Faxina eleitoral | Tais Laporta | Digestivo Cultural

busca | avançada
79202 visitas/dia
2,3 milhões/mês
Mais Recentes
>>> 7ª edição do Fest Rio Judaico acontece no domingo (16 de junho)
>>> Instituto SYN realiza 4ª edição da campanha de arrecadação de agasalhos no RJ
>>> O futuro da inteligência artificial: romance do escritor paranaense Roger Dörl, radicado em Brasília
>>> Cursos de férias: São Paulo Escola De Dança abre inscrições para extensão cultural
>>> Doc 'Sin Embargo, uma Utopia' maestro Kleber Mazziero em Cuba
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
>>> Rodrigão Campos e a dura realidade do mercado
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
Últimos Posts
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Bate-papo com Jeanette Rozsas
>>> Mais Kaizen
>>> O Cabotino reloaded
>>> Deleter
>>> O roteirista profissional: televisão e cinema
>>> Clínica de Guitarra de Brasil
>>> Vestibular, Dois Irmãos e Milton Hatoum
>>> Circo Roda Brasil
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> O corpo-reconstrução de Fernanda Magalhães
Mais Recentes
>>> Prehistoric Animals (ages 4, Back Pack Books) de Philippe Legendre pela Walter Foster Publishing , Inc (2002)
>>> The Battle Of Kursk de Richard Harrison pela Helion And Company (2016)
>>> Disney Frozen - Uma aventura congelante de Abril pela Abril
>>> Geração Alpha Portugues 7 Ed 2019 - Bncc de Cibele Lopresti Costa pela Sm (2019)
>>> Resistindo à Pressão dos Colegas de Jim Auer pela Paulus (2012)
>>> Os Cinco Príncípios Essenciais De Napoleon Hill de Napoleon Hill pela Citadel Press (2022)
>>> Porque podemos viver 120 anos de Erik Frontier pela Germinando (2004)
>>> Que Sera (spanish Edition) de Michael Dertouzos pela Planeta (1997)
>>> Conexões Com A Física 3║ Ano de Blaidi Sant Anna pela Moderna (didaticos) (2010)
>>> The Real History Of The Vietnam War: A New Look At The Past de Alan Axelrod pela Sterling (2013)
>>> Roma Antiga de Companhia pela Companhia Das Letrinhas (2007)
>>> Educação Através do Teatro de Hilton Carlos de Araujo pela Editex (1974)
>>> Livro Democracia E Defesa Nacional: A Criacâo Do Ministério Da Defesa Na Presidência De FHC de Eliézer Rizzo De Oliveira pela Manole (2005)
>>> Projeto de vida e atitude empreendedora 6 de Leo Fraiman pela Ftd (2020)
>>> Fighting For The Soviet Motherland: Recollections From The Eastern Front de Dmitriy Loza pela University Of Nebraska Press (1998)
>>> Hora De Alimentar As Serpentes de Marina Colasanti pela Global (2013)
>>> Fast food around the world de Red Ballon pela Red Ballon
>>> Escolhas Que Brilham de Silvia (camila Mesquita, Illus.) Camossa pela Callis
>>> Administração Estratégica De Mercado de David A. Aaker pela Bookman (2007)
>>> Crianças famosas - Tchaikovsky de Callis pela Callis
>>> The Power Of Business Process Improvement de Susan Page pela Amacom (2010)
>>> A História Das Duas Irmãs - Volume 2 de Various pela Girassol (2015)
>>> Livro O PAPA E O Concílio - Volume 2 de Janus pela Leopoldo Machado (2002)
>>> Shared Services: A Manager's Journey de Daniel Melchior Jr. pela Wiley (2007)
>>> A Troca de Beth O'leary pela Intriseca (2020)
COLUNAS >>> Especial Eleições 2006

Quarta-feira, 27/9/2006
Faxina eleitoral
Tais Laporta
+ de 3000 Acessos

Com tanta imundície em Brasília, ninguém reparou que as ruas ficaram mais limpas nestas eleições. Não se vê mais bueiros entupidos com folhetos partidários. Aqueles banners coloridos e outdoors sorridentes também sumiram. Nem mesmo os postes fantasiados de candidatos deram o ar da graça. Sem falar nos bonés e cata-ventos. Para onde foi esse picadeiro?

É culpa da minifaxina que fizeram nas leis eleitorais este ano. Saem de cena aqueles brindes que costumávamos receber no semáforo (a lixa de unha com o nome e número do candidato) e entra uma dúvida crucial: em quem votar? Essa pergunta nunca pesou tanto na consciência do brasileiro, ainda de ressaca da corrupção. Estávamos bem acostumados com aquele carnaval de propaganda eleitoral bem abaixo do nariz, e, de repente, uma tarja preta inundou tudo.

Enquanto isso, mensaleiros e sanguessugas continuam desfilando na nossa imaginação. Provocativos, atormentam nossa culpa de tê-los eleito, e nos fazem sentir o amargo arrependimento de votar mal, mesmo antes de entrar nas urnas. Afinal, pagamos 40% do PIB em impostos para encontrar uma parcela na cueca de um cidadão. E quem paga essa conta? Às vésperas das eleições, o vazio das ruas se confunde com o nosso. Culpa de quem?

Estas eleições são as mais sem tempero desde 1989. A maior novidade é a alagoana, que discursa contra as elites e condena a lama da corrupção, "onde se lambuzam os hipócritas estelionatários do poder". Expulsa do partido do presidente, ela faz lembrar - com um toque feminino e ressentido - o discurso de um sindicalista do ABC, vinte anos atrás. Ele, por sua vez, esconde a estrela decadente e colore o número da sorte em verde e amarelo - o famoso "jeitinho" brasileiro. A estratégia é tragicômica, mas deu certo: na quinta eleição que disputa, sua popularidade nunca esteve tão alta.

Logo abaixo dele, apelidado de "picolé de chuchu", o candidato da oposição parecia estar dormindo até que alguém sussurrou em seu ouvido: "Ei! Não vai ter segundo turno!". Quando ele acordou, já se falava em dossiê, Freud Godoy e ambulâncias, e como se ninguém tivesse notado, faltava apenas uma semana para as eleições. Tarde para dizer que é tarde, ele e todo o resto da platéia decidiu esperar para ver no que dá.

Indecisão - E para escolher um candidato a deputado federal e outro, estadual? O horário gratuito da televisão dá algumas pistas: nos poucos segundos que o sujeito tem para falar, ele proclama uma frase decorada, tão artificial que se imagina um redator criativo distribuindo papeizinhos no estúdio, aleatoriamente. Definitivamente, não dá para escolher um parlamentar somente pela cara. Ou pelo número. Já fizemos isso em alguma outra primavera, e deu no que deu.

Falando nisso, muitos assistem à propaganda eleitoral por puro entretenimento. Afinal, certas figuras mais parecem candidatos de um concurso humorístico - com todo o respeito ao talento dos palhaços profissionais. Raramente as propostas são o foco das eleições. O que vale mesmo é chamar a atenção. Pois bem, o circo está armado! Com isso, quem perde somos nós. Sem referência num espaço que serve, justamente, para nos orientar.

Não quer dizer que, se pelo menos os brindes estivessem permitidos, teríamos alguma referência. Ao contrário. Na confusão do horário político, nosso amparo é escolher o candidato mais visível. Em outras palavras, o que investiu mais em propaganda. Como não se perder, então?

Transparência - Ninguém conhece a ONG que leva esse nome nas costas. Se conhecesse, saberia que existe um site cujo conteúdo poderia iluminar muita gente. Ele reúne dados pessoais e o histórico dos candidados à Câmara dos Deputados. Declaração de bens, doadores da campanha e referências de processos judiciais são itens do acervo. Um guia e tanto para os perdidos. Mas como notícia boa não espalha rápido, talvez não dê tempo de avisá-los.

Reeleições - Favorito nas pesquisas, o presidente que deseja se reeleger também é campeão de notícias negativas a seu respeito. A uma semana das eleições, a imprensa cansou de ataques explícitos e partiu para a ironia. A capa da revista Época trouxe uma foto do governante ao lado da seguinte frase: "Ninguém contou para ele?". Já a Veja estampou uma ilustração do candidato com os olhos vendados pela faixa presidencial. Nenhuma palavra na capa.

Até a oposição cansou de colocar luzes de Natal na corrupção. E nós, na fila do banco para pagar as contas em dia, só queremos escolher alguns dígitos sem sujar a consciência outra vez. É possível nesse silêncio caótico? Vou tentar acertar dessa vez. Pelo menos, tentar.


Tais Laporta
São Paulo, 27/9/2006

Quem leu este, tambÚm leu esse(s):
01. Gatos mudos, dorminhocos ou bisbilhoteiros de Elisa Andrade Buzzo
02. Os defeitos meus de Renato Alessandro dos Santos
03. Da varanda, este mundo de Elisa Andrade Buzzo
04. Dilapidare de Elisa Andrade Buzzo
05. Eleições nos Estados Unidos de Marilia Mota Silva


Mais Tais Laporta
Mais Acessadas de Tais Laporta em 2006
01. Guimarães Rosa no Museu da Língua Portuguesa - 1/11/2006
02. Pelas curvas brasileiras - 11/7/2006
03. Ninguém segura Lady Macbeth - 2/8/2006
04. Sem cortes, o pai do teatro realista - 17/5/2006
05. Confissões de uma ex-podcaster - 20/9/2006


Mais Especial Eleições 2006
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




D. Pedro II: O Último Imperador Do Novo Mundo Revelado Por Cartas E Documentos Inéditos
Paulo Rezzutti
Leya
(2019)



Livro Artes Segredos de Paris - Livro De Colorir & Passeios Antiestresse
Zoé De Las Cases
Sextante
(2015)



Mãe de Dois
Maria Dolores
Civilizacao Brasileira
(2011)



Arte Carioca 2001
Celso Bastos
Edição do Autor
(2001)



Nascida de Novo
Renata Persson
Casa Publicadora Brasileira
(2001)



Dictionary of International Business Terms
John J. Capela
Barrons
(1996)



Principles and Practice of Pediatric Oncology
Philip A. Pizzo / David G. Poplack
Wolters Kluwer
(2015)



Livro Arte e Beleza na Estética Medieval
Umberto Eco
Globo
(1989)



Viagens de Gulliver
Jonathan Swift
Objetiva



Do Golpe ao Planalto
Ricardo Kotscho
Companhia das letras
(2006)





busca | avançada
79202 visitas/dia
2,3 milhões/mês