Inside Wikileaks ou Os Bastidores do WikiLeaks | Digestivo Cultural

busca | avançada
35344 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Ciclo de leitura online e gratuito debate renomados escritores
>>> Nano Art Market lança rede social de nicho, focada em arte e cultura
>>> Eric Martin, vocalista do Mr. Big, faz show em Porto Alegre dia 13 de abril
>>> Gabriel Cândido lança livro no Sesc São Caetano que aborda a aborda diáspora negra
>>> 'Estilhaços', o novo livro de Luís Fernando Amâncio
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Obra traz autores do século XIX como personagens
>>> As turbulentas memórias de Mark Lanegan
>>> Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros
>>> Guignard, retratos de Elias Layon
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Saudades, lembranças
>>> Promessa da terra
>>> Atos não necessários
>>> Alma nordestina, admirável gênio
>>> Estrada do tempo
>>> A culpa é dele
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Para amar Agostinho
>>> Discos de MPB essenciais
>>> Conceitos musicais: blues, fusion, jazz, soul, R&B
>>> O Passado, de Hector Babenco
>>> Curtas e Grossas
>>> Caneando o blog
>>> Arte é entropia
>>> Amor fati
>>> 50 anos da língua de Riobaldo
>>> Dando nome aos progres
Mais Recentes
>>> Introdução à Engenharia Ambiental: O Desafio do Desenvolvimento Sustentável de Benedito Braga pela Pearson Universidades (2005)
>>> Magia e cura Kahuna: Saúde holística e práticas de cura da Polinésia de Serge Kahili King pela Madras (2004)
>>> Dicionário De Filosofia de Nicola Abbagnano pela WMF Martins Fontes (2000)
>>> PNF: Facilitação neuromuscular proprioceptiva: Um guia ilustrado de Susan S. Adler pela Manole (2007)
>>> Teoria Do Estado E Da Constituição de Jorge miranda pela Forense (2009)
>>> Livro Completo De Etiqueta De Amy Vanderbilt de Nancy Tuckerman pela Nova Fronteira (2000)
>>> Faça Como Steve Jobs de Carmine Gallo pela Lua de Papel (2010)
>>> A Chave do Reino Interior Inner Work de Robert A. Johnson pela Mercuryo (1989)
>>> O Livro de Deus - a Bíblia Romanceada de Walter Wangerin Jr. pela Mundo Cristão (1998)
>>> Araribá Plus. Geografia - 9º Ano de Cesar brumuni dellore pela Moderna (2018)
>>> Araribá Plus Artes 9º Ano de Denis Rafael pereira pela Moderna (2018)
>>> Projeto do Submarino Nuclear Brasileiro de Fernanda das Graças Corrêa pela Capax Dei (2010)
>>> Um Futuro Moldado por Deus de Ron Phillips pela Graça (2013)
>>> Mudança de Mo Yan pela Cosac & Naify (2013)
>>> Cem anos de solidao de Gabriel Garcia pela Mediasat (1967)
>>> Quando uma Garota Entra Em um Bar de Helena S. Paige pela Novo Conceito (2013)
>>> História do Japão: Origem, Desenvolvimento e Tradição de um País Milenar de Associação Cultural e Esportiva Saúde pela Graftipo Ltda (1995)
>>> Minha formação de Joaquim Nabuco pela Topbooks (2004)
>>> 64 Contos de Rubem Fonseca de Rubem Fonseca pela Cia das Letras (2004)
>>> Processo de Enfermagem de Wanda de Aguiar pela E.p.u. (1979)
>>> Paganism: An Introduction to Earth-Centered Religions de Joyce Higginbotham pela Llewellyn Publications (2011)
>>> Fantasma - Edição Histórica nº 14 A invasão de Bengala e A vitória em Bengala de Vários Autores pela King Features Syndicate (1995)
>>> Penguin Minis, Legend: 1 de Marie Lu pela Penguin (2019)
>>> Sem Tesão não há Solução de Roberto Freire pela Sol e Chuva (1990)
>>> A Arte De Amar de Erich Fromm pela Itatiaia (1995)
DIGESTIVOS >>> Notas >>> Internet

Quarta-feira, 28/9/2011
Inside Wikileaks ou Os Bastidores do WikiLeaks
Julio Daio Borges
+ de 8000 Acessos




Digestivo nº 482 >>> Em termos de mídia, o WikiLeaks foi o grande acontecimento de 2010. A ponto de Julian Assange, o fundador do projeto, ter sido cotado pela revista Time como "personalidade do ano" (no lugar de Mark Zuckerberg, então sobrevalorizado pelo filme The Social Network). E Inside Wikileaks, ou Os Bastidores do Wikileaks (na tradução da editora Campus), poderia ter sido um dos livros do ano de 2011, mas, infelizmente, não o foi. Não se trata, ainda, do livro do próprio Julian Assange ― pelo qual ele já haveria recebido 1 milhão de dólares de adiantamento ―, mas, sim, do depoimento de Daniel Domscheit-Berg, o "Daniel Schmitt" do Wikileaks, na prática o "número 2" do site. Daniel conheceu Assange no 24º Chaos Communication Congress, em dezembro de 2007, quando o domínio WikiLeaks.org tinha pouco mais de um ano. Depois de quase 3 anos no "WL" (como ele diz), muitas discordâncias sobre o projeto e muitos conflitos de personalidade, Daniel foi "suspenso" por Assange, em agosto de 2010. Pelo seu lado, Assange apontou como causas da suspensão: "Deslealdade, insubordinação e instabilidade em tempos de crise", o que, no jargão militar, é a classificação para "traidor". Acontece que Daniel largou seu emprego, para se dedicar full-time ao Wikileaks, desde janeiro de 2009, e participou de grandes momentos do site, como o lançamento do vídeo Collateral Murder, que, só no YouTube, teve mais de 10 milhões de acessos. Então, Inside Wikileaks, o livro, é também um acerto de contas. No relato, a cronologia do site se mistura com a personalidade complexa de Assange e até com a vida pessoal de Daniel. No meio da briga, Assange diria que Daniel "não seria nada sem o WikiLeaks" ― e o mais impressionante é Daniel concordar com isso, no livro, e admitir, envergonhado, que, se tivesse a oportunidade de voltar no tempo, faria tudo de novo. Logo, o "gênio" por trás do WL, se é que existe algum, é Julian Assange, restando a "Daniel Schmitt" o papel, nada desprezível, de testemunha ocular da história. A grande ironia é que, na confusão de sentimentos que oscilam entre amor e ódio ("eu não sei mais nada", escreve num determinado momento), Daniel, quando tenta denegrir a imagem de Assange, muitas vezes acaba revelando traços interessantes de sua personalidade. Mesmo quando chama Assange de "paranóico, ambicioso e megaloaníaco", Daniel reconhece que ele também é "criativo, incansável, brilhante". Entre as curiosidades, está o fato de que Assange só viajava com uma mochila, sempre com dois notebooks e vários carregadores para celular. Não dava a mínima para símbolos de status: não tinha carro, nem relógio, nem roupas "de marca". "Até seu computador era velho", observa Daniel. Quando moraram juntos por 2 meses, Daniel notaria que Assange usava várias "camadas de roupa". Seu senso de orientação era péssimo, e Assange passaria a porta da casa de Daniel, inúmeras vezes, sem notar. Assange havia sido o famoso hacker Mendax, "um dos maiores do mundo", na avaliação de Daniel, mas considerava a maioria dos hackers, mesmo os mais hábeis, "simples idiotas que não sabiam usar seu talento para um objetivo maior". Assange também não gostava de jornalistas: considerados, igualmente, "idiotas em sua maioria". Assange nunca assumiria a própria culpa e gostava de culpar, segundo Daniel, "bancos, atendentes em geral, servidores públicos e, quando tudo falhava, o governo". Havia aprendido desde cedo a não manter laços com amigos e com mulheres ― embora, fique nas entrelinhas no livro de Daniel, Assange era o que os franceses costumam chamar de "homme à femmes" ou, como costumávamos dizer em português, um "femeeiro". "As mulheres presenteavam Assange com todo o tipo de coisa: roupas, recarregadores, celulares, cafés, voos, chocolates, novas malas e até meias". E, ainda que não falasse outra língua além do inglês, Daniel reconheceria que Assange tinha um faro muito apurado para "materiais" bombásicos, como o vídeo Collateral Murder. Queria que o WikiLeaks fosse "a mais agressiva organização do mídia do mundo" ― e, acabou conseguindo, conforme atesta Daniel Domscheit-Berg, que o WL tivesse se transformado em algo mais que isso: em um "fenômeno da cultura pop". Inside WikiLeaks não é o relato definitivo sobre o WikiLeaks, e nem sobre Julian Assange, mas é o melhor de que dispomos agora.
>>> Os Bastidores do WikiLeaks
 
Julio Daio Borges
Editor
Quem leu esta, também leu essa(s):
01. Eu Maior, o filme de Fernando, Paulo e Marco Schultz e Andre Melman (Cinema)
02. Internet em 2000-2009 (Internet)
03. Universo Elétrico, de David Bodanis (Literatura)
04. Rip Off Press (Artes)
05. We want the airwaves (Imprensa)


Mais Notas Recentes
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Evolucao dos Seres Vivos
Nelio Bizzo
Atica
(1994)



A Carruagem Alada: Memórias
Maria de Lourdes Teixeira
Pioneira
(1986)



Homeopatia: o Que é e o Que Não é
Gerson Rodrigues Marins
Nacional
(1986)



Outro Diálogo é Possivel na Cooperação Norte - Sul
Varios Autores
Peirópolis
(2003)



Nutrição e Atividade Física
Dilson Kamel / José Kamel
Sprint
(1998)



Bts - Reis do K-pop
Helen Brown
Astral Cultural
(2019)



Livro - Lúcifer - Volume um - a Infernal Comédia - Peço por Comida
Neil Gaiman, Dan Watters, Max Fiumara
Panini
(2019)



Uma Vida Tratando Águas - Memórias do Engenheiro Armando Fonzari Pera
Manoel Henrique Campos Botelho
Engenho
(2000)



Magia do Caminho Real
Anna Sharp
Rosa dos Tempos
(1994)



Guia de Restaurantes Japoneses 2010 (são Paulo Rio e Janeiro
Vários Autores
Jbc
(2010)





busca | avançada
35344 visitas/dia
1,6 milhão/mês