Genealogia da Moral, de Nietzsche | Digestivo Cultural

busca | avançada
71995 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Relacionamentos amorosos com homens em cárcere é tema do espetáculo teatral ‘Cartas da Prisão’, monó
>>> Curso da Unil examina aspectos da produção editorial
>>> “MEU QUINTAL É MAIOR DO QUE O MUNDO - ON LINE” TERÁ TEMPORADA ONLINE DE 10 A 25 DE ABRIL
>>> Sesc 24 de Maio apresenta Música Fora da Curva: bate-papos sobre música experimental
>>> Música instrumental e natureza selvagem conectadas em single de estreia de Doug Felício
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
>>> O zunido
>>> Exposição curiosa aborda sobrevivência na Amazônia
>>> Coral de Piracicaba apresenta produção virtual
>>> Autocombustão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Vida de aspirante a escritor
>>> Cesar Huesca
>>> 24 de Maio #digestivo10anos
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> 22 de Maio #digestivo10anos
>>> Intravenosa
>>> A primeira batalha do resto da guerra
>>> Metal for babies, o disco
>>> Luz sob ossos e sucata: a poesia de Tarso de Melo
>>> Sidney Lumet, invisível
Mais Recentes
>>> Fenomenologia e Direito de Aquiles Côrtes Guimarães -( Coordenador) pela Lumen Juris (2005)
>>> Bate - Papo Com o Além de Zibia Gasparetto pelo Espírito Silveira Sampaio pela Espaço Vida e Consciência (1994)
>>> Certain Girls de Jennifer Weiner pela Simon and Schuster (2008)
>>> Mountaing Fears de Stuart Woods pela Penguin Uk (2009)
>>> Danielle Steel de Granny Dan pela Dell (2009)
>>> Thirty Ways of Looking at Hillary: Women Writers Reflect on the Candidate and What Her Campaign Meant de Susan Morrison pela Harper Perennial (2008)
>>> A relíquia de Eça de Queirós pela O globo
>>> Iracema de Jose de Alencar pela Folha
>>> Três autos da alma da barca do inferno de Gil Vicente pela Folha
>>> Clara dos Anjos e outras histórias de Lima Barreto pela Folha
>>> O cortiço de Alusío Azevedo pela O globo
>>> Sonetos de Bocage pela Folha
>>> As pupilas do senhor reitor de Julio Dinis pela Folha
>>> Amor e Perdição de Camilo Castelo Branco pela O globo
>>> O noviço de Martins Pena pela Folha
>>> A relíquia de Eça de Queirós pela Folha
>>> O Leopardo de Giuseppe Tomasi Di Lampedusa pela Companhia Das Letras (2017)
>>> The Host de Stephenie Meyer pela Litle (2009)
>>> Uns e Outros de Helena Terra e Luiz Ruffalo pela Dublinense (2017)
>>> A mulher que escreveu a Bíblia de Moacyer Scilar pela Folha (2012)
>>> Pegasus e o fogo do olimpo de Kate Ohearn pela Leya (2011)
>>> Tempo de Geografia de Axé Silva e Jurandyr Ross pela Brasil (2019)
>>> Pegasus e a batalha pelo olimpo de Kate Ohearn pela Leya (2011)
>>> Pegasus e as origens do olimpo de Kate Ohearn pela Leya (2014)
>>> Pégasus e os novos olímpicos de Kate Ohearn pela Leya (2013)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Literatura

Quarta-feira, 12/8/2009
Genealogia da Moral, de Nietzsche
Julio Daio Borges

+ de 6300 Acessos
+ 1 Comentário(s)




Digestivo nº 428 >>> Para quem não sabia onde Nietzsche explica como a tradição judaicocristã trocou a oposição "bom versus ruim" pela "bom versus mau", Genealogia da Moral é o livro, e acaba de sair, em edição de bolso, pela Companhia das Letras. Genealogia..., que tem o subtítulo "uma polêmica", é, mesmo depois de um século, nitroglicerina pura. Se em O Anticristo, Nietzsche investe contra o cristianismo, matando Deus metaforicamente, em Genealogia da Moral, Nietzsche investe, mais especificamente, contra o judaísmo. Basicamente, o autor do Zaratustra acusa os judeus de invejarem os romanos e estabelecerem uma "cultura do ódio", invertendo a hierarquia dos tempos em que Roma dominava o mundo. "Os últimos serão os primeiros", por exemplo, vem daí... Para Nietzsche — um aristocrata confesso — os últimos serão, eternamente, os últimos, e devem permanecer assim... em último lugar. Ao forçar uma "inversão de valores", judeus e, na sequência, cristãos teriam jogado o mundo nas trevas, das quais nem o Iluminismo havia arrancado (quando Nietzsche escreveu). A Renascença poderia ter nos salvado, de acordo com o autor do Zaratustra, mas a aproximação com o mundo romano não perdurou... Napoleão, ele diz, seria um exemplar (incompreendido) da altivez, da força, da coragem, da beleza e da alegria do tempo em que Roma dominava o mundo. Se não tivéssemos optado pela baixeza, pela fraqueza, pela covardia, pela feiura e pela tristeza, ele afirma, estaríamos muito melhores agora... O fato é que as interpretações — no mínimo, radicais — de Hitler nos afastaram de Genealogia da Moral. O século XXI convida a retomá-lo, sob nova perspectiva...
>>> Genealogia da Moral
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Internet em 2009 (Internet)
02. Jai Guru Deva Om (Música)
03. Bandido para quem precisa (Além do Mais)
04. The supposed need for explanation (Televisão)
05. O filme é uma merda, mas o diretor é genial (Cinema)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
14/8/2009
12h54min
É sempre muito difícil entender a cabeça de um ser humano, principalmente quando suas ideias e ideais fogem a compreensão de uma época. Nietzsche tinha uma compreensão que fugia da realidade do seu tempo de vida, a ponto de estabelecer a morte de Deus, embora ele nunca falasse por ele, mas pelo personagem por ele idealizado. Num primeiro momento, nós, de formação judaico-cristã, levamos um susto, mas com o tempo aprendemos a lidar com o diferente.
[Leia outros Comentários de manoel Messias Perei]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A Última Testemunha
Joel Goldman
Landscape
(2004)



Radar , o Cãozinho
Laé de Souza
Eco Arte
(2009)



Mapeamento comportamental - volume 2
Rafael Zandoná, Jaques Grinberg
Literare Books International
(2019)



O Grupo Westbank (uma novela sobre o casamento em grupo)
Henry Sackerman
Mundo Musical
(1973)
+ frete grátis



39 Lei 8.112/90 Regimento Jurídico dos Servidores Públicos Civis da União
José Antônio Severino
Máaxxima
(2003)



Direito Penal Parte Geral Arts 1 a 120
Fernando José da Costa
Atlas
(2007)



Livro - Futebol 10
Dorling Kindersley
Arx
(2010)



Primeiras e últimas páginas
Vladimir Jankélévitch
Papirus
(1995)



Dinheiro fácil
Clark Howard
Best Seller
(1988)



Em Águas Limpas
Luiz Carlos Canheo
Voz Regional
(2012)





busca | avançada
71995 visitas/dia
2,6 milhões/mês