Você vem sempre aqui? | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> O Presidente Negro, de Monteiro Lobato
>>> Roçando a poesia de Alberto Beuttenmüller
>>> A Euforia Perpétua, de Pascal Bruckner
>>> A Euforia Perpétua, de Pascal Bruckner
>>> As ligações perigosas
>>> Apresentação
>>> Micro-Twitter-Blogging
>>> Balanceando
>>> Talvez...
Mais Recentes
>>> O Mistério 2012 de Gregg Braden pela Geração Editorial (2009)
>>> La Vida es Sueño de Pedro Calderón de la Barca pela Alfaguara (2005)
>>> Tom Cruise: uma biografia não autorizada de Wensley Clarkson pela Best Seller (1996)
>>> Don Juan Tenorio de José Zorrilla pela Alfaguara (2005)
>>> Autobiografia Precoce de Eugênio Evtuchenko pela Brasiliense (1984)
>>> A Prudência em Maquiavel de Gabriel Chalita pela Loyola (1992)
>>> Cartas Marruecas de José Cadalso pela Alfaguara (2005)
>>> Vida! Reflexões Sobre Sua Jornada de Louise L. Hay pela Madras (2012)
>>> Crimen y Misterio - Antologia de Relatos de Suspense de Vários pela Alfaguara (2005)
>>> Rimas y Leyendas de Gustavo Adolfo Bécquer pela Alfaguara (2005)
>>> Kingdom Come - 4 Volumes de Mark Waid & Alex Ross pela Dc
>>> Conduta Sexual da Mulher - Primeiro Volume de Kinsey / Martin / Pomeroy / Gebhard pela : Atheneu (1967)
>>> A Temporada das Marchas de Daniel Silva pela Rocco (2001)
>>> Conduta Sexual da Mulher - Terceiro Volume de Kinsey / Martin / Pomeroy / Gebhard pela Atheneu (1967)
>>> Conduta Sexual da Mulher - Segundo Volume de Kinsey / Martin / Pomeroy / Gebhard pela Atheneu (1967)
>>> Administração de Conflitos e Relacionamentos - Unicesumar de Marcelo Filippin e Outros pela : Unicesumar (2014)
>>> Lazarillo de Tormes de Anônimo pela Alfaguara (2005)
>>> O Fato Superveniente na Sentença Cível de Jaime Luiz Vicari pela Conceito (2012)
>>> The Compleat Alice Cooper: Incorporating the Three Acts of Alice Coope de Neil Gaiman pela : Marvel (1995)
>>> Use a Cabeça! C de Dawn Griffiths - David Griffiths pela Alta Books (2013)
>>> Ayurveda and the Mind de David Frawley pela Motilal Banarsidass Publishers (1998)
>>> El Lápiz del Carpintero de Manuel Rivas pela Alfaguara (2005)
>>> Vida, Morte e Dignidade Humana de Tânia da Silva Pereira pela Gz (2010)
>>> El Lápiz del Carpintero de Manuel Rivas pela Alfaguara (2005)
>>> Efectos del Tlcan Em México Despues de 15 Anos de Operación de José Luiz de La Cruz pela Maporrua (2011)
>>> Michel Foucault: Estratégia, Poder-saber (2a Ed.) de Manoel Barros da Motta pela Forense Universitária (2006)
>>> Constitucionalismo Em Debate: uma Homenagem aos 30 Anos de Pesquisa E de Luiz Henrique Urquhart Cademartori pela Lumenjuris (2014)
>>> A História de Santa Catarina Ilustrada - Vol. I - o Contestado de Nelson Rolim de Moura - Editor pela Secretaria de Estado de Comuni
>>> A História de Santa Catarina Ilustrada - Vol. I - o Contestado de Nelson Rolim de Moura - Editor pela Secretaria de Estado de Comuni
>>> O domador de Tempestades de Valter Assis pela Literare Books International (2019)
>>> A História de Santa Catarina Ilustrada - Vol. I - o Contestado de Nelson Rolim de Moura - Editor pela Secretaria de Estado de Comuni
>>> O filho eterno de Cristóvão Tezza pela Record (2007)
>>> Criminologia Forense - Tomo 1 de Benjamim Silva Rodrigues pela Empório do Direito (2015)
>>> El Talismán que Vino por el Aire de Joan Manuel Gisbert pela Alfaguara Infantil (2005)
>>> Civilizing Rituals: Inside Public Art Museums de Carol Duncan Perry pela Routledge (1995)
>>> O homem que não conseguia parar de David Adam pela Objetiva (2015)
>>> A Criminologia no Século XXI de Walter Barbosa Bittar (coordenador) pela Lumenjuris (2007)
>>> O segredo da Caixa de Michelle Hadad pela Literare Books International (2019)
>>> Leyendo a Euclides de Beppo Levi pela Ministério de Educação (2008)
>>> O livro de Julieta de Cristina Sanchez Andrade pela Companhia das Letras (2012)
>>> Roberto Piva de O Mesmo pela Lpm (1985)
>>> Litígio Judicial Internacional - Decita de Adriana D. de Klor pela Boiteux (2005)
>>> Historia Insulana das Ilhas a Portugal Sugeytas no Oceano Occidental de Antonio Cordeyro ( Padre) pela Região Autónoma dos Açores (1981)
>>> O Estado - 100 Capas de Unisul pela Unisul (2015)
>>> Harry Potter y El Misterio del Príncipe de J. K. Rowling pela Salamandra (2006)
>>> História Geral dos Jesuitas de T. Lino de Assumpção pela Moraes (1982)
>>> Democracia, Direito e Política, Estudos Internacionais Em Homenagem de Martonio Barreto Lima pela Conceito (2006)
>>> A Cura Di Cesare de Seta e Irma Arestizábal de Grete Stern pela Electa Napoli (2004)
>>> Por Que no Podemos Ser Cristianos.... de Piergiogio Odifreddi pela Rba (2010)
>>> Reabilitação Neuropsicológica e Intervenções Comportamentais de Eliane Correa Miotto pela Roca (2015)
COLUNAS

Sexta-feira, 5/8/2011
Você vem sempre aqui?
Ana Elisa Ribeiro

+ de 4200 Acessos
+ 3 Comentário(s)

Dado que hoje existem muitas, talvez dezenas de, maneiras de conhecer pessoas, eu me peguei dedicada a pensar nisso, mas, principalmente, em uma certa história de "longa duração" da maneira como conheci certas gentes nesta minha vida que já se aproxima aí das idades terminadas em "enta".

Como conheci você, leitor? Ainda não, não é mesmo? Mas muitos sei que sim, que conheci em congressos (como é o caso do Miguel, de São Paulo, ou do José, também de Sampa), portanto, presencialmente. Mas outros, não, outros conheci na rede, na web, conforme a moda de então ou o software que a suportasse.

No final da década de 1990, havia um jeito: os chats. Mas não eram estes chats fechadinhos, com pessoas pré-requisitadas. Eram chats abertos, num estilo que fazia lembrar um pouco os serviços de "disque amizade". Os chats do UOL talvez fossem os mais badalados. E mesmo cheios de gente e lotados de ações protocolares, não eram o que chamamos hoje de "redes sociais". Eram chats que promoviam papos entre pessoas (distantes geograficamente até) e, talvez, encontros presenciais. E foi assim que conheci o Pedro, dentista e músico, que travava papos engraçadíssimos comigo nos meus intervalos de aula, enquanto eu ainda fazia faculdade. Dessa amizade virtual nasceram outras, muitas, que se juntaram, mais tarde, em um blog (o Corvo) e resultaram em reuniões presenciais inesquecíveis no Rio, em São Paulo e em Belo Horizonte, pelo menos.

Na mesma época, conheci, não sei mais em que chat, o Beto, em quem ainda hoje descarrego doses cavalares de ansiedade e tristeza, nas horas ruins, e outras tantas doses de carinho, em momentos em que estou feliz. O Beto almoçou comigo muitas vezes, quando eu trabalhava na editora. E ainda hoje vigia meus voos no aeroporto de Confins.

A Marize, quase madrinha do meu ex-casamento, teve muita relação com a existência palpabilíssima do meu filho, realíssimo e incontido. Foi na gestão da amizade dela que conheci o JR, escritor fluminense que me fulminou com cantadas inescapáveis, à época. No entanto, não foi em chat que conheci o ex. Foi por e-mail.

Alguém imagina uma história dessas? Conhecer alguém por e-mail, namorar, engravidar, casar, separar (nessa ordem, mais ou menos)? JR é jornalista e à época participava de um coletivo desses meio locais que querem promover a literatura e, de quebra, dominar o mundo. Bom, dava certo. E eu era uma escritora meio iniciante, fêmea nesse mundo literário testosterônico, em 2002 ou 2003, autora de um blog razoavelmente conhecido (a Estante de Livros) e disposta a fazer turnês literárias pelo país.

Nos idos de 2002, havia encontros da Libre, Liga de editoras de pequeno porte que promovia (e ainda promove, graças a Deus) a Primavera do Livro. O charme era irresistível. O da Primavera, não exatamente o do JR. Mas o negócio foi que ele me entrevistou para uma revista eletrônica e essa entrevista gerou uma cascata de outros e-mails, que evoluíram para telefonemas e, numa Primavera, tornaram-se encontros presenciais. Isso deu em filho, casamento e tal e coisa. Essas mesmas possibilidades digitais ajudaram, e muito, a dar cabo desse casamento.

A web mexeu com as redes sociais que já estavam aí. A web aumentou as chances de os laços se formarem e se fortalecerem. Manter laços com amigos do colégio nunca foi tão fácil. E nunca foi tão difícil extinguir as pistas do que a gente está fazendo na vida. Isso sem falar no garimpo de encontrar pessoas do passado remoto dando sopa na internet hoje. Prós e contras, como em tudo.

Conheci Jaqueline na web, pelo Twitter, no ano passado ou antes um pouco. Pesquisadora, simpática, carioca sorridente, só fomos nos encontrar durante um congresso em Recife, em 2010. E quando nos vimos, foi só atualizar uma sensação de "eu te conheço". Em geral, o estranhamento vem por causa da foto. Jaque corresponde quase exatamente ao seu avatar, mas em muitos casos isso deve se transformar em uma completa reconfiguração. E os avatares são motivo de muito incômodo meu. Por que o avatar é quase sempre bonito, caprichado e mentiroso? Porque avatares são discurso, minha gente. São estampa, identidade e quimera.

O avatar é relativamente novo. Quando entrávamos em chats para conhecer pessoas não havia avatar, foto ou imagenzinha para nos promover. Se quiséssemos, era por e-mail que vinham as fotos dificultosamente escaneadas em casa (ou no trabalho). O avatar, hoje, é uma produção e meia.

Conheci a Ana quando tínhamos mais ou menos uns dois anos de idade. Eu de um lado do muro, ela, do outro. Fomos amigas e vida toda. Hoje ela mora em Portugal e eu, quase no mesmo bairro daquele muro chapiscado pelo qual nos comunicávamos. Mas como fico sabendo da Ana hoje? Pelo Twitter, por e-mail e pelo Facebook. Falo com ela com uma frequência que teria sido intransponível umas décadas atrás, principalmente porque avião era caro.

Conheço centenas de pessoas pelo Twitter. Todo dia alguém quer ser meu amigo. Talvez meu próximo namorado, meu próximo amigo ou amiga, meu próximo marido ou minha próxima desilusão esteja lá, atrás de alguma daquelas bolinhas verdes do Facebook ou de algum avatar malhado e seminu no quadradinho ao lado. Vai saber? O negócio é que as amizades não foram menos leais e os namorados não foram mais infiéis pescados na web do que presencialmente, naquele velho esquema "me apresenta seu amigo de camisa azul". Ah, sim, as chances de infidelidade talvez tenham aumentado muito. Nisso creio quase sem chance de contra-argumentação. Mas as chances de se desvendar sacanagens também cresceram. Todo mundo é um pouco hacker; e todo mundo é um pouco incompetente como criminoso. Agora, as chances de amizade, ah, essas acho que cresceram também, tanto das novas quanto da manutenção das antigas.

O que não dá mais (faz tempo) é para separar web e "realidade". Está tudo dominado, junto e misturado. Conheci o João porque comprei um livro dele, enviei uma carta pelos Correios, na qual eu dava meu e-mail, e ele me enviou um e-mail simpático. Júlio Daio Borges, editor desta perpétua casa, recebeu um jornal impresso pelos Correios no qual havia um perfil meu. Buscou, pesquisou e me achou na web, com blog e tudo. Daí partiu o convite para esta coluna que já dura 8 anos e me dá tanta alegria quanto meu filho (admito que a coluna me dá menos preocupação). Conheci melhor pessoas que estavam ao meu lado porque pude compartilhar ideias com elas por algum espaço virtual, como é o caso do Boave. E as pessoas que eu nunca encontrei, mas que participam da minha vida com mais intensidade do que meus vizinhos?

Conhecer pessoas continua difícil e melindroso. Gostar das pessoas continua improvável. Confiar nas pessoas se mantém uma tarefa hercúlea. A gente só não pode reclamar mais da falta de jeito.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 5/8/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O Olhar das Bruxas: Quatro Versões de 'Macbeth' de Duanne Ribeiro
02. Armando Freitas Filho, dossiê na Palavra de Jardel Dias Cavalcanti
03. HQs sombrias, anjos e demônios de Carla Ceres
04. Michael Jackson: a lenda viva de Jardel Dias Cavalcanti
05. Oiti de Elisa Andrade Buzzo


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2011
01. É possível conquistar alguém pela escrita? - 21/1/2011
02. Meus livros, meus tablets e eu - 15/4/2011
03. Você viveria sua vida de novo? - 18/2/2011
04. Bibliotecas públicas, escolares e particulares - 20/5/2011
05. Pressione desfazer para viver - 17/6/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
5/8/2011
01h04min
É um privilégio o contato permanente com essa artista: uma mulher de caráter, fibra e de uma ternura que ela nem sabe dimensionar, mas que é perceptível aos que ousam aceitá-la e, acima de tudo, admirá-la. E que venha a coletânea dos textos do Digestivo! Abraços.
[Leia outros Comentários de Érico San Juan]
7/8/2011
20h41min
Ana Elisa, quando posso e consigo... gosto de comentar seus posts. Neste não farei grandes 'discursos', quero somente parabeniza-la pelo o que escreve sempre e corretamente! Também eu descobri 'bons' amigos pela Internet, muitas vezes são mais sinceros se comparados com os que não são 'virtuais', mostram maior sensibilidade mesmo para 'não concordar' com o que postamos... talvez por estarem 'distantes'... 'cara a cara' pode ficar mais difícil. Mesmo que não seja um amigo seu em nenhuma rede social, a vejo sempre por aqui... e gosto do que leio... Abs. I. Boris Vinha
[Leia outros Comentários de I. Boris Vinha]
2/9/2011
22h44min
Oi, Ana, tem tempo que não "vejo voce", mas hoje, particularmente, sinto melancolia em suas palavras. Você tem razão. Viver, fazer novas amizades, e conservá-las, é extremamente difícil, mas... a gente consegue. Desde que comecei a ler tua coluna, não consigo abrir o digestivo, sem ler "voce". Às vezes passamos por caminhos que não entendemos: sofremos, amamos e aprendemos que tudo na vida tem seu tempo para acontecer. De uma coisa tenho certeza, as boas amizades ficam para sempre. Deus te ilumine.
[Leia outros Comentários de solange boy]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




ENTRE A VIRTUDE E O PECADO 9155
ALBERTINA DE OLIVEIRA COSTA / C. BRUSCHINI
RODA DOS VENTOS
(1992)
R$ 10,00



SUPER INTERESSANTE A CHAVE DOS SONHOS Nº 224
VÁRIOS AUTORES
ABRIL
(2006)
R$ 5,99



MEDICINA ALTERNATIVA DE A A Z
CARLOS NASCIMENTO SPETHMANN
NATUREZA
(2004)
R$ 40,00



A VIDA DE LUIZ VIANA FILHO
JOÃO JUSTINIANO DA FONSECA
SENADO FEDERAL
(2005)
R$ 22,28



HEADHUNTER - OS BASTIDORES DO MUNDO CORPORATIVO
FELIPE ASSUMPÇÃO
SAINT PAUL
(2009)
R$ 7,50



100 PIORES IDEIAS DA HISTÓRIA
MICHAEL N. SMITH / ERIC KASUM
VALENTINA
(2016)
R$ 31,66



TODAYS IMMIGRANTS, THEIR STORIES: A NEW LOOK AT THE NEWEST AMERI
THOMAS KESSNER, BETTY BOYD CAROLI
OXFORD UNIVERSITY PRESS
(1983)
R$ 49,28



PÚBLICOS DA CIÊNCIA EM PORTUGAL
ANTÓNIO FIRMINO DA COSTA E PATRÍCIA ÁVILA S
GRADIVA
(2002)
R$ 24,70



PINÓQUIO - CONTOS MÁGICOS - CAPA 3D
DISNEY
MELBOOKS
(2012)
R$ 26,00



ASAS BRANCAS
CARLOS QUEIROZ TELLES
MODERNA
(1993)
R$ 10,00





busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês