enxertos de outras obras, como “A Relíquia” (que merecerão DVDs separados). Em resumo: ainda que haja controvérsias, a caixa é, de fato, imperdível. Também para os amantes da boa literatura. Afinal, nem o próprio Eça provavelmente imaginou – numa adaptação – tamanha grandiosidade. [Comente esta Nota]
>>> Os Maias - Globo Video
 
>>> EVENTOS QUE O DIGESTIVO RECOMENDA

>>> Palestras
* Feng Shui - Gisele Cury
(3ª f., 6/7, 19h30, VL)

>>> Noites de Autógrafos
* São Paulo 450 Anos Luz - Okky de Souza e Gilberto Dimenstein
(2ª f., 5/7, 18h30, CN)
* Wunderblogs.com - Vários
(2ª f., 5/7, 19hrs., VL)
* Olha o crachá no prato - Evie Mandelbaum Garcia
(4ª f., 7/7, 19hrs., VL)

>>> Shows
* Música das Nações - Fábio Presgrave e Paulo Gori
(2ª f., 5/7, 20hrs., VL)
* Vinícius, sem mais saudade - Céline Imbert e Marcelo Ghelfi
(5ª f., 8/7, 19h30, VL)
* Espaço Aberto - Tais Nader
(Dom., 11/7, 18hrs., VL)

* Livraria Cultura Shopping Villa-Lobos (VL): Av. Nações Unidas, nº 4777
** Livraria Cultura Conjunto Nacional (CN): Av. Paulista, nº 2073
*** a Livraria Cultura é parceira do Digestivo Cultural



>>> Circuito Erdinger & Kiss FM
Acontece nesta quarta-feira, dia 7/7, a partir das 21 hrs., no Kia Ora (Rua Dr. Eduardo de Souza Aranha, nº 377 - Vila Olímpia - Tel.: 11 3045-3597), onde estará se apresentando a banda Mig 25.

* a Erdinger é parceira do Digestivo Cultural
 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
2/7/2004
10h14min
Eça, por si só, já é um mito. Seja em "As Cidades e as Serras" ou "O Primo Basílio", suas obras trespassam os leitores. É tudo humano demais, palpável demais, sem inocência. Sua literatura demarca um espaço na alma da gente. "Os Maias", que de certa forma, agora, é um pouco de Luis Fernando Carvalho, mostrou a nossa impaciência e o nosso apego. Como obra, ah... quem vai esquecer tanta vida e tanta dor e tanta beleza e tanta perda, tudo junto, ao mesmo tempo, na tela da TV de nossa casa. É demais! O que eles conseguiram é demais!
[Leia outros Comentários de Cristiana Brandão]
6/7/2004
13h56min
Sempre lamento o fato de a TV Globo transmitir seus melhores programas, que são as mini-séries, sempre tão tarde. Tenho certeza que muitas pessoas que precisam acordar cedo para trabalhar, como eu não, conseguem ficar vendo televisão até esse horário. Se programas primorosos, feito Os Maias, fossem transmitidos em horários mais acessíveis, provavelmente teriam muito mais telespectadores.
[Leia outros Comentários de Marilia Araujo]
10/7/2004
23h19min
É verdade que são poucos os brasileiros que trocariam um programa "fútil" (como, infelizmente, a grande parte dos programas que compõem a tv brasileira) por um mais ético, cultural, crítico. Porém acho que o fator horário conta muito. Se ao invés do Sessão da Tarde (filmes repetidíssimos), fosse transmitido um programa "cultural", mais interessante, como Os Maias o nível intelectual dos brasileiros aumentaria. Tudo é hábito! Cresceríamos habituados a assistir bons programas, ler bons livros, filmes, enfim... É uma pena que a tv brasileira priorize o velho ibope e esqueça do grande papel social que deveria exercer. Lamentar a falta de leitura não adianta, dar oportunidades é o principal.
[Leia outros Comentários de Isis Correia]

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




É MENTIRA, TERTA?
CHICO ANÍSIO
JOSÉ OLYMPIO
(1974)
R$ 5,00



A DUPLA PERSONALIDADE - O ESTRANHO CASO DE ROSE RAMIRES - 3ª ED.
EDGARD ARMOND
ALIANÇA
(1998)
R$ 14,00



ESTA ÁRVORE DOURADA QUE SUPOMOS
NEY LOPES
DADE
(2011)
R$ 25,90
+ frete grátis



A ILUSTRE CASA DE RAMIRES
EÇA DE QUEIROZ
VILLA RICA
R$ 10,00



SOB O SIGNO DE GÊMEOS
ROSAMUNDE PILCHER
BERTRAND
(2002)
R$ 29,90
+ frete grátis



PEIXE VIVO
STEPHEN C . LUNDIN
CAMPUS
(2003)
R$ 9,00



O INCIDENTE DA BOLA DE CACHORRO
AGATHA CHRISTIE; JOHN CURRAN
LEYA
(2014)
R$ 10,00



ÉTICA E CIDADANIA
SEMINARIO IBERO AMERICANO DE ADOLESCÊNCIA
ASSOCIAÇÃO BRAS DE ADOLESCÊNCI
(2000)
R$ 19,28



QUESTÕES DE GÉNERO ENTRE DIPLOMADOS DO ENSINO SUPERIOR
ARLINDA CABRAL
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 524,00



CEZANNE
YVON TAILLANDIER
FLAMMARION
(1967)
R$ 30,00





busca | avançada
41731 visitas/dia
1,1 milhão/mês