A Jornada de Literatura de Passo Fundo | Marcelo Spalding | Digestivo Cultural

busca | avançada
51627 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> PAULUS Editora promove a 6º edição do Simpósio de Catequese
>>> Victor Arruda, Marcus Lontra, Daniela Bousso e Francisco Hurtz em conversa na BELIZARIO Galeria
>>> Ana Cañas e Raíces de América abrem a programação musical de junho, no Sesc Santo André
>>> Sesc Santo André recebe Cia. Vagalum Tum Tum, em junho
>>> 3º K-Pop Joinville Festival já está com inscrições abertas
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
Colunistas
Últimos Posts
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
Últimos Posts
>>> Parei de fumar
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
Blogueiros
Mais Recentes
>>> La Cena
>>> YouTube, lá vou eu
>>> Uma história da Sambatech
>>> The Shallows chegou
>>> Ceifadores
>>> É hoje (de novo)!
>>> Trump e adjacências
>>> Entrevista com Pollyana Ferrari
>>> O novo sempre vem
>>> O estilo de Freddie Hubbard
Mais Recentes
>>> Zé Carioca Nº 1821 de Walt Disney pela Abril (1988)
>>> The Theory of Economic Development de Lord Robbins pela Macmillan (1968)
>>> Matemática - Magistério 1 de Ruy Madsen Barbosa pela Atual (1985)
>>> Do alto da tribuna de Ademar rigueira neto pela Lumen juris (2017)
>>> A Vida de D. Pedro I - Tomo I de Octávio Tarquínio de Sousa pela José Olympio (1972)
>>> Novos Canticos de Dolares Bacelar Espíritos Diversos pela Não Informada (1983)
>>> O Clube do Filme de David Gilmour; Luciano Trigo pela Intrinseca (2009)
>>> Zé Carioca Nº 1820 de Walt Disney pela Abril (1988)
>>> Cozinha do Mundo: Itália Vol. 1 de Abril Coleções pela Abril Coleçoes (2010)
>>> Who's Best? de Varios Autores pela Foundations Reading Library (2006)
>>> The Elements of Typographic Style de Robert Bringhurst pela Hartley & Marks (1997)
>>> Doctor Who: Adventures in time and space de Vários autores pela Bbc (2009)
>>> Cálculos Trabalhistas de Adalberto José do Amaral Filho pela Ltr (2002)
>>> A Fenda do Tempo de Dionísio Jacob pela Infanto Juvenis (2005)
>>> Lobo Solitário 8 de Kazuo Koike e Goseki Kojima pela Cedibra (1989)
>>> Macunaíma, o Herói sem Nenhum Caráter de Mário de Andrade pela Penguin Companhia (2016)
>>> Oficina de História - Volume único de Flávio Campos pela Leya (2012)
>>> Zé Carioca Nº 1818 de Walt Disney pela Abril (1987)
>>> Romance Senzala de Salvador Gentile pela Instituto Difusão Espirita (1993)
>>> Cartas Chilenas de Tomás Antônio Gonzaga pela Martin Claret (2007)
>>> Skate - Guia Passo a Passo Ilustrado de Clive Gifford pela Zastras (2008)
>>> Mensagens de Matthew Mckay; Martha Davis; Patrick Fanning pela Summus (1999)
>>> Zé Carioca Nº 1798 de Walt Disney pela Abril (1987)
>>> Ente Osso agora de Maitê Proença pela Record (2015)
>>> Aprendi com meu pai - 54 pessoas bem-sucedidas contam a maior lição que receberam do seu pai de Luís Colombini pela Virsar (2006)
COLUNAS

Sexta-feira, 2/9/2011
A Jornada de Literatura de Passo Fundo
Marcelo Spalding

+ de 3400 Acessos

Há muitos eventos e instituições que promovem o livro, em geral com o interesse de fomentar o que se chama de economia do livro, ou seja, de vender mais livros. São feiras, salões, bienais, todos muito badalados. Há outros eventos, porém, em que o grande objetivo é fomentar não necessariamente o livro, mas a leitura, a literatura, independente de suporte. As festas literárias são as mais famosas, mas há um desses eventos que é realizado dentro do campus de uma universidade privada do interior do Rio Grande do Sul e nesse ano completou 30 anos, reafirmando sua vitalidade e importância: a Jornada de Literatura de Passo Fundo.

A Jornada surgiu de uma provocação de Josué Guimarães à professora Tânia Rösing, da UPF, no longínquo ano de 1981. Segundo o site do evento, o propósito se manteve nesses 30 anos: "a formação de um leitor que priorize o texto literário, mas que também possa se constituir em um intérprete das linguagens veiculadas em diferentes suportes e das características peculiares das várias manifestações culturais". Na primeira jornada o público era de 750 participantes. Hoje já são mais de 30 mil.

Para os autores convidados, a Jornada é uma grande oportunidade de conviver com grandes artistas contemporâneos, hospedando-se no mesmo hotel e dividindo com eles os mesmos restaurantes. Nesse ano, fui convidado da Jornada, juntando-me a mais de 800 escritores e pesquisadores que, ao longo desses 30 anos, já participaram das Jornadas Nacionais de Literatura, das Jornadinhas e dos demais eventos paralelos que ocorrem durante a movimentação cultural.

Lá em Passo Fundo, além de falar sobre oficinas de criação literária em uma mesa com os mestres Charles Kiefer, Jane Tutilian, Luís Augusto Fischer e Luiz Antonio de Assis Brasil (hoje também Secretário de Cultura do Rio Grande do Sul), conheci poetas como Ignácio de Loyola Brandão e Affonso Romano Sant'Ana, fui apresentado aos confundíveis e excelentes Irmãos Caruso, apertei a mão de Pierre Lévy, vi de perto o assédio ao global Edney Silvestre, além de tomar um inesquecível café da manhã bem em frente a Humberto Gessinger, vocalista do Engenheiros do Hawaii que hoje está arrebentando com Duca numa dupla chamada Pouca Vogal. Ele, naquela manhã, foi meu aliado gremista contra as piadas coloradas de Fischer.

Evidentemente esse convívio se reflete na produção e na divulgação de autores locais, ampliando a importância da Jornada para além dos impressionantes números de público, mídia e venda. Nesse sentido, deve-se reconhecer a acertada opção da Jornada por nomes de peso (Ziraldo e Mauricio de Sousa, por exemplo, são figurinhas carimbadas do evento, sem contar a histórica vinda de Chico Buarque, em 2009), custem o que custarem, opção que causou alguma polêmica em nosso Estado, mas que preserva a intensa e renovada presença da mídia e, por que não, do público.

Outro aspecto interessante da Jornada é o fato de ela ser organizada por uma Universidade, mas sem o ranço de um evento universitário. Com isso, temos a cada edição temas de enorme interesse público, mesas muito bem formadas e a presença de pesquisadores importantes, não tão conhecidos pelo grande público, mas presenças constantes nas bibliografias dos estudiosos de literatura. São pesquidadores, professores universitários, doutores e pós-doutores do Brasil e do exterior.

Nesta 14ª Jornada, que ocorreu em agosto de 2011, estiveram em Passo Fundo nomes como os portugueses Gonçalo Tavares e Tatiana Salem, os argentinos Alberto Manguel e Beatriz Sarlo, os franceses Roger e Anne-Marie Chartier e o tunisiano Pierre Lévy, além dos nacionais Mauricio de Sousa, Ziraldo, Tony Bellotto, Elisa Lucinda, Edney Silvestre, Eliane Brum, Alckmar dos Santos e tantos outros. O tema escolhido atesta a desvinculação do evento com o tal mercado livreiro: "Leitura entre nós: redes, linguagens e mídias".

O tema, aliás, provocou acalorada discussão justamente na mesa de encerramento, quando o escritor e ensaísta argentino Alberto Manguel discutiu com a editora escocesa Kate Wilson depois que ela apresentou um aplicativo para crianças durante o debate "Formação do Leitor Contemporâneo". Segundo release da própria Jornada, após a editora mostrar um aplicativo interativo da Cinderela, Manguel pediu a palavra e falou, enfaticamente: "Eu não sabia que faria parte dessa discussão a deformação do leitor defendida com argumentos comerciais, de vender este ou aquele produto. O livro não é um produto comercial. É nocivo que uma crianças de 3 ou 4 anos seja introduzida à leitura dessa forma, aprendendo a ler na tela."

Kate, depois de recitar um poema de William Blake e dizer que também gostava de literatura, disse: "Eu não me importo com o que as crianças leem, contanto que elas leiam e tenham prazer. Isso as torna melhores." Mais tarde, ela acrescentaria que "hoje, quando as crianças passam tanto tempo em frente às telas, é preciso criar literatura para essa plataforma."

Além da Jornada, desde 2001 ocorre também a Jornadinha, já em sua sexta edição. A Jornadinha, segundo o site do evento, "oferece aos leitores a oportunidade de interagir com os autores e conhecer mais sobre suas obras, por meio de conversas com escritores, contação de histórias, feira de livros, sessões de autógrafos e espetáculos teatrais e musicais. Propõe ainda uma reflexão sobre o processo de aprendizado, leitura e interconexões em face do crescimento da utilização de novas ferramentas tecnológicas, em uma sociedade que cada vez mais se comunica e transmite informações em rede."

Bienal, a Jornada só volta a acontecer em 2013, mas fica a sugestão para que outras universidades conheçam esse fantástico projeto de promoção da LEITURA e abram suas portas para eventos comunitários como esse.


Marcelo Spalding
Porto Alegre, 2/9/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A sujeira embaixo do tapete de Renato Alessandro dos Santos
02. A cidade e o que se espera dela de Luís Fernando Amâncio
03. A menos-valia na poesia de André Luiz Pinto de Jardel Dias Cavalcanti
04. Lançamentos de literatura fantástica (1) de Luís Fernando Amâncio
05. 'Hysteria' Revisitada de Duanne Ribeiro


Mais Marcelo Spalding
Mais Acessadas de Marcelo Spalding em 2011
01. História da leitura (I): as tábuas da lei e o rolo - 25/2/2011
02. História da leitura (II): o códice medieval - 18/3/2011
03. História da leitura (III): a imprensa de Gutenberg - 1/4/2011
04. O certo e o errado no ensino da Língua Portuguesa - 3/6/2011
05. A revista Veredas e os mil minicontos - 23/9/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Morocco Style - Icons
Angelika Taschen
Taschen
(2004)



Pelezinho Coleção Histórica Nº1
Mauricio de Sousa
Panini Comics



Colapso 2ª Edição
Arthur Hailey
Record
(1978)



Cubatao a rainha da serras
Oscar ambrosio
Noovha
(2005)



O Terceiro Milênio e as Profecias do Apocalipse
Alejandro Bullón
Casa Publicadora Brasileira
(1999)



A Era das Revoluções 1789 - 1848
Eric J. Hobsbawm
Paz e Terra
(1991)



A Família Maldita
Jonas Rezende
Mauad
(2001)



Menôn
Platão
Folha de S. Paulo
(2015)



Ambiente de Desenvolvimento Integrado para Java NetBeans IDE 4.1
Ivan Mecenas
Alta Books
(2005)
+ frete grátis



Picasso
Grandes Mestres
Abril
(2011)





busca | avançada
51627 visitas/dia
1,8 milhão/mês