Digestivo nº 381 | Julio Daio Borges | Digestivo Cultural

busca | avançada
39554 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
DIGESTIVOS

Sexta-feira, 12/9/2008
Digestivo nº 381
Julio Daio Borges

+ de 1000 Acessos




Cinema >>> O Sonho de Cassandra, de Woody Allen
A crítica ficou em cima do muro, ao avaliar O Sonho de Cassandra, último lançamento de Woody Allen (agora em DVD). De fato, o filme explora um pouco da estrutura já utilizada em Crimes e Pecados (1989) e em Match Point (2005), mas o desfecho, para os protagonistas, é mais trágico. Ewan McGregor (Guerra nas Estrelas) e Colin Farrell (Alexandre) são dois "perdedores" — como eles mesmos se definem — com dívidas ou sonhos de investimentos além de suas posses, mas com um tio bem-sucedido, Tom Wilkinson, que promete remediá-los socialmente. Em troca, porém, o tio exige, dos sobrinhos, que cometam um crime. Depois de se chocar, e relutar um pouco, aceitam, e terminam por realizar um serviço bem feito (sem deixar pistas). Um deles, contudo, jamais supera a culpa, deixando-se consumir por ela até o desfecho fatal. Admirador confesso de Dostoievski, Woody Allen já havia emulado Crime e Castigo (1866) em Crimes e Pecados; agora, no entanto, preferiu dividir Raskolnikov em dois e, na luta para entregar-se ou não à polícia, condená-lo(s), mais do que à prisão na Sibéria, à pena capital. E, se em Match Point uma história de amor precisa ser ocultada, por ser socialmente inconveniente, em O Sonho de Cassandra o pecado está em negócios ilícitos, um tema menos glamoroso e sem apelo para assalariados em forma de platéia. O longa, apesar da incompreensão da audiência, tem o seu charme, numa Londres igualmente contemporânea; vale pela trilha sonora eficientíssima de Philip Glass e pela reabilitação de McGregor; poderia, ainda, consolidar uma linha de "fitas de máfia", na prolífica carreira de Allen, mais convincente até — nas suas tentativas de ser sério — do que os pastiches de Bergman. Septuagenário, contudo, o realizador não tem mais tempo para descobrir, finalmente, se a tragédia pode ser mais profunda — e mais "obra-de-arte" — que a comédia. O Sonho de Cassandra, portanto, merece ser visto; pois, mais uma vez, esboçou esse enunciado; menos inocentemente que da última vez, em Melinda e Melinda (2004). [Comente esta Nota]
>>> O Sonho de Cassandra
 



Música >>> Orquestra do Estado de Mato Grosso em DVD
Depois de John Neschling (Osesp) e Roberto Minczuk (hoje OSB), o maestro-realizador dos últimos tempos tem sido Leandro Carvalho, que montou, desde meados dos anos 2000, a Orquestra do Estado de Mato Grosso. Em vez de continuar sua bem-sucedida carreira de violonista no roteiro das grandes capitais, no Brasil e no mundo, Leandro preferiu ser "empreendedor desbravador" (nas suas próprias palavras), estruturando uma orquestra num estado que não tinha uma e estabelecendo uma programação de concertos numa região que nunca viu isso, o chamado Brasil Central. Desde então, no dizer de Maurício Pereira (ex-Mulheres Negras), Leandro e a Orquestra do Estado de Mato Grosso vêm, realmente, "fabricando músicos e públicos". Com séries desde os Concertos Oficiais, de repertório universal, até Concertos Didáticos, para a formação de novas platéias nas escolas, a Orquestra vem percorrendo o estado nestes anos com Concertos Populares, levando o público do "mistério" ao "encantamento", passando pela "curiosidade" e pela "fascinação", conforme conta o próprio maestro. Depois de "importar" solistas como David Gardner (da Inglaterra), Leandro conseguiu introduzir até as lendárias violas de cocho e estabelecer um diálogo pra lá de harmonioso entre a tradição da música clássica e o regionalismo popular do Mato Grosso. Como se não bastasse, a Orquestra se alia ao Projeto Ciranda, onde cada músico contratado fornece 300 horas de aulas gratuitas para os principais talentos da população, culminando na Orquestra Jovem, que garantirá, pelas próximas décadas, a continuidade do trabalho. Não é exagero, efetivamente, falar numa "nova realidade" para o Mato Grosso. Esta e outras histórias de visão, talento e consagração podem ser encontradas no DVD que a Orquestra acaba de lançar, via Toca Brasil, do Itaú Cultural. Nele, ainda, está o registro do concerto emocionante que Leandro regeu em São Paulo, no ano passado. [Comente esta Nota]
>>> Orquestra do Estado de Mato Grosso em DVD
 



Além do Mais >>> Pousada Bromélias em Parati
Com dez anos de história — muito antes, portanto, do deslumbramento em torno da Flip —, a Pousada Bromélias é a melhor opção para quem quer passar uma temporada em pleno seio da Mata Atlântica, a 20 minutos do centro histórico de Parati. Ainda que a proposta seja relaxar e "reativar as energias", num ambiente de "paz e tranqüilidade" (como diz o site), a Bromélias é uma das pousadas mais completas da região, ao mesmo tempo em que é totalmente integrada à natureza e proporciona uma experiência bastante exclusiva. Dividida, grosso modo, em três níveis, a Bromélias garante o isolamento necessário dos bangalôs, enquanto oferece um restaurante com piscina e lounge, e, ainda, uma quadra de tênis, com cachoeira, piscinas naturais e "espaço bem-estar", onde acontecem massagens aromaterapêuticas, tratamentos corporais, sessões de sauna e — se esse for o espírito — de fitness. Numa área de 500 mil metros quadrados, entre a Prainha e a Praia de São Gonçalo, são apenas dez bangalôs na Bromélias, mais de 150 espécies de aves, um restaurante artesanal, incluindo opções vegetarianas (fora o revigorante café-da-manhã), e uma variedade de massagens e tratamentos como shiatsu, seitai, terapia das pedras quentes, esfoliação, drenagem linfática e banho de ofurô. Como se não bastasse toda a estrutura e suas possibilidades, brilha, na Bromélias, o elemento humano, graças a ótimos profissionais, a um atendimento especial e à simpatia que vem desde os proprietários, Ari e Célia Dumbrovsky, que, quando estão por perto, podem proporcionar, além de tudo, prazerosas horas de conversa, versando desde a história da pousada até sua mudança para Parati direto da Vila Madalena, em São Paulo. Se a hotelaria no Brasil às vezes parece vulgarizada, e se o frisson da Flip em Parati muitas vezes não combina com o espírito da região, a Pousada Bromélias vem resgatar o charme e o clima perdidos, proporcionando momentos, realmente, inesquecíveis, num cenário, efetivamente, exuberante, sem esquecer nunca do lado humano. [Comente esta Nota]
>>> Pousada Bromélias
 

 
Julio Daio Borges
Editor

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




EDUCAR CRIANÇAS, GRANDES DESAFIOS - COMO ENFRENTAR?
GISLENE DE CAMPOS OLIVEIRA
VOZES
(2013)
R$ 19,00



DIALÉTICA E CAPITALISMO: SOBRE O PENSAMENTO DE MARX
OCTAVIO IANNI
VOZES
(1988)
R$ 15,00



INSTALAÇÕES ELÉTRICAS
HELIO CREDER
AO LIVRO TÉCNICO
(1970)
R$ 10,00



MARC FERREZ
MARIA INEZ TURAZZI
COSACNAIFY
(2000)
R$ 130,00



PLANO INVERSO
HALU GAMASHI
ROSA DOS TEMPOS
(1998)
R$ 13,00



NO COMPASSO DO CORAÇÃO
ELIZABETH ADLER
RECORD
(2002)
R$ 8,60



ROMEU E JULIETA
WILLIAM SHAKESPEARE
MARTIN CLARET
(2002)
R$ 18,00



A NOVA ORDEM MUNDIAL E OS CONFLITOS ARMADOS
DANIEL AMIN FERRAZ; DENISE HAUSER
MANDAMENTOS
(2002)
R$ 40,00



COLEÇÃO CONCURSOS JURÍDICOS VOL. 14 - DIREITO PENAL PARTE GERAL
VITORE ANDRÉ ZILIO MAXIMIANO
ATLAS
(2010)
R$ 50,00



CAMINHOS PARA AS ESTRELAS: REFLEXÕES EM UM MUSEU
ANA MARIA RIBEIRO DE ANDRADE (ORG)
MAST (RJ)
(2007)
R$ 36,28





busca | avançada
39554 visitas/dia
1,3 milhão/mês