Zimbo Trio: Sorrisos e Improvisos | Rafael Fernandes | Digestivo Cultural

busca | avançada
58257 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Sessão Única com Jogo de Escape Game e debate do filme 'Os Bravos Nunca se Calam' em SP
>>> OBRAS INSPIRADAS DURANTE A PANDEMIA GANHAM DESTAQUE NO INSTITUTO CERVANTES, EM SÃO PAULO
>>> Sempre Um Papo com Silvio Almeida
>>> FESTIVAL DE ORQUESTRAS JUVENIS
>>> XIII Festival de Cinema da Fronteira divulga Programação
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
>>> Sem chance
>>> Imcomparável
>>> Saudade indomável
>>> Às avessas
>>> Amigo do tempo
>>> Desapega, só um pouquinho.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> iPad
>>> iPad
>>> iPad
>>> Sátiro e ninfa, óleo s/ tela em 7 fotos e 4 movies
>>> poeta del vacío existencial
>>> Croft & Kidman
>>> Histórias de gatos
>>> Whitesnake, 1987
>>> Por que Dilma tem de sair agora
>>> A árvore da vida
Mais Recentes
>>> Livro - A Ararajuba - Série natureza brasileira 2 de Rubens Matuck pela Biruta (2003)
>>> Arsène Lupin e Victor, da Brigada Anticrime (como novo) de Maurice Leblanc pela Principis (2021)
>>> Livro - Os Pássaros - Coleção Infanto Juvenil de Germano Zullo Albertine pela 34 (2013)
>>> Livro - Betina de Nilma Lino Gomes pela Maza (2009)
>>> Agente em campo (como novo) de John le Carré pela Record (2021)
>>> Fantasma sai de cena (muito bom) de Philip Roth pela Cia das letras (2008)
>>> Gota d’água - Coleção Teatro Hoje de Chico Buarque (Autor), Paulo Pontes (Autor) pela Civilização Brasileira (1977)
>>> Privação Cultural e Educação Pré-Primária de Maria Helena Souza Patto pela Livraria José Olympio (1977)
>>> Lisbela e o Prisioneiro de Osman Lins pela Planeta (2015)
>>> A Franco Maçonaria. Origem Historia e Influencia (raro exemplar) de Robert Ambelain pela Gnose (1990)
>>> O Desmonte de Amarildo Felix pela Patuá (2021)
>>> Diário de um Ladrão de Jean Genet pela Nova Fronteira (2005)
>>> Comédias para se ler na escola de Luis Fernando Verissimo pela Objetiva (2001)
>>> Auto da Barca do Inferno Farsa de Inês Pereira Auto da Índia de Gil Vicente pela Atica (2005)
>>> Eu não disse? (muito bom) de Mauro Chaves pela Perspectiva (2004)
>>> Os Sofrimentos Do Jovem Werther de Johann Wolfgang Von Goethe pela Martins Fontes (1998)
>>> O Quarto Reich (capa dura- ótimo estado) de M. A. Costa pela Livros de guerra (2018)
>>> A Inocência do Padre Brown (raro exemplar) de G. K. Chesterton pela Record
>>> Ventos de Quaresma (muito bom) de Leonardo Padura Fuentes pela Cia das letras (2008)
>>> Perseguido (muito bom) de Luiz Alfredo Garcia-Roza pela Cia das letras (2003)
>>> O Rei De Girgenti (muito bom) de Andrea Camilleri pela Record (2004)
>>> D. Pedro I (Perfis Brasileiros) de Isabel Lustosa pela Companhia das Letras (2006)
>>> Quatro Estações de Stephen King pela Objetiva (2001)
>>> Wicca Gardneriana de Mario Martinez pela Gaia (2005)
>>> O Feitiço do Cinema Ensaios de Griffe Sobre a Sétima Arte de Juan Guillermo D. Droguett e Flavio F. A. Andrade pela Saraiva (2009)
COLUNAS

Quarta-feira, 31/5/2006
Zimbo Trio: Sorrisos e Improvisos
Rafael Fernandes

+ de 5100 Acessos

O Zimbo Trio - sinônimo de liberdade artística - nasceu ironicamente no mesmo ano do Golpe Militar: 1964. Luiz Chaves (baixo), Rubens Barsotti (bateria) e Amilton Godoy (piano) juntaram elementos eruditos, do jazz, samba e demais ritmos brasileiros numa mistura até então rara. O grupo foi um dos primeiros - e acabou se tornando um dos principais - trios instrumentais do Brasil, juntamente com o Tamba Trio, Jongo Trio, entre outros. Porém, diferente de seus contemporâneos, o Zimbo continua firme e forte até hoje. Se atualmente é corriqueiro encontrar trios com influências jazzísticas - qualquer cantora metida a moderna tem; se é relativamente fácil encontrar bares e casas de shows que oferecem jazz em seu cardápio musical, se é normal misturar esse estilo com música brasileira (para além da bossa nova), muito se deve ao Zimbo Trio. Não só precursores musicais, mas também no ensino, seus integrantes fundaram, em 1973, o CLAM - Centro Livre de Aprendizagem Musical, em São Paulo - que funciona até hoje, e é um dos mais importantes e conceituados centros de ensino musical do país.

Com quase meia centena de discos gravados (quarenta e oito, para ser preciso), o Zimbo Trio também acumula prêmios, entre eles o Troféu Imprensa, Roquete Pinto, Pinheiro de Ouro, Chico Viola, Índio de Prata, Candido Mendes, o VIIº Prêmio Sharp de Música, entre outros. O trio estreou em um show de Norma Bengel (produzido por Aloysio de Oilveira) e começou a ganhar projeção em 1965 quando formou a banda de apoio do programa O Fino da Bossa, da TV Record, com Elis Regina e Jair Rodrigues. Além desses, acompanharam diversos artistas durante os anos, dentre os quais, Elizeth Cardoso, Sebastião Tapajós, Leila Pinheiro, Leny Andrade, Heraldo do Monte e se apresentaram com orquestras sinfônicas do Brasil, Venezuela, Argentina, Uruguai, Colômbia e também no Phillarmonie de Berlin, Town Hall, entre outras. Incontáveis são e foram as apresentações em trio no exterior.

O Zimbo Trio de 2006 conta com Itamar Collaço no baixo e a música continua brilhante. Recentemente o grupo fez show no agradável e elegante Tom Jazz, com um público em muito bom número - considerando que estávamos na semana do "caos" em São Paulo. Iniciaram a festa com "Samba Dobrado" (Djavan), seguida pela bela "Bebê" (composição de Hermeto Pascoal, incluída em seu ótimo disco de piano solo Por Diferentes Caminhos) e "Feitio de Oração" que começou com belo solo de Amilton Godoy - o músico alternou entre delicadeza e virtuosismo; seus companheiros o seguiram e fizeram marota versão do clássico de Noel Rosa e Vadico.

O show prosseguiu com mais uma de Hermeto, "Chorinho pra Ele"; "Bocoxé" - um dos afrosambas de Baden Powell e Vinícius de Moraes - veio a seguir e depois o trio executou "Conversando no Bar", de Milton Nascimento, com um arranjo que soube equilibrar com destreza volúpia e delicadeza. Destaque também para o público, que estava muito mais interessado no show do que num "happy hour chique". Raro isso. Tão raro que, antes de "Beatriz", Amilton Godoy destacou o quanto é necessário uma alta dose de concentração para sua execução, implicando silêncio e afirmou que por isso não tocam essa música com a freqüência que gostariam, pois poucas vezes a platéia colabora; em seguida elogiou o comportamento dos presentes. A execução da obra-prima de Chico Buarque e Edu Lobo teve momentos de diálogo melódico entre piano e baixo e a versão do Zimbo teve início delicado para, em seguida, desembocar numa suave bossa nova - que privilegiou o improviso, e retornou à delicadeza para encerrar a canção.

Antes de "O Morro não tem vez" (Tom Jobim e Vinícius de Moraes), Amilton disse ser essa canção um prato cheio para os músicos amantes do improviso, o que foi confirmado na execução da música, que teve altas doses de peso e swing, com espaço para solos da vigorosa cozinha. "Gabriela" - de Tom Jobim - apareceu em sua versão completa, o que nem sempre ocorre. Para o bis, os músicos tocaram "Chega de saudade" (Tom Jobim e Vinícius de Moraes), convidando o público a cantar a música, com resposta imediata.

Um grande indicativo de um bom show são os sorrisos nos rostos dos músicos e do público. E isso aconteceu com fartura. O Zimbo Trio continua afiado e cheio de sorrisos e improvisos.

Nota do Editor
Todas as fotos são de autoria de Murilo Rodrigues.


Rafael Fernandes
São Paulo, 31/5/2006


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas) de Renato Alessandro dos Santos
02. O acerto de contas de Karl Ove Knausgård de Cassionei Niches Petry
03. Manual para revisores novatos de Ana Elisa Ribeiro
04. Para que serve a poesia? de Ana Elisa Ribeiro
05. Quem é o abutre de Marta Barcellos


Mais Rafael Fernandes
Mais Acessadas de Rafael Fernandes em 2006
01. 10 vídeos musicais no YouTube - 23/8/2006
02. Quem ainda compra música? - 2/8/2006
03. Ana Luiza e Luis Felipe Gama: bela parceria - 13/9/2006
04. Ney Matogrosso: ótimo intérprete e grande showman - 5/7/2006
05. Uma homenagem a Maysa - 25/4/2006


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Estorvo
Chico Buarque
Companhia das Letras
(1991)



A Clara e a Gema - O Viver na Escola e a Formação de Valores
Paulo Afonso Caruso Ronca
edesplan
(1998)



O Curupira Em uma Dança da Pesada - Bicho do Mato
Jorge Saad
Ftd
(1997)



Mata Atlântica - a Floresta Corre Perigo 1 (2000)
Coleção de Olho no Mundo (recreio)
Abril
(2000)



Metodologia do Trabalho Científico - 21 Ed Revista e Ampliada
Antônio Joaquim Severino
cortez
(2000)



Estatuto da Advocacia e a Ordem dos Advogados do Brasil Codigo de Etic
Luiz Flavio Borges Durso
Oab-sp
(2005)



Reegenharia de Processos
Thomas H. Davenport
Campus
(1993)



Os Pensadores - Xiii - Novum Organum Ou Verdadeiras Indicações...
Francis Bacon
Abril Cultural
(1973)



Os Simpsons e a Ciência
Paul Halpern
Novo Conceito
(2012)



Instrumentos do Tempo
Francisco Cândido Xavier
geem
(1974)





busca | avançada
58257 visitas/dia
1,6 milhão/mês