A realidade, na verdade, é mentira | Ivan Bilheiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
46744 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
>>> Do inferno ao céu
Colunistas
Últimos Posts
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
>>> Jeff Bezos em 2003
>>> Jack Ma e Elon Musk
>>> Marco Lisboa na Globonews
>>> Jorge Caldeira no Supertônica
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Redes e protestos: paradoxos e incertezas
>>> 2005: Diário de bordo
>>> Alfa Romeo e os bloggers
>>> Defesa dos Rótulos
>>> O Jovem Bruxo
>>> Sua Excelência, o Ballet de Londrina
>>> O diabo veste Prada
>>> Hilda Hilst delirante, de Ana Lucia Vasconcelos
>>> Daniel Piza by Otavio Mesquita
>>> The Making of A Kind of Blue
Mais Recentes
>>> A Doutrina Anarquista ao Alcance de Todos de José de Oiticica pela A Batalha (1976)
>>> Helena de Machado de Assis pela Ática (1994)
>>> A 3° Visão de T. Lobsang Rampa pela Record (1981)
>>> A História Da Indústria Têxtil Paulista de Francisco Teixeira pela Artemeios (2007)
>>> Ciência tecnologia e gênero abordagens Iberoamericanas de Marília Gomes de Carvalho (org.) pela utfPR (2011)
>>> A Jornada de Erin. E. Moulton pela Nova Conceito (2011)
>>> A Melodia Feroz de Victoria Schwab pela Seguinte (2016)
>>> Despertar ao Amanhecer de C.C. Hunter pela Jangada (2012)
>>> Sussurro - Coleção Hush Hush de Becca Fitzpatrick pela Intrínseca (2009)
>>> Holocausto Nunca mais de Augusto Cury pela Planeta
>>> Lusíada (Nº 1): Revista Ilustrada de Cultura.- Arte.- Literatura.- História.- Crítica de Martins Costa/ Portinari/ Texeira Pascoaes (obras de) pela Simão Guimarães & Filhos./ Porto (1952)
>>> Fábulas que Ajudam a Crescer de Vanderlei Danielski pela Ave Maria (1998)
>>> Ninguém é igual a ninguém de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (1994)
>>> Você Pode Escolher de Regina Rennó pela Do Brasil (1999)
>>> Apelido não tem cola de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (2019)
>>> Coração que bate, sente de Regina Otero e Regina Rennó pela Do Brasil (1994)
>>> A galinha que criava um ratinho de Ana Maria Machado pela Ática (1995)
>>> Pinote, o fracote e Janjão, o fortão de Fernanda Lopes de Almeida pela Ática (2000)
>>> A lenda da noite de Guido Heleno pela José Olympio (1997)
>>> A História de uma Folha de Leo Buscaglia pela Record (1999)
>>> Chapeuzinho Amarelo de Chico Buarque pela José Olympio (1999)
>>> O último judeu: uma história de terror na Inquisição de Noah Gordon pela Racco (2000)
>>> Confissões de um Torcedor: Quatro copas e uma Paixão de Nelson Motta pela Objetiva (1998)
>>> Controle de Infecções e a Prática Odontológica em Tempos de Aids de Vários pela Brasília (2000)
>>> A Roda do Mundo de Edimilson de Almeida Pereira e Ricardo Aleixo pela Mazza/ Belo Horizonte (1996)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> Roda Mundo de Fanny Abramovich/ Ilustrações: Paulo Bernardo Vaz pela Formato/ Belo Horizonte (1993)
>>> A Propagação do Amor: Sobre o Plantio e a Colheita do Bem de Betty J. Eadie pela Nova Era/ Record (2003)
>>> Auto- Estima: Amar a Si Mesmo para Conviver Melhor Com os Outros de Christophe André - Françoise Lelord pela Nova Era/ Record (2003)
>>> Os Lusíadas: Reprodução Paralela das duas Edições de 1572 / Ed. Ltd. de Luis de Camões pela Impr. Nac. Casa da Moeda/ Lis (1982)
>>> Administração de Marketing: Desvendando os segredos de: Vendas. Promoç de Stephen Morse pela McGraw Hill (1988)
>>> Obras Completas de Álvares de Azevedo - 02 Tomos ) de Álvares de Azevedo/ Org. Notas: Homero Pires pela Companhia Ed. Nacional (1942)
>>> Obras Completas (Poesia, Prosa e Gramática) de Laurindo José da Silva Rabelo/ Org: O. de M. Braga pela Companhia Ed. Nacional (1946)
>>> Sempre Em Desvantagem de Walter Mosley pela Record (2001)
>>> Sempre Em Desvantagem de Walter Mosley pela Record (2001)
>>> Os Anos 80: Contagem Regressiva para o Juízo Final de Hall Lindsey pela Record/ RJ.
>>> Na Linha de Frente de Lawrence Block pela Companhia das Letras/ SP. (2010)
>>> Na Linha de Frente de Lawrence Block pela Companhia das Letras/ SP. (2010)
>>> O Fator Psicológico na Evolução Sintática (Encadernado) de Cândido Jucá (filho)/ Autografado pela Organização Simões/ Rio (1958)
>>> Príncipe das Trevas, Ou Monsieur - o Quinteto de Avignon- I de Lawrence Durrell pela Estação da Liberdade (1989)
>>> Pare de Engordar- Obesidade: um Problema Psicológico de Dr. Nelson Senise pela Record/ RJ.
>>> Os Hospedeiros de Belém de Maria Pires pela Imprensa Oficial/ B. Horizonte (1984)
>>> Os Hospedeiros de Belém de Maria Pires (autografado) pela Imprensa Oficial/ B. Horizonte (1984)
>>> Catálogo dos Editores Brasileiros de Affonso Romano de Sant Anna: Presidente pela Biblioteca Nacional/INL (1994)
>>> Fontes do Latim Vulgar : o Appendix Probi de Serafim da Silva Neto/ Autografado pela Livr. Academica/ RJ. (1956)
>>> Camões e Fernão Lopes de Thiers Martins Moreira/ Autografado pela Rio de Janeiro (1944)
>>> Ver- o- Peso: Estudos Antropológicos no Mercado de belém (Vol. II de Wilma Marques Leitão (organização) pela Paka- Tatu Ed. (2016)
>>> O Pensamento Vivo de Montaigne de André Gide/ Tradução: Sérgio Milliet pela Livr. Martins Ed. (1953)
>>> Na Beleza dos Lírios de John Updike pela Companhia das Letras (1997)
COLUNAS

Quarta-feira, 17/8/2011
A realidade, na verdade, é mentira
Ivan Bilheiro

+ de 2900 Acessos
+ 2 Comentário(s)

Sobre as múltiplas e traiçoeiras faces da realidade. Assim é apresentado o livro Infâmia (Objetiva/Alfaguara, 2011, 277 págs.), de Ana Maria Machado, em uma de suas orelhas. Ou seria mais sobre a construção de múltiplas versões da realidade que, assim, sepultam a verdade? Quando se diz por aí que "os fatos são indiscutíveis, é necessário interpretá-los", estranhe. No final das contas, interpretações se fantasiam de fatos, os verdadeiros fatos são sepultados pelas versões e, assim, a realidade se perde. O que se vê, na verdade, é que as várias interpretações tornam-se onipresentes, e o necessário (e complicado) é interpretá-las...

A obra de Ana Maria Machado é muito mais sobre a infâmia ― com artigo definido ― do que, propriamente, a respeito de alguma infâmia. No caso, duas histórias, correndo em paralelo, que cumprem o papel de fazer um alerta, muito forte e atual, sobre os mecanismos através dos quais vidas são destruídas por conta de mecanismos de ocultação e deturpação da verdade.

De um lado, o embaixador Manuel Serafim Soares de Vilhena, chamado Manu entre os íntimos, chefe de uma família com tradição na carreira diplomática brasileira. Leitor por gosto e profissão, gosta de se dizer "intruso" das histórias, que lê e acompanha de perto, vivenciando-as. Ao longo da trama, por conta de uma catarata, encontra-se impossibilitado de fazer leituras e contrata a filha de um amigo para que cumpra a função de seus olhos, lendo para ele. No curso dos acontecimentos, o embaixador, que se nota tão perspicaz diante dos acontecimentos noticiados na mídia e das viagens encontradas na literatura, sente-se fracassado por não ter conseguido acompanhar a decadência da filha recém-perdida. Manu se questiona, por várias vezes, como foi que ele não conseguiu enxergar a urgência do caso da filha, o sofrimento que a vitimou. Neste caso, não foi "intruso", não foi um bom leitor.

Em paralelo, a história de um chefe de almoxarifado de uma repartição pública, chamado Custódio Fialho Borges Filho. Há anos trabalhando naquele Instituto, Custódio subiu até onde podia na carreira. Nessa condição, conseguiu dar meios para que os filhos corressem atrás dos próprios sonhos profissionais. Sentia-se satisfeito com isso. Mas, em sua posição, acabou constatando certas irregularidades que vinham sendo feitas pela nova diretoria. Em busca de justiça, por entender que um funcionário público, como diz o nome, deve funcionar para o público, resolve buscar meios de denunciar o ocorrido em seu local de trabalho. Através do contato com um jornalista, dispara a investigação da mídia e lança, "em horário nobre", o podre que se apossava do Instituto nos últimos tempos.

Embaixador e funcionário público: distantes em seus postos, próximos em suas tragédias. Ambos começam a notar que a realidade nem sempre corresponde à verdade e que, muitas vezes, versões magistralmente construídas são postas em seu lugar e iludem, fazendo da verdade uma opção descartada na construção desta realidade. Lançados em cenários construídos com muitas peças falsas, sofrem na busca do verdadeiro que está por trás, acreditando ser possível encontrá-lo.

Manuel Serafim Soares Vilhena, experiente nos meios políticos e diplomáticos, choca-se com a mentira a respeito da morte da filha. De fragmentos escritos pela mesma, até relatos de pessoas próximas, muitas pistas são recolhidas a fim de desvelar o que, efetivamente, ocorreu. Sentindo-se cada vez mais descrente do que lhe fora relatado, coloca-se no encalço da verdade, o que muda todo o cenário, altera cursos de vida, desfaz imagens sobre pessoas... A investigação mostra que o chão firme da realidade não passava de ilusão.

Custódio, por sua vez, constata rapidamente que a verdade nem sempre é o que importa. Vendo toda a sua denúncia, na busca da justiça, tornar-se um monstro incontrolável capaz de destruir vidas, pela deturpação de interpretações, o funcionário público luta para manter a esperança. Na mídia, vê toda a verdade revelada, mas apresentada de forma a servir à mentira, à farsa, ao roubo... "Tudo é verdade e nada é verdade", constatação do velho trabalhador ― a mesma d'O Estrangeiro de Camus, quando via o processo de que era réu fazer-se por uma ligação de fatos verdadeiros que construíam uma interpretação, uma versão somente favorável à acusação.

Ligadas, na trama, por relacionamentos entre os vários personagens, as histórias encaixam-se no sentido de construir o alerta: a infâmia, vil mecanismo de ocultação da verdade, tão presente na sociedade contemporânea, é um mal gravíssimo. A lição de um dos personagens é clara: "Atento, fui aprendendo que todo relato tem interpretações. Mais de uma. Nenhuma é a única correta. Mas muitas são apenas falsas, mentirosas".

A infâmia gera consequências terríveis, irreparáveis, e muitas vezes ela é construída pela fé cega que se tem em relatos, argumentos de autoridades, versões da mídia, gritos e acusações dos inimigos... Já Hamlet, de Shakespeare, lembrava que basta uma partícula impura para que toda a substância torne-se desprezível, que um pequeno defeito solapa toda a moral de um homem aos olhos alheios. Assim, maculadas pela infâmia, ainda que em uma mísera partícula (uma denúncia infundada), vidas inocentes são terrivelmente destruídas.

História permeada de referências a acontecimentos recentes do país, Infâmia é um livro que chama à responsabilidade o leitor: de que se alimentam as infâmias, as interpretações grotescas e deturpadas da verdade, se não do eco a elas feito? "Muitas vezes o crime não é aquilo que está sendo denunciado, mas a denúncia em si. Verdadeiros assassinatos de caráter, que é o nome técnico que os especialistas dão a isso", diz o embaixador personagem. Cumpre que os leitores, da imprensa, da literatura, dos relatos cotidianos, não sejam meros reprodutores, mas tornem-se críticos. Que as distorções da realidade não tornem a história infame...

Para ir além






Ivan Bilheiro
Juiz de Fora, 17/8/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Avatar e um mundo novo de Daniel Bushatsky
02. Francis Bacon de Helena Vasconcelos
03. Matinê sem limite de idade de Rennata Airoldi


Mais Ivan Bilheiro
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site

ENVIAR POR E-MAIL
E-mail:
Observações:
COMENTÁRIO(S) DOS LEITORES
19/8/2011
10h54min
Ana Maria Machado disse uma coisa curiosa num programa de televisão, a respeito desse livro: que ele vinha numa linha de títulos como "Desonra", de Coetzee, "Reparação", de Ian McEwan, "Humilhação", de Roth, e outros. Verdade: o que será que leva tantos autores de países diferentes a criar títulos assim, em onda mundial?
[Leia outros Comentários de francisco lopes]
24/8/2011
18h37min
Belo texto, Ivan! Essa discussão sobre a verdade é interessantíssima. E a frase "descontruída" no primeiro parágrafo já foi motivo de outras conversas. Pra ser sincero, não conhecia nem a autora nem o livro, mas me parece muito bom! As menções a Camus e Shakespeare engrandecem ainda mais o texto e a discussão em si.
[Leia outros Comentários de Rogério Arantes Luis]
COMENTE ESTE TEXTO
Nome:
E-mail:
Blog/Twitter:
* o Digestivo Cultural se reserva o direito de ignorar Comentários que se utilizem de linguagem chula, difamatória ou ilegal;

** mensagens com tamanho superior a 1000 toques, sem identificação ou postadas por e-mails inválidos serão igualmente descartadas;

*** tampouco serão admitidos os 10 tipos de Comentador de Forum.




Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SUPERINTERESSANTE SEXO Nº 189
VÁRIOS AUTORES
ABRIL
(2003)
R$ 6,99



ADAM SMITH/RICARDO (OS PENSADORES) - FILOSOFIA/ECONOMIA
ADAM SMITH/DAVID RICARDO
ABRIL CULTURAL
(1979)
R$ 12,00



PODER, AMBIÇÃO E GLÓRIA
STEVE FORBES, JOHN PREVAS
ROCCO
(2010)
R$ 24,00



MERCADO MUNICIPAL DE SÃO PAULO: 70 ANOS DE CULTURA E SABOR
VÁRIOS AUTORES
ABOOKS
(2004)
R$ 59,48
+ frete grátis



A ARTE DA GUERRA
SUN PIN
RECORD
(1999)
R$ 15,00



PREVENÇÃO DAS DOENÇAS DO CORAÇÃO: FATORES DE RISCO
CELSO FERREIRA E MARIA TERESA CARNEIRO
ATHENEU
(1999)
R$ 21,00



JURISPRUDÊNCIA DA SEPARAÇÃO E DO DIVÓRCIO
R LIMONGI FRANÇA
REVISTA DOS TRIBUNAIS
(1983)
R$ 4,99



INFORMAÇÕES IMPORTANTES PARA QUEM QUER PUBLICAR UM LIVRO
JOÃO SCORTECCI E MARIA ESTHER M. PERFETTI
SCORTECCI
(2004)
R$ 10,00



AS ARVORES DOS MEUS DOIS QUINTAIS
JONAS RIBEIRO
PAULUS
(2012)
R$ 20,00



POEMAS SOLITUDES (AUTOGRAFADO) - 6289
CORDÉLIA CANABRAVA ARRUDA
HAMBURG
(1980)
R$ 40,00





busca | avançada
46744 visitas/dia
1,1 milhão/mês