Faxina eleitoral | Tais Laporta | Digestivo Cultural

busca | avançada
50801 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS >>> Especial Eleições 2006

Quarta-feira, 27/9/2006
Faxina eleitoral
Tais Laporta

+ de 2400 Acessos

Com tanta imundície em Brasília, ninguém reparou que as ruas ficaram mais limpas nestas eleições. Não se vê mais bueiros entupidos com folhetos partidários. Aqueles banners coloridos e outdoors sorridentes também sumiram. Nem mesmo os postes fantasiados de candidatos deram o ar da graça. Sem falar nos bonés e cata-ventos. Para onde foi esse picadeiro?

É culpa da minifaxina que fizeram nas leis eleitorais este ano. Saem de cena aqueles brindes que costumávamos receber no semáforo (a lixa de unha com o nome e número do candidato) e entra uma dúvida crucial: em quem votar? Essa pergunta nunca pesou tanto na consciência do brasileiro, ainda de ressaca da corrupção. Estávamos bem acostumados com aquele carnaval de propaganda eleitoral bem abaixo do nariz, e, de repente, uma tarja preta inundou tudo.

Enquanto isso, mensaleiros e sanguessugas continuam desfilando na nossa imaginação. Provocativos, atormentam nossa culpa de tê-los eleito, e nos fazem sentir o amargo arrependimento de votar mal, mesmo antes de entrar nas urnas. Afinal, pagamos 40% do PIB em impostos para encontrar uma parcela na cueca de um cidadão. E quem paga essa conta? Às vésperas das eleições, o vazio das ruas se confunde com o nosso. Culpa de quem?

Estas eleições são as mais sem tempero desde 1989. A maior novidade é a alagoana, que discursa contra as elites e condena a lama da corrupção, "onde se lambuzam os hipócritas estelionatários do poder". Expulsa do partido do presidente, ela faz lembrar - com um toque feminino e ressentido - o discurso de um sindicalista do ABC, vinte anos atrás. Ele, por sua vez, esconde a estrela decadente e colore o número da sorte em verde e amarelo - o famoso "jeitinho" brasileiro. A estratégia é tragicômica, mas deu certo: na quinta eleição que disputa, sua popularidade nunca esteve tão alta.

Logo abaixo dele, apelidado de "picolé de chuchu", o candidato da oposição parecia estar dormindo até que alguém sussurrou em seu ouvido: "Ei! Não vai ter segundo turno!". Quando ele acordou, já se falava em dossiê, Freud Godoy e ambulâncias, e como se ninguém tivesse notado, faltava apenas uma semana para as eleições. Tarde para dizer que é tarde, ele e todo o resto da platéia decidiu esperar para ver no que dá.

Indecisão - E para escolher um candidato a deputado federal e outro, estadual? O horário gratuito da televisão dá algumas pistas: nos poucos segundos que o sujeito tem para falar, ele proclama uma frase decorada, tão artificial que se imagina um redator criativo distribuindo papeizinhos no estúdio, aleatoriamente. Definitivamente, não dá para escolher um parlamentar somente pela cara. Ou pelo número. Já fizemos isso em alguma outra primavera, e deu no que deu.

Falando nisso, muitos assistem à propaganda eleitoral por puro entretenimento. Afinal, certas figuras mais parecem candidatos de um concurso humorístico - com todo o respeito ao talento dos palhaços profissionais. Raramente as propostas são o foco das eleições. O que vale mesmo é chamar a atenção. Pois bem, o circo está armado! Com isso, quem perde somos nós. Sem referência num espaço que serve, justamente, para nos orientar.

Não quer dizer que, se pelo menos os brindes estivessem permitidos, teríamos alguma referência. Ao contrário. Na confusão do horário político, nosso amparo é escolher o candidato mais visível. Em outras palavras, o que investiu mais em propaganda. Como não se perder, então?

Transparência - Ninguém conhece a ONG que leva esse nome nas costas. Se conhecesse, saberia que existe um site cujo conteúdo poderia iluminar muita gente. Ele reúne dados pessoais e o histórico dos candidados à Câmara dos Deputados. Declaração de bens, doadores da campanha e referências de processos judiciais são itens do acervo. Um guia e tanto para os perdidos. Mas como notícia boa não espalha rápido, talvez não dê tempo de avisá-los.

Reeleições - Favorito nas pesquisas, o presidente que deseja se reeleger também é campeão de notícias negativas a seu respeito. A uma semana das eleições, a imprensa cansou de ataques explícitos e partiu para a ironia. A capa da revista Época trouxe uma foto do governante ao lado da seguinte frase: "Ninguém contou para ele?". Já a Veja estampou uma ilustração do candidato com os olhos vendados pela faixa presidencial. Nenhuma palavra na capa.

Até a oposição cansou de colocar luzes de Natal na corrupção. E nós, na fila do banco para pagar as contas em dia, só queremos escolher alguns dígitos sem sujar a consciência outra vez. É possível nesse silêncio caótico? Vou tentar acertar dessa vez. Pelo menos, tentar.


Tais Laporta
São Paulo, 27/9/2006


Mais Tais Laporta

colunista_mais_acessadas_query=SELECT colunistas.iniciais, colunas.ano, colunas.acessos, colunas.codigo, colunas.titulo, colunas.dia, colunas.mes FROM chamadas, colunas, colunistas WHERE colunas.codigo = chamadas.coluna AND colunas.colunista = colunistas.codigo AND colunistas.iniciais = 'TL' AND colunas.ano = 2006 ORDER BY colunas.acessos DESC LIMIT 10 Mais Acessadas de Tais Laporta em 2006
01. Guimarães Rosa no Museu da Língua Portuguesa - 1/11/2006
02. Pelas curvas brasileiras - 11/7/2006
03. Ninguém segura Lady Macbeth - 2/8/2006
04. Sem cortes, o pai do teatro realista - 17/5/2006
05. Confissões de uma ex-podcaster - 20/9/2006


Mais Especial Eleições 2006
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SKIPPERS BUSY DAY
MICHAEL SULLIVAN
COLLINS
(1983)
R$ 12,00



OBRAS ESCOLHIDAS VOL 8, HISTÓRIA DO FUTURO 1
PADRE ANTONIO VIEIRA PREF. E NOTAS ANTÓNIO SÉ...
SÁ DA COSTA
(1953)
R$ 39,08



UFOS: ILUSÃO OU REALIDADE?
CARLOS S. WALLACE
EDIOURO
(1985)
R$ 6,90



PROSPERIDADE FAZENDO AMIZADE COM O DINHEIRO
LAIR RIBEIRO
OBJETIVA
(1992)
R$ 5,00



RAGTIME
E L DOCTOROW
RECORD
(1975)
R$ 7,00



O APOCALIPSE DE SIMÃO CIRENEU
JONAS NEVES REZENDE
RELUME-DUMARÁ
(2020)
R$ 9,80



PERÍCIA JUDICIAL E ADMINISTRATIVA. UMA ABORDAGEM PRÁTICA
SÓCRATES SARANTOPOULOS
ATLAS
(2005)
R$ 50,00



O DIABO COXO
GUEVARA
ESCALA
(2006)
R$ 10,00



MEMÓRIAS DE PÓSTUMAS DE BRÁS CUBAS
MACHADO DE ASSIS
AVENIDA
(2009)
R$ 10,00



O GRANDE DITADOR
H. G. WELLS
O CRUZEIRO
(1943)
R$ 35,00





busca | avançada
50801 visitas/dia
2,6 milhões/mês