Maria Bethânia em Amor Festa Devoção | Digestivo Cultural

busca | avançada
83119 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Quilombaque acolhe 'Ensaios Perversos' de fevereiro
>>> Espetáculo com Zora Santos traz a comida como arte e a arte como alimento no Sesc Avenida Paulista
>>> Kura retoma Grand Bazaar em curta temporada
>>> Dan Stulbach recebe Pedro Doria abrindo o Projeto Diálogos 2024 da CIP
>>> Brotas apresenta 2º Festival de Música Cristã
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
>>> The Nothingness Club e a mente noir de um poeta
Colunistas
Últimos Posts
>>> Bill Ackman no Lex Fridman (2024)
>>> Jensen Huang, o homem por trás da Nvidia (2023)
>>> Philip Glass tocando Opening (2024)
>>> Vision Pro, da Apple, no All-In (2024)
>>> Joel Spolsky, o fundador do Stack Overflow (2023)
>>> Pedro Cerize, o antigestor (2024)
>>> Andrej Karpathy, ex-Tesla, atual OpenAI (2022)
>>> Inteligência artificial em Davos (2024)
>>> Bill Gates entrevista Sam Altman, da OpenAI (2024)
>>> O maior programador do mundo? John Carmack (2022)
Últimos Posts
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
>>> O laticínio do demônio
>>> Um verdadeiro romântico nunca se cala
>>> Democracia acima de tudo
>>> Podemos pegar no bufê
>>> Desobituário
>>> E no comércio da vida...
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A música que surge do nada
>>> Hackeando o Sistema Democrático
>>> Capitu, a melhor do ano
>>> Vontade de abraçar todo mundo
>>> Italo Calvino: descobridor do fantástico no real
>>> Notícias do Brasil
>>> Making it new
>>> Nick Carr sobre The Shallows
>>> O bom e velho formato site
>>> Escrever não é trabalho, é ofício
Mais Recentes
>>> Gramática de Hoje - Curso Ilustrado para 5º a 8º Série de Ernani e Nicola pela Scipione (1995)
>>> Guia do Brigadeiro de Sem Autor pela Alto astral (2012)
>>> Dinâmicas de Grupo: Redescobrindo Valores de Giovanna Leal Borges pela Vozes (2002)
>>> A Chave dos Lusíadas 11ª edição. de Luís de Camões (prefacio e notas de José Agostinho pela Figueirinhas Porto
>>> Guia Arte e Artesanato Bonecas de Pano de Varios Autores pela Casadois (2014)
>>> Guia de Ouro: Patch Apliquê - 290 Ideias de Moldes de Guia de Ouro pela Alto Astral (2013)
>>> Páginas Preferidas (versos) primeiro volume de Armando Gonçalves pela Autor (1964)
>>> Guia Arte e Artesanato Applique 52 Modelos Passo a Passo de Janaina Medeiros pela Artesanato (2013)
>>> Market Leader Upper Intermediate Business English Practice File de John Rogers pela Pearson Longman (2006)
>>> Os Temperamentos - a Face Revela o Homem- II de Norbert Glas pela Antroposofica (2011)
>>> Noções fundamentais da língua latina de Napoleão Mendes de Almeida pela Saraiva (1957)
>>> Dom Casmurro de Machado de Assis (14) pela Folha (2008)
>>> Uma Historia de Sabedoria e Riqueza de Mark Fisher pela Ediouro (1997)
>>> Five-minute Activities: a Resource Book of Short Activities de Penny Ur e Andrew Wright pela Cambridge University Press (1992)
>>> Sexo e Sexualidade Adolescência: Feliz... Idade de TodoLivro pela Todolivro
>>> Quem mexeu na minha bagunça ? de Celi Piernikarz pela Cortez
>>> Viagem ao Centro da Terra Em Quadrinhos de Júlio Verne pela Farol Hq (2010)
>>> Crianca Aos 9 Anos, A de Hermann Koepke pela Antroposofica (2014)
>>> Dom Quixote. O Cavaleiro Da Triste Figura - Coleção Reencontro Literatura de Miguel De Cervantes pela Scipione (paradidaticos) (2007)
>>> Quando os Lobos Uivam de Aquino Ribeiro pela Livraria Bertrand (1958)
>>> Amargo Despertar de Sardou Victorien pela O Clarim (1978)
>>> Querida Mamãe: Obrigado Por Tudo de Bradley Trevor Greive pela Sextante (2001)
>>> Os Mais Relevantes Projetos de Conclusão dos Cursos - Mbas 2014 de Strong Educacional pela Fgv (2015)
>>> Mobimento: Educação e Comunicação Mobile de Wagner Merije pela Peirópolis (2012)
>>> Go beyond students book pack 2 workbook de Nina Lauder, Ingrid Wisniewska pela Macmillan Education (2018)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Música

Terça-feira, 25/5/2010
Maria Bethânia em Amor Festa Devoção
Julio Daio Borges
+ de 8100 Acessos
+ 2 Comentário(s)




Digestivo nº 463 >>> Maria Bethânia talvez seja uma das últimas sobreviventes de sua geração. Gal Costa, a comparação mais frequente, pendurou as chuteiras ainda nos anos 90, num exílio que começou em Trancoso, e cujo melhor fruto, para a humanidade, foi a pousada Estrela D'Água. Caetano Veloso, o irmão, se desencaminhou, antes ou depois de Paula Lavigne, não se sabe ao certo se pelo desbunde dos anos 90 ou se pela decrepitude musical dos anos 00. Gilberto Gil foi brilhante no Acústico (1994), depois flertou com a "ciência", aceitou o MinC (2003), voltou para a internet, mas só agora tenta se reencontrar num novo "acústico" (com o filho). Saindo dos Doces Bárbaros, Chico Buarque preferiu ser escritor, ainda que não tenha sido bom em nada (nas décadas passadas), e Roberto Carlos chamou mais a atenção por tirar um livro de circulação, apreendê-lo e sugerir queimá-lo, revivendo a censura (e a ditadura). Nesse cenário musical de terra arrasada, Maria Bethânia se mantém criativa, inquieta, aprendendo a conviver com a independência, gravando non-stop e mantendo uma rotina de shows que desafia Mick Jagger e as leis da física. Para completar, sua nova turnê, "Amor Festa Devoção", tem sido um sucesso de público (que, apesar de não entender tudo conceitualmente, termina embevecido pela força, que nunca seca, da artista). Com o cenário de Bia Lessa — que acertou bem mais que na Flip; e que se relançou no teatro em Curitiba —, Bethânia destila o vozeirão em quase 40 (sim, quarenta) números, entre dois atos e uma porção de rosas vermelhas. Sua presença cênica não encontra equivalentes nas novas gerações e sua capacidade de amarrar repertório & roteiro — além da performance — deixa as "cantorinhas" de agora — que não podem sair nem na rua sem um produtor — no chinelo (ainda que Bethânia dispense os calçados). Reabilita até Zezé Di Camargo & Luciano, que musicalmente só funcionam em cinema, sem falar nas apostas que faz em Vander Lee ("Estrela") e Vanessa da Mata ("Ê Senhora"), e nas que continua fazendo em Adriana Calcanhotto ("Tua") e Chico César & Paulinho Moska ("Saudade"). Não faltam, obviamente, clássicos em sua voz, como "Explode Coração" e "Ronda", e outros que ela, para variar, recria, como "Serenata do Adeus" (Vinicius), "Não Identificado" (Caetano) e "Vida" (Chico Buarque). Tudo isso entremeado pelo repertório de Encanteira (2009), seu último registro em estúdio, dando força ao igualmente longevo Paulo César Pinheiro e valorizando o universo das modas de viola, que, possivelmente, nunca tinham recebido tanta atenção da MPB. Aliás, Jaime Alem, seu maestro e arranjador, soube desconstruir a orquestra de Maricotinha, recriando tudo, harmonicamente, com sua musa. Maria Bethânia é, hoje, uma verdadeira embaixada da música brasileira; e esse show é, no mínimo, imperdível, para quem ama o nosso cancioneiro. Que Bethânia viva (e produza) tanto quanto Dona Canô!
>>> Amor Festa Devoção
 
Julio Daio Borges
Editor
Quem leu esta, também leu essa(s):
01. O começo do fim do Facebook? (Internet)
02. Franz Kafka, por Louis Begley (Literatura)
03. Cinco anos depois (Televisão)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
30/5/2010
15h12min
Nota 10. Com louvor. A Bethânia dispensa calçados... número 90 não dá, não daria, não dará. Na próxima nota, lembre da Marisinha Monte... poderosa, viu!
[Leia outros Comentários de guilherme]
15/8/2010
01h13min
Os comentários concernentes aos demais clássicos da MPB, acredito eu, foram desnecessários. Maria Bethânia é Bethânia por interpretar Roberto, Chico, Caetano, entre outros, com perfeição inigualável. Chico, Caetano, Roberto se hoje não fizerem mais nada, já são imortalizados pela música brasileira. Sinto falta da Gal Costa. Além de Bethânia temos Nana, Alcione, que também continuam. Sinto falta da Marisa Monte também. Resta destacar que é muito bom, a todo ano, comprar CDs ou DVDs da Bethânia. Ela é um presente dos Deuses.
[Leia outros Comentários de Pedro]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Livro Literatura Estrangeira Bridget Jones Louca pelo Garoto
Helen Fielding;ana Ban;julia Romeu;renato Preloren
Companhia das Letras
(2013)



O Noviço - o Juiz de Paz na Roça
Martins Pena
São Paulo
(1998)



Box Sherlock Holmes
Arthur Conan Doyle
Principis
(2019)



Espírito Santo - um Pontinho do Brasil Que Não Pode Ser Apagado
José Vieira Camelo Filho (zuza)
Pulsar
(2001)



Projeto Felizes para Sempre
Alisa Bowman
Sextante
(2011)



Economia internacional teoria e politica
Krugman*obstfeld
Pearson
(2005)



Livro Crítica Literária Prezado Senhor Prezada Senhora Estudos Sobre Cartas
Walnice Nogueira Galvão e Nádia Battella Gotlib
Companhia das Letras
(2000)



El mensajero de los Astros
Galileo Galilei
Universitária
(1964)



Livro Administração Competências Críticas Dez Novas Idéias Para Revolucionar a Empresa
William A. Band
Campus
(1997)



O Corpo Humano
José Coimbra Duarte
Companhia
(1975)





busca | avançada
83119 visitas/dia
1,8 milhão/mês