Novos autores na poesia brasileira | Elisa Andrade Buzzo | Digestivo Cultural

busca | avançada
44947 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Autores novos

Quinta-feira, 18/5/2006
Novos autores na poesia brasileira
Elisa Andrade Buzzo

+ de 12100 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Parece título de ficção científica. Geração 2000. Ela chegou? Aproxima-se, enfim, oferecendo algo inédito, tecnológica?

Quero pensar aqui na consistência dessa tal Geração 00 na poesia brasileira, se é que assim podemos chamá-la. Não digo poesia brasileira contemporânea, pois aí seria necessário abranger todos que estão vivos e inseridos numa produção poética, o que não é o caso desta conversa.

Mesmo que datas possam não ser os indicativos ideais para "classificar" um grupo de escritores, é quase irresistível falar numa Geração 00. Imagino os antecedentes dessa geração sendo de jovens que se iniciaram na poesia por volta da década de 1990, seja por meio de leituras e esboços, atingem certa maturidade e começam a encetar publicações e participar mais ativamente de projetos e rodas literárias nos primeiros anos do século XXI. Reducionismo? É uma maneira de estipular ordem na dispersão. Aqui falarei um pouco de minhas leituras mais apuradas, já que muitos outros autores certamente poderiam ser incorporados a este texto.

Os novos poetas podem ser jovens, daí chamá-los de "novos", como também podem não ser necessariamente "novos", mas que tenham começado a publicar neste atual século em livros, revistas, suplementos, sites, blogs pessoais ou coletivos. Também são aqueles que escrevem com qualidade, embora não publiquem; e ainda assim fazem parte da novíssima geração. Há quem faça alusões, citações mil, há quem rumine em silêncio, transformando capim em complexidade — o que está em jogo são variadas trajetórias e estilos (a poesia desta Geração 00 atende a vasto público, o que creio ser algo positivo).

Apostar no tenro mundo literário se assemelha às investigações preliminares de um pescador que laça objetos incertos do profundo escuro. À meia-luz, não consegue distinguir a dureza desses seres, sua vida útil ou capacidade criativa. Na volta paulatina da claridade, alguns podem se mostrar enganosos, pneu retrógrado, sapato decrépito. O arguto pescador também pode descamar um peixe indócil, e desse lustro saltar superfície fértil.

Quem queira embarcar na poesia dos novos autores deve, primeiramente, procurar as escondidas e minguadas prateleiras dedicadas ao gênero nas livrarias (porque raramente haverá espaço para estes livros nas mesas e gôndolas de lançamentos). Em seguida, com calma, mesmo sujeito a uma torção de corpo, deve abrir cada livro como quem abre uma concha. O leitor pode ser seduzido por uma capa mais vistosa ou um nome mais televisionado, mas que não se atenha ao desconhecido.

Coleções como a Guizos de Poesia da Editora 7Letras, e a Canto do Bem-te-Vi, da Editora Bem-te-Vi, ambas do Rio de Janeiro, têm publicado diversos livros de poesia nos últimos anos, em sua maioria de escritores estreantes. Surgem autores em livro como Annita Costa Malufe, Carlos Alexandre Artigas, Diego Vinhas, Rodrigo Magalhães, Virna Teixeira, entre outros — todos pela coleção Guizos, cujo lançamento data de 2004. Já pela Canto do Bem-te-Vi, lançada em 2005 com cinco livros, mantive contato com as belas edições de Mônica de Aquino (Sístole) e Marcos Vasques (Elegias Urbanas).

Além das coleções, ainda ressalto A casa azul ao meio-dia/The blue house around noon (Travessa dos Editores, 2005), onde Flávia Rocha mostra sua poesia em edição bilíngüe (português e inglês), Chantal Castelli com Memória Prévia (Com-Arte, 2000), Micheliny Verunschk, Geografia Íntima do Deserto (Landy, 2003) e ainda Ana Rüsche com Rasgada (Quinze & Trinta Edições, 2005).

Há ainda autores que não se encontram em blogs ou mesmo livros, água que se colhe e sorve com a mão em concha. Aí estão, por exemplo, os versos de Vinícius Guilherme Rodrigues Vieira. Depois dos malabarismos nas prateleiras, do contato íntimo com o livro, chegou a hora de espiar sites e blogs literários.

A internet através dos blogs, principalmente, funciona como um espaço de autopublicação e experimentação constante, papel em branco em que se rabisca e se escreve e se altera e se apaga. Impressionante a quantidade de blogs de literatura que brotaram nos últimos anos. Também entrei nessa euforia (ou será melhor dizer moda?). No fundo, parece sempre haver uma esperança juvenil de que essa produção seja "reconhecida" em livro, o que já aconteceu com alguns blogs de prosa. No entanto, creio que esse viés do blog, ainda que válido, seja apenas um resultado de sua importância. O blog possibilita que um texto entre em consonância (ou dissonância) com imagens, sons ou mesmo vídeos postados, sua reunião cria uma comunidade virtual ativa. Ainda há a interatividade, um canal de comunicação através dos comentários entre leitores-autores, autores-autores.

Blog pode ser sim literatura, mas antes de tudo é experimento, extensão do caderno de notas do escritor (pelo caráter da livre alteração das postagens), sujeito às ranhuras dos comentaristas. Depende das intenções do blogueiro em relação aquele espaço. Digo que blog pode ser literatura assim como um livro convencional também pode ser literatura.

Foi nessa dispersão virtual que tomei uma xícara de chá com Angélica Freitas no seu blog e mantive contato com Octávio Roggiero em suas delicadas Primícias poéticas.

No arquivo do blog de Reuben da Cunha, O trompetista gago ainda é possível conhecer jóias como "Madame Boudelaire", "Madame Lúcifer gosta de comer os meus olhos com mel" e outros poemas e pequenas prosas imantados de uma sofisticação coloquial como os de Angélica.

O recém-criado blog coletivo Algaravária une um belo visual com poesia inédita de onze jovens autores espalhados pelo Brasil. O que me parece ser uma tendência a ser explorada: reunião de um grupo de jovens poetas com estilos marcados de escrita, opção pela postagem semanal, tentativa de contemplar autores de diversos estados (o que demonstra uma preocupação em estimular parcerias entre outros eixos na roda literária), espaço para reflexão com a postagem de entrevistas.

É ainda tempo de formação e de se conhecer a Geração 00 na poesia. Por enquanto, ela se aquece com luz refratada. Sua apreciação, ainda à deriva, sua fruição, submarina.


Elisa Andrade Buzzo
São Paulo, 18/5/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A Vida dos Obscuros de Marilia Mota Silva
02. Domingão, domingueira de Ana Elisa Ribeiro
03. Paris branca de neve de Renato Alessandro dos Santos
04. A barata na cozinha de Luís Fernando Amâncio
05. Cidades do Algarve de Elisa Andrade Buzzo


Mais Elisa Andrade Buzzo
Mais Acessadas de Elisa Andrade Buzzo em 2006
01. Novos autores na poesia brasileira - 18/5/2006
02. Mia Couto revisitado - 14/9/2006
03. FLAP! Uma bofetada na indiferença* - 10/8/2006
04. Qual é o seu departamento? - 26/10/2006
05. As crianças cheirando cola - 7/12/2006


Mais Especial Autores novos
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
17/5/2006
11h05min
Confesso que sou mais voltado para a prosa do que para a poesia. Mas a escrita em versos tem também seu espaço, embora seja ainda um espaço muito restrito. O que me alegra é saber que leitores de poesia existem, mas me parece que se escondem. Fui à Bienal em Salvador no fim do ano passado. Enquanto que no "Café literário" as pessoas comiam e conversavam - poucos prestavam atenção no que o autor da vez estava explanando - no "Porto da poesia" muita gente em silêncio se espremia para ver e aplaudia com entusiasmo os poetas que ali declamavam seus versos. O negócio é fazer as grandes editoras perceberem isso, e fazer uma maior divulgação de livros de poesias e tal. É utópico, talvez. Mas acredito ser possível. Só um adendo: o livro da Ana Rüsche é muito bom. Ela gentilmente me enviou e gostei por demais dele.
[Leia outros Comentários de Rafael Rodrigues]
18/5/2006
10h41min
é isso aí, elisa... e o legal no teu delicioso texto é q vc se lembrou de diversas poetas-mulheres, o q nem sempre todo mundo faz! elas (nós) estão (estamos) por aí não é? e vamos em frente! grande beijo da annita.
[Leia outros Comentários de annita costa malufe]
18/5/2006
18h09min
Eis o olhar clínico e as palavras autorizadas da entusiástica escritora e jornalista Elisa! Muito importante este artigo, pois além de dar as boas-novas poéticas que vem de "tudocuntécanto" deste Brasilzão e resgatar preciosidades dos desvãos do anonimato, também sinaliza a crescente utilização dos blogs, que desempenham - pode-se até arriscar dizer que lado a lado com os livros-convencionais - meio aparentemente eficaz para a propagação da arte poética. Admiração à Elisa, minha companheira onírica!
[Leia outros Comentários de Octávio Roggiero]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




INOCÊNCIA - COLECAO TRAVESSIAS
VISCONDE DE TAUNAY
MODERNA
(1998)
R$ 8,00



O ESPIÃO INVISÍVEL
MARK FOWLER
SCIPIONE
(1993)
R$ 8,88



85 VEZES SILVIO SANTOS AS MELHORES CARICATURAS DO REI DOS DOMINGOS
VÁRIOS AUTORES
ASTRAL
(2016)
R$ 27,44



GUIA PORTUGAL. O GUIA DE VIAGEM MAIS FACIL DE USAR
VÁRIOS AUTORES
PUBLIFOLHA
(2009)
R$ 70,00



A PSICOLOGIA DO ANORMAL E A VIDA CONTEMPORÂNEA
JAMES C. COLEMAN
PIONEIRA
(1973)
R$ 60,00



SEMPRE SERÁS LEMBRADA
JOSUÉ MONTELLO
NOVA FRONTEIRA
(1999)
R$ 7,48



MONTEIRO LOBATO VIDA E OBRA TOMO I
EDGARD CAVALHEIRO
COMPANHIA NACIONAL
(1956)
R$ 14,00



ESTORIAS PARA CRIANÇAS QUE OS ADULTOS DEVEM LER ESCONDIDOS
RICARDO BANDEIRA
DO AUTOR
(1977)
R$ 5,00



PAIXÃO E CRIME O PROCESSO DO DR. JACCOUD
CARLOS LACERDA
NOVA FRONTEIRA
(1965)
R$ 10,00



ECLIPSE
STEPHENIE MEYER
INTRÍNSECA
(2008)
R$ 34,90
+ frete grátis





busca | avançada
44947 visitas/dia
1,2 milhão/mês