Networking para crianças? | Raquel Oguri Ribeiro | Digestivo Cultural

busca | avançada
74501 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Péricles Cavalcanti - lançamento de SALTANDO COMPASSOS
>>> Espetáculo “Canções Para Pequenos Ouvidos” chega ao Teatro Clara Nunes, em Diadema
>>> (Abre 11/10) Mostra BAÚ DA DGT_curadores Francisco Gaspar,Tuna Dwek, Donny Correia e Diego da Costa
>>> Escrever outros Corpos - Criar outras Margens || BELIZARIO Galeria
>>> SESC 24 DE MAIO RECEBE EVENTO DE LANÇAMENTO DA COLEÇÃO ARQUITETOS DA CIDADE
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
>>> Casos de vestidos
>>> Elvis, o genial filme de Baz Luhrmann
>>> As fezes da esperança
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
Colunistas
Últimos Posts
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
Últimos Posts
>>> Universos paralelos
>>> Deseduquei
>>> Cuidado com a mentira!
>>> E agora? Vai ter pesquisa novamente?
>>> Cabelos brancos
>>> Liberdade
>>> Idênticos
>>> Bizarro ou sem noção
>>> Sete Belo
>>> Baby, a chuva deve cair. Blade Runner, 40 anos
Blogueiros
Mais Recentes
>>> perversão sexual
>>> Trailer do Fim do Mundo
>>> Uísque ruim, degustador incompetente
>>> O bom e velho jornalismo de sempre
>>> Apresentação
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> A fragilidade dos laços humanos
>>> Anomailas, por Gauguin
>>> Felicidade
>>> Ano novo, vida nova.
Mais Recentes
>>> A Jornada Para Casa Uma Parabola De Kryon - A Historia De Michael Thomas E Os Sete Anjos de Lee Carroll pela Madras (2011)
>>> No Vale Dos Suicidas - Madras de Evaristo Humbertto De Araujo pela Madras (2009)
>>> Os Segredos Do Karate Shotokan de Robin L Rielly pela Madras (2011)
>>> História social da criança e da família de Philippe Ariés pela Guanabara (1981)
>>> A revolução da palavra - Uma visão do homo loquens de Pedro Paulo Filho pela Siciliano (1987)
>>> A Sombra de uma Paixão de Tanya Oliveira pela Lúmen (2007)
>>> A evolução da consciência de Robert Ornstein pela Best Seller (1991)
>>> Iracema de José de Alencar pela L&Pm Pocket (2009)
>>> Ciência e fé: O reencontro pela- Física quântica de Bispo Rodovalho pela Lua de mel (2013)
>>> A ponte clandestina - Teorias de cinema na América Latina de José Carlos Avelar pela 34 (1995)
>>> As Fortunas do Cortesão de Peter Burke pela Unesp (1997)
>>> O barão das árvores de Italo Calvino pela Companhia Das Letras (1991)
>>> Cultura Brasileira - Temas e Situações de Alfredo Bosi pela Atica (1992)
>>> Poemas de Rainer Maria Rilke pela Companhia Das Letras (1993)
>>> A Feira das Vaidades - I e II Volume de William Makepeace Thackeray pela Civilização Brasileira (1963)
>>> Cinema marginal (1968/1973) - A representação em seu limite de Fernão Ramos pela Brasiliense (1987)
>>> O Circo da Noite de Erin Morgenstern pela Intrínseca (2012)
>>> A vida viaja na luz de Carlos A. Baccelli Inácio Ferreira pela Leepp (2011)
>>> Por que perdeu ?: Dez desfiles derrotados que fizeram história de Marcelo de Mello pela Record (2018)
>>> Cultura de Massa e Cultura Popular de Ecléa Bosi pela Vozes (1973)
>>> Antes de dormir de S. J. Watson pela Record (2012)
>>> História da Civilização - Idade Média, Moderna e Contemporânea de António G. Mattoso pela Lisboa - Livraria Sá da Costa (1956)
>>> Uma história da república de Lincoln de Abreu Penna pela Nova Fronteira (1989)
>>> Adestramento de Cães para Leigos de Jack Volhard / Wendy Volhard pela Alta Books (2005)
>>> Capitalismo, trabalho e educação de José Claudinei Lombardi pela Autores Associados (2004)
COLUNAS

Quarta-feira, 21/9/2011
Networking para crianças?
Raquel Oguri Ribeiro

+ de 5100 Acessos

Medo do motoboy, medo da babá, medo de torcedor. Somos especialistas em personificar a ameaça de violência em tipos de gente. Adoramos estigmatizar grupos. Até que um dia o mal aparece onde menos esperamos.

Meu horror apareceu em um belo dia de sol, na porta da escola. Ele tinha forma de uma mulher. Não uma mulher qualquer. Mas uma mulher muito loura, muito bem vestida, muito fina.

Enquanto eu esperava meu filho, encostada no portão, ela resolveu puxar assunto. Demonstrou-se indignada com a violência entre crianças que tem acontecido nas escolas, o que chamam de bulliyng.

Papo vai, papo vem, ela muda o rumo da conversa e pergunta para mim se eu conheço a escola tal, ali perto, porque pensa em matricular seu filho nela, no ano seguinte. Deduzi que o menino deveria ser vítima do bulliyng, pois era o assunto que estava em pauta. Para minha surpresa, o motivo era outro.

Ela estava em busca de uma escola onde seu filho tivesse um melhor networking. É isso mesmo que você ouviu: n-e-t-w-o-r-k-i-n-g. Uma rede de contatos.

Com uma pessoa que fala esse tipo de coisa, não podemos esperar muita profundidade ou sentido nas justificativas. Ela simplesmente disse que "networking hoje em dia é tudo". Desde então, essa palavrinha em inglês não saiu mais da minha cabeça.

Vejo como um grande mal o tão almejado networking da mulher muito loura, muito bem vestida, muito fina. E pior: temo ser um vírus diabólico em processo de mutação. Está prestes a virar senso comum.

É preciso que se entenda que raios significa networking. Só assim posso convencer alguém a jamais usar essa palavra quando se referir a uma criança.

Pra começar, networking se refere ao mundo profissional. É a gestão de nossos contatos de olho em uma boa vaga no mercado de trabalho. Como os envolvidos estão preocupados com outras palavras em inglês como feedback, headhunter e coaching, não há espaço para palavras como essência, coração e amizade.

No mundo do networking, ninguém está preocupado se você se desdobra para ser uma boa mãe ou se trata sua empregada com o mesmo respeito que trata o seu diretor.

Nas redes de contato de trabalho, a gente não precisa se envolver a esse ponto. Justamente porque o networking não é sinônimo de rede de amigos. Na definição realista e bem humorada de um dos maiores sites de vagas de empregos: "networking, basicamente, é fingir que você não quer emprego quando está louco para conseguir um".

Sabendo que o networking é essa importante ciência, eu me pergunto: como alguém pode acreditar que a melhor escola é a que oferece melhor networking para uma criança? Como será que se avalia essa rede no mundo infantil?

Imagino uma pesquisa de mercado na porta das escolas, para medição da posição social dos alunos. Uma minuciosa avaliação do emprego ou ocupação dos pais deve ser feita, para se concluir qual escola oferece a rede ideal para seu filho.

Em posse de toda essa análise mercadológica, imagino um terrível dilema no processo de decisão desses pais. Como definir o networking ideal para meu filho? Será que escolho a escola com maior número de crianças herdeiras de um grande negócio? Ou devo escolher aquela com maior percentual de filhos de CEOs?

Falar de networking na infância é uma atrocidade. A infância é feita de amigos, não de "contatos". Se por acaso esses amigos se transformarem em futuros contatos de trabalho, ótimo para seu filho. Mas, por favor, não vamos contar com isso desde cedo, na primeira infância. Não podemos achar natural desenvolver um plano de carreira para uma criança de dois anos.

Será que estou errada em idealizar que nossos filhos montem suas redes de contato só quando começarem a viver seu próprio mundo profissional? Que iniciem futuros laços de trabalho a partir da sua vida universitária?

Espero que o meu filho, assim como o seu, não veja seus contatos como se fossem peças do jogo chamado carreira. Que saibam que o verdadeiro valor está nas pessoas. Não nos contatos.

Fico estarrecida quando vejo pais que, mesmo sem poder, não abrem mão de colocar a filha na escola mais cara de balé da cidade ou de comprar um título de clube super elitizado, com a intenção clara de adquirir um círculo de amigos de ouro para sua prole. Acreditam que assim estarão garantindo um futuro de sucesso para o seu pequeno.

Alguns pais, para justificar esses atos, no mínimo insensatos, usam a desculpa de se preocupar com as amizades do filho. No fundo, sabem que a verdade pode pegar mal: que consideram melhores amigos para seus filhos aqueles mais próximos do topo da pirâmide social.

Criar um ser inocente sob esse manto, dentro de conceitos distorcidos como esse, é praticar bulliyng contra seu próprio filho. É um massacre cruel, sem direito a defesa. É plantar uma semente podre dentro da mente de uma criança.

Sou como menino que apanha. A mulher muito loura, muito bem vestida, muito fina... é meu algoz.

Nota do Editor
Raquel Oguri Ribeiro é autora do blog Manual de Sobrevivência em São Paulo. Leia também "Legado para minha filha" e "Ninho vazio".


Raquel Oguri Ribeiro
São Paulo, 21/9/2011


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O Casal 2000 da literatura brasileira de Luis Eduardo Matta


Mais Raquel Oguri Ribeiro
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Encontro com o Mestre
DeRose
matrix
(2002)



Iluminação Interior
John White. Org
Cultrix
(1998)



O Sonhador a Fábrica de Sonhos
João Berbel
Farol das Três Colinas
(2014)



O Melhor da Cronica
Lindolfo Paoliello
Del Rey
(2003)



A Teia do Homem Aranha - Vol. 5
Marvel
Panini Comics
(2011)



Simpatias e Segredos Populares - 4ª Edição
Nivio Ramos Sales
Pallas
(2008)



Histórias "Animais" que as Pessoas Contam
Marcel Benedeti
mundo maior
(2006)



Brincando Com Colagens, Recortes e Dobraduras
Rosangela P. Nascimento
Global
(2002)



Livro - Série Bom Livro - o Alienista
Machado de Assis
Ática
(2002)



Sangue e Esplendor
Daniel Myerson
ediouro
(2003)





busca | avançada
74501 visitas/dia
2,0 milhão/mês