Experiência gratificante | Voz de Leigo

busca | avançada
71522 visitas/dia
1,4 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
BLOGS >>> Posts

Quarta-feira, 13/5/2015
Experiência gratificante
João Jackson Costa

+ de 800 Acessos

Vivi neste final de semana uma experiência que, confesso, desejava, mas não alimentava a expectativa de vê-la realizada.
Já são quase trinta anos de caminhada - a se completarem em junho próximo - e eu sentia algo como um princípio de desânimo, apesar das muitas vitórias de Cristo que presenciei durante o transcurso dessa peregrinação.

Tivemos a convivência de Início de Curso 2015 com as comunidades que nossa equipe conduz - três da Transfiguração do Senhor e duas de Nossa Senhora das Graças, ambas em Ananindeua. Conosco estavam duas de Santa Rita de Cassia e duas de Nossa Senhora do Guadalupe, também de Ananindeua, conduzidas pela equipe que tem à frente Josimar e Luzia. E ainda uma comunidade - não recordo qual - de Cristo Rei, Castanhal, levadas à frente pela equipe do Carlos Leal e Aldenora.
Ao todo eram dez comunidades de cinco paróquias, que, somados os catequistas e algumas babás, ultrapassavam 150 pessoas, mais do que o limite previsto para a Casa, em torno de 130 a 140 almas. E mais da metade - arrisco estimar em ¾ do total - jovens. Havia quartos que tiveram sua capacidade excedida, colchões pelo chão. Humanamente, tudo contribuía para um caos.
Até nosso catequista se mostrou preocupado e, embora confiante, buscava notícias sobre o evento, que se encerraria no domingo do dia das mães, outro elemento que poderia conturbar a convivência.
Mas aí se deu o primeiro dos milagres que presenciei. Não houve qualquer tumulto. Lembro de apenas uma reclamação, a de uma mãe que desejava mais conforto para seu filho, ainda que este nada manifestasse. Coisas de mãe...

No sábado, que se desenhava bastante assoberbado - Laudes, perscrutação, Penitencial, questionário... -, meu coração permanecia sobressaltado, como à espera de um desastre. Para verem como sou pessimista...
Durante a penitencial nem me lembro de quantos padres havia ao certo, pois ficou gravada a experiência compartilhada pelo padre Vicente, lusitano que nem o meu primeiro catequista, padre João Marcos, hoje bispo na terrinha (e conhecido de padre Vicente). Alguém que viveu um tempo de crise que quase o fez desistir da vocação e que reencontrou o ardor ao trabalhar com jovens egressos das drogas num centro de reabilitação. Precisou cruzar o Atlântico para recuperar a fé...
Uma declaração corajosa e entusiasmante, que quase nos fez perder o desejo de almoçar, após o pequeno jejum daquela manhã.



Após o "desjejum festivo" e um pequeno intervalo a assembleia foi dividida em grupos para responder a um questionário com perguntas sobre a orientação do magistério da Igreja colocado em prática na vida cotidiana. Não era exatamente esse o título dado, mas, em resumo, era esse o assunto.

Na hora de colocarmos em comum as respostas do questionário, eu, na minha incredulidade, via aí o segundo estrangulamento da convivência, sendo que o primeiro, na noite anterior, já não ocorrera.
Foram dezoito grupos mesclando jovens, casados, viúvos, respondendo a uma dezena de perguntas que desnudavam não somente o conhecimento, mas, sobretudo a vivência da orientação recebida da Igreja enquanto instituição.
Numa sala ampla e refrigerada - temperatura média de 18 graus -, já pela manhã acontecera de muitos se agitarem para fugir do frio, deixando seus lugares ou mesmo saindo, ignorando o momento, quer fosse uma pregação, uma leitura ou um canto. Aproximava-se a noite e a temperatura exterior também caía...
Aí se deu o segundo milagre. Durante mais de uma hora, sucedendo-se respostas dadas pelos secretários, nenhum dos jovens deixou a sala. Escutavam atentos ao que era dito nas respostas ou eventuais intervenções dos catequistas.
Isso nos deixou assombrados - no bom sentido, claro! Mas havia ainda surpresas reservadas para aquele dia...

Após o jantar, quase nove da noite, voltamos a nos reunir para escutar uma catequese sobre o magistério da Igreja, procurando iluminar nossa conduta, enquanto desejosos de sermos verdadeiros cristãos. A rigor, um tempo árduo, pois, ainda que o tema possa ser interessante, há um combate terrível contra o cansaço, o sono e o frio do ambiente - a temperatura continuava em 18 graus.
Era a hora de ocorrer o terceiro milagre: uma assembleia atenta permaneceu na sala por quase duas horas, como que bebendo do que a Igreja trazia para alento do espírito e encorajamento dos ânimos de todos nós.
Nas convivências, no sábado à noite, encerrados os trabalhos do dia, é costume as pessoas se reunirem - geralmente os mais jovens, embora também alguns adultos - para "esticarem" um pouco em rodas de conversas, cantorias, danças... Quando são muitos os jovens, não raro ocorre de haver excessos: vozes e cantos que incomodam a quem busca o repouso, o que sempre gera alguma confusão...
Hora, então, de mais um milagre: nada disso aconteceu. Ficaram reunidos até mais de uma hora da manhã e nenhum exagero. E havia entre eles alguns dos que se costuma chamar de "bagunceiros". Coisas do Espírito Santo...

Não bastasse tudo isso, no domingo houve a celebração da Eucaristia. A previsão era de que fosse presidida pelo padre Edmundo, que já estivera no sábado, para a penitencial. A surpresa veio por conta da impossibilidade de vir à convivência por causa de outra tarefa recebida para o mesmo horário.
Procuramos por um presbítero e parecia que ou ficaríamos sem Eucaristia, ou a celebraríamos quase ao meio-dia, quando seria possível chegar o padre Edmundo.
E aí, para selar a convivência, como um "plano B", eis que vem o padre Vicente, aquele mesmo que vivera a experiência do resgate de jovens, que nos brindou com uma bela homilia, dessas que dá raiva na gente ter deixado de gravar para escutar outra vez mais tarde.
Selando os milagres desse final de semana, a notícia do pagamento - integral e com sobras - da convivência, apesar das dificuldades que muitos alegaram com antecedência, inclusive usando o argumento de não terem dinheiro para os gastos. Definitivamente, Deus queria que essa convivência acontecesse!

Retornei para casa cansado, é verdade, mas agradecido a Deus pela oportunidade que me concedera de presenciar os milagres que enumerei. Uma convivência de Início de Curso que guardarei com carinho entre as várias lembranças de passagens fortes do Senhor, fazendo prodígios com seu braço forte.
Apesar da minha incredulidade, não tenho como não reconhecer o que diz o salmista quando afirma que "o braço de Iahweh não secou", o seu poder permanece e, se é assim, certamente haverá de completar a obra que começou comigo.


Postado por João Jackson Costa
Em 13/5/2015 às 13h04


Mais Voz de Leigo
Mais Digestivo Blogs
Ative seu Blog no Digestivo Cultural!

* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A ARTE DE PESQUISAR
MIRIAN GOLDENBERG
RECORD
(2002)
R$ 28,72



HOMEM CINDERELA
JEREMY SCHAAP
OBJETIVA
(2007)
R$ 13,10



UM APRENDIZ DA CIÊNCIA - 927
CARLOS CHAGAS FILHO
NOVA FRONTEIRA
(2000)
R$ 10,00



ALIANÇAS E GRUPOS DE REFERÊNCIA NA PRODUÇÃO DE CONHECIMENTO
GUSTAVO LUIS GUTIERREZ
AUTORES ASSOCIADOS
(2005)
R$ 37,00



CAMPO MAGNÉTICO
GILBERTO DE ABREU
DO AUTOR
(1987)
R$ 7,90



A FORÇA DOS PEQUENOS: TEOLOGIA DO ESPÍRITO SANTO
ANTONIO MANZATTO
PAULUS EDITORA
(2013)
R$ 15,00



ALMANAQUE TEX Nº 20 - RECOMPENSA: DOIS MIL DÓLARES 
SERGIO BONELLI
MYTHOS
(2003)
R$ 18,90



A ÚLTIMA PÁGINA
MICHAEL KRÜGER
COMPANHIA DAS LETRAS
(1995)
R$ 8,00



PORTUGAL BUILDING UP A COUNTRY
COMISSÃO NACIONAL PARA AS COMEMORAÇÕES DOS DESC...
COMISSÃO NACIONAL PARA AS COME
R$ 43,05



SOB EFEITO DO NADA
ANDY NOWICK
REALEJO
R$ 29,00





busca | avançada
71522 visitas/dia
1,4 milhão/mês