O Papel da Oposição, artigo de Fernando Henrique Cardoso | Digestivo Cultural

busca | avançada
63818 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Diálogos na Web FAAP: Na pauta, festivais de cinema e crítica cinematográfica
>>> Pauta: E-books de Suspense Grátis na Pandemia!
>>> Hugo França integra a mostra norte-americana “At The Noyes House”
>>> Sesc 24 de Maio apresenta programação de mágica para toda família
>>> Videoaulas On Demand abordam as relações do Homem com a natureza e a imagem
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Meu malvado favorito
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> A última performance gravada de Jimmi Hendrix
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O Gabinete do Dr. Caligari
>>> Ser intelectual dói
>>> Batman: O Cavaleiro das Trevas Ressurge
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> Caí na besteira de ler Nietzsche
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Santa Xuxa contra a hipocrisia atual
>>> Há vida inteligente fora da internet?
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
Mais Recentes
>>> Um bebê em casa - um guia prático com informações, dicas e curiosidades, da gravidez ao primeiro aninho. de Chis Flores pela Panda Books (2011)
>>> O Pensamento Político De Érico Veríssimo de Daniel Fresnot pela Graal (1977)
>>> Sobre a Literatura de Marcel Proust pela Pontes (1989)
>>> Poemas Sacros de Menotti Del Picchia pela Martins (1992)
>>> O Grotesco Na Criação De Machado De Assis de Maria Eurides Pitombeira de Freitas pela Presença (1981)
>>> Machado De Assis Para Principiantes de Org. Marcos Bagno pela Ática (1998)
>>> A Barca Dos Amantes de Antônio Barreto pela (1989)
>>> O Tao da Respiração Natural de Dennis Lewis pela Pensamento (1997)
>>> O Aprendiz Da Madrugada de Luiz Carlos Lisboa pela Gente (1994)
>>> Vencendo nos Vales da Vida de Ray Conceição pela Holy Bible (1995)
>>> Eça, Discípulo De Machado de Alberto Machado Da Rosa pela Editora Fundo De Cultura (1963)
>>> Perdão A Cura para Todos os Males de Gerald G. Jampolsky pela Cultrix (2006)
>>> Em Quincas Borba De Machado De Assis de Ivan C. Monteiro E Outro pela Livraria Acadêmica (1966)
>>> A Liberação Da Mente Através Do Tantra Yoga de Ananda Marga pela Ananda Marga Publicaçãoes (2002)
>>> O Oráculo Interior de Dick Sutphen pela Nova Era (1994)
>>> Manual Do Terapeuta Profissional De Segundo Grau de David G. Jarrell pela Pensamento (1995)
>>> O Discurso Da Libertação na Sinagoga De Nazaré de org. Leonardo Boff entre outros pela Vozes (1974)
>>> O Pensar Sacramental REB 35 de org. Leonardo Boff entre outros pela Vozes (1975)
>>> Meditações Diárias Para Casais de Dennis e Barbara Rainey pela United Press (1998)
>>> Machado De Assis de org. por Luís Martins pela Iris
>>> Massagem Para Energizar Os Chakras de Marianne Uhl pela Nova Era (2001)
>>> O Mundo Social Do Quincas Borba de Flávio Loureiro Chaves pela Movimento (1974)
>>> Pensamento Diário de Elsa kouber (entre outros) pela Rádio Transmundial (2019)
>>> O Que É Esta Religião? de Ibps do Brasil (org) pela Ibps do Brasil
>>> Meditando a Vida de Padma Samten pela Peirópolis (2001)
>>> O Poder Da Paciência de M. J. Rayan pela Sextante (2006)
>>> Liberdade? Nem Pensar! de Aquino e Bello pela Record (2001)
>>> Desafio Educacional Japonês de Merry Whitte pela Brasiliense (1988)
>>> As Flores Do Mal Nos Jardins De Itabira de Gilda Salem Szklo pela Agir (1995)
>>> A Era Do Inconcebível de Joshua Cooper Ramo pela Companhia Das Lestras (2010)
>>> A Voz e a Série de Flora Süssekind pela Sette Letras (1998)
>>> Cure Seu Corpo de Louise L. Hay pela Best Seller (2004)
>>> História Viva De Um Ideal de Hélio Brandão pela Do autor (1996)
>>> Cure Seu Corpo de Louise L. Hay pela Dag Gráfica
>>> Índice Analítico Do Vocabulário De Os Lusíadas J-Z de Org. por A. G. Cunha pela Instituto Nacional Do Livro (1966)
>>> Sempre Zen Aprender Ensinar E Ser de Monja Coen pela Publifolha (2006)
>>> I Ching O Livro das Mutações de Não Informado pela Hemus (1984)
>>> Via Zen Reflexões Sobre O Instante e O Caminho de Monja Coen pela Publifolha (2004)
>>> Praticando o Poder Do Agora de Eckhart Tolle pela Sextante (2005)
>>> La Théologie De La Foi Chez Bultmann de J. Florkowski pela Du Cerf (1971)
>>> Quatre Vingt Neuf de Georges Lefebvre pela Sociales (1964)
>>> Haikai de Paulo Franchetti (e outros) pela Unicamp (1991)
>>> As Razões Da Inconfidência de Antônio Torres pela Itatiaia (1956)
>>> Estratégias e Máscaras de um Fingidor, Crônicas de Machado De Assis de Dilson F. Cruz Jr pela Nankin editorial (2002)
>>> Anjo Caído de Daniel Silva pela Arqueiro (2013)
>>> A Paz Interior de Joseph Murphy pela Nova Era (2000)
>>> A Pedra e o Rio ( uma interpretação da poesia de João Cabral de Melo Neto) de Lauro Escorel pela Livraria Duas Cidades LTDA. (1973)
>>> Como Utilizar O Seu Poder De Cura de Joseph Murphy pela Nova Era (1997)
>>> Os sete Crimes De Édipo de Pedro Américo Corrêa Netto pela Agir (1987)
>>> Transportes Pelo Olhar de Machado de Assis de Ana Luiza Andrade pela Grifos (1999)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Além do Mais

Quarta-feira, 11/5/2011
O Papel da Oposição, artigo de Fernando Henrique Cardoso
Julio Daio Borges

+ de 6100 Acessos
+ 1 Comentário(s)




Digestivo nº 479 >>> Quase havíamos esquecido o que era um Presidente da República falando português direito. Depois de oito anos ratificando o erro, não surpreende que agora surjam "cartilhas" institucionalizando o português errado, sob as bençãos do Ministério da Educação (Orwelliano?), no governo do mesmo partido do ex-Presidente que desrespeitava a ortografia e a gramática diuturnamente. Se nos acostumamos com esse português sofrível há quase dez anos, nos esquecemos completamente ― se é que um dia soubemos ― o que era ter um Presidente da República que se expressasse por escrito, como Fernando Henrique Cardoso em "O Papel da Oposição", artigo publicado na Revista Interesse Nacional. Ninguém nega que as chamadas "oposições" se perderam, que a derrota na última eleição foi humilhante e que a crise do principal partido de oposição era inevitável. Mas coube a presidente de honra do PSDB a coragem de reconhecer isso; a habilidade de desenvolver esse raciocínio; e a iniciativa de sugerir novos caminhos. Colocando o dedo na ferida da indecisão que caracterizou o pleito do ano passado, FHC ratifica: "Cabe às oposições se oporem ao governo"; "Não há oposição sem 'lado'. Mais do que ser um partido, é preciso 'tomar partido'"; e "Não é hora das oposições serem mais afirmativas?". O artigo, nas entrelinhas, questiona o marketing político de ficar mais "em cima do muro" do que nunca, querendo agradar a gregos e troianos, mas passando por "genérico" inofensivo: "É a sinceridade que comove a população e não a hipocrisia que pretende não ver o óbvio". Num trecho contra o qual seu sucessor gritou, FHC aconselhou que a oposição não dispute mais "influência sobre os 'movimentos sociais' ou o 'povão'" ― "sobre as massas carentes e pouco informadas" ―, mas que procure, por exemplo, as "classes médias, que mantiveram certa reserva diante de Lula". FHC, sabiamente, conclui que "não existe apenas uma oposição, a da arena institucional": "existem vários focos de oposição, nas várias dimensões da sociedade". E num momento de rara lucidez, pega o exemplo da agitação recente no Oriente Médio, através das mídias sociais, e sugere que a oposição use "redes de internet, Facebook, YouTube, Twitter etc.", organizando-se "pelos meios eletrônicos". Lamenta que os "partidos abandonaram as ruas" e assume, lá no finalzinho, que ― ao PSDB ― "falta estratégia". Uma seria, digamos, "cobrar o atraso do País", da "infraestrutura", "de portos, aeroportos, geração de energia etc.". E outra seria defender "mecanismos de mercado, competição, regras jurídicas e transparência nas decisões", que "são fundamentais para o Brasil se modernizar, crescer economicamente e se desenvolver como sociedade democrática". FHC teme que "um bloco de poder capitalista-burocrático" esteja sufocando "empresas medias e pequenas", "concentrando renda". E reforça que "é preciso ter coragem de dar nome aos bois". José Serra respondeu ao artigo inaugurando o próprio site e escrevendo sua própria versão. Já Aécio Neves prepara o terreno para disputar o pleito de 2014. Inexplicavelmente, o PSDB continua ignorando a sabedoria de seu presidente de honra...
>>> O Papel da Oposição
 
Julio Daio Borges
Editor

Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Associated Press matando os jornais? (Imprensa)
02. Mahalo (Internet)
03. Evangelización (Literatura)
04. It’s only rock’n’roll but I like it (Além do Mais)
05. Hell’s Angels (Música)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
27/5/2011
16h51min
De acordo com o autor o "português direito" é o gramatical e ortograficamente correto, as regras e exceções dos livros definem o que é certo e errado no ato de comunicação verbal entre a população vasta de um país vasto, onde culturas diversas convivem e se relacionam, originando linguagens tão diversas quanto seu próprio povo. Alguém consegue acreditar que a língua pode ser encerrada e esgotada em um traçado de regras apáticas? Como posso matar e congelar um cavalo selvagem e chamar a isso uma reprodução fiel do mesmo enquanto vivo? Não defendo ou critico aqui a nenhum dos ex-presidentes citados, falo apenas sobre as tais "cartilhas" institucionalizando o "português errado". Afinal, colocar anos de pesquisa e estudo de linguistas respeitados em seu meio acadêmico em uma pejoratização (perdoem-me o neologismo) aspada (outro, sinto muito) é o grande argumento final da defesa do "português direito"? Fico por aqui, pois o limite de texto não me permite mais.
[Leia outros Comentários de Antônio Pessoa]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




PROVÉRBIOS NA LINGUAGEM DE HOJE
SOCIEDADE BÍBLICA DO BRASIL
SOCIEDADE BÍBLICA
(2000)
R$ 5,00



DO ALTO DA MONTANHA
MORRIS WEST
RECORD
(1996)
R$ 7,00



O PODER DE ORAR PELOS FILHOS ADULTOS -
STORMIE OMARTIAN
MUNDO CRISTÃO
(2013)
R$ 8,00



A MULHER IMAGINÁRIA
JORGE EDWARDS
ROCCO
(1988)
R$ 25,00



SUPORTE VENTILATÓRIO - APLICAÇÃO PRÁTICA
JOÃO CLÁUDIO EMMERICH
REVINTER (RJ)
(2000)
R$ 27,00



BIBLIOTECA DE HISTORIA - CAXIAS
TRES
TRES
(1973)
R$ 5,00



QUEM AMA SE COMPROMETE
PE. CARLOS AFONSO SCHMITT
PAULINAS
(1980)
R$ 8,00



ALBUM DE FIGURINHAS TRÓPICO SÉRIE ANIMAIS COLEÇÃO COLORIDA 8323
TROPICO
MARTINS
(1952)
R$ 91,00



BRASIL: UMA HISTÓRIA POPULAR
RUBIM SANTOS LEAO DE AQUINO
RECORD
(2003)
R$ 9,00



HISTÓRIAS DE GENTE MAIS DOCE - DIABÉTICOS
LEÃO ZAGURY, JUÇARA VALVERDE
AC FARMACÊUTICA
(2011)
R$ 43,00





busca | avançada
63818 visitas/dia
2,2 milhões/mês