Os Jornais Acabam? I | Digestivo Cultural

busca | avançada
69435 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Shopping Granja Vianna de portas abertas
>>> Teatro do Incêndio lança Ave, Bixiga! com chamamento público para grupos artistas e crianças
>>> Amantes do vinho celebram o Dia Mundial do Malbec
>>> Guerreiros e Guerreiras do Mundo pelas histórias narradas por Daniela Landin
>>> Conheça Incêndio no Museu. Nova obra infantil da autora Isa Colli fala sobre união e resgate cultura
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
>>> Curtíssimas: mostra virtual estreia sexta, 16.
>>> Estreia: Geração# terá sessões virtuais gratuitas
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
>>> O zunido
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Gilberto Gil: Cultura Viva
>>> Histórias Extraordinárias, de Edgar Allan Poe
>>> 2006, o ano dos livros
>>> Na toca dos leões
>>> O nome da morte
>>> 7 de Setembro
>>> Sobre Paraíso Tropical
>>> Bernardo Carvalho e a arte da fuga
>>> Uma feira (in)descritível
>>> Quem tem medo do Besteirol?
Mais Recentes
>>> Planeta Deagostini de Contos de Magic - the Gathering - Juramento das Sentinelas - N. 5 pela Planeta Deagostini (2019)
>>> Vale dos Atalhos de Sonia Regina Bischain pela Sundermann, (2013)
>>> Contos de Magic: the Gathering - Batalha por Zendikar V 2 - N. 4 de Planeta Deagostini pela Planeta Deagostini (2019)
>>> The essential guide to customs & culture : Chile de Caterina Perrone pela Kuperard (2021)
>>> Viandante labirintos entressonhos de Sonia Regina Bischain pela Ciclo Contínuo (2017)
>>> Contos de Magic: the Gathering - Batalha por Zendikar V 1 - N. 3 de Planeta Deagostini pela Planeta Deagostini (2019)
>>> 15 Minutos Francês de Caroline Lemoine pela Publifolha (2006)
>>> Contos de Magic: the Gathering - Prólogo da Batalha por Zendikar -v 2 de Planeta Deagostini pela Planeta Deagostini (2019)
>>> Contos de Magic the Gathering - Origens de Planeta de Agostini pela Planeta de Agostini (2019)
>>> A Luftwaffe na Guerra de Karl Bartz pela Flamboyant (1967)
>>> The True Story of Romeo and Juliet de Eduardo Amos e Elisabeth Prescher Martins pela Richmond Publishing (2009)
>>> O Seminarista - Série Bom Livro de Bernardo Guimarães pela Ática (2002)
>>> Saguairu de Julio Emilio Braz pela Atual (2010)
>>> Luana - a Menina Que Viu o Brasil Neném de Aroldo Macedo-oswaldo Faustino-arthur Garcia pela Ftd (2000)
>>> O Fantasminha Trapalhão de Gerusa Rodrigues Pinto e Hugo Matos da Silva pela Fapi
>>> The Dive Sites of Aruba, Bonaire & Curação - Over 175 Dive and Snorkel Sites (Em Inglês) de Jack Jackson pela Contemporary Books (2000)
>>> Adivinhe! Quem Está para Chegar? de Gerusa Rodrigues Pinto e Hugo Matos da Silva pela Fapi
>>> Ratatoing de Maurício Bernardi Milani pela Página (2007)
>>> O Português Que nos Pariu de Angela Dutra de Menezes pela Record (2009)
>>> A Rainha do Sul de Arturo Perez-reverte pela Record (2016)
>>> O Planeta Berra de Edgard Romanelli pela Moderna (2003)
>>> Guia Preparatório para a Certificação Prince2 Foundation de Jefferson Lisboa de Melo pela Novaterra (2015)
>>> Direção Estratégica de Empresas Brasileiras de Agricola Bethlem pela Elsevier (2014)
>>> Mata Atlântica e Manguezais de Armênio Uzunian pela Harbra (2014)
>>> Ginástica Laboral - Princípios e Aplicações Práticas de Ricardo Alves Mendes, Neiva Leite pela Manole (2012)
BLOG >>> Posts

Quarta-feira, 18/7/2007
Os Jornais Acabam? I

+ de 900 Acessos

É difícil prever. Podemos dizer que "talvez". Se por um lado encontramos facilmente informação atualizada, rápida e de baixo custo na internet; por outro, ainda temos que peneirar, selecionar, buscar o melhor e o mais correto. Trabalho que o jornal já faz muito bem e nos traz em uma estrutura que também facilita a busca de informação. Enfim, é um futuro incerto. Tudo dependerá de como vamos encarar a informação nos próximos tempos.
João Paulo Ferreira Barbosa
Macaé/RJ


Acabar não acabam, mas terão que mudar de proposta, de formato, de periodicidade. Com a facilidade de ter o computador em casa ou no escritório e poder acessar informações do seu interesse - e também receber outras - está cada vez mais distante o ato de ir à banca ou assinar qualquer periódico.
Aurélio Prieto
São Paulo/SP


Esta me parece uma idéia remota, a despeito das estatísticas e previsões de especialistas e defensores da internet. Ainda existem, em todo o mundo, pessoas de uma geração que cresceu lendo e assinando jornais diários. Se os hábitos de procura por informações se deslocarão totalmente do jornal impresso para a internet, isso ocorrerá gradativamente, com a supremacia numérica de uma geração que prefira o segundo modelo. Estudei Jornalismo no tempo em que nossa sala de redação, na Cásper Líbero, era repleta de mesas com máquinas de escrever e a diagramação era feita na régua. Quando correspondente de um jornal diário, no interior de São Paulo, na década de 1980, enviava as matérias datilografadas e impressas, colocadas em envelope timbrado do jornal, por ônibus da Viação Cometa. Era a maneira mais rápida. E às vezes dava tempo da matéria ser publicada na edição do dia seguinte. As urgentes eram enviadas por fax ou telefone. Apesar disso, adaptei-me totalmente aos computadores quando chegaram comercialmente ao Brasil. Hoje não dispenso o computador para escrever um texto, não o troco pela caneta, mal anoto as informações dessa forma. Uso internet para todo tipo de comunicação, como se o modelo anterior não existisse. Recebo notícias de jornais eletrônicos gratuitamente diversas vezes ao dia e posso ler revistas inteiras em sua versão on-line. Ainda assim, prefiro abrir um jornal, tocar suas folhas, descobrir algo interessante ou bombástico atrás de uma página, no ritual do café da manhã. Da mesma forma que prefiro ler um livro numa tarde de inverno, deitada numa rede ao lado de uma boa caneca de chocolate do que fazê-lo na frente do computador. Moro numa cidade em que há uma semanário que completou noventa anos. Ainda tem alguns vícios do início do século passado, mas hoje tem sua versão na internet e seus arquivos são impressos e digitalizados. Nem por isso deixa de ser o campeão nos classificados e de esgotar nas bancas aos sábados. Dizem que ele é sempre igual, só muda a data, mas ninguém deixa de comprá-lo. As coberturas de baladas, colunas sociais jovens e matérias escritas por novos jornalistas e colunistas atraem, também para esse jornal, o público que nasceu com a internet. Diversas variáveis podem determinar a continuidade ou não do jornal impresso, principalmente sua capacidade de adaptação à forma de comunicação desses tempos pós-modernos. Há quem defenda a idéia de que os jornais podem fugir ao desafio da velocidade da informação, publicando análises, textos interpretativos mais longos, jornalismo investigativo e literário para concorrer com a internet. Pode ser. Hoje, as mesmas notícias publicadas durante a semana em jornais, são lidas nas revistas semanais. Mas, pensando nas cenas de filmes da década de 1950, em que meninos de calça curta, carregando pilhas de jornais gritam "Extra! Extra!", acredito, romanticamente, que os jornais jamais acabarão.
Sílvia Mello
São Roque/SP


Os jornais, como os conhecemos, vão acabar. Mas, o jornalismo continuará - na web, nos celulares e na TV digital. Com outras dinâmicas, outros formatos, outros interesses. Os jornais têm de acabar por motivos políticos, econômicos e - por que não? - ecológicos!!!
Jô Azevedo
São Paulo/SP


Os jornais podem acabar, sim. Não acho que é coisa a curto prazo, mas podem. O dodô acabou. Não fabricam mais pastilha tirosete. Tanta coisa boa que acaba. E o jornal nada mais é do que um hábito. A informação, não; ela pode vir de outras maneiras. Acontece que as pessoas atualmente têm cada vez menos tempo e quem sabe, no futuro, não prefiram receber apenas um e-mail com as manchetes, otimizando o tempo e só lendo as matérias de interesse... Como os americanos fazem desde sempre, com jornais e tudo, e mal sabem onde fica o Brasil...
Maria Rachel Lopes Cunha de Oliveira
Rio de Janeiro/RJ


[Feedbacks dos Leitores do Digestivo à Promoção.]


Postado por Julio Daio Borges
Em 18/7/2007 às 14h56


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Max Weber e o jornalismo de Celso A. Uequed Pitol


Mais Julio Daio Borges no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Eu Te Amo!
Gabriela Nascimento
Rideel
(2011)



O Adeus à Mulher Selvagem
Henri Coulonges
Abril Cultural
(1983)



Baleinebis: Une Enquête Sur un Marché Linguistique Multilingue
Fernand Fehlen
Sesopi
(2009)



The Pooring of America: Competition and the Myth of Free Trade
Dr. Ravi Batra
Collier Books
(1993)



Liberdade Sindical e Negociação Coletiva Como Direitos Fundamenta
Jonabio Barbosa dos Santos
Ltr
(2008)



Você É um Vencedor, Acredite!
Raimundo Sérgio Carneiro
Abc Fortaleza
(2000)



Crise Social e Delinquência
James Tubenchlak (dedicatória)
Freitas Bastos (rj)
(1981)



Medicina: Contos, Crônicas, Narrativas
Ângelo Presotto Netto
Ribeirão Gráfica
(2008)



Falando Como Vencedor
Leil Lowndes
Record
(2000)



Os Voluntários da Pátria na Guerra do Paraguai Volume 3 Tomo Iv
General Paulo de Queiroz Duarte
Bibliex
(1990)





busca | avançada
69435 visitas/dia
2,6 milhões/mês