Dorian Gray abre o sótão: Orkut | Andréa Trompczynski | Digestivo Cultural

busca | avançada
32696 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Plágio
>>> O filho eterno e seus prêmios literários
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
>>> Entrevista com Antonio Henrique Amaral
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> Espírito de porco
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nine Eleven
>>> E a bomba caiu!
Mais Recentes
>>> A Rosa de Sarajevo de Margaret Mazzantini pela Companhia das Letras (2011)
>>> Um Pedaço de TI de Patricia Bittencourt pela Ledriprint (2017)
>>> Bala XXI - Casos, Crônicas, Piadas e Contos de Augusto José Vieira Neto pela Mandamentos (2000)
>>> Filhos Especiais Para Pessoas Especiais - O Milagre do Dia-a-dia de Neusa Maria pela Paulinas (2010)
>>> Pensées Étranglées de E. M. Cioran pela Gallimard (2014)
>>> Le Voyageur et son Ombre de F. NNietzsche pela Denoel (1979)
>>> Colder than Ice de David Patneaude pela Albert Whitman & Company (2003)
>>> Misericordiae Vultus / O Rosto da Misericórdia de Papa Francisco pela Paulinas (2015)
>>> Manual do Agricultor Brasileiro de Carlos Augusto Taunay pela Companhia das Letras (2001)
>>> O Ingenuo de Voltaire pela Dcl (2013)
>>> O Evangelho Segundo O Espiritismo de Allan Kardec pela Feb (1999)
>>> A Princesa de Babilonia de Voltaire pela Dcl (2013)
>>> A Campanha Abolicionista de Jose do Patrocinio pela Dcl (2013)
>>> Zollinger - Atlas de Cirurgia de E. Christopher Ellison, Robert M. Zollinger pela Guanabara Koogan; (2017)
>>> O Hobbit: A batalha dos cinco exercítos : guia ilustrado de Jude Fisher pela WMF Martins Fontes (2014)
>>> Radiografia da Alma de Pe. Hewaldo Trevisan pela Planeta (2010)
>>> Convênios e outros instrumentos de "Administração Consensual"na Gestão Pública do século XXI - Restrições em Ano Eleitoral de Jessé Torres Pereira Junior e Marinês Restelatto Dotti pela Fórum (2010)
>>> Estalos e Rabiscos - Mãos à Obra Literária de Walter Galvani pela Novaprova (2011)
>>> Distrito Federal Paisagem, População e Poder de Marília Peluso e Washington Candido pela Harbra (2006)
>>> Parto de Mim de Vera Pinheiro pela Pallotti (2005)
>>> Deuses americanos de Neil Gaiman pela Intrínseca (2016)
>>> A Ilha dos Prazeres de André Rangel Rios pela Uapê (1996)
>>> A pequena pianista de Jane Hawking pela Única (2017)
>>> Tradição e Novidade na Ciência da Linguagem de Eugenio Coseriu pela Presença- Usp (1980)
>>> Jovens Sem-Terra - Identidade em movimento de Maria Teresa Castelo Branco pela Ufpr (2003)
>>> Os Segredos das Mulheres Inteligentes de Julia Sokol e Steven Carter pela Sextante (2010)
>>> Lettres et Maximes de Épicure pela Librio (2015)
>>> Um Mundo a Construir de Marta Harnecker pela Expressão Popular (2018)
>>> Da RegenciaÀ Queda de Rozas (Rosas)/ Encadernado de Pandiá Calógeras pela Cia. Ed. Nacional (1940)
>>> Psicoterapia y Relaciones Humanas de Carl Rogers e G. Marian Kinget pela Alfaguarra (1971)
>>> O Vinho no Gerúndio de Júlio Anselmo de Sousa Neto pela Gutenberg (2004)
>>> Michel Foucault, Filosofia e Biopolítica de Guilherme Castelo Branco pela Autêntica (2015)
>>> Vidas Provisórias de Edney Silvestre pela Intrínseca (2013)
>>> Introdução À Arqueologia Brasileira: Etnografia e História de Angyone Costa pela Cia. Ed. Nacional (1938)
>>> A Glória de Euclides da Cunha ; Edição Ilustrada/ Brasiliana de Francisco Venancio Filho pela Cia. Ed. Nacional (1940)
>>> A Glória de Euclides da Cunha ; Edição Ilustrada/ Brasiliana de Francisco Venancio Filho pela Cia. Ed. Nacional (1940)
>>> Viñas, Bodegas & Vinos de Argentina de Austral Spectator pela Austral Spectator (2007)
>>> Alexandre, o Conquistador de Airton de Farias pela Prazer de Ler (2013)
>>> A Fiandeira de Ouro de Sonia Junqueira pela Positivo (2008)
>>> Feudalismo de Airton de Farias pela Prazer de Ler (2013)
>>> Alfabeto de Histórias de Gilles Eduar pela Ática (2008)
>>> As Obsessões de um Executivo Extraordinário: as Quatro Disciplinas... de Patrick Lencioni pela Record/ RJ. (2002)
>>> As Obsessões de um Executivo Extraordinário: as Quatro Disciplinas... de Patrick Lencioni pela Record/ RJ. (2002)
>>> As Obsessões de um Executivo Extraordinário: as Quatro Disciplinas... de Patrick Lencioni pela Record/ RJ. (2002)
>>> Marketing Nas Empresas Brasileiras: Organização de Vendas de Joaquim Carlos da Silva pela Record/ RJ.
>>> Dicionário da Língua Portuguesa de Malthus Oliveira de Queiroz pela Sucesso (2014)
>>> Salgueiro 50 Anos de Glória de Haroldo Costa pela Record (2003)
>>> Mitologia Grega de Pierre Grimal pela L&PM (2009)
>>> Além do Bem e do Mal de F. Nietzsche pela Escala (2005)
>>> La Muerte de la Familia de David Cooper pela Paidos (1974)
COLUNAS

Segunda-feira, 11/10/2004
Dorian Gray abre o sótão: Orkut
Andréa Trompczynski

+ de 7800 Acessos
+ 7 Comentário(s)

Quando a tela pintada por Basil Hallward em O Retrato de Dorian Gray, começou a mostrar os primeiros sinais de mudança, Dorian percebeu que teria que mantê-la escondida e trancada à chave. Quando fraquejava com vontade de voltar à vida anterior, a influência de Lord Henry Wotton encorajava-o. Um mestre paciente e seu pupilo. A beleza andrógina de Dorian permitia-o caminhar entre la crème de la crème da alta sociedade londrina. Quando Basil descobriu o quadro, Dorian matou-o.

E se houvesse uma maneira quase anônima de expor a tela, usando uma máscara parcial? E se cada monstruosidade na tela pudesse ser indicada pelo nome da "fraqueza moral" que a gerou, como os sete pecados capitais rotulados claramente? Escrito com todas as letras, sem mais vergonha, e fizesse as pessoas sentirem medo do que há dentro delas e de como uma influência qualquer pode fazer isto despertar, crescer?

Por ouvir meu irmão falando tantos nomes de minha infância, professores, amores platônicos e tantas histórias que ele havia encontrado no Orkut, pedi que me convidasse, sim eu queria conhecer o que era. As primeiras horas foram como as de todo mundo que conhece o programa: saudades e memórias e pequenas frustrações. Por hábito comecei então a procurar a feiúra. Fácil. Mas, por estar há muitos anos longe de chats, fóruns e ter estacionado em alguns sites que admiro ou que me são indicados, assustei-me com o que vi. Não impressionaram-me os temas, que todos temos mais ou menos de Dorian Gray, mas pela imensa exposição dos quadros mais tenebrosos ser anunciada, festejada e aclamada. Os quadros de Basil.

É a minha geração falando na comunidade "Eu Vou Para O Inferno", onde discutem: o que é melhor "torturar alguém até a morte ou o espancamento?", como atropelar motoboys, ciclistas ou como foi delicioso o som de ossos partindo quando um homem (não um adolescente rebelde ou uma criança problemática) quebrou de propósito o braço da irmã. Alguns blefam, outros estão arrependidos. Há uma competição entre os melhores, que desprezam façanhas "pequenas". Ódio declarado a religiosos, crianças, animais e deficientes é lugar-comum. Os deficientes físicos têm sido a última piada por causa das para-olimpíadas. Alguém que parece o mediador avisa quando o candidato é digno do inferno, exalta os ânimos e os assuntos vão ficando mais pesados.

Anfetaminas, calmantes e toda sorte de remédios controlados que possam fazer dormir em uma crise de fome ou eliminar o apetite estão disponíveis em comunidades pro-Ana e Mia (comunidade "Pro-ana, Pro-mia em Português", tópico "remédios", apenas para citar um exemplo), apelidos para anorexia e bulimia, última moda de internautas preocupados com a "beleza a qualquer custo" uma onda gigante da qual ninguém, ou pouquíssimos, falam. Basta escolher um dos e-mails disponíveis de usuários vendedores que fazem a propaganda explícita (sempre com a preocupação de dizer que é um "amigo" o tal do vendedor), enviar comprovante de depósito bancário e aguardar a sorte, porque o remédio pode chegar ou não. E pode ser o remédio verdadeiro ou não, que dependendo de qual seja a composição química, é uma grande sorte. Ou, mais fácil ainda, diz um dos "conselheiros", basta ligar para um disque-farmácia, pagar com cartão e esperar a entrega. Garotos e garotas de 13, 14 anos trocam dicas de como comer e vomitar sem que os pais ouçam. Competem e fazem juntos jogos chamados no food que são dias (dias!) em jejum. Alguns evitam até a água, para não "inchar". Quando outros entram tentando ajudar, sempre alguém que teve problemas sérios por desordens alimentares, eles respondem que são doentes, sofrem com isso, mas não querem ou não podem mudar.

(Não acredito que seja necessário comentar as comunidades sobre drogas. A situação é idêntica.)

Essa exposição mostra o que sempre existiu e foi abafado pelas aparências. O Orkut, Multiply e muitos que virão deixam Wilde cada vez mais atual, mas penso que ele acharia fácil demais escrever O Retrato de Dorian Gray hoje, com monstros tão às claras (fácil para Oscar Wilde, é claro).

"Quanto mais o homem fala de si, mais ele deixa de ser si mesmo. Mas deixe que se esconda por trás de uma máscara, e então ele contará toda a verdade."
(Oscar Wilde)

Quando você tiver tempo
Quando você tiver tempo de sobra e precisar ouvir a mesma piada muitas vezes para entendê-la, leia Wunderblogs. A repetição das mesmas idéias, mesmas piadas, mesmas poesias engraçadinhas e musiquinhas é entediante. Às vezes imagino que todos eles são uma só pessoa com vários nomes e sérios problemas em manter a memória recente. Chato, muito chato. Aonde anda Paulo Salles?

A Conspiração
O senso de humor de alguns me fez esquecer um pouco a gastrite que os sem-nenhum-senso do Orkut proporcionaram. Em uma comunidade sobre conspirações, um rapaz paranóico tentava convencer outro de uma teoria de que estamos atuando em um reality show e alienígenas ou Deus se divertem nos assistindo. Um então deu uma resposta genial: "Fica quieto. Se eles souberem que sabemos, podem nos eliminar. Então, o que nos restará, posar nus?"


Andréa Trompczynski
São Mateus do Sul , 11/10/2004


Mais Andréa Trompczynski
Mais Acessadas de Andréa Trompczynski em 2004
01. Um conselho: não leia Germinal - 8/11/2004
02. Gênios e seus Amores Loucos - 26/7/2004
03. Em defesa da Crítica - 25/10/2004
04. Escrever para não morrer - 3/5/2004
05. Um Elogio à Loucura - 31/5/2004


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
15/10/2004
09h59min
As máscaras realmente caem quando são colocadas. Dorian Gray está mais atual do que nunca. Ótimo texto, um paralelo muito bem traçado.
[Leia outros Comentários de Renata]
19/10/2004
15h30min
Sua comparação foi realmente muito feliz. Infeliz é sabermos que atrás de vários Dorians, quadros corrompidos são ocultos.
[Leia outros Comentários de Patricia Daltro]
20/10/2004
04h50min
Claro que me impressionei com o artigo e a boa comparação entre o livro e o Orkut. Achei também muito interessante o fato de pessoas como essas existissem! Eu vivia numa ilusão muito grande em pensar que eram meros casos isolados! Mas, enfim, eu ia sair sem dar um comentário, mas a parte da Conspiração me assustou! Isso porque eu escrevi um texto sobre EXATAMENTE ISSO, uma fábula mais ou menos onde eu colocava minhas dúvidas religiosas sobre deus e deixava como final esse mesmo comentário! É Tão idêntica a idéia central que me assustei. Isso só vem confirmar minha descrença em inovação ou diferenças. E eu gosto dos Wunderblogs apesar de ter lido algumas coisas do Sores Silva que realmente achei tolas como a exposição de atrizes famosas e historinhas inventadas muito fúteis. Também um conto, o qual, apesar de ter prendido minha atenção, achei defeituoso demais.
[Leia outros Comentários de Marcely]
25/10/2004
08h50min
Engraçado, quando li "O Retrato de Dorian Gray" pela primeira vez pensei comigo Oscar Wilde é um dos melhores escritores que a literatura universal pode nos oferecer. A Andrea foi muito feliz na sua abordagem reforçando o que já sabemos: nem sempre o que os olhos veêm é o correto.
[Leia outros Comentários de Elvis Lima C Mutti]
4/11/2004
14h56min
Pessoal, calma lá. Oscar Wilde é um dos mestres da Literatura mundial, e O Retrato de Dorian Gray é um dos livros mais bem escritos da história.
[Leia outros Comentários de Artur Malheiros Neto]
30/4/2006
23h56min
“O Retrato de Dorian Gray” é o livro que certamente mais representa a nossa sociedade atual. Não me canso de encontrar paralelos entre a história desse aristocrata inglês e situações cada vez mais comuns no nosso dia-a-dia. A autora foi muito feliz em compará-lo ao que acontece no Orkut. Mas, para mim, há uma diferença fundamental: Dorian escondia a única prova real de sua vida nada ortodoxa em um quarto escuro; no Orkut, apesar de várias pessoas que têm atitudes um tanto condenáveis se esconderem atrás de falsos perfis, também acaba-se descobrindo que pessoas aparentemente “normais”, de nosso convívio diário, possuem uma carga enorme de preconceitos e/ou idéias distorcidas, e acharam o lugar ideal para divulgá-las sem o menor receio.
[Leia outros Comentários de Danielle Mendes]
14/8/2006
14h21min
Muito legal o paralelo. Eu vivia em uma realidade utópica. O orkut fez com que o meu mundo desabasse. Realmente, não sabia que pessoas assim eram a maioria. Ledo engano. Não conhecia esse espaço, muito legal.
[Leia outros Comentários de Liliane]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ATIVIDADES EXPERIMENTAIS DE MATEMÁTICA NOS ANOS FINAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL
CARLOS EDUARDO GRANJA E JOSÉ LUIZ PASTORE
SM FUNDAÇÃO
(2012)
R$ 30,00



PAISAGEM E AMBIENTE (ENSAIOS IV)
NÃO INFORMADO
USP
(1982)
R$ 25,00



MANUAL DE DIREITO PROCESSUAL CIVIL - 5º EDIÇÃO
MARCELO ABELHA RODRIGUES
RT - REVISTA DOS TRIBUNAIS
(2010)
R$ 50,00



O PENSAMENTO VIVO DE NOSTRADAMUS
NOSTRADAMUS
MARTIN CLARET
(1988)
R$ 4,00



CURSO DE PROCESSO PENAL - COM DVD
EDILSON MOUGENOT BONFIM
SARAIVA
(2006)
R$ 15,28



A PRACTICAL GUIDE TO ULTRASOUND IN OBSTETRICS AND GYNECOLOGY
ERIC E. SAUERBREI KHANH T. NGUYEN ROBERT
LWW
(1997)
R$ 40,77



OPS! APRENDENDO A VIVER, COM AIDS
BERNARDO DANIA GUINÉ
AUTÊNTICA
(2000)
R$ 8,00



ESCRITOS SOBRE JORNAL E EDUCAÇÃO OLHARES DE LONGE E DE PERTO
CARMEN LOZZA
ALB
(2009)
R$ 10,00



A CIDADE MUDA (GIRASSOL)
EDUARDO AMOS
MODERNA/ SP.
(1991)
R$ 29,90



AMAR É PRECISO
MARIA HELENA MATARAZZO
GENTE
(1992)
R$ 4,00





busca | avançada
32696 visitas/dia
1,3 milhão/mês