Osesp, 28.08 | Digestivo Cultural

busca | avançada
79550 visitas/dia
2,1 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Clássico de Charles Dickens retrata as misérias sociais da industrialização inglesa
>>> Clube latino-americano de Jazz por streaming terá transmissão gratuita no Brasil
>>> Fora da Casinha realizará apresentações circenses virtuais voltadas para toda família
>>> As Clês narram as vozes femininas do mundo
>>> Programa DIVERSAS estreia na Rádio USP dia 11 de março
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
>>> Pobre rua do Vale Formoso
>>> O que fazer com este corpo?
Colunistas
Últimos Posts
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
>>> Mehmari, Salmaso e Milton Nascimento
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
Últimos Posts
>>> Tiro ao alvo
>>> A TETRALOGIA BUARQUEANA
>>> Bom de bico
>>> Diário oxigenado
>>> Canção corações separados
>>> Relógio de pulso
>>> Centopéia perambulante
>>> Fio desemcapado
>>> Verbo a(fiado)
>>> Janelário
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 453 – São Paulo para gregos e troianos
>>> A Guerra Fria entre o Cinema e o streaming
>>> Aberta a temporada de caça
>>> A importância de ser prudente e outras peças, de Oscar Wilde
>>> O Cinema onde os fracos não tem vez
>>> Kardec, A Biografia, de Marcel Souto Maior
>>> O Hobbit - A Desolação de Smaug
>>> Itinerário de leituras off-line
>>> Paying debt to karma
>>> O Riso dos Outros
Mais Recentes
>>> O Mito da Beleza de Naomi Wolf pela Rocco (1992)
>>> Pra que serve Matemática ? Geometria de Imenes- Jakubo - Lellis pela Atual
>>> Mário Pedrosa, Retratos do Exílio de Carlos Eduardo de Senna Figueiredo pela Antares (1982)
>>> Pra Que Serve Matemática ? Semelhança de Imenes- Jakubo - Lellis pela Atual
>>> Pra Que Serve Matemática ? Equação do 2º Grau de Imenes- Jakubo - Lellis pela Atual
>>> Pra Que Serve Matemática ? Álgebra de Imenes- Jakubo - Lellis pela Atual
>>> A Viagem de Uma Alma de Peter Richelieu pela Pensamento (1972)
>>> Harry Potter e a Ordem da Fênix de J. K. Rowling pela Rocco (2003)
>>> O Sorriso do Lagarto de João Ubaldo Ribeiro pela Nova Fronteira (1989)
>>> As 10 Mulheres Que Você Vai Ser Até os 35 de Alison James pela Best Seller (2009)
>>> Histórias Extraordinárias de Edgar Allan Poe pela Martin Claret (2001)
>>> Cascata de Luz de Irene Pacheco Machado pela Recanto
>>> O Amanhã a Deus Pertence de Zibia Gasparetto pela Vida & Consciência (2006)
>>> A Insustentável Leveza do Ser de Milan Kundera pela Rio Gráfica
>>> Sheila Levine Está Morta e Vivendo Em Nova York de Gail Parent pela Bertrand Brasil (2007)
>>> Espelho Meu de Edgar J. Hyde pela Ciranda Cultural (2010)
>>> A 2ª Morte de R a Ranieri pela Edifrater (1997)
>>> O Melhor de Mim de Nicholas Sparks pela Arqueiro (2014)
>>> Cem Melhoramentos Crônicas (que, na Verdade, São 129) de Mario Prata pela Planeta (2007)
>>> Pare de Sofrer de Zibia Gasparetto pela Vida e Consciência (1997)
>>> Harmonização de Francisco Cândido Xavier pela Geem
>>> Mulheres Alteradas 1 de Maitena pela Rocco
>>> Vernon God Little de Dbc Pierre pela Record (2004)
>>> Seja Líder de Si Mesmo de Augusto Cury pela Sextante (2004)
>>> Crônicas para Gostar de Ler Volume 5 de Carlos Drummond de Andrade pela Atica
BLOG >>> Posts

Quarta-feira, 2/9/2009
Osesp, 28.08

+ de 3200 Acessos
+ 1 Comentário(s)

De um modo geral, a música de concerto guarda certo mistério no que se refere à execução de suas peças. Em outras palavras, é como se o espectador ― sim, sim, leitor, o público ― guardasse para si, e apenas para si, a versão definitiva de algumas obras a partir de uma única execução. Sobretudo aquelas que não pertencem ao repertório mais comum desse público, que, embora não seja especializado, se interessa pelas apresentações, na exibição e, claro, na performance das orquestras que contam com um programa previamente estabelecido. Nesse caso em particular, observa-se que a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo, a Osesp, ajuda a estabelecer o gosto desse público por essas obras. Dito de outra forma, é bom que o primeiro contato de certa fatia do público com algumas obras seja através da Osesp.

O concerto da última sexta-feira, 28 de agosto, pode ser analisado com base nessa perspectiva. Estava lá a Osesp, com o maestro convidado Gabor Ötvös, juntamente com o violista chileno, naturalizado norte-americano, Roberto Díaz, cuja aparição, na segunda peça, fez o público admirar seu talento de virtuose, tal como um guitar hero dando uma canja para o público. Ok, leitor, a comparação talvez não seja das mais precisas, mas a sensação, para o público presente, era exatamente esta: um êxtase desses que só pode ser proporcionado por um talento musical.

Antes de Díaz, no entanto, quem conduziu a orquestra e o olhar do público foi Gabor Ötvös. Com poucos gestos, mas de forma bastante acurada, ele soube articular o conjunto de músicos à sua frente a ponto de não somente fazê-los executar as respectivas partituras da Sinfonia nº1 em Ré maior, do russo Serguei Prokofiev, mas, efetivamente, fez com que a orquestra interpretasse à sua maneira a obra.

Desse modo, mais do que a correção das notas e dos compassos, houve, portanto, espaço para uma leitura que extraísse as partículas elementares da peça, com cada movimento sendo devidamente pontuado para que o público tivesse consciência de suas diferenças. Destaque, aqui, para a presença das cordas, com os violinos fazendo valer sua distinção em relação aos demais naipes. Após esses 15 minutos iniciais, foi a vez da obra de Béla Bartók sofrer a intervenção da Osesp. Desta vez, no entanto, a empatia junto ao público não foi necessariamente imediata, a ponto de, durante o intervalo, ser possível ouvir, em tom mais informal, que Bartók era um tanto mais denso a ponto de os vinte minutos terem parecido uma eternidade para alguns.

Neste Concerto para Viola, no entanto, o melhor estava com o solista Roberto Díaz, que, a certa altura, travava uma espécie de duelo com o restante da orquestra, obtendo resposta às frases emitidas por seu instrumento. Contudo, mesmo nesse momento, parecia existir uma distância entre a obra e a plateia, que, por sua vez, parecia enfadada. Essa quase monotonia só se quebrava quando o músico habilmente interpretava o solo. Aqui, ele chamava a atenção do público de volta para o espetáculo, longe, portanto, de qualquer abstração. Não por acaso, os aplausos na sequência quebraram um pouco a solenidade, e ele concedeu um improviso soberbo para o público, que novamente se esbaldou com a destreza e com a interpretação do violista.

Logo depois do intervalo, coube ao maestro Gabor Ötvös apresentar a Sinfonia nº9 em mi menor, Op.95 ― Do novo mundo, do tcheco Antonín Dvorak. Nesta ocasião, foi possível constatar tamanho envolvimento entre a peça e o público ― seja pela sonoridade, seja por sua força expressiva ― que a audiência parecia mais à vontade com a obra, ainda que esta tivesse maior tempo de duração. E, ao longo dos movimentos, a audiência era cativada pelas madeiras ― fagote e oboé, pela ordem ― do mesmo modo que era atraída pelo toque dos metais ― trompetes e trompas, respectivamente. Ao final, o mistério e a novidade deram lugar ao encantamento e à impressão de que algumas obras, de fato, são sensíveis a execuções que funcionam como experiências definitivas para a formação do gosto.


Postado por Fabio Silvestre Cardoso
Em 2/9/2009 às 11h46


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Mark Knopfler Barcelona 2019 de Julio Daio Borges
02. Isaacson sobre Jobs, em vídeo de Julio Daio Borges
03. 25 de Janeiro #digestivo10anos de Julio Daio Borges
04. 5 de Janeiro #digestivo10anos de Julio Daio Borges
05. 29 de Novembro #digestivo10anos de Julio Daio Borges


Mais Fabio Silvestre Cardoso no Blog
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
15/9/2009
11h15min
Caro Fabio, imagino que você não tenha querido entrar nesta seara, mas eu sinceramente acho que ela tem de ser abordada. A diferença entre a reação do público a Bartok é bastante simples de ser explicada por ser a única peça caracteristicamente "século XX" dentre as três executadas (apesar da Sinfonia nº 1 de Prokofiev ser do século XX, ela ainda não segue os cânones desse século, tanto que tem o subtítulo de "Clássica") e a música dita "contemporânea" simplesmente não consegue agradar ao público da mesma forma que a dos séculos anteriores. Desinformação? Pode ser. Falta de hábito? Também. Mas eu, como músico que sou, me arrisco a dizer que também é falta de beleza... Da música, claro. É aí que entramos na seara que acho que você não quis entrar...
[Leia outros Comentários de Paulo Mauad]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Petições Penais Nº 1 - Doutrina e Jurisprudência
Donaldo J Felippe
Julex
(1987)
R$ 9,00



Revista Nestlé com você (junho 2011) ano 13 n.50
Vários
Nestlé
(2011)
R$ 10,00



Superinteressante 188 Matrix a Realidade é uma Ilusão?
Vários Autores
Abril
(2003)
R$ 6,90



Fauna e Flora Brasileira Século XVIII (bilingüe)
Isa Adonias
Spala
R$ 70,00



Mysterious Thuja
Farokh J. Master
B. Jain Publishers
(1997)
R$ 20,00



Hora do Espanto o Cálice de Ouro
Edgar J. Hyde
Ciranda Cultural
(2016)
R$ 7,50



The Spinal Cord
J. L. Malcolm J. A. B. Gray G. E. W. Wolste...
J&a Churchil
(1953)
R$ 17,77



Princesa Margarida
Judith Krantz
Record
(1980)
R$ 25,25



As Lições de 21 Personal Cases
Sérgio Costa
Fgv
(2005)
R$ 17,00



Maridos e Mulheres - A Destruição dos Mitos Conjugais, A Intensificação do Amor e do Desejo
Melvyn Kinder & Connell Cowan
Rocco
(1990)
R$ 5,00





busca | avançada
79550 visitas/dia
2,1 milhões/mês