A guerra do silêncio e da antidemocracia | Rennata Airoldi | Digestivo Cultural

busca | avançada
92061 visitas/dia
2,2 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Sesc 24 de Maio apresenta programação de mágica para toda família
>>> Videoaulas On Demand abordam as relações do Homem com a natureza e a imagem
>>> Irene Ravache & Alma Despejada na programação online do Instituto Usiminas
>>> Zé Guilherme canta Orlando Silva em show no YouTube no dia 26 de setembro
>>> Setembro Amarelo é tema de EntreMeios especial com Zé Guilherme e Leliane Moreira
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pintura do caos, de Kate Manhães
>>> Nem morta!
>>> O pai tá on: um ano de paternidade
>>> Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I
>>> Contentamento descontente: Niketche e poligamia
>>> Cinemateca, Cinemateca Brasileira nossa
>>> A desgraça de ser escritor
>>> Um nu “escandaloso” de Eduardo Sívori
>>> Um grande romance para leitores de... poesia
>>> Filmes de guerra, de outro jeito
Colunistas
Últimos Posts
>>> Sebo de Livros do Seu Odilon
>>> Sucharita Kodali no Fórum 2020
>>> Leitura e livros em pauta
>>> Soul Bossa Nova
>>> Andreessen Horowitz e o futuro dos Marketplaces
>>> Clair de lune, de Debussy, por Lang Lang
>>> Reid Hoffman sobre Marketplaces
>>> Frederico Trajano sobre a retomada
>>> Stock Pickers ao vivo na Expert 2020
>>> Rodrigo Gurgel entrevista Yuri Vieira
Últimos Posts
>>> Três tempos
>>> Matéria subtil
>>> Poder & Tensão
>>> Deu branco
>>> Entre o corpo e a alma
>>> Amuleto
>>> Caracóis me mordam
>>> Nome borrado
>>> De Corpo e alma
>>> Lamentável lamento
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Blog do Reinaldo Azevedo
>>> Alerta aos que vão chegar
>>> Cultura e Patrocínio
>>> Deus, um delírio, de Richard Dawkins
>>> O delfim, de José Cardoso Pires
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Thor
>>> Das Kunstwerk der Zukunft
>>> É Julio mesmo, sem acento
>>> O paraíso de Henry Miller
Mais Recentes
>>> Ser Elegante É… - 3D de Candace Simpson-Giles pela Sextante (2014)
>>> Seu Sexto Sentido. Ativando Seu - 3D de Belleruth Naparstek pela Rocco (1999)
>>> História geral das Civilizações Volume 1 - O oriente e a Grécia Antiga de Maurice Crouzet pela Bertrand Brasil (1993)
>>> O Diário de Anne Frank de Ane Frank pela Pé da Letra (2019)
>>> A sombra do poder: Martinho de Melo e Castro e a administração da Capitania De Minas Gerais (1770-1795) de Virgínia Maria Trindade Valadares pela Hucitec
>>> A Revolta da Vacina de Sevcenko, Nicolau pela UNESP
>>> A quebra da mola real das sociedades: A crise política do antigo regime Português na província do Grão-Pará (1821-1825) de André Roberto Arruda Machado pela Hucitec
>>> A paz das senzalas: Famílias Escravas e Tráfico Atlântico C.1790- C.1850 de Florentino, Manolo pela UNESP
>>> A outra Independência: O Federalismo Pernambucano de 1817 a 1824 de Mello, Evaldo Cabral de pela 34
>>> A História do Brazil de Frei Vicente do Salvador. História e Política no Império Português do Século XVII de Maria Lêda Oliveira pela Versal
>>> A experiência do tempo: Conceitos e narrativas na formação nacional brasileira (1831-1845) de Araújo, Valdei Lopes de pela Hucitec
>>> A Educação Pela Noite de Antônio Candido pela Ouro sobre Azul
>>> A Diplomacia na Construção do Brasil. 1750-2016 de Rubens Ricupero pela Versal
>>> A Corte na Aldeia de Vários Autores pela Verbo
>>> A Companhia de Jesus na América por Seus Colégios e Fazendas de Márcia Amantino and Carlos Engemann pela Garamond Universitaria
>>> A carne e o sangue: A Imperatriz D. Leopoldina, D. Pedro I e Domitila, a Marquesa de Santos de Priore, Mary de pela Rocco
>>> 1889: Como um imperador cansado, um marechal vaidoso e um professor injustiçado contribuíram para o fim da Monarquia e a de Laurentino Gomes pela Globo Livros
>>> 1822: Como um homem sábio, uma princesa triste e um escocês louco por dinheiro ajudaram dom Pedro a criar o Brasil - um de Laurentino Gomes pela Globo Livros
>>> 1808: Como uma rainha louca, um príncipe medroso e uma corte corrupta enganaram Napoleão e mudaram a História de Portugal de Laurentino Gomes pela Globo Livros
>>> 130 Anos: Em Busca Da República de Lessa, Renato; Wehling, Arno; Franco, Gustavo; Tavares Guerreiro, José Alexa pela Editora Intrínseca
>>> Arte de Gramática da Língua Mais Usada na Costa do Brasil de José de Anchieta pela EdUFBA (2014)
>>> Inglorious Revolution de William R. Summerhill pela Yale University Press (2015)
>>> O governo das conquistas do Norte de Fabiano Vilaça dos Santos pela Annablume (2011)
>>> O sol e a sombra de Laura de Mello e Souza pela Companhia das Letras (2006)
>>> Amazon Frontier - the defeat of the Brazilian Indians de John Hemming pela Papermac (1995)
>>> International Law de Malcolm Evans (edited by) pela Oxford University Press (2014)
>>> Complete International Law: Text, Cases, and Materials de Ademola Abass pela Oxford University Press (2014)
>>> Salvador de Sá and the struggle for Brazil and Angola, 1602 - 1686 de C. R. Boxer pela University of London (1952)
>>> Instituições Políticas Brasileiras de Oliveira Vianna pela Senado Federal (2019)
>>> O populismo e sua história - debate e crítica de Jorge Ferreira (Org.) pela Civilização Brasileira (2001)
>>> Marxismo e Judaísmo - história de uma relação difícil de Arlene Clemesha pela Boitempo (1998)
>>> Trópico dos pecados de Ronaldo Vainfas pela Civilização Brasileira (2014)
>>> Brasil: formação do Estado e da Nação de István Jancsó (Org.) pela Hucitec (2011)
>>> História da Vida Privada em Portugal - 4º Volume (Os nossos dias) de José Mattoso pela Temas e Debates (2011)
>>> História de Angola - da Pré-História ao Início do Século XXI de Alberto Oliveira Pinto pela Mercado de Letras (2016)
>>> Visconde do Uruguai de José Murilo de Carvalho (Org.) pela 34 (2002)
>>> A ilusão americana de Eduardo Prado pela Alfa Omega (2001)
>>> Postmodernism or, the cultural logic of late capitalism de Fredric Jameson pela Duke University Press (1992)
>>> The Established and the Outsiders de Norbert Elias and John L. Scotson pela Sage Publications (2017)
>>> The Satanic Verses de Salman Rushdie pela Randon House (2019)
>>> Los detectives salvajes de Roberto Bolaño pela Vintage Español (2010)
>>> Voices from Chernobyl de Svetlana Alexievich pela Dalkey Archive Press (2005)
>>> O Norte Agrário e o Império, 1871 - 1889 de Evaldo Cabral de Mello pela Topbooks (2008)
>>> Worlds of Labour - further studies in the history of labour de Eric J. Hobsbawm pela Weidenfeld and Nicolson (1984)
>>> Formação da Literatura Brasileira - Momentos Decisivos de Antonio Candido pela Ouro sobre Azul (2014)
>>> História do Brasil: uma interpretação de Carlos Guilherme Mota e Adriana Lopez pela 34 (2015)
>>> História Concisa da Literatura Brasileira de Alfredo Bosi pela Cultrix (2015)
>>> A literatura portuguesa de Massaud Moisés pela Cultrix (2010)
>>> História da Literatura Brasileira Vol. I - Das origens ao Romantismo de Massaud Moisés pela Cultrix (2012)
>>> História da Literatura Brasileira Vol. II - Do Realismo à Belle Époque de Massaud Moisés pela Cultrix (2016)
COLUNAS >>> Especial Guerra no Iraque

Quarta-feira, 2/4/2003
A guerra do silêncio e da antidemocracia
Rennata Airoldi

+ de 3700 Acessos
+ 1 Comentário(s)

Povos que não se entendem, ditadores que não se respeitam e não respeitam seu povo. Fé e religião sendo usadas como justificativas e escudo ao longo de nossa História. O nome de "Deus" sendo usado de maneira leviana. Por ele, para ele, através dele, tudo é perdoado. Morrer e matar como numa brincadeira de criança. Mas hoje, as armas são reais e as vidas não valem mais que um segundo. Muitas batalhas a serem vencidas quando imagina-se um mundo em paz. A fome, o crime organizado, o narcotráfico, o subdesenvolvimento, a miséria humana. Infelizmente, como diz aquela frase, "miséria pouca é bobagem"! Quando a aparente paz se estabelece, sempre surge um ser arrogante e ganancioso querendo instaurar a guerra.

Iraque 2003... Todos nós sabíamos que isso iria acontecer, mais cedo ou mais tarde. Só dependia da vontade de Bush, o rei do mundo... Já em fevereiro, em plena cidade de Nova Iorque, as pessoas se organizavam pedindo "NO WAR" pelas ruas de Manhattan. Eu estava lá. Eu vi. Eu vi o terrorismo interno, a guerra subliminar que o próprio presidente provocava diariamente. Todas as manhãs declarações nos meios de comunicação para que a população armazenasse água, comida, comprasse máscaras para possíveis atentados... Difícil é acreditar onde reside a verdade e onde existe a necessidade de persuadir, de "comprar apoio", convencer.

O mundo está perplexo. Ninguém acredita no que está acontecendo, diariamente diante de nossos olhos, ao vivo e a cores, direto do Iraque, vinte e quatro horas por dia. Um homem brinca de ser o dono do mundo e decide o que ele acredita ser o melhor. Terrorismo à parte, muito mais grave é um ser que não vai responder pela morte de, sabe-se lá, quantos humanos. A paz é o que se esperaria de uma espécie dita racional e avançada, em pleno século XXI.

A guerra me choca. Me chocam as conseqüências dela. O retrocesso em todos os sentidos. Artistas que têm que se calar, meios de comunicação que têm que mascarar notícias e imagens, aquilo tudo que jamais veremos ou saberemos a respeito de um episódio lamentável. Assistindo a diferentes canais de notícias, vi coisas surpreendentes como uma passeata em Nova Iorque onde havia uma faixa com as seguintes palavras: "Bush, carniceiro de Bagdá". Outro canal noticiava a situação das mulheres grávidas no Iraque, tendo que fazer cesariana com apenas seis meses de gestação para não morrerem durante o conflito carregando um feto na barriga, na impossibilidade de ir a um hospital.

Dizem que o império Americano está em queda... Assim foi com todos os impérios durante a História da humanidade. Egípcios, Gregos, Romanos, todos foram sendo substituídos sem vontade própria, mas para manter vivo o ciclo da vida. Como numa cadeia alimentar, um ser se alimenta do outro até que tudo volte ao princípio, à terra. Ironia, porém, é o que está acontecendo nos Estados Unidos, país que se gaba por trazer como lemas a Liberdade e a Democracia, é a mais nova morada da censura! Atores, cantores, diretores que se declararam antiguerra, ou seja, simplesmente pregando a paz, foram declarados "Amantes de Saddam"! Seus shows, filmes e séries deveriam ser boicotados... é lamentável calar a boca de um artista de maneira tão desleal. Quem assistiu a festa de entrega do Oscar, pode ver a indignação muda de uns, expressa num único gesto; pedidos cautelosos de outros, a favor da Paz, e um discurso brilhante de Michael Moore, diretor de "Bowling for Columbine" ("Tiros em Columbine"), vencedor do Oscar de melhor documentário (longa- metragem), sem pudores ou receio, contra o presidente e toda a situação. Por fim, outro momento emocionante foi o discurso do vencedor do Oscar de melhor ator, Adrien Brody, que, por ironia do destino, viveu na ficção a "tristeza e a desumanização de um guerra". Emocionado, pediu a todos para rezarem, seja para Deus ou Alá, pedindo uma solução pacífica e segura. Chorou. Muitos ali presentes com certeza desejariam fazer o mesmo que esses dois corajosos homens, mas jamais teriam coragem... As atitudes sinceras e verdadeiras são para poucos.

Afinal, quem somos nós? Bibelôs e fantoches? Artistas são seres humanos, têm ideais e pensamentos próprios! Eu não vivi a censura dos anos de ditadura no Brasil, mas estive em cena com artistas que viveram. E só quem passou por isso sabe o que realmente significa "liberdade de expressão". Falar aquilo que se tem vontade, ou melhor, aquilo que se faz necessário, ou ainda: alertar a população. Lucidez! Parece piegas, mas, no fundo, só perdendo algo para descobrir seu verdadeiro valor. E nós, suprimidos do dom de comunicar, nos tornamos tão pequenos, tão impotentes... O mundo clama pela paz, mas o "Grande Ditador" decide que quer a guerra.

Não me condenem. Não sou a favor do terrorismo, nem de armas de destruição em massa, nem de poderes exacerbados nas mãos de uma única pessoa. Porém, todos sabemos que as guerras trazem sempre mais desgraças do que benefícios. Deprimente e lamentável é ver, ao vivo, uma cidade sendo bombardeada. A maior loucura é que, ao mesmo tempo em que essa realidade choca, ela está distante... Como se fosse um vídeo game de última geração, ou um filme qualquer. Muitas pessoas perceberam a realidade. Isto está acontecendo! E todos nós, de uma maneira ou de outra, seremos prejudicados.

A guerra está lá, longe, em outro continente. Mas, para que atentados aconteçam em outras partes de planeta, é questão de vontade e segundos. Ninguém precisa de mais do que algumas horas para estar do outro lado do mundo. A humanidade não pode deixar que esses erros se repitam. Tenho medo. Tenho vontade de chorar ao assistir aos bombardeios. E acredito que, como diz o ditado, "embaixo desse angu tem caroço". Espero que esta guerra termine o mais rápido possível. Espero que as preces e os pedidos de paz sejam ouvidos. Espero que tudo isso cause o menor dano possível ao homem inocente que não tem culpa de nascer aqui, ou ali, e ao nosso planeta que sofrerá com queimas e perdas irreparáveis. Espero. E aqui, aproveito para dizer: SEMPRE É TEMPO DE PREGAR A PAZ!


Rennata Airoldi
São Paulo, 2/4/2003


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Adolescente lê, sim, senhor! de Ana Elisa Ribeiro
02. Manet no Rio de Janeiro de Jardel Dias Cavalcanti
03. A Vagabunda Letrada e os Sentimentos Nobres de Jardel Dias Cavalcanti


Mais Rennata Airoldi
Mais Acessadas de Rennata Airoldi em 2003
01. Temporada de Gripe - 17/11/2003
02. O Belo Indiferente - 24/9/2003
03. As Nuvens e/ou um deus chamado dinheiro - 4/6/2003
04. Zastrozzi - 2/7/2003
05. José Tonezzi: Arte e Pesquisa Sem Fronteiras - 12/2/2003


Mais Especial Guerra no Iraque
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
9/4/2003
20h57min
Algunos pequenos detalhes, so para reflexionar: 1) Ha mas de cem anos nao ha uma guerra entre dois democracias no mundo todo. Alguem se perguntou por que? 2) Ja se imaginou vivendo numa ditadura como a de Sadam? Eu fugi da Cuba de Castro, e tenho alguma ideia. As bombas americanas vao matar muito menos civies que os que Sadam matava em 6 meses. E ele leva-va quase tres decadas. 3) Entao Michael Moore e um heroe? Por que foi vaiado? Da licenca!!! Por que voces criticam os USA porque ele foi vaiado e ficam calados com o que esta acontecendo em Cuba agora mesmo (80 pessoas condenadas a ate 27 anos por ser jornalistas, bibliotecarios, disidentes, etc). Nao tenho muita esperanca com voces, pero ai va, de qualquer jeito. Eduardo Ramos
[Leia outros Comentários de Eduardo Ramos]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O LEGISLATIVO NA CONSTRUÇÃO DA REPÚBLICA
ZILDA M. GRICOLI IOKOI
CONTEXTO
(1990)
R$ 16,82



FÍSICA PROJETO VOAZ - BOX COMPLETO
ANTONIO MÁXIMO E BEATRIZ ALVARENGA
SCIPIONE
(2012)
R$ 49,90



AVENTURA DA IMAGEM
LIA ZATZ E DIANA ZATZ MUSSI
MODERNA
(2013)
R$ 8,00



NA ESPERANÇA DE UMA NOVA VIDA
IRENE PACHECO MACHADO / LUIZ SÉRGIO
RECANTO
(1995)
R$ 12,00



DÊ SENTIDO AO SEU TRABALHO
PAULO DAHER
PAULINAS
(1980)
R$ 5,00



CONTRIBUIÇÃO NORTE AMERICANA À VIDA NATALENSE
PROTÁSIO PINHEIRO DE MELO
SEBO VERMELHO
(2015)
R$ 75,00



CAMINHOS DA RECONSTRUÇÃO
ANTONIO DIAS LEITE
PIONEIRA
(1984)
R$ 5,00



VADEMECUM DEL TEST DE RORSCHACH
EWALD BOHM (CAPA DURA)
MORATA (MADRID)
(1972)
R$ 14,28



SEJA O AMOR DA SUA VIDA
GUILHERME PINTTO
PLANETA
(2018)
R$ 25,90



O DIÁRIO SECRETO
GUSTA STOCKLER
VERUS
(2016)
R$ 12,00





busca | avançada
92061 visitas/dia
2,2 milhões/mês