Literatura brasileira hoje | Astolfo Lima | Digestivo Cultural

busca | avançada
28584 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Toda forma de amor
>>> O filósofo da contracultura
>>> Oderint Dum Metuant
>>> Beleza e barbárie, ou: Flores do Oriente
>>> A fragilidade dos laços humanos
>>> A fragilidade dos laços humanos
>>> Melhores Blogs
>>> Dilbert
>>> Entrevista com Paulo Polzonoff Jr.
>>> Olavo de Carvalho: o roqueiro improvável
Mais Recentes
>>> Tudo valeu a pena de Zibia Gasparetto pela Vida e consciencia (2003)
>>> Concurso de Credores de Sylvio Martins Teixeira pela Jacintho (1936)
>>> Manual de Direito Processual Civil Vol.4 (Processo de Execução Processo Cautelar Parte Geral) de José Frederico Marques pela Saraiva (1976)
>>> Manual de Direito Processual Civil Vol.3 ( Processo de Conhecimento) 2ª Parte de José Frederico Marques pela Saraiva (1976)
>>> Codigo do processo Civil e Commercial do Estado de São Paulo (Annotações) de João Evangelista Rodrigues pela Revista dos Tribunais (1930)
>>> Traité Des Preuves En Droit Civil Et En Drit Criminel de Édouard Bonnier pela Librairie Plon (1888)
>>> Embargos de Nulidade e Infringentes do Julgado de E.D. Moniz de Aragão pela Saraiva (1965)
>>> Introdução ao estudo do processo Civil de Eduardo J. Couture pela José Bushatsky (1951)
>>> Estudo sobre o processo civil Brasileiro de Enrico Tullio Liebman pela Saraiva (1947)
>>> Processão de Execução de Enrico Tullio Liebman pela Saraiva (1946)
>>> Eficácia e Autoridade da Sentença e ouros escritos sobre a coisa Julgada. de Enrico Tullio Liebman pela Forense (1984)
>>> Princípios Gerais do Direito Processual de Anésio de Lara Campos Junior pela José Bushatsky (1964)
>>> Doutrina das Acções de José Homem Corrêa Telles pela H. Garnier (1902)
>>> Como Requer em Juízo ( Formulário Cível) de Yara Muller Leite pela Freitas Bastos (1967)
>>> Decisões de Decio Cesario Alvim pela Officinas do Centro da Boa Imprensa (1930)
>>> O Procedimento Sumaríssimo de Domingos Sávio Brandão Lima pela José Bushatsky (1977)
>>> Aspectos Fundamentais das Medidas Liminares de R. Reis Friede pela Forense (1993)
>>> Curso de Direito Processual Civil Volume 3 de Humberto Theodoro Júnior pela Forense (1995)
>>> Curso de direito Processual Civil Volume 1 de Humberto Theodoro Júnior pela Forense (1995)
>>> Estudo sobre o processo civil Brasileiro de Enrico Tullio Liebman pela José Bushatsky (1976)
>>> Processão de Execução de Enrico Tullio Liebman pela Saraiva (1980)
>>> Consultor Civil Acerca de Todas as Acções Seguidas no Fôro Civil de Carlos Antonio Cordeiro e Oscar de Macedo Soares pela H. Garnier (1910)
>>> O Brasil na vidão do artista. O país e sua cultura de Frederico Morais pela Prêmio (2003)
>>> Um certo ponto de vista. Pietro Maria Bardi 100 anos de Emanoel Araújo. Curadoria pela Burti (2000)
>>> A riqueza de um vale. A richly endowed valley de Ricardo Martins pela Kongo (2011)
>>> Tomie Ohake de Ana Paula Cavalcanti Simioni pela Folha de S.Paulo (2013)
>>> Bez Batti. Esculturas de Instituto Moreira Salles pela Ims (2006)
>>> Responsabilidade Civil - Doutrina e Jurisprudência de Yussef Said Cahali (Coordenador) pela Saraiva/ SP. (1984)
>>> O Problema da Língua Brasileira de Homero Senna (Entrev. c/ Prof. Souza da Silveira) pela Dep. Imprensa Nacional/ RJ. (1953)
>>> A Trégua de Mario Benedetti pela Alfaguara (2007)
>>> Divalndo Franco Responde Vol 1 de Divaldo Franco pela Intelitera (2010)
>>> Sonhos de J. J. Benitez pela Record (1995)
>>> Hora de Poesia de Ivan Luís Corrêa da Silva pela Modelo (2008)
>>> (In) Quietude Narrativas de Mim de Walkiria Helena pela Catalão em Prosa e Verso (2010)
>>> O Diário das Bruxas Parte I de F. A. F. Melo pela Catalão em Prosa e Verso (2008)
>>> Resgatando o Capital Humano de Roberto Boclin pela Folha Dirigida (2015)
>>> Personas Sexuais de Camille Paglia pela Companhia das Letras (1994)
>>> Uma Vida com Karol de Cardeal Stanislaw Dziwisz pela Objetiva (2007)
>>> Quem Me Roubou de Mim? de Pe. Fábio de Melo pela Canção Nova (2008)
>>> Saúde de Miramez João Nunes Maia pela Fonte Viva (2016)
>>> Ataque do Comando P. Q. Descobrindo os Clássicos de Moacyr Scliar pela Ática (2004)
>>> Divalndo Franco Responde Vol 2 de Divaldo Franco pela Intelitera (2013)
>>> The Colour Of Memory de Geoff Dyer pela Canongate (2012)
>>> Dark Places de Gillian Flynn pela Phoenix (2009)
>>> O Livro que Ninguém Leu de Owen Gingerich pela Record (2008)
>>> Coisas que Todo Professor de Português Precisa Saber a Teoria na Prática de Luciano Amaral Oliveira pela Parábola (2010)
>>> Políticas da Norma e Conflitos Linguísticos de Xoán Carlos Lagares Marcos Bagno pela Parábola (2011)
>>> Robinson Crusoe de Daniel Defoe pela Barnes & Noble Classics (2003)
>>> Sense And Sensibility de Jane Austen pela Barnes & Noble Classics (2004)
>>> Muito Antes de 1500 de Epiága R. T. pela Madras (2005)
COLUNAS

Quinta-feira, 23/6/2005
Literatura brasileira hoje
Astolfo Lima

+ de 11200 Acessos
+ 1 Comentário(s)

O processo de torpedeamento em cima da nossa literatura já vem de long time, não é novidade, porém agora se acentuou de tal modo que não dá mais para silenciar, sob pena de vermos virar fumaça o Pensamento Nacional Contemporâneo.

Começa quando eliminam o Latim e a Filosofia de todos os currículos escolares e jogam a Literatura como simples apêndice da língua pátria. Beleza. Depois, bastaria minar todos os espaços que ainda estivessem disponíveis nos jornais e revistas de mil novecentos e antigamente, em que se publicavam a literatura propriamente dita em forma de poemas, contos, capítulos de romances etc. Se o texto era de qualidade ou apenas uma farsa, caberia tão somente ao destinatário da escrita fazer a sua avaliação. O mais importante é que se estabelecia ali um elo cultural entre a galera e o artista, ativando aquela chama, propiciando a que se formasse no leitor um acentuado senso crítico, inclusive despertando em alguns o gosto por uma arte sem a qual nenhum país do mundo poderá se dizer civilizado. Se o cara se garantisse, não tinha erro, alçaria vôo rapidamente com a exposição de seus trabalhos nesses tablóides. Tanto isso é vero que foi dessa forma que se viu florescer entre nós duas ou três gerações de escritores que dariam as cartas ao decorrer de todo o século XX.

Agora, lamentavelmente, tudo virou bosta - como diria com muita propriedade a talentosa Rita Lee. É o advento das gerações periquitinho seco e mamãe, esqueci meu trombone. Eles que ditam os rumos da "curtura" nacional, confeccionam as antolorotas e bolam em mesas de bares entre um gole e outro de cerveja os livros-brinquedos que serão vendidos por uma nota preta nos bazares-livrarias dessa terra desvairada. Dominam o pedaço e vão muito bem, obrigado. Dia desses tava um lá em Paris, na madrugada, dando entrevista prum repórter da TV de mentirinha e descendo o malho na "crítica especializada", nos esotéricos e resenhistas oficias; até parecia... Deixa estar! Somos, portanto, não mais que a pátria dos mariquitas de lente grossa, olheiros das grandes editoras e aproveitadores de sacadas não plenamente desenvolvidas por outros escritores em épocas distantes, todos vasculhando códigos, deturpando as obras já em domínio público e imbecilizando cada vez mais a massa consumidora e lerda.

Na mão grande tiraram de cena aquele autor visionário, criativo, baniram o poeta mais lúcido, deletaram o texto inventivo, a poesia, e em seus lugares nos empurraram goela abaixo (ou pelo menos tentaram) os escribas-jornalistas, piadistas medíocres, ébrios e midiáticos, alguns apenas engraçadinhos, meia dúzia de vivandeiras bem remuneradas, todo um disciplinado batalhão de legitimadores da sub-arte, abraçados a seus textos inúteis, pre-formatados, repletos de termos técnicos, chavões, invadindo os espaços na TV, nos jornalões e revistas semanais, emprenhando com abobrinhas o crânio já vulnerável do distinto público consumidor e entupindo de grana os cofres dos felizes proprietários de renomadas casas editoriais.

Para esses famigerados agentes do desmonte a literatura-cabeça é apenas uma excrescência e não a mais importante de todas as artes; única na virtude de fixar um país no mapa cultural da humanidade. Balela. Importante para eles é apenas formar uma colossal legião de criaturas vorazes no gesto de absorver inutilidades. Ignoram ou fingem que tudo aquilo que emana do vivo pensamento de um povo está diretamente relacionado com a Literatura, desde a crônica mais remota, os escritos sagrados, os poemas épicos, as epopéias, tudo, tudo; a bela pintura, os filmes grandiosos, as encenações teatrais, as fantásticas esculturas, os melhores discursos e teses, a música erudita, os grandes concertos... enfim, que a vida flui da literatura e que tentar extingui-la é querer anular-se enquanto indivíduo e negar a própria terra em que fincaríamos nossas raízes.

Para aquilatarmos esse dom prodigioso que a literatura tem (ou teria) de inserir um povo no contexto histórico de seu tempo, basta lembrarmos que se tornou lugar-comum certas afirmações: "a língua de Camões, de Fernando pessoa, ou de Shakespeare, de Goethe ou Cervantes". De tal modo os grandes Mestres da Literatura se incorporaram à nomenclatura das Letras Universais, ao verbo e à própria existência humana, que viraram adjetivos. "Uma situação kafkiana", "Um drama shakespeariano", "Um texto tipicamente borgiano". Jamais se diria: "a terra de Bill Gates", "de George Bush" ou de qualquer outra figura notável no campo do capitalismo ou da política, mas nos expressaríamos com muito gosto sobre a pátria de T. S. Elliot e Edgar Allan Poe.

Nota do Editor
Texto originalmente publicado na nova revista Cronópios e reproduzido aqui com autorização do autor.


Astolfo Lima
São Paulo, 23/6/2005


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O guia do consumidor de livros de Rafael Rodrigues
02. As Pérolas Que Eram Teus Olhos de Alessandro Silva


Mais Astolfo Lima
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
26/10/2007
08h46min
O processo de torpedeamento em cima da nossa literatura já vem de long time, não é novidade, porém agora se acentuou de tal modo que não dá mais para silenciar, sob pena de vermos virar fumaça o Pensamento Nacional Contemporâneo. Começa quando eliminam o Latim e a Filosofia de todos os currículos escolares e jogam a Literatura como simples apêndice da língua pátria. Beleza. Depois, bastaria minar todos os espaços que ainda estivessem disponíveis nos jornais e revistas de mil novecentos e antigamente, em que se publicavam a literatura propriamente dita em forma de poemas, contos, capítulos de romances etc. Se o texto era de qualidade ou apenas uma farsa, caberia tão somente ao destinatário da escrita fazer a sua avaliação. O mais importante é que se estabelecia ali um elo cultural entre a galera e o artista, ativando aquela chama, propiciando a que se formasse no leitor um acentuado senso crítico, inclusive despertando em alguns o gosto por uma arte sem a qual nenhum país do mundo.
[Leia outros Comentários de Weverton]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MUSCLE INFORM Nº 56
VÁRIOS AUTORES
MUSCLE INFORM
R$ 5,00



ROBIN HOOD - COLECAO REENCONTRO LITERATURA
JOEL RUFINO DOS SANTOS
SCIPIONE
(2013)
R$ 39,00



ALIENAÇÃO E CAPITALISMO
LAYMERT G. DOS SANTOS
BRASILIENSE (SP)
(1982)
R$ 30,28



VINGT MILLE LIEUES SOUS LES MERS - TEXTES EN FRANÇAIS FACILE
JULES VERNE
HACHETTE (PARIS)
(1971)
R$ 14,28



TERMELETRICIDADE - GERAÇÃO DIRETA
HENRIQUE ALENCAR UND CICERO SOUTO
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



PROCESSO CIVIL - RECURSOS
GILSON DELGADO MIRANDA E PATRICIA MIRANDA PIZZOL
ATLAS
(2001)
R$ 10,00



DISCURSO SOBRE O MÉTODO
RENÉ DESCARTES
HEMUS
(1978)
R$ 6,00



MENINOS EM GUERRA
JERRY PIASECKI
ATICA
(2011)
R$ 16,00



COLEÇÃO OBJETIVO TRIGONOMETRIA E GEOMETRIA PLANA LIVRO 24
JORGE KRIKORIAN / MAURO GRESPAN
CERED
R$ 8,00



PERCEPÇÕES DE SUSTENTABILIDADE EM INDÚSTRIAS DE CALÇADOS GRANDE PORTE
ALESSANDRO CARLONI
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00





busca | avançada
28584 visitas/dia
1,0 milhão/mês