Sobre o Oscar Social | Vicente Escudero | Digestivo Cultural

busca | avançada
31843 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
>>> Meninos, eu vi o Bolsonaro aterrando
>>> Manual para revisores novatos
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
Colunistas
Últimos Posts
>>> 100 nomes da edição no Brasil
>>> Eu ganhei tanta coisa perdendo
>>> Toda forma de amor
>>> Harvard: o que não se aprende
>>> Pedro Cardoso em #Provocações
>>> Homenagem a Paulo Francis
>>> Arte, cultura e democracia
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
Últimos Posts
>>> João Gilberto: o mito
>>> Alma em flor
>>> A mão & a luva
>>> Pesos & Contra-pesos
>>> Grito primal II
>>> Calcanhar de Aquiles
>>> O encanto literário da poesia
>>> Expressão básica II
>>> Expressão básica
>>> Minha terra, a natureza viva.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Cinema é filosofia
>>> Quem é (e o que faz) Julio Daio Borges
>>> Mulher no comando do país! E agora?
>>> YouTube, lá vou eu
>>> YouTube, lá vou eu
>>> Bar azul - a fotografia de Luiz Braga
>>> Eu + Você = ?
>>> Virtudes e pecados (lavoura arcaica)
>>> Pela estrada afora
>>> A vida sem computador
Mais Recentes
>>> Coleção Os Pensadores de Vários pela Abril Cultural (1973)
>>> Passando a Limpo: a Trajetória de um Farsante: História Completa... de Pedro Collor de Mello/ Coord. Dora Kramer pela Record (1993)
>>> Passando a Limpo: a Trajetória de um Farsante: História Completa... de Pedro Collor de Mello/ Coord. Dora Kramer pela Record (1993)
>>> Um Diplomata da Regeneração - O 1º Conde de Villa Franca do Campo de Fernando Abecassis pela Tribuna da Historia (2007)
>>> Inspeção do Trabalho de Nelson Mannrich pela LTr (1991)
>>> Jurupari - Estudos de Mitologia Brasileira de Silvia Maria S. de Carvalho pela Ática (1979)
>>> Sport in the 21st Century de John Mehaffey & Reuters pela Thames & Hudson (2007)
>>> Matemática para economistas de Alpha Chiang pela Unesp (1982)
>>> Memórias do cárcere 3º volume Colônia Correlaccional de Graciliano Ramos pela José Olympio (1954)
>>> As hortaliças na medicina doméstica de A. Balbach pela Edel
>>> Caderno de teses vol.2 28ºCongresso Nacional procuradores Estado de Helena Maria Silva Coelho pela Metropole industria gráfica ltda (2002)
>>> Casais Inteligentes Enriquecem Juntos de Gustavo Cerbasi pela Gente/ SP. (2004)
>>> Ordem Juridico-econômica e trabalho de Ricardo Antonio Lucas Camargo pela Sergio antonio fabris (1998)
>>> Capo Verde. Una storia lunga dieci isole de Marzio Marzot & Maria de Lourdes de Jesus et alii pela D'Anselmi (1989)
>>> Investimentos Inteligentes: Para Conquistar e Multiplicar o seu Primeiro Milhão de Gustavo Cerbasi pela Thomas Nelson do Brasil (2008)
>>> Esquecidos e Renascidos - Historiografia Acadêmica Luso-americana de Iris Kantor pela Hucitec (2004)
>>> Nova York anos 40 de Andreas Feininger pela Museu Lazar Segall (2011)
>>> O Intelectual e o Poder de Eduardo Portella pela Tempo Brasileiro/ RJ. (1983)
>>> Indivíduo e Cosmos na Filosofia do Renascimento de Ernest Cassirer pela Martins Fontes (2001)
>>> Fundamentos Culturales de Civilizacion Industrial de John U. Nef pela Editorial Paidós/ Buenos Aires (1964)
>>> Noções Preliminares de Direito Previdenciário de Wagner Balera pela Quartier Latin (2004)
>>> Salvador Negro Amor de Sérgio Guerra pela Maianga (2007)
>>> Ensaios de Biologia Social - Encadernado de Josué de Castro pela Brasiliense/ SP (1957)
>>> A imprensa na História do Brasil & Fotojornalismo no século XX de Oswaldo Munteal & Larissa Grandi pela Desiderata/PUC (2005)
>>> Roteiro de Macunaíma (Encadernação de Luxo) de M. Cavalcanti Proença/ Autografado pela Ahembi/ SP. (1955)
>>> Alferes Teófilo Olegário de Brito Guerra -Um Memorialista Esquecido de Raimundo Soares de Brito pela Coleção Mossoroense (1980)
>>> HQ Os Grandes Inimigos do Mandrake Nº 2 + A Volta do Camelo de Barro de Lee Falk pela Globo (1989)
>>> Lugar de Fala de Djamila Ribeiro pela Polen (2019)
>>> Administração Financeira Internacional de David K. Eiteman, ArthurStonehill, e Michael Moffett pela Bookman (2002)
>>> HQ Os Grandes Inimigos do Mandrake Nº 1 + o Retorno do Cobra de Lee Falk pela Ebal (1989)
>>> História da Literatura Portuguesa/ Encadernado de Antonio José Saraiva e Oscar Lopes pela Porto Ed.
>>> Cortez -A Saga de Um sonhador de Teresa Sales -Goimar Dantas pela Cortez (2010)
>>> HQ Os grandes inimigos do Mandrake Nº 4 + Os Oito Tentáculos da Morte de Lee Falk pela Ebal (1989)
>>> HQ Rastros de ódio - Revista Cinemin Nostalgia 3 de Diversos Autores pela Ebal (1989)
>>> Regulamento do ICMS do Rio de Janeiro de Ana Cristina Martins Pereira pela Lex (2006)
>>> A cidade do sol de Khaled Hosseini pela Nova froteira (2007)
>>> HQ Revistsa Elipse nº 1 + Crepúsculo dos Super-heróis de David Campiti & Kevin Juaire & Bart Sears pela Ebal (1992)
>>> Cinquenta tons mais escuros de E L James pela Intrínseca (2012)
>>> As mil e uma noites- os corações desumanos de René Khawam pela Brasiliense (1991)
>>> HQ Quem foi? Os prisioneiros de Sulma de Diversos Autores pela Ebal (1982)
>>> Autoritarismo e Participação Política da Mulher de Fanny Tabak pela Graal/ RJ. (1983)
>>> Cartas entre amigos - sobre os medos contemporâneos de Fábio de melo e Gabriel chalita pela Ediouro (2009)
>>> A Civilização Romana de Pierre Grimal pela Edições 70 (2001)
>>> Centenário de José Bezerra Gomes de Joabel R. de Souza pela Fcjbg (2011)
>>> Alienação na Univesidade - a Crise dos Anos 80 de Paulo L. Hoffmann pela Edit. da UFSC (1985)
>>> O castelo da intriga de Paulo Stewart pela Scipicione (1996)
>>> No Tempo dos Faraós (Crianças Na História) de Ginette Hoffmann - Françoise Lebrun pela Scipione (1993)
>>> No Tempo dos Faraós (Crianças Na História) de Ginette Hoffmann - Françoise Lebrun pela Scipione (1996)
>>> As asas do joel de Walcir Carrasco pela Quinteto Editorial (2019)
>>> No Tempo dos Faraós (Crianças Na História) de Ginette Hoffmann - Françoise Lebrun pela Scipione (1998)
COLUNAS

Quinta-feira, 10/3/2011
Sobre o Oscar Social
Vicente Escudero

+ de 2500 Acessos


LIANA TIMM© (http://timm.art.br/)

Bem, é isso aí. O Oscar passou mais uma vez e, exceto pela opinião dos seguidores do Twitter de James Franco, a cerimônia foi uma droga. Enquanto a plateia morria de tédio assistindo a dupla de apresentadores, completada por Anne Hathaway no papel de cutucadora oficial de James Franco para lembrá-lo de suas falas, os prêmios eram distribuídos numa previsibilidade matemática. Entre a dislexia dos discursos e atrações terríveis, como Gwyneth Paltrow provando que existe constrangimento até para cantores de karaokê, a maior atração foi Kirk Douglas anunciando com suspense o prêmio de melhor atriz coadjuvante, enquanto James Franco tuitava fotos dos bastidores.

James Franco está em todo lugar. Enquanto você lê está coluna, ele dá aulas de interpretação na Universidade de Nova York. James Franco também está em uma dezena de curtas no Funny or Die, mostrando técnicas de atuação engraçadinhas e piadas sobre o filme 127 horas, a história de um sujeito que corta o próprio braço depois de ficar preso sozinho por mais de cinco dias num cânion em Utah, um cativeiro semelhante ao da plateia do Oscar: passada mais da metade da cerimônia, todos começaram a se identificar com a situação (créditos: Rick Gervais). Ele também está no Twitter enviando twitpics a cada meia hora, mostrando sua localização para adoráveis stalkers. Não deixa de comparecer a qualquer programa de televisão em que é convidado, está no cinema em 127 horas, além de protagonizar um vilão secundário em Besouro Verde. Ele também é garoto propagando da Gucci. James Franco é uma espécie de meme vivo, disposto a se completar com qualquer legenda. Este Marlon Brando da geração internet é capaz de fazer qualquer coisa. Só não é capaz de apresentar o Oscar.

Já Anne Hathaway foi mais previsível que as vitórias de O Discurso do Rei. Se o seu parceiro estava devagar e preso, Anne fez questão de seguir à risca o roteiro e alcançou seu objetivo: atingir a audiência mais jovem. O pior de sua apresentação também foi o pior do roteiro escrito para o show. Ela também pareceu menos culpada pela chatice das formalidades que James Franco. No final da cerimônia, os dois olhavam paras as câmeras quase se lamentando por terem cumprido com o prometido. Se foi esse o roteiro do show, a Academia, definitivamente, não entende o público jovem.

E foi este público que deve ter se surpreendido com a premiação de melhor filme para O Discurso do Rei, numa cerimônia que tentou a todo custo agradar a geração que acompanhava tudo no Twitter. Foi no mínimo estranho assistir a festa montada para atingir o público da internet terminar com a premiação da história de um rei gago, incapaz de discursar. Talvez fosse adequado trocar os vencedores das categorias de melhor filme e melhor edição. Em A Rede Social, as cenas são cuidadosamente recortadas para mostrar o isolamento social dos envolvidos na criação do Facebook, a história se passa entre vários tempos diferentes enquanto a audiência de seus fundadores no processo judicial se desenrola dentro de um escritório. Já em O Discurso do Rei, o papel da edição foi mais crucial, delimitou a característica moderna do roteiro e impediu que o filme se aproximasse de um documentário retratando o papel do rei Jorge VI na iminência da 2ª Guerra Mundial (somadas às atuações excelentes de Colin Firth e Geoffrey Rush). A forma como a câmera captou os momentos de conflito entre o rei e seu terapeuta e a divisão precisa das cômicas sessões de terapia determinou o absurdo da situação vivida pelos personagens. E ainda havia o nariz enorme sob o topetinho grudento de Geoffrey Rush sempre no centro das cenas, tentando minar o mau humor da majestade. A edição dos dois filmes foi muito boa, mas pelo tom da festa e pela longevidade que parecem prometer, A Rede Social levava vantagem para conquistar o prêmio de melhor filme, que poderia ter sido trocado com O Discurso do Rei pelo prêmio de melhor edição. Por essas razões e pela falta de originalidade do enredo, O Discurso do Rei parece estar prestes a entrar na categoria de ganhadores esquecidos como Crash, A volta ao mundo em 80 dias e Quem quer ser um milionário?, entre outros.

O prêmio mais justo da noite foi o de melhor trilha sonora para Trent Reznor e Atticus Ross, de A Rede Social, por uma composição que acompanha a solidão do ambiente digital frequentado pelos criadores do Facebook, mesmo vivendo numa república universitária, entre fraternidades, aulas e festas. O maior mérito da trilha sonora foi a fusão com os diálogos, atravessando todo o filme na mesma batida urgente das respostas prontas de Zuckerberg e cia. Trent Reznor e Atticus Ross entenderam bem a vaidade e superficialidade presente no ambiente frequentado pelos personagens e fizeram um trabalho que desapareceu na tela para aumentar a relevância do caráter dos envolvidos na disputa pela criação do Facebook.

Não surpreende que na cerimônia montada para agradar a geração de jovens presos ao computador, o filme que retrata com fidelidade a solidão desse ambiente tenha vencido exclusivamente as categorias técnicas de melhor edição, melhor roteiro adaptado e melhor trilha sonora. Enquanto James Franco, com seu tom blasé, desdenhava da plateia e usava seu iPhone no palco, deixando Anne Hathaway sem saber o que fazer, o roteiro involuntário da cerimônia seguia a cartilha dos geeks: mais vale usar um gadget sozinho do que uma boa festa. Essa é a geração que vai dominar o mundo pelos próximos vinte anos. Esse é o grupo que James Franco tentou agradar. Depois de uma apresentação tão ruim, duvido que ele ainda permaneça no Twitter.


Vicente Escudero
Campinas, 10/3/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O cinema de Weerasethakul de Guilherme Carvalhal
02. Juan José Morosoli - a solidão, a pureza, a viagem de Eduardo Maretti
03. Todas as Tardes, Escondido, Eu a Contemplo de Duanne Ribeiro
04. Shows da década (parte 1) de Diogo Salles
05. Avatar e um mundo novo de Daniel Bushatsky


Mais Vicente Escudero
Mais Acessadas de Vicente Escudero em 2011
01. Kindle, iPad ou Android? - 14/4/2011
02. O incompreensível mercado dos e-books - 3/3/2011
03. O ponto final da escrita cursiva - 15/9/2011
04. Lynch, David - 8/12/2011
05. Diário da Guerra do Corpo - 9/6/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




UM IR E VIR COTIDIANO
SIVA BIANCHI
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 349,00



TRAÍDA SÉRIE HOUSE OF NIGHT - LIVRO 02 8898
P C CAST E KRISTIN CAST
NOVO SÉCULO
(2009)
R$ 10,00



OSTEOPOROSE
M. A. DAMBACHER E E. SCHATCHT
ALFAD
R$ 9,00



MANEJO REPRODUTIVO DE OVINOS DE CORTE (NAS REGIÕES CENTRO-OESTE, NORTE E SUDESTE DO BRASIL)
AURORA MARIA GUIMARÃES GOUVEIA CLÁUDIO JOSÉ BORELA ESPESCHIT E SILVIA LETICIA TARTARI
LK
R$ 63,00



TRAVESSIA REPORTAGEM SOBRE O SERTÃO DE GUIMARÃES ROSA
JULIANA SIMONETTI
LINC
(2010)
R$ 35,00
+ frete grátis



O LIVRO DOS MILAGRES
KEVIN BELMONTE
THOMAS NELSON BRASIL
(2015)
R$ 36,00



POIROT INVESTIGA
AGATHA CHRISTIE
RECORD
(2001)
R$ 10,00



LOVE KISS
GILBERT OAKLEY
DIAMOND STAR
(1970)
R$ 19,82



O GUIA OFICIAL DO CLUB PENGUIN VOL 1
DISNEY
MELHORAMENTOS
(2011)
R$ 4,00



DIREITO PENAL CONCRETO
ANTÔNIO JOSÉ MIGUEL FEU ROSA
CONSULEX
(1992)
R$ 26,82





busca | avançada
31843 visitas/dia
1,0 milhão/mês