Réveillon com Digestores | Digestivo Cultural

busca | avançada
72475 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> ZapMusic, primeiro streaming de músicos brasileiros, abre inscrições para violonistas
>>> Espetáculo de dança em homenagem à Villa-Lobos estreia nesta sexta
>>> Filó Machado comemora 70 anos de vida e 60 de carreira em show inédito com sexteto
>>> Série 8X HILDA tem sessões com leitura das peças As Aves da Noite e O Novo Sistema
>>> Festival Digital Curta Campos do Jordão chega a todo o território nacional com 564 filmes inscritos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> A TETRALOGIA BUARQUEANA
>>> Bom de bico
>>> Diário oxigenado
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
>>> A vida é
Blogueiros
Mais Recentes
>>> À propos de Nice (1930)
>>> Sonhos olímpicos nos Lençóis Maranhenses
>>> Lifestyle Media
>>> A voz de Svetlana em Paraty
>>> São João del-Rei
>>> Convite para as coisas que não aconteceram
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Where I End and You Begin
>>> Nós, os afogados, de Carsten Jensen
>>> Dias de Luta, de Ricardo Alexandre
Mais Recentes
>>> Documentos historicos municipais de Valeria agra pela C E H m (2011)
>>> Jurisdição Comunitária de Marcelino Meleu pela Lumen Juris (2014)
>>> O Estado e a Revolução de Lenin pela Expressão Popular (2007)
>>> Pedagogia e estética do teatro do oprimido: Marcas da arte teatral na gestão pública de Dodi Leal pela Hucitec (2015)
>>> Constitucionalismo Latino-Americano: Tendências Contemporâneas de Antonio Carlos Wolkmer , Milena Petters Melo pela Juruá (2013)
>>> Qu'est-ce que la démocratie? de Alain Touraine pela Le Livre de Poche (1997)
>>> Sobre a questão judaica de Karl Marx pela Boitempo (2010)
>>> O direito dos oprimidos de Boaventura de Sousa Santos pela Cortez (2015)
>>> La domination masculine de Pierre Bourdieu pela Éditions du Seuil (2002)
>>> Le citoyen de Marie Gaille (Apres.) pela Flammarion (1998)
>>> Le langage silencieux de Edward T. Hall pela Éditions du Seuil (2000)
>>> O 18 Brumário de Luis Bonaparte de Karl Marx pela Escriba (1968)
>>> Citoyenneté et politiques sociales de Annick Madec; Numa Murard pela Flammarion (1995)
>>> Sociologie de la vie politique française de Michel Offerlé pela La Découverte (2004)
>>> Du contrat social de Jean-Jacques Rousseau pela Le Livre de Poche (1996)
>>> Brasil: Uma Biografia de Lília Schwarcz , Heloisa Starling pela Cia das Letras (2015)
>>> Origens do totalitarismo: anti-semitismo, imperialismo, totalitarismo de Hannah Arendt pela Cia das Letras (2012)
>>> Gramatologia de Jacques Derrida pela Perspectiva (2011)
>>> O Espaço Dividido: os Dois Circuitos da Economia Urbana dos Países Subdesenvolvidos de Milton Santos pela Edusp (2008)
>>> Repensando a Pesquisa Jurídica. de Miracy Barbosa de Sousa Gustin pela Del Rey (2014)
>>> Cavaleiros do zodíaco Saint seiya volume 8 de Masami Kurumada pela Conrad (1997)
>>> samurai x volume 3 Rurouni Kenshin de Nobuhiro Watsuki pela Jbc (1997)
>>> Inu- Yasha volume 75 de Rumiko Takahashi pela Jbc (2004)
>>> Inu- Yasha volume 101 de Rumiko Takahashi pela Jbc (2004)
>>> Destino Cativo volume 1 de Matsuri Hino pela Panini Comics /Planet Mangá (2008)
BLOG >>> Posts

Sexta-feira, 11/1/2008
Réveillon com Digestores

+ de 2600 Acessos
+ 4 Comentário(s)

Como sempre, resolvi onde iria passar meu réveillon no derradeiro momento. Recebi um convite em cima da hora de uns primos, naquele esquema carnavalesco que agora é chamado "0800", ou seja, sem pagar nada, e me mandei para o Rio.

Embora a turma toda fosse animada e muito gente boa, deixei-os para encontrar outra turma tão animada e gente boa quanto e que, até então, eu acreditava ser mais séria, sisuda e caladona (rá! Ledo engano.). Lá pelas tantas, fui encontrar outros colunistas do Digestivo CulturalRam, LEM, Diogo Salles e Rafael Lima ― para o nosso réveillon.

Pela internet, esses Digestores sempre me pareceram sérios demais. É um tal de discutir utilidade de papel em era digital, a necessidade de publicar, Paulo Francis aqui, o fim das redações de jornal acolá. Sei não, às vezes me sentia meio burrinha no meio de todo esse chumbo cruzado via lista de discussões. Ficava pensando se eu era a única ali que estava a fim de tomar um vinho, uma cerveja, ou até um sorvete; andar na praia ou numa alameda e fazer como o touro Ferdinando, que "só cheiraaaava as flores", ou fazer qualquer coisa que cobrasse menos do meu Tico-e-Teco.

Antes de colaborar no DC, eu já conhecia a Ana Elisa, ou Ana ê, para os chegados, o Guga e o Marcelo Miranda, também confundido com o governador do Tocantins. E só. Todo o resto do quadro de colaboradores, editores e colunistas era apenas verbo para mim. Verbo e ilusão, porque, queira ou não, a gente acaba imaginando um monte de troço sobre as mãos que teclam esses e-mails que a gente recebe.

E já pisei no Rio, cometendo gafes. A primeira foi ligar para o LEM e perguntar qual era o nome do Ram. Sim, porque LEM não é Luís? Ram, decerto, deveria ser Roberto, Ricardo, Renato ou sabe-se lá o quê. Um cara tão simpático que nunca me viu e me convida para passar o réveillon com eles, em sua casa, em meio a sua família... Eu deveria saber ao menos seu verdadeiro nome. E aí, descobri que o nome do Ram é "Ram" mesmo. Tudo bem, quem sou eu para dizer que este é um prenome incomum?

Só fui entender quando cheguei ao apartamento dele e a irmã abriu a porta. Enquanto eu deixava minhas sandálias ao lado da porta e todos me cumprimentavam, a mãe do Ram atravessou a sala, usando um sari lindo. A casa era toda decorada com motivos indianos e aquela gente tinha um bronzeado natural que nós, mortais brasileiros, nunca vamos conseguir ter. A confirmação da ascendência indiana veio quando alguns convidados abriram a boca e começaram a conversar em hindu, inglês e outro dialeto que, por mais que me esforce, não me lembro o nome. Diz aí, Ram.

Após o cumprimento inicial e suando às bicas, por conta do calor carioca e do trajeto feito à pé, juntei-me aos descalços na sala. E aí eu constatei algo que julgava impossível, até então: existe gente no mundo que fala mais e mais rápido do que eu. Senhoras e senhores, prezados amigos, ponham o Ram e o LEM para conversar e tomem seus lugares. Ver esses dois conversarem é um espetáculo à parte: por mais rápido que nossas cabeças "ping-pongueiem" de um lado para o outro, é difícil acompanhar o ritmo da conversação.

Eu e o Rafael até tentávamos aproveitar uma brechinha ali, vez por outra, mas o Diogo ficava com uma expressão meio assustada com aquele turbilhão de informações todas. Quando eu liguei os fatos e lembrei que o Diogo era o das caricaturas, fiquei preocupada. Essa gente que desenha e fica calada observa tudo e um dia, certamente, usará isso contra os que falam pelos cotovelos.

Ficamos um bom tempo nesse embate, tomando vinho e falando mal da vida alheia. Ao vivo, o LEM, com sua voz de locutor, é muito... er, digamos, peculiar? Exótico? Indefinível, talvez fosse a palavra. Até o último minuto de 2007, tive a impressão de estar do lado de um niilista convicto, um carioca de alma paulista ou um brasileiro de alma britânica. Mas em 2008 ele resolveu assumir suas raízes e seu amor pelo samba-enredo. Se eu tivesse ficado mais tempo, talvez tivesse presenciado uma confissão de amor por Duque de Caxias, ou pelos bailes funks da periferia carioca, quem sabe. Mas a verdade é que ele parou no samba-enredo.

O Ram, com sua voz de dublador de desenho animado, e o Rafael tentavam convencer o LEM e o Diogo que eles estavam em estados trocados. O primeiro deveria ir para São Paulo e o segundo, ficar de vez no Rio. Mas eu sou apenas uma mineira e não me meto nesses qüiproquós do eixo.

Tivemos uma ceia indiana, com direito a grão-de-bico e uma mesa repleta de sobremesas, entre elas um doce de cenoura. Havia carne também, mas como eu não como nada que tenha mais de duas patas e adoro um mato, essa foi a parte que me interessou mais.

Em seguida, fomos ver os fogos na orla de Copacabana. O Ram se perdeu de nós, na hora, o LEM não queria por os pés na areia e, então, fomos eu e a Adriana, a simpática namorada do Diogo, pular as sete ondinhas ― eu sou supersticiosa mesmo, e daí? ―, enquanto o Rafael e o Diogo assistiam àquela "pataquada". Numa dessas sete ondinhas, meu celular caiu no mar e só fui dar pela falta dele já voltando para o apartamento do Ram.

Na volta, o papo foi um pouco mais cabeça-espiritual. Discussões sobre profissão, as exigências fora do País e aqui no Brasil etc. O Ram com o dilema da pós nos EUA e o Rafael com saudades dos cangurus australianos. Tá bom, houve uma hora em que ficaram falando sobre mulher e ele se lembrou das australianas, enquanto o LEM sonhava com uma francesa peluda*.

Eu me lembro de ter dito que escreveria sobre algum ponto específico tratado nesse encontro, mas acho que o teor etílico apagou o assunto da minha cabeça. Se alguém lembrar, complete a história, por favor.

Se é verdade o que dizem, passarei o ano de 2008 rindo até desopilar o fígado. Cheguei em casa às 4h da manhã, com a impressão de ter tido um excelente réveillon. E isso foi tão bom quanto o fato de ter conhecido essa gente agradável.

* É preciso dizer que a questão capilar aqui descrita ainda é um ponto nebuloso e controverso na discussão dos Digestores...


Postado por Pilar Fazito
Em 11/1/2008 às 21h37


Quem leu este, também leu esse(s):
01. 16 de Novembro #digestivo10anos de Julio Daio Borges
02. Curral da Mostra de Eduardo Carvalho


Mais Pilar Fazito no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
14/1/2008
14h59min
Aaaai Pilar, engraçado demais! Réveillon bom, ano bom? Será que existe essa relação? Embora o fato de você ter perdido o celular pulando as 7 ondinhas seja preocupante... Ouvi dizer que fatos ocorridos no exato momento da simpatia se repetem durante todo o ano! Principalmente no mês 07. Então, cuidado. É melhor arrumar uma corrente bem forte e grossa para o seu chaveiro... e quem sabe uma daquelas pochetes de viajante - que ficam coladas na pele, sabe? - para quando sair de casa com documentos e dinheiro... Ah, e também não se esqueça daquela bolsinha de enfiar no cinto pra colocar o celular né?, cuidado nunca é demais. Adoro zoar com gente supersticiosa hehe Se tudo correr dentro do previsto pode deixar pra me xingar ao vivo daqui a uns dias! BJ
[Leia outros Comentários de Claudia Serretti]
4/2/2008
10h18min
Perder o celular no meio de uma simpatia de sorte não é para qualquer um, isto é um sinal... risos... Brincadeiras à parte, se os Digestores marcarem um encontro, algum dia, com a galera que lê, apóia ou gosta deste site, não esqueçam de me chamar, adoraria conhecê-los. Aquele abraço e um feliz 2008 para todos.
[Leia outros Comentários de Eliana de Freitas]
4/2/2008
11h18min
Oi, Pilar, O réveillon já passou, mas seu texto é ótimo e merece um comentário. Mesmo agora no carnaval. Sou mineira também e nunca fui ao Rio de Janeiro (meu sonho secreto) e você fez dois sonhos secretos meus ao mesmo tempo. O outro é conhecer Ram. Fiquei tão encantada com ele que mandei o Digestivo Cultural para todos os meus amigos e amigas conhecerem este tesouro. Ele escreve bem demais, sô. E fico feliz por ter feito uma coisa que ainda não fiz e relatar muito bem sua experiência aqui. Em plena segunda de carnaval, conseguiu me fazer dar boas risadas. Você é ótima e escreve muito bem. Até mais!
[Leia outros Comentários de Anna]
4/2/2008
11h38min
Nossa, da próxima vez quero ser convidada para este réveillon, ainda que não seja da equipe do Digestivo. Mas pelo que descreveu Pilar, deu para entender agora um pouco sobre as cabeças dos editores etc., que fazem isso aqui... Acho a novidade desta news com seus textos, ao mesmo tempo super contemporâneos, tratados com muita leveza, mas com um conteúdo que denota cultura, retrata justamente esta junção de raças aí que você conta.
[Leia outros Comentários de Ana L.Vasconcelos]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Madeleine Colaço
Eduardo Kac - Antonio Fernandes Fagundes
Index
(1998)
R$ 24,00



Crimes Contra a Administração Pública
Victor e Rios Gonçalves
Paloma
(1999)
R$ 5,00



El Cid o Herói da Espanha Serie Reencontro
Paulo Reginato
Scipione
(1997)
R$ 8,85



Pour Comprendre La Théologie
Denys Gorce
Gaston Doin
(1947)
R$ 17,77



Slam Dunk- Volume 6
Takehiko Inoque
Conrad
(2005)
R$ 20,00



O Novo Mundo Digital - Voce Ja Esta Nele: Oportunidades, Ameacas E As Mudancas Que Estamos Vivendo
Neves, Ricardo
Relume Dumara (Ediouro)
R$ 14,00



Padres, Celibato e Conflito Social - uma História da Igreja Catól
Kenneth P. Serbin
Companhia das Letras
(2008)
R$ 37,82



Poetas do Sul Bernardo de Passos e Florbela Espanca - 3437
Costa Leão
Portugália
R$ 100,00



Matemática Financeira - 7ªedição
Samuel Hazzan; José Nicolau Pompeo
Saraiva
(2014)
R$ 70,00



Ciência e Sexualidade Nº 3
Edgard de Abreu
N/d
(1953)
R$ 10,00





busca | avançada
72475 visitas/dia
2,1 milhões/mês