Cinema em Atibaia II | Digestivo Cultural

busca | avançada
51984 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Sempre um Papo recebe lançamento de Lívia Sant’Anna Vaz
>>> ANUAL DE ARTE FAAP ABRE AO PÚBLICO NO DIA 30 DE NOVEMBRO
>>> JOSYARA FAZ SHOW NO SESC BELENZINHO
>>> Revista Úrsula na Copa
>>> Mostra Contemporânea de Natal - Vai na Fé - no Museu de Arte Sacra
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Desapega, só um pouquinho.
>>> Menos, Redentor. Menos
>>> Sou grato a Deus
>>> Água das águas
>>> Súplica
>>> Por que me abandonastes
>>> Política na corda bamba
>>> Aonde anda a liberdade
>>> Calar não é consentir
>>> Eu já morri, de Edyr Augusto
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Duetos com Renato Russo
>>> Eureca!
>>> A secretária de Borges
>>> Saint-John Perse: o oxigênio da profundeza
>>> Ela tem um blog?
>>> 8 de Abril #digestivo10anos
>>> Vanguarda e Ditadura Militar
>>> Querem proibir as palavras
>>> WikiLeaks, uma arma contra o abuso de poder
>>> Em Busca da Terra do Nunca... e Johnny Depp
Mais Recentes
>>> Matematica Financeira de Augusto c. morgado benjamin cesar pela Elsevier (2006)
>>> Escolas da Floresta: Entre o Passado Oral e o Presente Letrado de Nietta Lindenberg Monte pela Multiletra (1996)
>>> Samurai Saburo Sakai de Martin caidin e fred saito pela C & R Editorial (2014)
>>> O taro zen, de osho de Paulo rebouças pela Cultrix (2006)
>>> O taro zen, de osho de Paulo rebouças pela Cultrix (2006)
>>> O taro zen, de osho de Paulo rebouças pela Cultrix (2006)
>>> Estatistica basica de Wilton de o. bussab pedro a. morettin pela Saraiva (2010)
>>> Ecg Essencial - Eletrocardiograma na Prática Diária de Malcolm S. Thaler pela Artmed (2008)
>>> O vampiro que descobriu o brasil de Ivan jef pela Atica (2019)
>>> Pilates para Você um Guia Completo para Pratica de Pilates Em Casa de Ann Crowther e Helena Petre pela Madras (2010)
>>> Òrun Àiyé: o Encontro de Dois Mundos de Jose beniste pela Bertrand Brasil (2013)
>>> Ecos do Cinema de Lumière ao Digital de Ivana bentes pela Ufrj (2007)
>>> A Doença Como Caminho de Thorwald dethlefsen rudiger dahlke pela Cultrix (2007)
>>> Redes de Computadores Guia Total de Lindeberg barros de sousa pela Érica (2009)
>>> O Efeito Nocebo de Roger de lafforest pela Siciliano (1991)
>>> O Poder da Ação de Paulo vieira, phd pela Gente (2015)
>>> Como Se Iniciar na Bruxaria de Hans holzer pela Record (1980)
>>> Mulheres que correm com os lobos de Clarissa pinkola estes pela Rocco (1994)
>>> Linguagem de corpo de Cristina cairo pela Mercuryo (2009)
>>> Lilith: a Lua Negra de Roberto sicuteri pela Paz e Terra (1998)
>>> Lilith: a Lua Negra de Roberto sicuteri pela Paz e Terra (1998)
>>> A Arte de Escutar de Carla faour pela Agir (2009)
>>> Gabo Periodista de Héctor Feliciano pela Fnpi (2014)
>>> Treinamento Desportivo, Carga, Estrutura e Planejamento de Prof. Dr. Armando Forteza de La Rosa pela Phorte (2008)
>>> Teorias da Arte de Anne Cauquelin pela Martins Fontes (2005)
BLOG >>> Posts

Sexta-feira, 12/1/2007
Cinema em Atibaia II

+ de 1000 Acessos

Depois de um dia marcado por exibições mornas, finalmente a segunda edição do Festival de Atibaia Internacional Audiovisual começa a ferver. Ontem foi a vez de fragmentos de genialidade ganharem espaço na sala de projeção do Centro de Convenções. A seleção de curtas mostrou temáticas mais diversificadas e abriu portas para o humor inteligente. Grandes surpresas lançaram luzes, inclusive, sobre produções mais medianas, tornando a média de ontem bem superior ao dia anterior.

A mostra não competitiva dos filmes exibidos durante o Festival de Emden, na Alemanha, trouxe ficções com roteiros indiscutivelmente bem-elaborados. Seria melhor que todos fossem exibidos com legendas em português, assim como os brasileiros receberam cuidadosa tradução para o francês. A organização se desculpou pela falha, mas o detalhe não passou batido. Um festival aberto para o grande público - que, não necessariamente, entende mais de uma língua - não poderia se dar a esse luxo. Um curta alemão, recheado de diálogos, ganhou projeção sem qualquer legenda. Outro foi traduzido em inglês. Por sorte, o público captou a expressividade na dupla "forma-conteúdo" dos filmes.

Dentro da sessão, o curta Clube de Chicxu metaforizou a tragédia de um casal diante do acidente da filha. O "choque humano", sempre abordado por óticas convencionais, ganhou adequada comparação ao período em que um meteoro se chocou à Terra, há 65 milhões de anos. Transportou o horror do fim do mundo dentro de duas pessoas. Outro curta que literalmente emocionou o público foi Romance. Embora discutisse o velho estigma da solidão e da enfermidade em um quarto de hospital, transbordou em delicadeza e sensibilidade, sem cair no perigo da comoção "barata".

Ainda na mostra alemã, a animação em stop motion, Kater, alucinou o público com sua veia humorística - gênero que quebrou, em boa hora, a sequência de filmes dramáticos. O curta alcançou visibilidade no Anima Mundi e provou que a técnica em stop motion agrada tanto ou mais que o desenho em três dimensões. Para finalizar a sessão estrangeira, o curta Chinese take away foi daquelas ficções em que o conteúdo fala mais alto que a forma. Propositadamente engraçado e catártico, completou a lista dos grandes trabalhos da mostra.

Quanto aos curtas brasileiros, ontem foi o dia dos documentários e filmes de humor. Todos trouxeram um dinamismo que esteve em falta na média da mostra anterior. Os trabalhos de não-ficção Z.inema, de Carol Thomé, e Canto de cicatriz, de Laís Chaffe, exploraram lacunas inéditas em suas respectivas temáticas. O primeiro contou a história de um homem que construiu uma sala de cinema com sucatas encontradas na rua. Já o segundo discutiu um problema ainda indigesto no Brasil: a exploração sexual de crianças. Ambos redondos e bem documentados, valeram pelo conteúdo.

O esperado Alguma coisa assim, de Esmir Filho e Mariana Bastos, se salvou pela composição visual e pelo jogo de câmeras, mas se apagou perto dos outros curtas. O roteiro, cheio de mensagens subentendidas, começa e termina com uma indefinição confusa. Ontem foi mesmo o dia dos humorísticos. A começar por Santa de casa, animação inspirada em conto de Aldir Blanc que satiriza a sociedade brasileira sem agressividade. Os grandes estereótipos presentes no país do Carnaval ganharam destaque em um enredo leve e bem-humorado.

O fim do mundo - Flashback Society, classificado como documentário, é um retrato propositadamente engraçado sobre a tensão do ser humano perante o fim do mundo, durante a virada do ano de 1999 para 2000. O vídeo caseiro e sem comprometimento com a forma chamou a atenção pelas brincadeiras ilustrativas sobre a posição dos planetas no momento da "destruição final". Também captou depoimentos e cenas igualmente sarcásticos. Um tipo de humor que não estaciona na superficialidade ou nos preconceitos sociais. Alcança as bases da sociedade - fé, morte, religião e amizade.

Mas o projeto que realmente surpreendeu foi A espera da morte, de André Luís da Cunha. De longe o mais comentado, chamou a atenção quando ninguém mais esperava produções ímpares. No curta, a companhia de teatro brasiliense Os Melhores do Mundo interpreta a tripulação do submarino soviético Krushev. O cenário, o figurino e os planos de câmera convencem. E o roteiro também impressiona por intercalar, de forma apropriada, momentos de tensão e de humor. Um detalhe curioso: os diálogos são todos em russo. O elenco ensaiou por meses para satirizar as tripulações russas com mais intimidade. Outra surpresa foi a interpretação de Jovane Nunes no papel do comandante. O público ovacionou o curta, que encerrou a mostra com saldo positivo.

O Festival de Atibaia encontra, aos poucos, o seu norte. Mas ainda é cedo para tirar conclusões definitivas. Faltam mais dois dias de exibições. E o Digestivo vai cobrir os melhores momentos.


Postado por Tais Laporta
Em 12/1/2007 às 15h16


Mais Tais Laporta no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




6ª Bienal de Design Gráfico
Varios
Sesc
(2002)



Bela Distração (vol. 1 Irmãos Maddox)
Jamie Mc Guire
Verus
(2016)



A Academia de Leonardo - Lições Sobre Ética
Fabio Benites . Bruno Perrone, Mizael Silva
Ciência Moderna
(2012)



A Ciência Médica de House
Andrew Holtz
Best Seller
(2007)



Snoopy 6 - Como Você é Azarado, Charlie Brown! - Livro de Bolso
Charles M. Schulz
L&pm Pocket
(2011)



Livro - As Três Irmãs Contos
Tchekhov
Abril Cultural
(1979)



Plano de Ataque - A História dos vôos de 11 de setembro
Ivan Sant`anna
Objetiva
(2006)



A Descoberta do Amor
Helena Maurício Craveiro Carvalho
petit
(1996)



Natal de Sabina (pelo Espírito de Francisca Clotilde)
Francisco Cândido Xavier
Gemm
(1973)



Terapia de Vidas Passadas
Célia Resende
Nova Era
(1999)





busca | avançada
51984 visitas/dia
2,0 milhão/mês