A dama brasileira do crime | Luis Eduardo Matta | Digestivo Cultural

busca | avançada
31589 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Leandro Sapucahy comanda Reveillon 2019 no Jockey Club/RJ
>>> Carioquíssima realiza edição de Natal na Fábrica Bhering (RJ)
>>> Vocalista da banda Big Mountain, Quino apresenta-se no Sesc Belenzinho dia 15 de dezembro
>>> Sesc Belenzinho apresenta show que celebra Declaração Universal do Direitos Humanos
>>> Mosteiro de São Bento: 50 anos da morte de Thomas Merton
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As palmeiras da Politécnica
>>> Como eu escrevo
>>> Goeldi, o Brasil sombrio
>>> Do canto ao silêncio das sereias
>>> Vespeiro silencioso: "Mayombe", de Pepetela
>>> A barata na cozinha
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O Voto de Meu Pai
>>> Inferno em digestão
>>> Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos
Colunistas
Últimos Posts
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
>>> Leitores e cibercultura
Últimos Posts
>>> A verdade? É isso, meme!
>>> Ser pai, sendo filho - poema
>>> A massa não entende
>>> ARCHITECTURA
>>> Os Efeitos Colaterais do Ano no Mundo
>>> A Claustrofobia em Edgar Allan Poe - Parte I
>>> Casa de couro V
>>> Heróis improváveis telefonam...
>>> Um lance de escadas
>>> No tinir dos metais
Blogueiros
Mais Recentes
>>> The Art of Possibility
>>> Desafiando o Talento, de Geoff Colvin
>>> O anti-Twitter
>>> Free, o livro, em português
>>> Tropikaos
>>> Because in the musicals nothing dreadful ever happens
>>> Feliz Ano Novo
>>> Por uma arquitetura de verdade
>>> O Conselheiro também come (e bebe)
>>> Existem vários modos de vencer
Mais Recentes
>>> Coisas de São Paulo de Nazareth Moreaux pela Melhoramentos (2005)
>>> Educação Pré-Escolar, Fundamentos e Didática de Marieta L. Machado Nicolau pela Ática (2002)
>>> João e Maria da Amazônia de Boechat,Maria Diva; Gusmão,Marta - Franco pela Franco (2015)
>>> Cinderela - Coleção Contos de Grimm de Maria Heloisa Penteado (texto em português) pela Ática (2012)
>>> O Homem que Matou Getúlio Vargas de Jô Soares pela Companhia das Letras (1998)
>>> O Amor é Fogo de Nora Ephron pela Rocco (2009)
>>> Sexo e Sexualidade - Sem Mistérios de Vários pela Trilha Educacional (2005)
>>> Indoor Cycling - Guia Prático para Pedalar Em Casa de William M. de Carvalho pela Leitura (2018)
>>> Zorba, O Grego (Capa Dura) de Nikos Kazantzakis pela Abril Cultural (1974)
>>> Reinações de Narizinho de Monteiro Lobato pela Brasiliense (1956)
>>> Don Fernando de Fernand Fournier-Aubry pela Robert Laffont (1972)
>>> Allie Finkle´s Rules for Girls- Moving day de Meg Cabot pela Scholastic (2009)
>>> Vie et Mort a Shanghai de nien Cheng pela Albin Michel (1987)
>>> Português- Leitura,produção, gramática ( 7 ano ) de Leila Laur Sarmento pela Moderna (2009)
>>> Um grito de Alerta de Osmar Santos pela Eu Você (1981)
>>> Vencendo a Crise - Com o bom senso empresarial pode superá-la de Thomas J Peters e Robert H Waterman pela Hárbra (1986)
>>> Educação - Criatividade e Lazer de Annita Schterg Gorodicht e Léa Porto de Abreu pela Sec de Educação e Cultura RJ (1980)
>>> O Diário de Bridget Jones de Helen Fielding pela Record (2001)
>>> L'Institut de Volupté - Roman de Fernand Kolney pela Georges-Anquetil (1926)
>>> Oeuvres de Beranger - Tomo 1 e 2 de Pierre-Jean de Beranger pela Perrotin (1857)
>>> Everymans Thesaurus of English Words and Phrases de Peter Roget e D C Browning pela J M Dent e Sons (1955)
>>> Lombre du Passé de Jeanne de Coulomb pela Gaitier e languereau (1921)
>>> La femme Dune Nuit de Alfred Machard pela Flamarion (1929)
>>> L'Amant de Lady Chatterley de D H Lawrence pela Gallimard (1932)
>>> Tom Jones de Henry Fielding pela Abril (1983)
>>> A chave de Rebecca de Ken Foller pela Círculo do Livro
>>> Histoires et Contes de la Grand Mère de Louise SW Belloc pela Garnier freres
>>> A Terceirização e o Direito do Trabalho de Sergio Pinto Martins pela Atlas (2010)
>>> Atuação do Ministério Público do Trabalho Como Árbitro de José Janguiê Bezerra Diniz pela Ltr (2005)
>>> Curso de Falência e Recuperação de Empresa de Amador Paes de Almeida pela Saraiva (2008)
>>> Exercícios de Metodologia da Pesquisa de Edivaldo M. Boaventura pela Quarteto (2017)
>>> Introdução à Teoria do Emprego de Joan Robinson pela Forense Universitária (1990)
>>> A Bruxinha Domitila e o Robô Super-tudo de Edson Gabriel Garcia pela Vozes (1985)
>>> O Hóspede Suspeito de Friedrich Scheck pela Ática (2000)
>>> O Castelo de Âmbar de Mino Carta pela Record (2000)
>>> Quando o Sofrimento Bater à Sua Porta de Padre Fábio de Melo pela Planeta (2016)
>>> Desconhecido de Machado de Assis pela Civilização Brasileira (1955)
>>> Psicopedagogia Clínica de Maria Lúcia L. Weiss pela Dp&a (2004)
>>> Porta do infinito de Carlos Castaneda pela Record (1974)
>>> O quinto compromisso, um guia prático para o autodomínio de Don Miguel Ruiz / Don José Ruiz pela Best Seller (2010)
>>> Manifesto do partido comunista de Karl Marx, Engels pela Expressão Popular (2008)
>>> Sapatos - Cronica de uma Sedução - 1900-2008 de Perla Nahun, Fernando de Barros Constanza Pascolato pela Francal (2008)
>>> A região metropolitana de Campinas: urbanização, economia, finanças e meio ambiente Vol 1 e 2 de Wilson Cano, Carlos A. Brandão pela Unicamp (2002)
>>> Informe: Análisis, adapatación y sistematización de estándares para la planificación del manejo en Iniciativas de Conservación Privada y áreas marinas costaneras protegidas de múltiples usos de Ministerio del medio ambiente, GEF, PNUD, Wildlife pela Ministerio del medio ambiente Chile (2015)
>>> Una década de luchas y propuestas Derecho Educación. La palabra de los movimientos sociales de Foro por el Derecho a la Educación Chile pela Foro por el Derecho a la Educación Chile (2015)
>>> Princípios de Direitos Autorais - Livro I - 1898/1998 de Eduardo Pimenta pela Lumen Juris (2004)
>>> Tráfico de Anjos de Luiz Puntel pela Ática (1992)
>>> Sexo se Aprende na Escola de Marta Suplicy e Antonio Carlos Egypto e outros pela Olho Dágua (2000)
>>> Disney Art Attack - Art Festa nº 1 de Disney Coleção Crie-Brinque pela Cia de Livros (2006)
>>> Tratado da Propriedade Intelectual - Tomo II - Patentes de Denis Borges Barbosa pela Lumen Juris/Direito (2014)
COLUNAS

Terça-feira, 28/6/2005
A dama brasileira do crime
Luis Eduardo Matta

+ de 4900 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Ao me deparar, durante uma visita casual a uma livraria carioca, no ano passado, com o livro 25 mulheres que estão fazendo a nova literatura brasileira (Record; 368 páginas; 2004), compilação de contos organizada por Luiz Ruffato, duas ausências me saltaram, de imediato, aos olhos. A primeira foi a de Angela Dutra de Menezes, autora de obras como Mil Anos Menos Cinqüenta e O Avesso do Retrato, que acabou (com o ótimo conto "Teoria Freudiana do Medo") incluída, agora, na continuação da coletânea, intitulada Mais 30 mulheres que estão fazendo a nova literatura brasileira (Record; 304 páginas; 2005). A segunda ausência - um pouco mais sentida, até -, foi a de uma autora, não propriamente nova em termos de carreira, mas que vem imprimindo, de certa maneira um pouco na contramão dos escritores em atividade, uma marca própria e independente no panorama literário brasileiro: Vera Carvalho Assumpção.

Conheci Vera Carvalho Assumpção no final de 2003, quando ela preparava-se para lançar seu primeiro romance policial, o instigante e surpreendente Paisagens Noturnas (Landscape; 198 páginas; 2003), já devidamente analisado aqui no Digestivo Cultural, em maio de 2004, numa bela resenha assinada pelo meu querido colega Fabio Silvestre Cardoso. Interessei-me pelo livro de pronto, não apenas por ser um grande leitor de ficção policial e de suspense, como principalmente por enxergar na sua chegada às livrarias, um reforço nas fileiras da ainda escassa Literatura brasileira de entretenimento, a dita LPB, um tema recorrente nos meus artigos e de cuja defesa não abro mão. Muita gente, certamente, não se deu conta disso, mas o fato é que Paisagens Noturnas inaugurou uma linguagem nova dentro da Literatura policial nacional, ao abordar questões caras à atualidade (mundo das drogas, deterioração das relações familiares, violência nas grandes cidades brasileiras, no caso, São Paulo), sem, contudo, resvalar para a estética marginal e, por vezes, árida e repulsiva que tem marcado a prosa de muitos ficcionistas devotados à temática do submundo urbano e do crime. Vera brinda os seus leitores com um estilo refinado; limpo, porém não asséptico e, por isso mesmo, não-limitado. Ou seja: a sua linguagem elegante não impede, absolutamente, que sejam postos em relevo todos os matizes da nossa múltipla e ensandecida sociedade, das angústias humanas cada vez mais pungentes, dos inevitáveis conflitos pessoais numa atualidade ferreamente competitiva e individualista, enfim: todos os ângulos da realidade, muitos dos quais preferimos ignorar diariamente em nome de um ideal de felicidade, beleza e segurança.

Vera Carvalho Assumpção acertou em cheio ao abraçar a Literatura policial, tornando-se, talvez sem saber, a única escritora-mulher em atividade no gênero no Brasil, a nossa "dama do crime". Com isso, ela criou um dos mais simpáticos personagens surgidos na ficção nacional nos últimos tempos: o detetive Alyrio Cobra, protagonista de Paisagens Noturnas, um legítimo flâneur paulistano, amante da boa conversa e do bom vinho, além de um espectador atento da vida e da paisagem da sua amada São Paulo. Alyrio está, também, presente em Formas Fragilizadas e O Rigor da Forma, duas ótimas tramas policiais - que tive o privilégio de ler ainda nos originais -, previstas para serem lançadas em breve. Percebe-se na narrativa de Vera Carvalho Assumpção um somatório de influências, que vão de Patrícia Highsmith a Ruth Rendell, passando por Simenon e Dashiell Hammett. Seu protagonista, no entanto, guarda inegáveis semelhanças com Pepe Carvalho, o célebre dublê de detetive e gourmet criado pelo catalão Manuel Vázquez Montalbán, estrela de livros como Os Mares do Sul e Assassinato no Comitê Central.

Dada a maneira como ela conduz a narrativa, mantendo um clima de suspense constante e construindo com maestria suas galerias de personagens, podemos afirmar, sem exagero, que Vera Carvalho Assumpção é uma voz inovadora e necessária na nova Literatura brasileira de mistério. Mas, engana-se quem pensa que a sua carreira está circunscrita ao âmbito da ficção policial. A trajetória da "dama brasileira do crime" como escritora já conta mais de duas décadas e é pontuada por iniciativas ousadas e lances inusitados. A estréia de Vera na Literatura aconteceu em 1983, com a publicação do romance Maria Eugênia, pelas Edições Excelsior, divisão da finada editora T. A. Queiroz, que narra os conflitos de uma mulher, Maria Eugênia, dentro de um casamento convulsionado. O livro é, de certo modo, um libelo feminista entremeado por linhas de profunda introspecção psicológica, uma narrativa perturbadora da qual não se sai incólume após uma leitura atenta.

Escritora incansável e grande empreendedora, ao longo desses mais de vinte anos, Vera foi agraciada com diversos prêmios obtidos em concursos literários, aqui e no exterior, como o da Universidade de Évora, em Portugal, o Gralha Azul - patrocinado pelo extinto Banestado do Paraná -, e um honroso segundo lugar no Guimarães Rosa, da Radio France Internationale, o que não é pouco. Mas, foi em 1993, que teve lugar um dos episódios mais curiosos de toda a sua carreira: a abertura de uma pequena editora, a Papa-Formiga, para a publicação de uma série de livros intitulada A Saga de Sofia. Escritos pela própria Vera e assinados com o sugestivo pseudônimo de Mila Oakley, a saga era algo como um equivalente brasileiro das famosas histórias de Angélica (Angélica, Marquesa dos Anjos; Angélica e o Rei; A Revolta de Angélica; etc.), idealizadas pelo casal francês Serge e Anne Golon e que cativaram legiões de leitores mundo afora. A diferença era que, em lugar da França do século XVII, A Saga de Sofia se passava numa São Paulo distante no tempo, quando esta deixava de ser um pouso de tropas e começava a se formar como cidade. Trabalhando praticamente sozinha (até as capas dos livros foram feitas por ela), Vera chegou a publicar dois títulos da série com êxito, mas diversos problemas de ordem pessoal a impediram de tocar a empreitada e a editora acabou fechando as portas. Mas, talvez não fosse má idéia reabri-la. As histórias publicadas de A Saga de Sofia (Os Suplícios de uma Provinciana e A Chegada entre os Papa-Formiga) são para lá de interessantes, adocicadas como convém a um bom folhetim, porém emolduradas por uma rica ambientação histórica e, naturalmente, pedem uma continuação.

Atualmente, além dos romances policiais, Vera Carvalho Assumpção vem se dedicando, com igual afinco, à Literatura juvenil e já conta com dois livros publicados. O primeiro deles é o envolvente Viagem Virtual (Larousse; 112 páginas; 2004), cuja história gira em torno de Camila, uma menina de treze anos que, através de fotografias deixadas por sua falecida e querida avó no computador, embarca com ela por uma fascinante incursão à tranqüila São Paulo do século XIX. Já no segundo livro, recém-lançado, Na Caravela Virtual (Larousse; 98 páginas; 2005), Vera conta a história do menino Pedro, que vai com sua tia a uma lan house, fazer um trabalho para a escola. Lá, eles experimentam um novo super-computador, entram num site e acabam parando dentro de uma das históricas expedições guarda-costas. Estas expedições, organizadas pela coroa portuguesa entre 1516 e 1528 e comandadas pelo fidalgo português Cristóvão Jacques, tinham por objetivo policiar a costa brasileira contra a ação de corsários estrangeiros, principalmente franceses. No livro, Pedro e a tia encontram piratas roubando pau-brasil, vistoriam feitorias e vivem várias aventuras. Tangencialmente, Vera mostra, entre outras coisas, um pouco da gênese da raça brasileira com índios e europeus e a devastação das matas, com a exploração predatória do pau-brasil e o seu contrabando sistemático. Na Caravela Virtual, além de um livro saboroso, nos apresenta um período decisivo - e pouquíssimo estudado - da nossa História, já que foi o fracasso das expedições guarda-costas (insuficientes para patrulhar todo o extenso litoral brasileiro) que deu início ao povoamento do país, visto, então, como a única solução para afastar a ameaça dos corsários.

Por tudo o que conheço de Vera, por toda a sua cultura, criatividade, determinação e dinamismo, não creio ser demasiado afirmar que ela é uma escritora que exerce a sua vocação por inteiro, entregando-se plenamente a todas as vertentes da criação literária e auferindo indiscutíveis vitórias, ainda que estas não tenham sido - ainda - devidamente contabilizadas pela mídia e pelo imaginário coletivo. Esperemos que Luiz Ruffato, caso dê prosseguimento à sua série sobre as novas escritoras brasileiras, assim como fez, recentemente, com Angela Dutra de Menezes, da próxima vez preste mais atenção em Vera Carvalho Assumpção, que embora não seja - volto a dizer - uma escritora "nova", tem muito de novo a oferecer à nossa Literatura. Afinal é de bons contadores de histórias, desvinculados da volúpia dos hermetismos intelectuais e distantes dos devaneios experimentais, que estamos necessitados, acima de tudo.

Nota do Editor
Confira aqui a promoção de livros de Vera Carvalho Assumpção.

Para ir além












Luis Eduardo Matta
Rio de Janeiro, 28/6/2005


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Sabemos pensar o diferente? de Guilherme Carvalhal
02. Srta Peregrine e suas crianças peculiares de Ricardo de Mattos
03. Para que serve a poesia? de Ana Elisa Ribeiro
04. Amor, sublime Amor de Isabella Ypiranga Monteiro
05. Nerdcast e seu toque de Midas de Carla Ceres


Mais Luis Eduardo Matta
Mais Acessadas de Luis Eduardo Matta em 2005
01. Moda e modismos prêt-à-porter - 29/3/2005
02. O discreto charme dos sebos - 11/1/2005
03. Um romance de terror e de sombras - 1/3/2005
04. Henry Moore: o Rodin do século XX - 26/7/2005
05. O primeiro código de Brown - 10/5/2005


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
29/6/2005
08h02min
Li alguns contos e todos os seus livros, são ótimos. Indico seus contos e livros a todos.
[Leia outros Comentários de PauloRobertoCardoso]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




TRATAMENTO ESTATÍSTICO DE DADOS EM FÍSICA EXPERIMENTAL
OTAVIANO A. M. HELENE / VITO R. VANIN
EDGARD BLUCHER
(1981)
R$ 19,90



O ALTO DA COLINA
IRWIN SHAW
CIRCULO DO LIVRO
(1979)
R$ 5,00



O ENIGMA DO OITO
KATHERINE NEVILLE
ROCCO
(2011)
R$ 43,00



SONHOS: RESPOSTAS DESTA NOITE PARA AS DÚVIDAS DE AMANHÃ - 12ª ED.
MARK THURSTON
PENSAMENTO
(1997)
R$ 10,00



POR TRÁS DOS MUROS - HORIZONTES SOCIAIS DO GRAFFITI (ARTES PLÁSTICAS)
GRAZIELA BEDOIAN E KÁTIA MENEZES
PEIRÓPOLIS
(2008)
R$ 15,00



FUNDAMENTOS DA FE CRISTA
JAMES M. BOICE
CENTRAL GOSPEL
R$ 70,00
+ frete grátis



MACROECONOMIA VOL. 2
MARIO HENRIQUE SIMONSEN
APEC
(1978)
R$ 12,00



RELAÇÕES SOCIAIS E SERVIÇO SOCIAL NO BRASIL
MARILDA IAMAMOTO , RAUL DE CARVALHO
CORTEZ
(1990)
R$ 35,00



FORTIES FASHION: FROM SIREN SUITS TO THE NEW LOOK
JONATHAN WALFORD
THAMES & HUDSON
(2011)
R$ 72,60



MEMORIAL DO AMOR & VACINA DE SAPO
ZÉLIA GATTAI
COMPANHIA DAS LETRAS
(2013)
R$ 29,50
+ frete grátis





busca | avançada
31589 visitas/dia
1,1 milhão/mês