Nasce um imortal: José Saramago | Marcelo Spalding | Digestivo Cultural

busca | avançada
42810 visitas/dia
1,2 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Ser intelectual dói
>>> O Tigrão vai te ensinar
>>> O hiperconto e a literatura digital
>>> Aberta a temporada de caça
>>> Se for viajar de navio...
>>> Incompatibilidade...
>>> Alguns Jesus em 10 anos
>>> Blogues: uma (não tão) breve história (II)
>>> Picasso e As Senhoritas de Avignon (Parte I)
>>> Asia de volta ao mapa
Mais Recentes
>>> O Livro da moda de Alexandra Black pela Publifolha (2015)
>>> Rejuvelhecer a saude como prioridade de Sergio Abramoff pela Intrinseca (2017)
>>> O livro das evidencias de John Banville Tradução Fabio Bonillo pela Biblioteca Azul - globo (2018)
>>> O futebol explica o Brasil de Marcos Guterman pela Contexto (2014)
>>> O Macaco e a Essencia de Aldous Huxley pela Globo (2017)
>>> BATISTAS, Sua Trajetória em Santo Antônio de Jesus: o fim do monopólio da fé na Terra do Padre Mateus de Jorgevan Alves da Silva pela Fonte Editorial (2018)
>>> Playboy Bárbara Borges de Diversos pela Abril (2009)
>>> Sarah de Theresa Michaels pela Nova Cultural (1999)
>>> A Bela e o Barão de Deborah Hale pela Nova Cultural (2003)
>>> O estilo na História. Gibbon & Ranke & Macaulay & Burckhardt de Peter Gay pela Companhia das Letras (1990)
>>> Playboy Simony de Diversos pela Abril (1994)
>>> Invasão no Mundo da Superfície de Mark Cheverton pela Galera Junior (2015)
>>> José Lins Do Rego- Literatura Comentada de Benjamin Abdala Jr. pela Abril Educação (1982)
>>> A modernidade vienense e as crises de identidade de Jacques Le Rider pela Civilização Brasileira (1993)
>>> Machado De Assis - Literatura Comentada de Marisa Lajolo pela Abril Educação (1980)
>>> A Viena de Wittgenstein de Allan Janik & Stephen Toulmin pela Campus (1991)
>>> O Velho e o Mar de Ernest Hemingway pela Círculo do livro (1980)
>>> Veneno de Alan Scholefield pela Abril cultural (1984)
>>> O Livreiro de Cabul de Asne Seierstad pela Record (2007)
>>> Os Dragões do Éden de Carl Sagan pela Francisco Alves (1980)
>>> O Espião que sabia demais de John Le Carré pela Abril cultural (1984)
>>> Administração de Materiais de Jorge Sequeira de Araújo pela Atlas (1981)
>>> Introdução à Programação Linear de R. Stansbury Stockton pela Atlas (1975)
>>> Como lidar com Clientes Difíceis de Dave Anderson pela Sextante (2010)
>>> As 3 Leis do Desempenho de Steve Zaffron e Dave Logan pela Primavera (2009)
>>> Curso de Educação Mediúnica 1º Ano de Vários Autores pela Feesp (1996)
>>> Recursos para uma Vida Natural de Eliza M. S. Biazzi pela Casa Publicadora Brasileira (2001)
>>> Jesus enxuga minhas Lágrimas de Elza de Almeida pela Fotograma (1999)
>>> As Aventuras de Robinson Crusoé de Daniel Defoe pela LPM Pocket (1997)
>>> Bulunga o Rei Azul de Pedro Bloch pela Moderna (1991)
>>> Menino de Engenho de José Lins do Rego pela José Olympio (1982)
>>> Terra dos Homens de Antoine de Saint-Exupéry pela Nova Fronteira (1988)
>>> O Menino de Areia de Tahar Ben Jelloun pela Nova Fronteira (1985)
>>> Aspectos Endócrinos de Interesse à Estomatologia de Janete Dias Almeida pela Unesp (1999)
>>> Nociones de Historia Linguística y Estetica Literaria de Antonio Vilanova- Nestor Lujan pela Editorial Teide/ Barcelona (1950)
>>> El Estilo: El Problema y Su Solucion de Bennison Gray pela Editorial Castalia/ Madrid (1974)
>>> El Cuento y Sus Claves de Raúl A. Piérola/ Alba Omil (profs. Univ. Tucumán pela Editorial Nova, Buenos Aires (1955)
>>> Las Fuentes de La Creacion Literaria de Carmelo M. Bonet pela Libr. del Collegio/ B. Aires (1943)
>>> As Hortaliças na Medicina Doméstica/ Encadernado de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar (1976)
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
COLUNAS

Quinta-feira, 26/8/2010
Nasce um imortal: José Saramago
Marcelo Spalding

+ de 4600 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Enquanto os jornais anunciavam a morte de José Saramago, primeiro Prêmio Nobel de Literatura oriundo de países da Língua Portuguesa, nascia no cânone literário mais um daqueles nomes para serem lidos, relidos e admirados, entidades que vão muito além de certa biografia, diluindo-se e multiplicando-se em cada romance, em cada página, em cada palavra.

Português da pequena Azinhaga, Saramago ficou mundialmente conhecido após o Nobel de 1998 e é muito citado na mídia por suas posições polêmicas acerca de religião e política, mas foi através de uma obra densa e sólida que o autor tornou-se uma quase unanimidade entre os críticos e acadêmicos brasileiros, com traduções em diversas línguas e elogios até do exigente e liberal Harold Bloom.

Em As pequenas memórias, um dos raros livros em que fala de si, ainda que obliquamente, Saramago revela-se filho de um casal humilde, que vai aos dois anos para Lisboa onde muda-se "dez vezes em dez anos". Faz estudos secundários (liceal e técnico) mas não pode continuar por dificuldades econômicas, tornando-se serralheiro mecânico e só depois desenhador, funcionário da saúde e da previdência social para finalmente aproximar-se das letras como editor, tradutor e jornalista. Sua lembrança de leitura mais remota é o folhetim Maria, a fada dos bosques, lido para ele por uma vizinha (a mãe também era analfabeta). Mais tarde, quando finalmente aprende a ler, o único exemplar que os vizinhos têm em casa e podem lhe emprestar ― na casa de Saramago não havia dinheiro para livros ou jornais ― é A Toutinegra do Moinho, livro francês que ele lê e relê.

Pois será este menino apartado dos livros, filho de mãe analfabeta, que irá alguns anos depois provocar intelectuais do mundo todo, criando uma linguagem erudita, sem marcas de diálogo nem pontos de exclamação ou interrogação, um narrador intruso, irônico e prolixo para representar uma visão de mundo crítica do seu tempo, da sua nação, da sua história.

Ateu fervoroso numa nação católica, pintou um dos mais belos retratos de Cristo humanizado em O Evangelho segundo Jesus Cristo: "O filho de José e Maria nasceu como todos os filhos dos homens, sujo do sangue de sua mãe, viscoso das suas mucosidades e sofrendo em silêncio. Chorou porque o fizeram chorar, e chorará por esse mesmo e único motivo". A obra, publicada em 1990, é o aprofundamento de uma revisão histórica do papel da Igreja já iniciado em Memorial do Convento, de 1982, um dos primeiros romances do autor a serem lidos no Brasil e que trazia uma sagaz revisão histórica lusitana, colocando em evidência a ambição, luxúria e mesquinhez do clero, que aproveita-se da insegurança e onipotência da nobreza por um lado, da fé e da fraqueza do povo por outro, forçado este a construir um monumental convento em remoto local do país, Mafra, apenas para satisfazer o capricho de seu Rei ― e os desejos dos franciscanos.

Crítico social num país de forte nacionalismo, criado num governo de longa ditadura, derrubou Salazar com gosto e paciência no célebre conto "Cadeira", do livro Objecto Quase. Ousou, ainda, colocar seu país à deriva em Jangada de Pedra, ironizando e questionando a identidade nacional: "Vê-se pelas feições do rosto, e pelos bilhetes de identidade se confirmaria, que os soldados são realmente filhos do povo, mas o major deles, ou também o é e repudiou nos assentos da escola militar a humilde ascendência, ou pertence desde o nascimento às classes superiores, para quem os hotéis do Algarve foram feitos, pela resposta dada não se pôde saber".

Porém esta mesma densidade que lhe rendeu o Nobel e grande admiração da intelectualidade brasileira foi, por outro lado, alvo de severas críticas da Igreja Católica e certa animosidade de seus compatriotas portugueses, tendo o escritor vivido seus últimos anos na ilha espanhola de Lanzarote, nas Ilhas Canárias. Tais diferenças políticas talvez tenham obscurecido o quanto Saramago defendia a língua portuguesa escrita em Portugal, sendo inclusive contra a recente Reforma Ortográfica e exigindo que seus livros fossem publicados com a ortografia original mesmo no Brasil.

A lucidez com que via o mundo e a perspicácia com que o criticava, aliás, permaneceram vivas até seus últimos anos, sendo Saramago autor de uma das melhores análises sobre o Twitter: "Os tais 140 caracteres refletem algo que já conhecíamos: a tendência para o monossílabo como forma de comunicação. De degrau em degrau, vamos descendo até o grunhido".

É na própria internet, porém, que sua imortalidade já se revela, pois podemos ler Saramago todos os dias em seu blog. No dia de sua morte, estava lá precisamente escrito: "Acho que na sociedade actual nos falta filosofia. Filosofia como espaço, lugar, método de refexão, que pode não ter um objectivo determinado, como a ciência, que avança para satisfazer objectivos. Falta-nos reflexão, pensar, precisamos do trabalho de pensar, e parece-me que, sem ideias, nao vamos a parte nenhuma".

Talvez o permanente e anacrônico exercício do pensar, mais até do que a linguagem, a ortografia ou a temática, é o que torne Saramago um escritor tão mais conhecido do que lido, e também o que agora o alça ao panteão dos imortais da literatura, para que com o tempo possa ser lido, relido, compreendido e admirado nas intermitências da vida.

Nota do Editor
Leia também "Nem memórias nem autobiografia, mas Saramago" e "A sombra de Saramago".


Marcelo Spalding
Porto Alegre, 26/8/2010


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Em nome dos filhos de Luís Fernando Amâncio
02. O armário que me pariu de Lisandro Gaertner
03. Pynchon Contra o Dia de Luiz Rebinski Junior
04. Minha primeira vez - parte II de Rafael Rodrigues
05. Se falam em autor novo, saco logo a minha pistola de Yuri Vieira


Mais Marcelo Spalding
Mais Acessadas de Marcelo Spalding em 2010
01. A quem interessa uma sociedade alienada? - 2/9/2010
02. O hiperconto e a literatura digital - 8/4/2010
03. Free: o futuro dos preços é ser grátis - 11/11/2010
04. Bastardos Inglórios e O Caso Sonderberg - 27/5/2010
05. O espiritismo e a novela da Globo - 30/9/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
30/8/2010
10h09min
Para falar a verdade, e correndo o risco de ser queimado na fogueira, minha reação ao ler o Saramago foi a mesma de uma pessoa (que não vou denunciar) ao ler Paulo Coelho. Os personagens não têm vida e a história está lá para dar voz às pontificações do autor.
[Leia outros Comentários de Felipe Pait]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




CONVITE DE CASAMENTO - SABRINA 1221
ANNETTE BROADRICK
HARLEQUIN BOOKS
(2002)
R$ 6,90



O DIÁRIO DE UM MAÇOM
PAULO VALZACCH
UNIVERSO DOS LIVROS
(2008)
R$ 15,00



LIDERANDO E INTERAGINDO COM TODOS
JORGE FONTES
PARMA
(2007)
R$ 7,00



50 DIRETRIZES (E 186 METAS) PARA O 50º ANIVERSÁRIO DE OSASCO 2012
PREFEITURA DE OSASCO (SEGUNDA EDIÇÃO)
PREFEITURA OSASCO
(2010)
R$ 18,28



NOVOS TITÃS 35
VARIOS AUTORES
DC - PANINI COMICS
(2013)
R$ 20,00



COMO SER LEGAL
NICK HORNBY
ROCCO
(2002)
R$ 5,50



SINPSES JURÍDICAS VOL. 12 - PROCESSO DE EXECUÇÃO E CAUTELAR
MARCUS VINICIUS RIOS GONÇALVES
SARAIVA
(2009)
R$ 15,17



ISLAMISMO E HUMANISMO LATINO: DESAFIOS E DIÁLOGOS
ARNO DAL RI JR E ARI PEDRO ORO (ORGS)
VOZES
(2004)
R$ 32,28



O PARAÍSO VIA EMBRATEL
LUIZ AUGUSTO MILANESI
PAZ E TERRA
(1978)
R$ 20,00



MANUAL DO SELECIONADOR DE PESSOAL
J. H. BUENO
LTR
(1995)
R$ 10,00





busca | avançada
42810 visitas/dia
1,2 milhão/mês