Bibliotecas públicas, escolares e particulares | Ana Elisa Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
30040 visitas/dia
1,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Zé Guilherme lança novo videoclipe com faixa do álbum ALUMIA
>>> Almundo traz até 40% de desconto em seu primeiro Outlet 2019
>>> Ex-Titã Paulo Miklos apresenta seu terceiro álbum no Sesc Belenzinho
>>> Companhia de Teatro Heliópolis coloca em cena as duas faces da justiça em nova montagem
>>> Cunha realiza 2ª edição do Verão na Montanha - Cunha Fest, festival de jazz e blues
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> As palmeiras da Politécnica
>>> Como eu escrevo
>>> Goeldi, o Brasil sombrio
>>> Do canto ao silêncio das sereias
>>> Vespeiro silencioso: "Mayombe", de Pepetela
>>> A barata na cozinha
>>> Uma Receita de Bolo de Mel
>>> O Voto de Meu Pai
>>> Inferno em digestão
>>> Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
>>> Ana Elisa Ribeiro lança Álbum
>>> Arte da Palavra em Pernambuco
>>> Conceição Evaristo em BH
>>> Regina Dalcastagné em BH
Últimos Posts
>>> Assim eu quero a vida
>>> Um sujeito chamado Benício
>>> A imaginação educada, de Northrop Frye
>>> Direções da véspera (Introdução)
>>> O tempo nos ensina - frase
>>> O Cinema onde os fracos não tem vez
>>> Senhor do Corpo e da alma - poema
>>> Fotogenia
>>> É Natal
>>> Canções de amor
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Da Poesia Na Música de Vivaldi
>>> mare
>>> O filme do Lula e os dois lados da arquibancada
>>> Do desprezo e da admiração
>>> WikiLeaks em documentário
>>> Carta aberta a quem leu Uma Carta Aberta ao Brasil
>>> Todos querem ser cool
>>> Açougueiro mesmo é o diretor
>>> O pior cego é o que vê tevê
>>> De Middangeard à Terra Média
Mais Recentes
>>> O queijo e os vermes de Carlo Ginzburg pela Companhia das Letras (Companhia de Bolso) (2006)
>>> Era dos Extremos: O breve século XX (1914-1991) de Eric Hobsbawn pela Companhia das Letras (2009)
>>> O Sol e a Sombra de Laura de Mello e Souza pela Companhia das Letras (2006)
>>> Perdidamente de Júlio Emílio Braz pela Ftd (2000)
>>> As Armadilhas do Consumo - Acabe com o endividamento de Márcia Tolotti pela Campus / Elsevier (2007)
>>> O noivado de Bilac- com a correspondência inédita do poeta à sua noiva D.Amélia de Oliveira (raridade) de Elmo Elton pela Organiozação Simões (1954)
>>> Gramática Reflexiva: texto, semântica e interação - 3ª ed. de William Cereja e Thereza Cochar pela Atual (2019)
>>> O Xangô de Baker Street de Jô Soares pela Companhia das Letras (1997)
>>> TCP/IP a bíblia de Rob Scrimger pela Campus (2002)
>>> Universidade h4ck3r de Henrique Ulbrich e James pela Digerati Books (2011)
>>> Hackers expostos de Joel Scambray pela Makron (2001)
>>> Manual completo do hacker de Gorkin Starlin pela Book Express (2001)
>>> Por que os gerentes falham de John J. Mc Carthy pela Makron (1994)
>>> Inteligência emocional de Daniel Goleman pela Objetiva (2001)
>>> Economia de Paul Wonnacott pela Makron (1994)
>>> Integração: qualidade e recursos humanos para os anos 2000 de Philip B. Crosby pela Makron (1993)
>>> Empresas sem chefes de Charles C. Manz pela Makron (1996)
>>> O complexo de perfeição de Colette Dowling pela Record (1993)
>>> Primeira filosofia - Tópicos de filosofia geral de Armando Mora de Oliveira pela Brasiliense (1992)
>>> Princípios de administraçao científica de Frederick W. Taylor pela Atlas (1995)
>>> Veronika decide morrer de Paulo Coelho pela Objetiva (1998)
>>> Hardware curso completo de Gabriel Torres pela Axcel Books (2001)
>>> Petrobrás - Administrador júnior - nível superior de José Almir Fontella Dornelles pela Vestcon (2011)
>>> Administração de marketing: análise, planejamento, implementação e controle de Philip Kotler pela Atlas (1996)
>>> Marketing verde de Jacquelyn A. Ottman pela Makron (1994)
>>> Síndrome da Passividade: o processo de reengenharia em recursos humanos de Dirceu Moreira pela Makron (1994)
>>> Inveja nas organizações de Patrícia Amélia Tomei pela Makron (1994)
>>> As novas regras de John P. Kotter pela Makron (1997)
>>> Administração industrial e geral de Henri Fayol pela Atlas (1989)
>>> Problemas? Oba! Arevoluçãopara vocêvencer no mundo dos negócios de Roberto Shinyashiki pela Gente (2011)
>>> Como conquistar um ótimo emprego: e dar um salto importante em sua carreira profissional de Thomas A.Case pela Makron (1997)
>>> Iniciando os conceitos da qualidade total de Equipe Grifo pela Pioneira (1994)
>>> Redação empresarial - escrevendocom sucesso na era da globalização de Miriam Gold pela Makron (1999)
>>> Empregabilidade: de executivo a consultor bem-sucedido de Thomas A. Case pela Makron (1997)
>>> Pesquisa Operacional de Ermes Medeiros da Silva pela Atlas (1998)
>>> Contabilidade Introdutória + Livro de exercícios de Equipe de Professores da FEA/USP pela Atlas (1993)
>>> Princípios de Administração Financeira + Manual de Software de Lawrence J. Gitman pela Harbra (1997)
>>> Primeira filosofia - Aspectos da história da filosofia de Armando Mora de Oliveira pela Brasiliense (1992)
>>> Reinvente-se: você pode fazer melhor ainda de Claudio V. Nasajon pela Campus (2001)
>>> História da Política Exterior do Brasil de Amado Luiz Cervo Clodoaldo pela UnB (2002)
>>> Iniciação ao direito do trabalho de Amauri Mascaro Nascimento pela LTr (1998)
>>> Constituição da República Federativa do Brasil de Juarez de Oliveira pela Saraiva (1995)
>>> Formação Econômica do Brasil de Celso Furtado pela Cia Ed Naciona (1979)
>>> Código de proteção e defesa do consumidor de Juarez de Oliveira pela Saraiva (1994)
>>> Biotecnologia em discussão de Wilhelm Hofmeister pela Fundação Konrad Adenauer (2000)
>>> O alquimista de Paulo Coelho pela Rocco (1988)
>>> O Brasil e Suas Riquezas de Waldemiro Potsch pela Não Infirmado
>>> Amor de perdição de Camilo Castelo Branco pela Klick (2000)
>>> A revolução dos campeões de Roberto Shinyashiki pela Gente (1995)
>>> Viva com esperança de Mark Finley / Peter Landness pela Afiliada (2015)
COLUNAS

Sexta-feira, 20/5/2011
Bibliotecas públicas, escolares e particulares
Ana Elisa Ribeiro

+ de 4800 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Um repositório de livros que também serve para emprestá-los e para cobrar multas dos atrasadinhos. É desse jeito que se costuma conceituar uma biblioteca. E nem sempre é assim que elas são. Às vezes são bem piores, especialmente quando só têm livros velhos e desatualizados, quando as bibliotecárias vivem de mau humor ou quando a gente só espirra ao adentrar o espaço (nem sempre iluminado).

Certa vez, escrevi um texto para o Estado de Minas, nosso jornal mais antigo aqui nas alterosas, em que tratava das "bibliotecas dinâmicas". Eram aquelas em que o livro era um elemento importante, claro, mas também outros itens importavam muito, como cursos, lançamentos, eventos, palestras, etc. Algo que talvez os centros culturais estejam mais acostumados a fazer.

Não vou entrar no mérito das nomenclaturas ou dos centros culturais. Para isso, é legal dar uma lida nos livros do Luis Milanesi (principalmente A casa da invenção). O negócio é que bibliotecas têm má fama. E a gente quase não as frequenta. Isso quando elas existem ao nosso redor.

O porão da escola

As bibliotecas mais próximas de mim, na infância e na adolescência, eram as escolares. Talvez seja o que acontece com a maioria das pessoas, embora nem sempre elas notem. Nem toda escola tem biblioteca e, lastimavelmente, isso não é obrigatório no Brasil. Dei a sorte, portanto, de estudar em escolas públicas que tinham bibliotecas.

Na escola em que estudei mais tempo, a biblioteca tinha um acervo que eu achava, à época, razoável. Hoje, provavelmente, eu acharia pobre. Só me lembro de ser um ambiente escuro, uma espécie de porão do prédio (e essas localizações dizem muito...), atendido por bibliotecários que, em sua maioria, eram professores afastados da sala de aula. Uma espécie de castigo para eles? Não sei. Sei que eu gastava boa parte dos meus recreios enfiada naquele porão à procura de livros com títulos instigantes.

Nessa busca, encontrei vários autores, conheci muitos e li bastante. Era chato enfrentar a bibliotecária emburrada, era chato procurar livros no meio da poeira e era chato ter prazo curto para lê-los, mas eu curtia muito ter conhecido, por exemplo, Ana Cristina César ou Ignácio de Loyola Brandão. Não posso deixar de citar o grande impacto que foi ler A dança dos cabelos, do mineiríssimo Carlos Herculano Lopes.

Eu frequentava as bibliotecas das escolas em que estudei. Era uma leitora, uma usuária, uma assídua caçadora de livros. Sabia os procedimentos e tentava não pagar multas. Enfrentava o tom lúgubre do espaço porque, como nos videogames, precisava mudar de fase nesse jogo que é se tornar leitor.

Nenhum curso me tornou leitora, nenhuma aula específica, nenhuma palestra motivacional, nenhum programa de governo, nenhuma tarefa escolar. Eu me tornei leitora porque as palavras me conquistaram. Quando eu me dispus a aprender a ler literatura, a curtir a arte da palavra, eu corri todos os riscos, inclusive o de não gostar, mas eu me engajei e eu me vi apaixonada.

Vá lá fazer sua ficha

Além da biblioteca da escola (e ainda nem existiam esses programas de governo que as abastacem), havia uma biblioteca pública estadual no bairro ao lado. Era também um espaço pequeno e feio, perto da igreja local, com poucas prateleiras e umas moças conversadeiras. Minha mãe me perseguiu durante meses para que eu "fizesse a ficha" naquela biblioteca. Dizia que era importante conhecer aquele pequeno acervo, que poderia haver ali livros que eu ainda não conhecia e que seria um lugar interessante para fazer pesquisa escolar. De fato, o parco público que eu encontrava ali, depois que fiz a tal ficha (um cartão verde com minha foto 3x4), era de estudantes em busca de enciclopédias de onde copiar conceitos e vidas de cientistas. (E depois se alarmam com o atual copia e cola digital...)

Minha conclusão, tirada rapidamente, foi que a biblioteca da escola era melhor do que a pequena ramificação da biblioteca estadual no bairro ao lado. Para piorar, era preciso subir muitos morros (destes de BH) a pé para alcançar um livro, enquanto a da escola me parecia bem mais ao meu alcance (apenas uns degraus para baixo).

Biblioteca e preço de livro

Elizabeth D'Angelo Serra, secretária geral da Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ), afirmou, em sua participação no VI Seminário Beagalê, em Belo Horizonte (abril), que se existissem bibliotecas públicas (muito muito mais do que existem) no Brasil e se o governo realmente tivesse uma política de abastecê-las, o impacto para o preço do livro seria muito positivo. O raciocínio é matemático, pois bem: nossas tiragens médias são o que Serra chamou, muito apropriadamente, de "ridículas". São, quando muito, três mil exemplares de uma obra. Esse número de exemplares torna o preço unitário do livro alto. Caso tivéssemos para onde escoar essa produção, garantidamente, as tiragens cresceriam muito (dezenas ou centenas de mil exemplares) e os preços unitários cairiam sensivelmente.

Emendei, logo em seguida, dizendo que não sei, não... Não se trata apenas de reduzir preços. Na outra ponta, temos um problema crônico: é preciso criar uma cultura, dar valor ao livro. Mesmo quando uma obra bacana custa R$ 9,90, pouca gente a compra, não é? Sejamos sinceros. É dar valor, não é só dar preço, camaradas. Enquanto não tivermos bibliotecas, não tivemos para onde escoar a produção, não tivermos preço mais baixo e leitores que valorizem o livro e a leitura... nada feito. E assim caminha a humanidade neste país: com pouco livro, pouca leitura e muita preguiça. Arre! E não adianta mudar o livro de suporte. Valham as considerações aqui também para obras apresentadas em dispositivos digitais.

E havia ainda um outro tópico: as bibliotecas particulares. A esta altura, acho melhor nem comentar...

P.S. ― Não posso deixar de dizer que a biblioteca nova do campus I do Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais é linda, arejada e iluminada. Resta fazer melhor exame do acervo.


Ana Elisa Ribeiro
Belo Horizonte, 20/5/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Discos de Jazz essenciais de Jardel Dias Cavalcanti
02. As cores de Pamuk de Wellington Machado
03. Um mundo além do óbvio de Elisa Andrade Buzzo
04. O grande jogo de Billy Phelan de Rafael Rodrigues
05. Teatro anárquico-dionisíaco de Zé Celso M. Corrêa de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Ana Elisa Ribeiro
Mais Acessadas de Ana Elisa Ribeiro em 2011
01. É possível conquistar alguém pela escrita? - 21/1/2011
02. Meus livros, meus tablets e eu - 15/4/2011
03. Você viveria sua vida de novo? - 18/2/2011
04. Pressione desfazer para viver - 17/6/2011
05. Bibliotecas públicas, escolares e particulares - 20/5/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
7/6/2011
14h19min
A maioria das pessoas que alegam o preço do livro para não lerem estão mentindo, pois são capazes de gastarem muito mais no cinema e em suas famigeradas pipocas, em chopes e batatas fritas, roupas descartáveis, etc. Apenas não se interessam e/ou não valorizam a leitura, não entendem como alguém possa perder tempo com algo sem imagens nem som.
[Leia outros Comentários de José Frid]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




FÉ E RAZÃO NA RENASCENÇA
TALYTA CARVALHO
É REALIZAÇÕES
(2012)
R$ 30,00



MINAS DO OURO
FREI BETTO
RAACO
(2018)
R$ 20,00



O AGENTE DO VATICANO
JOSÉ EL-JAICK
ROCCO
(2007)
R$ 18,00



O AMOR DE MÍTIA & O PROCESSO DO TENENTE HELÁGUIN
IVAN BUNIN
OPERA MUNDI
(1971)
R$ 20,00



O EVANGELHO SEGUNDO JESUS CRISTO
JOSÉ SARAMAGO
COMPANHIA DE BOLSO
(2005)
R$ 6,00



A MÚSICA NO RIO DE JANEIRO NO TEMPO DE D. JOÃO VI
VASCO MARIZ
CASA DA PALAVRA
(2008)
R$ 25,00



LIBERTE-SE DA DEPRESSÃO E DO MEDO
ZAYDAN ALKIMIN
PALLAS
(1994)
R$ 10,00



ACEITAÇÃO
JEFF VANDERMEER
INTRÍNSECA
(2016)
R$ 38,00



AS REPORTAGENS DA PENÉLOPE - ANNA MUYLAERT (LITERATURA INFANTIL)
ANNA MUYLAERT
COMPANHIA DAS LETRINHAS
(1997)
R$ 8,00



SEGREDOS PROFISSIONAIS - SEGREDOS DE APRESENTAÇÕES
MARTIN MANSER
FUNDAMENTO
(2010)
R$ 41,00





busca | avançada
30040 visitas/dia
1,0 milhão/mês