A era e o poder do Twitter | Gian Danton | Digestivo Cultural

busca | avançada
28258 visitas/dia
890 mil/mês
Mais Recentes
>>> Palavraria Conversa e Versa
>>> Supercombo no Templo Music: Tour “Adeus, Aurora'
>>> Barracão Cultural estreia montagem de rua a partir de livro de Eva Furnari
>>> Marina Peralta lança novo EP, 'Leve'
>>> Dan Stulbach faz ensaio aberto de Morte Acidental de um Anarquista para alunos da Escola Wolf Maya
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A Copa, o Mundo, é das mulheres
>>> O espelho quebrado da aurora, poemas de Tito Leite
>>> Carta ao(à) escritor(a) em sua primeira edição
>>> Paris branca de neve
>>> A cidade e o que se espera dela
>>> De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Como medir a pretensão de um livro
>>> Nenhum Mistério, poemas de Paulo Henriques Britto
>>> Nos braços de Tião e de Helena
Colunistas
Últimos Posts
>>> Mirage, um livro gratuito
>>> Lançamento de livro
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
Últimos Posts
>>> Efervescências
>>> Justoresoluto
>>> Em segundo plano
>>> A ver navios
>>> As esquinas dos amores
>>> Pelagem de flor I: VERMELHO
>>> Idade Mídia
>>> Quando a alma é visível
>>> A MECÂNICA CELESTE
>>> Diagnóstico falho
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O assassinato de Herzog na arte
>>> Animismo
>>> Para tudo existe uma palavra
>>> Lendo Virgílio, ou: tentando ler os clássicos
>>> Entrevista com André Fonseca
>>> Google: utopia ou distopia?
>>> Como medir a pretensão de um livro
>>> A Casa do Saber no Rio de Janeiro
>>> Marcel Proust e o tempo reencontrado
>>> Pedro Paulo de Sena Madureira
Mais Recentes
>>> Restaurantes 2014 de Boni Amaral pela Casa da Palavra (2014)
>>> O Duelo: Churchill X Hitler: 80 dias cruciais para a Segunda Guerra Mundial de John Lukacs pela Jorge Zahar Editor (2002)
>>> E Se o Stand-up Virasse Livro de Maurício Meirelles pela Ediouro (2010)
>>> Cinco dias em Londres: negociações que mudaram o rumo da II Guerra de John Lukacs pela Jorge Zahar Editor (2001)
>>> Um Amante Moderno e Outras Histórias de D. H. Lawrence (david Herbert) pela Record/ RJ. (2019)
>>> Espantalhos de Lilian Fontes pela Relume Dumará (1994)
>>> A espionagem militar soviética de Viktor Suvorov pela Record (1984)
>>> Poesia lírica e indianista de Gonçalves Dias pela Ática (2006)
>>> Análise & Conjuntura/ Vol. 2/ Nº 1.- Jan./ Abril de 1987 de Fábricio Augusto de Oliveira/ Marcos Coimbra... pela Fundação João Pinheiro/ MG. (1987)
>>> Perestroika: novas ideias para o meu país e o mundo de Mikhail Gorbachev pela Best Seller (1988)
>>> KAMA SUTRA Vatsyayana de Richard Burton pela L&PM Editores (2006)
>>> O Mundo e Eu de João Mohana (médico e Sacerdote) pela Agir/ RJ. (1978)
>>> Contos Universais - Volume 11. Coleção Para Gostar de Ler de Anton Tchekhov, Edgar Allan Poe, Franz Kafka, etc pela Ática (2004)
>>> O Mundo e Eu de João Mohana (médico e Sacerdote) pela Agir/ RJ. (1963)
>>> Amor e Responsabilidade de João Mohana (médico e Sacerdote) pela Agir/ RJ. (1987)
>>> A política no interior das nações de Joseph La Palombara pela UnB (1982)
>>> O dissenso de Washington: notas de um observador privilegiado sobre as relações Brasil-Estados Unidos de Rubens Barbosa pela Agir (2011)
>>> Saara de Suzane Worcman pela Relume Dumara (2000)
>>> A Antecipação da Tutela Ex Officio de Fernando Luís França pela Mandamentos/ Belo Horizonte (2003)
>>> Música e Literatura de Federico Sopena pela Nerman (1989)
>>> Paz e guerra entre as nações de Raymond Aron pela UnB (1979)
>>> Palavra de Advogado de José Anchieta da Silva/ Autografado pela Del Rey/ Belo Horizonte (2012)
>>> Dez Anos da Lei de Arbitragem: Aspectos Atuais e Perspectivas... de Ana Paula Rocha do Bomfim (e outro): Coord. pela Lumen Juris (2007)
>>> Responsabilidade e Eticidade de José Jairo Gomes pela Del Rey/ Belo Horizonte (2005)
>>> A Era da Globalismo de Octavio Ianni pela Civilização Brasileira (1996)
>>> História Sincera da República de Leôncio Basbaum pela Alfa-Omega (1985)
>>> Á Sombra de Hipocrates de Orlando de Albuquerque pela Appacdm (1995)
>>> Psicologia del Niño de Jean Piaget - Bärbel Inhelder pela Ediciones Morata, Madrid (1969)
>>> História da Literatura: Oriental, Grega, Latina... S/ Versificação de Marques da Cruz pela Comp. Melhoramentos de SP. (1933)
>>> Cenário Mundial - A Nova ordem Internacional de Cláudio Vicentino , Reinaldo Scalzaretto pela Scipione (1992)
>>> Sexualidade da Mulher Brasileira: Corpo e Classe Social no Brasil de Rose Marie Muraro (e Cola boradores) pela Vozes/ Petrópolis (1983)
>>> Desigualdade Reexaminada de Amartya Sen pela Record (2001)
>>> Eclipse de Lua um Dossiê Sobre a Menopausa de Alberto Goldin pela Relume (1994)
>>> Religião e Politização no Brasil ´A Igreja e o regime Autoritário de Thomas c. Bruneau pela Loyola (1979)
>>> Facts About Israel de Edited By Ellen Hirsch pela Israel Information Center (1996)
>>> Clássicos da Educação Brasileira- Volume 1 de Maria do Carmo Xavier: Organizadora pela Mazza/ Fapemig (2010)
>>> Marxismo Vivo - Revista N: 18 -Crise dos Alimentos -O Imperialismo e a fome -Campo Argentino , A rebelião dos ricos divide a esquerda de Revista Marxismo Vivo pela Marxismo Vivo (2008)
>>> Ritos de Passagem da Nossa Infância e Adolescência de Fanny Abramovich: Organização pela Summus Editorial (1985)
>>> Jakob: o Mentiroso de Jurek Becker pela Companhia das Letras/SP. (1987)
>>> Jakob: o Mentiroso de Jurek Becker pela Companhia das Letras/SP. (1987)
>>> Sociologia & Administração de Reinaldo Dias pela Alínea (2001)
>>> A Hora de Cinquenta Minutos: ... Contos Psicanalíticos Verídicos de Robert Lindner pela Imago (1972)
>>> Cousteau-Uma Biografia de Axel Madsen pela Campus (1989)
>>> Sexologia Forense de Orlando Soares pela Lfb (1996)
>>> Ética de Newton Bignotto e outros pela Companhia das Letras (1993)
>>> Nanook - Ele está chegando de Gustavo Bernardo pela Rocco (2016)
>>> Design e comunicação visual de Bruno Munari pela Martins Fontes (2006)
>>> Do Luxo ao Fardo de Pedro Salem pela Relume Dumara; (2004)
>>> Administração , Poder e Ideologia de Maurício Tragtenberg pela Unesp (2004)
>>> O caçador de pipas de Khaled Hosseini pela Nova fronteira (2005)
COLUNAS

Segunda-feira, 2/1/2012
A era e o poder do Twitter
Gian Danton

+ de 5600 Acessos

O Twitter é um fenômeno mundial de dimensões grandiosas. Ele mudou a forma das pessoas se relacionarem e fazerem política. E mudou a forma das empresas se relacionarem com os clientes. Reflexo disso são duas publicações recentes voltadas para o uso microblog como ferramenta de Marketing: O poder do twitter , de Joel Comm (Gente, 268 p.) e A era do twitter, de Shel Israel (Campus, 274 p.).

Embora tenham objetivos semelhantes, são dois livros diferentes. O poder do twitter é uma espécie de manual, que ensina desde como criar sua conta à estratégias para conseguir mais seguidores. A era do twitter é mais um livro de cases, com histórias de sucesso e fracasso de empresas no mundo virtual. A origem do microblog é bem explicada nesse último. O twitter surgiu numa empresa chamada Odeo, de propriedade de Ev Williams, um ex-funcionário do Google e criador do Blogger, e Biz Stone, criador de um dos primeiros sites para desenvolvimento de blogs. O objetivo da empresa era fazer para o áudio on-line o que o Google fez para o texto on-line: ser um mecanismo de busca para arquivos de áudio e vídeo.

Mas a empresa enfrentava um problema sério: a maioria dos funcionários trabalhava em sua própria casa. Ninguém sabia exatamente quem estava fazendo o que. Convocar uma reunião, então, era um inferno: era quase impossível encontrar as pessoas quando se precisava delas. Quem trouxe a solução foi Jack Dorsey, arquiteto de software da Odeo. Quando era criança, ele ficou fascinado com a maneira como os veículos de emergência eram despachados - a tecnologia que direciona polícia, bombeiros, motoristas de ambulância para os locais em que fossem mais necessários. Para isso, ele resolveu usar o SMS, tecnologia mais popular de envio de mensagens de celular. Ele cortou vinte caracteres do tamanho do texto, de forma que as mensagens pudessem identificar o emissor. Mas a grande diferença é que os SMS eram enviados não a uma pessoa, mas a todo um grupo: se uma funcionária da Odeo postava, todos os outros funcionários saberiam que ela estava almoçando, a caminho do escritório ou trabalhando em casa. Era um microblog: "a conversa ia de uma pessoa a outra com facilidade e rapidez. A conversa fluía como um rio e logo foi chamada de tweetstream (ou apenas "stream" ou "fluxo")", conta Shell Israel.

A empresa ia registrar o serviço como Stat.us, mas o domínio já tinha dono. Acabou virando TWTTR seguindo a moda de suprimir as vogais, iniciada pelo Flickr. Logo se transformaria no TWITTER. O serviço, que havia sido criado para uso apenas interno, foi se alastrando. Os funcionários não conseguiam resistir à tentação de compartilhar essa nova ferramenta com os amigos, e logo uma multidão estava no serviço.

Qualquer outra empresa demitiria os funcionários que compartilhassem um serviço que deveria ser apenas interno, mas a Odeo não viu problemas nisso e logo o Twitter seria o principal sucesso da empresa e o acesso era tão grande que provocava bugs no site. Em conseqüência, surgiu um ícone popular: a baleia de manutenção, criação da artista chinesa Yi Yung Lu.

E logo o twitter teria papel fundamental para as novas empresas, seja para o bem, seja para o mal. Aliás, os melhores capítulos de A era do twitter são aqueles dedicados a empresas que se foram vítimas do microblog. Exemplo disso é a história da Motrin Mons, um analgésico. Em uma de suas campanhas, eles fizeram um vídeo para internet em que se mostrava como os acessórios para carregar bebês poderiam causar dores no corpo, que seriam aliviadas pelo analgésico. Era um anúncio divertido, para o público jovem. Mas uma mãe blogueira, Jessica Gottlieb, ficou indignada e afirmou no twitter: "É cruel fazer brincadeiras com mães de primeira viagem". A partir daí, a indignação contra a empresa se espalhou com rapidez na rede. A hashtag #Motrin Moms entrou para o Trending Topic daquela semana. A campanha contra a empresa se alastrou por outras mídias e foi até para o Youtube, em que um vídeo satirizava o comercial da empresa, em que uma mulher com implantes de silicone dizia: "vou suportar a dor, porque é uma dor boa. É para o meu marido".

O livro traz também bons exemplos, de empresas que estão se saindo bem usando o Twitter, mas essas curiosamente parecem menos interessantes, e muitas vezes o autor acaba perdendo a mão ao contar mais a história do responsável pelo sucesso da empresa no twitter do que o sucesso em si.

O livro de Joel Comm, embora seja bastante objetivo, traz sacadas interessantes. Uma delas que o Twitter é um ótimo veículo para pedir ajuda. Ele cita o caso, também relatado por Shel Israel, do estudante de jornalismo norte-americano que foi detido enquanto fotografava manifestações contra o governo do Egito. Uma única palavra ("Preso") salvou-o da prisão. Uma rede internacional se uniu para pressionar por sua liberdade.

Um exemplo igualmente dramático é dado por Shel Israel. Em 20 de dezembro de 2008 a escritora Jean Ann Van Krevelem estava num avião pronto para decolar no aeroporto de Portland, Oregon, com seu marido e filhos. A região enfrentava uma nevasca, mas os passageiros foram orientados a ficar em seus lugares. Não havia água ou comida no avião. Duas horas e meia depois os passageiros foram liberados para desembarcarem. Dez minutos depois, os passageiros foram novamente direcionados para embarque. Poucos tiveram tempo de comer ou beber algo. Pensavam que já iam decolar, mas passaram mais duas horas e meia parados. Muitos passageiros precisavam tomar remédios que estavam nas bagagens despachadas, pois acreditavam que a viagem seria curta.

Conforme Jean tuitava, a notícia se espalhava pela rede. Logo as emissoras locais souberam do fato, correram para o local e, diante da pressão, a empresa permitiu que os passageiros desembarcassem. Quando a escritora desembarcou, todos os jornalistas queriam saber o que era o tal de Twitter.

Joel Comm explora a maneira como as empresas podem aproveitar essa característica a seu favor, oferecendo ajuda às pessoas. Um ponto os dois autores têm em comum: eles defendem que o twitter não deve ser usado para mensagens unidirecionais: "Todo o site age como um fórum gigantesco, no qual especialistas em toda sorte de assunto estão dispostos a oferecer seus conselhos a praticamente qualquer um que os solicite (...) Toda vez que você responde, contribuiu para a conversa de alguém. Isso faz com que você seja uma parte valiosa da comunidade", escreve Joel Comm.

Ao comentar sobre uma empresa que usa o twitter apenas para enviar mensagens unidimensionais para seus clientes, Israel escreve: "Acho que Sinkov e eu tratamos 'amigos próximos' de forma diferente. Eu geralmente pergunto como as famílias vão, o que está acontecendo na vida deles. Meus amigos e eu falamos sobre esportes, livros, filmes e o tempo. Às vezes fazemos brincadeiras uns com os outros. Outras vezes, somos um ombro amigo e oferecemos apoio".

Nesse sentido, os dois livros defendem que as empresas devem ter no Twitter abordagens pessoais e coloquiais, preferencialmente de forma que os seguidores saibam com quem está falando. E, principalmente, que participem da conversa, e não usem os outros apenas como platéia.

Muitos políticos que entraram no twitter durante a última eleição deveriam ter lido ambos os livros.


Gian Danton
Macapá, 2/1/2012


Mais Gian Danton
Mais Acessadas de Gian Danton em 2012
01. Por que os livros paradidáticos hoje são assim? - 13/2/2012
02. O desenvolvimento dos meios de comunicação - 27/8/2012
03. Contos de imaginação e mistério - 2/7/2012
04. Um conto de duas cidades - 7/5/2012
05. Contos fantásticos no labirinto de Borges - 26/3/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




INTRODUÇÃO AOS CIRCUITOS DE CHAVEAMENTO
FRANCISCO J. O. DIAS
USP
(1989)
R$ 20,00



A DIMENSÃO POLÍTICA NA OBRA DE CELSO FURTADO
PEDRO PEREIRA BORGES
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 251,00



GRAMÁTICA DO PODER
ISAAC EPSTEIN
ÁTICA
(1993)
R$ 28,28



AMOR SEM CRISE - 3ª ED.
AUTOR VALCAPELLI
VIDA / CONSCIÊNCIA
(2001)
R$ 17,00



ADMINISTRAÇAO - MUDANÇAS E PERSPECTIVAS
STEPHEN P. ROBBINS
SARAIVA
(2000)
R$ 24,00



TERAPIA NUTRICIONAL
HELIO PENNA GUIMARÃES, CARLOS ALBERTO BUCHPIGUEL
ATHENEU
(2015)
R$ 68,00



A VIDA É UM COMBATE SUCESSO É DOR
ROGÉRIO CALDAS
MARKAÇÃO
(2003)
R$ 18,00



O HOMEM E SUAS PINTURAS
OTTO JÚLIO MARINHO E ZITA MARINHO
VILLA RICA
(1995)
R$ 26,28



RENTABILIDADE DOS VALORES
UNIAPAC
UNIAPAC
(2008)
R$ 5,90



VISÕES DA MONARQUIA
RONALDO P. DE JESUS
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 454,00





busca | avançada
28258 visitas/dia
890 mil/mês