Vai um podcast aí? | Rafael Fernandes | Digestivo Cultural

busca | avançada
49036 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Quilombaque acolhe 'Ensaios Perversos' de fevereiro
>>> Espetáculo com Zora Santos traz a comida como arte e a arte como alimento no Sesc Avenida Paulista
>>> Kura retoma Grand Bazaar em curta temporada
>>> Dan Stulbach recebe Pedro Doria abrindo o Projeto Diálogos 2024 da CIP
>>> Brotas apresenta 2º Festival de Música Cristã
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
>>> The Nothingness Club e a mente noir de um poeta
>>> Minha história com o Starbucks Brasil
Colunistas
Últimos Posts
>>> Bill Ackman no Lex Fridman (2024)
>>> Jensen Huang, o homem por trás da Nvidia (2023)
>>> Philip Glass tocando Opening (2024)
>>> Vision Pro, da Apple, no All-In (2024)
>>> Joel Spolsky, o fundador do Stack Overflow (2023)
>>> Pedro Cerize, o antigestor (2024)
>>> Andrej Karpathy, ex-Tesla, atual OpenAI (2022)
>>> Inteligência artificial em Davos (2024)
>>> Bill Gates entrevista Sam Altman, da OpenAI (2024)
>>> O maior programador do mundo? John Carmack (2022)
Últimos Posts
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
>>> O laticínio do demônio
>>> Um verdadeiro romântico nunca se cala
>>> Democracia acima de tudo
>>> Podemos pegar no bufê
>>> Desobituário
>>> E no comércio da vida...
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Nick Carr sobre The Shallows
>>> O bom e velho formato site
>>> Escrever não é trabalho, é ofício
>>> A metade da vida
>>> A última discoteca básica
>>> van Gogh: Os livros amarelos
>>> A terra do nunca
>>> O maior banco digital do mundo é brasileiro (2023)
>>> Digestivo empreendedor
>>> Alice no País do iPad
Mais Recentes
>>> Livro Religião Salomão, o Homem Mais Rico Que já Existiu A Sabedoria da Bíblia Para Uma Vida Plena e Bem-Sucedida de Steven K. Scott pela Sextante (2008)
>>> Livro Didático Gramática Teoria e Atividades de Paschoalin e Sapadoto pela Ftd (2014)
>>> História Geral da Europa das Origens ao Começo do Século XIV 1 e 2 de Pierre Grimal pela Publicações Europa-América (1996)
>>> Formação Econômica do Brasil de Celso Furtado pela Nacional (1976)
>>> Livro de Bolso Literatura Estrangeira Midnight Honor de Marsha Canham pela Dell (2001)
>>> Viva O Povo Brasileiro de João Ubaldo Ribeiro pela Record
>>> Tarôt e Cabala e Curso Esotérico de Cabala de Samael Aun Weor pela : Gnósticas
>>> Sabidinhos: Piu-piu Diversão Pop-up de Little Tiger Press pela Brasil Franchising Participações (2016)
>>> Livro Infanto Juvenis Histórias à Brasileira Pedro Malasartes e Outras Volume 2 de Ana Maria Machado pela Companhia Das Letrinhas (2004)
>>> Livro Infanto Juvenis A Casa na Arvore Com 13 Andares de Andy Griffiths pela Fundamento (2016)
>>> Livro Esoterismo Tarô dos Boêmios de Papus pela Ícone (1992)
>>> Livro Capa Dura Literatura Estrangeira The Welsh Girl de Peter Ho Davies pela Houghton Mifflin (2007)
>>> Livro Infanto Juvenis Identity Learn About de José Luis Morales pela Richmond (2014)
>>> Mentes Inquietas de Ana Beatriz B. Silva pela Gente (2003)
>>> História da Literatura Brasileira de Luciana Stegagno-Picchio pela Lacerda (2004)
>>> Livro Infanto Juvenis Casa na Arvore Com 52 Andares de Andy Griffiths pela Fundamento (2017)
>>> Livro Didático Projeto Teláris Geografia Volume 7 de J. Willian Vesentini, Vânia Vlach pela Ática (2017)
>>> História das Cruzadas de Paul Rousset pela Zahar (1980)
>>> Mayombe de Pepetela pela Leya (2013)
>>> História da Medicina de Roy Porter pela Revinter (2008)
>>> Noticiário Geral Da Photographia Paulistana 1839-1900 de Ricardo Mendes pela Usp
>>> Livro Infanto Juvenis A Grécia Antiga de Marcelo Rede pela Saraiva (2004)
>>> Livro Infanto Juvenis A Casa na Arvore Com 13 Andares de Andy Griffiths pela Fundamento (2016)
>>> Ópera de Alan Riding pela Jorge Zahar (2010)
>>> Livro Literatura Estrangeira The Captive Queen A ruler of men, a prisoner of passion de Alison Weir pela Arrow (2011)
COLUNAS >>> Especial Podcasts

Quarta-feira, 20/9/2006
Vai um podcast aí?
Rafael Fernandes
+ de 5300 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Antes desse especial meu conhecimento de podcast era só, digamos, "teórico". A verdade é que até semana passada não era um costumaz ouvinte. Não tenho iPod nem qualquer outro tocador de MP3. Aliás, nunca tive o hábito de ouvir música na rua, seja por walkman, discman ou tocador de MP3. Talvez por isso não tenha tanta proximidade com os podcasts, pois quando quero ouvir um vou de Winamp, mesmo, e se é para usá-lo acabo optando por ouvir os "básicos" MP3 (apesar de os podcasts terem a vantagem de poder apresentar uma ou outra informação nova interessante). Mas a partir da procura por material para este texto comecei a mudar de opinião e a ter mais afeição por essa nova forma de transmissão de áudio que, se não for a revolução que dizem, pode trazer muitas opções de informação.

A primeira analogia que pode vir à cabeça quando se pensa em podcasts é com o rádio - os apressados diriam que aqueles vão acabar com este. Mas o comparativo com as rádios parecem ser as próprias as rádios on-line, como a Live365 ou até mesmo os streamings das rádios "usuais" (como 89, Cultura e etc), entre outras; ou as novidades baseadas em tags como Last.fm, Pandora, entre outras, que têm diferenças em relação às rádios on-line, mas se aproximam mais das rádios convencionais do que os podcasts. De qualquer forma é sempre um erro "matar" uma mídia pelo surgimento de outra; a tendência, em geral, é de complementaridade ou, mais ainda, adaptabilidade, ou seja, ao enfrentar uma nova mídia a antiga tende a passar por uma mutação e achar sua nova cara e público. Mas é normal comparar podcasts com o rádio, afinal qualquer um pode "sintonizar" um deles e ir ouvindo de fundo. Mas são outra coisa - e não rádio - por alguns motivos: variedade, pois há um número limitado de rádios, já que se trata de concessão pública (ainda que as rádios on-line não tenham esse problema). A quantidade de podcasts de qualidade ainda é pequena, mas tende a crescer rápido (o que já está acontecendo) e não tem limite de número de novos. Poder de escolha é outro motivo: na rádio o ouvinte é obrigado a ouvir tudo o que toca, seja o que foi escolhido via jabá ou, em raros casos, pelos DJs. Com os podcasts, é possível focar no tema que se deseja ouvir e ninguém "perde" o programa da semana por esquecer o horário ou por não poder apreciar naquele momento. Além disso, para utilizar um podcast o ouvinte baixa um arquivo em MP3 em seu tocador ou computador, ou seja, tem "eternamente" o programa em seu poder (ao menos em teoria).

Para esse especial podcast saí pela rede procurando alguns. Li os textos do Julio e da Taís. Do Julio, peguei a dica do Música Discreta e do Guilherme Werneck que, se no geral não me atrai muito, me conquistou pelo ótimo Discofonia 50, de música instrumental brasileira, que abre com o Edu Ribeiro talentoso de verdade (o baterista, e não o "reggueiro-baladeiro"). E também pelo Discofonia 49 com a sempre ótima e estranha Björk e coisas bem pop e bem interessantes que não conhecia: Matthew Herbert, Matmos e Scott Walker. No Brasil outro lugar interessante para procurar novos programas, apesar de ainda ter uma variedade pequena, é a comunidade do Link, do Estadão, que traz algumas boas pedidas como o podcast do bom programa do Alto Falante que, tanto na TV quanto nos programas on-line, sempre traz boas surpresas e não tem o vício brit-pop de muitos podcasts atuais: aceita de Slayer a Franz Ferdinand, de Stevie Wonder a Metallica, de Justin Tmberlake a AC/DC sem restrições. Lá também achei o Miscelânea Vanguardiosa com material bastante interessante de música instrumental brasileira, mostrando Hermeto Pascoal, Moacir Santos, Luciana Souza entre outras ótimas transmissões.

Da Taís, peguei a dica do Podcasting Brasil, que tem um conteúdo variado, incluindo programas sobre negócios, cultura, entrevistas, entre outros, que cobrem desde marketing de empresas como Tigre, Caloi, MAM, Projeto Memória Brasileira, passando por nomes Bernardinho e Amaury Jr, entre tantas outras opções. Altamente recomendável. Por não ter o hábito de ouvir rádio, achei que não fosse muito a minha ouvir notícias ou entrevistas por podcast. Enganei-me. Nesse caso, as vantagens em relação à escolha do tema e momento da audição são muito grandes. Como no caso do podcast da Trip: não tenho o hábito de ouvir rádio, então dificilmente ouviria o programa Trip Fm. Seu podcast dá a oportunidade de ouvi-lo a qualquer hora, sem preocupação de esquecer ou não poder ouvir no exato momento em que passa na rádio - e posso escolher somente o que me interessa. O programa mistura entrevistas e músicas (algumas vezes com seleções feitas por convidados) - ouvi ótimas entrevistas de Zeca Baleiro, Maurício Kubrusly, Juca Kfouri, entre outros. Também achei bastante interessante ouvir o podcast da Info, com as notícias de mais destaque da semana comentadas pelos editores da revista. É altamente geek, mas e daí, é interessante mesmo.

Mas, quando é pra ouvir música tenho de admitir que, ao menos ultimamente (e mesmo com as novas descobertas citadas acima), me sinto muito mais atraído por sites como o Pandora ou o Last.fm, no qual posso descobrir novas bandas de um determinado estilo - que é classificado pelas já citadas tags (mais um hype atual da Internet). Dessa forma, posso pesquisar novos artistas e bandas especificamente por estilos mais próximos do meu gosto. É claro que num podcast posso, no meio de uma seleção maluca de seu autor, encontrar um artista que nunca acharia ouvindo uma rádio específica de, digamos, prog metal ou jazz. Mas não dá pra cobrir tudo, não é mesmo? E, além do mais, o uso de tag pode trazer agradáveis surpresas, sim, como, por exemplo, ouvindo a tag prog metal ser agraciado com um Deep Purple logo após um interessante Devin Townsend e, em seguida, Muse (talvez por ser algumas vezes associada a progressivo essa banda seja vista com certa birra por parte de críticos viciados em brit-pop) - bandas e artistas que se encaixam dentro de um estilo, mas são bastante diversas.

Fazer prognósticos sobre o futuro, em qualquer área, é sempre ruim. Na Internet, então, pior ainda. Há alguns anos, na 1ª bolha da rede, ela era a salvação, a solução para muitos negócios; muito se investiu e se apostou. A bolha estourou e muita gente se deu mal. O passo seguinte foi demonizar a rede: é inviável financeiramente, não funciona como negócio. Hoje, novamente, é a "salvação" - a saída para negócios em crise. Mas não sabemos o amanhã. Com os podcasts não poderia ser diferente: eles tanto podem realmente se afirmarem como uma mídia forte como sumir com o surgimento da próxima novidade - ou pode virar algo que nem imaginamos. Mas não dá pra negar que, agora, é seu momento (ao menos nos EUA). Até quando? Veremos.


Rafael Fernandes
São Paulo, 20/9/2006

Mais Rafael Fernandes
Mais Acessadas de Rafael Fernandes em 2006
01. 10 vídeos musicais no YouTube - 23/8/2006
02. Quem ainda compra música? - 2/8/2006
03. Ana Luiza e Luis Felipe Gama: bela parceria - 13/9/2006
04. Ney Matogrosso: ótimo intérprete e grande showman - 5/7/2006
05. Uma homenagem a Maysa - 25/4/2006


Mais Especial Podcasts
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
22/9/2006
18h26min
Ter o som ou programa que quiser ao alcance do ouvido em qualquer lugar e a qualquer momento não é nada de mais. Porém, divulga-se como se fosse. Na verdade, começar a ouvir demais é, além de uma paranóia tecnológica, uma fuga da realidade total. Quem ouve apenas digere, não mastiga, e sonha, não age. A música é feita para distrair em momentos quaisquer, não para ser catalogada, armazenada e mostrada aos amigos. Idolatrar uma seqüência musical é um típico desvio da juventude de hoje. Podcast não faz muito sentido. Bom, eu tinha que escrever minha opinião de podcast em algum destes textos. Escolhi o seu porque achei muito bom, Rafael, e minha opinião na verdade é pra mim. Por aqui, apenas parabéns e um abraço!
[Leia outros Comentários de Aluizio]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Coleção Completa Minha Primeira Biblioteca 28 Livros Coleção Folha
Júlio Verne; Anna Sewell; Herman Melville
Folha de São Paulo
(2016)



Saúde da Mulher
José Aristodemo Pinotti
Do Autor
(2010)



500 Tips For Trainers
Phil Race
Kogan Page
(1995)



Neymar o Sonho Brasileiro
Peter Banker
Planeta do Brasil
(2014)



Livro Ensino de Idiomas Gold B2 First Coursebook
Jan Bell / Amanda Thomas
Pearson
(2018)



Abandono de Emprego (capa Dura)
Nicanor Sena Passos
Ltr
(1993)



Cartografias Conceituais - Uma Abordagem da Filosofia Contemporânea
Cláudio Costa
Edufrn
(2008)



Controvérsias: O "direito de laje" em questão
Cláudia Franco Corrêa
Topbooks
(2012)



/Em Busca do Príncipe Encantado
Bradley Trevor Greive
Sextante
(2002)



Lágrimas do sol
Gilvanize Balbino Pereira
Lachãtre
(2004)





busca | avançada
49036 visitas/dia
1,8 milhão/mês