Contos fantásticos no labirinto de Borges | Gian Danton | Digestivo Cultural

busca | avançada
64351 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> 10º FRAPA divulga primeiras atrações
>>> Concerto cênico Realejo de vida e morte, de Jocy de Oliveira, estreia no teatro do Sesc Pompeia
>>> Seminário Trajetórias do Ambientalismo Brasileiro, parceria entre Sesc e Unifesp, no Sesc Belenzinho
>>> Laura Dalmás lança Show 'Minha Essência' no YouTube
>>> A Mãe Morta
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Quem vem lá?
>>> 80 anos do Paul McCartney
>>> Gramática da reprodução sexual: uma crônica
>>> Sexo, cinema-verdade e Pasolini
>>> O canteiro de poesia de Adriano Menezes
>>> As maravilhas do modo avião
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
Colunistas
Últimos Posts
>>> Oye Como Va com Carlos e Cindy Blackman Santana
>>> Villa candidato a deputado federal (2022)
>>> A história do Meli, por Stelleo Tolda (2022)
>>> Fabio Massari sobre Um Álbum Italiano
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
Últimos Posts
>>> A lantejoula
>>> Armas da Primeira Guerra Mundial.
>>> Você está em um loop e não pode escapar
>>> O Apocalipse segundo Seu Tião
>>> A vida depende do ambiente, o ambiente depende de
>>> Para não dizer que eu não disse
>>> Espírito criança
>>> Poeta é aquele que cala
>>> A dor
>>> Parei de fumar
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A alegria de não ensaiar
>>> Tempo vida poesia 4/5
>>> The flow state
>>> O batom
>>> Como num filme
>>> Only time will tell
>>> Política - da filosofia à neurociência.
>>> Ideologia: você quer uma pra viver? Eu, não
>>> The Flickrization of Yahoo!
>>> TechCrunch Disrupt
Mais Recentes
>>> Perdão de Mauro Camargo pela Lachatre (2014)
>>> Profundamente Sua de Sylvia Day pela Paralela (2012)
>>> Os 100 Melhores Contos de Crime e Mistério da Literatura Universal de Flávio Moreira Da Costa pela Ediouro (2002)
>>> Triste Fim de Policarpo Quaresma - Série Bom Livro de Lima Barreto pela Atica
>>> Younger: Não Importa a Idade, Ser Jovem é um Estado de Espírito de Pamela Redmond Satran pela Record (2015)
>>> Desafios da Regulação no Brasil de Jadir Dias Proença pela Enap (2009)
>>> Pais Dedicados, Chefes Inesquecíveis de Natalia Gómez del Pozuelo pela Saraiva (2011)
>>> A Historia de um Milagre de Bianca Toledo pela Coisas de Crente (2012)
>>> O que esperar quando você está esperando de Heidi Murkoff / Arlene Eisenberg / Sandee Hathaway pela Record (2009)
>>> Conhece - Te a Ti Mesmo - Excelência Humana e Ética de José Maria pela Quadrante
>>> Amor e Felicidade no Casamento, Vol. 2: a Vida Sexual de Fritz Kahn pela Boa Leitura
>>> Amigos ouvintes de Arnaldo Jabor pela Globo (2009)
>>> Vira-lata de Raça - Memórias de Ramon Nunes Mello pela Tordesillas (2018)
>>> Cidadania da Bomba de Pádua Fernandes pela Patuá (2015)
>>> Glaucoma - Princípios Gerais Diagnóstico e Tratamento de Dr. Paulo Augusto de Arruda Mello pela Ciba-Vision (1999)
>>> Michaellis 2000 Vol. 2 Moderno, Dicionário da Língua Portuguesa de Michaelis pela Melhoramentos
>>> 1934 de Alberto Moravia pela Rio Gráfica (1986)
>>> Deixados para Trás, 2: Segunda Chance de Tim Lahaye pela United Press (1998)
>>> Blended Learning in English Language Teaching - Course Design and Impl de Brian Tomlinson ; Claire Whittaker pela British Council
>>> O General Está Pintando de Hermilo Borba Filho pela Globo (1973)
>>> Monitorização e Suporte Hemodinâmico de Arnaldo Prata Barbosa; Werther Brunow pela Atheneu (2007)
>>> A Tapas e Pontapés de Diogo Mainardi pela Record (2004)
>>> Poesia Restaurada de Zaqueu Machado pela Patuá (2012)
>>> Aconteceu Em Veneza de Molly Hopkins; Maria ângela Amorim de Paschoal pela Novo Conceito (2014)
>>> Argentina Visões Brasileiras de Samuel Pinheiro pela Ipri Capes
COLUNAS

Segunda-feira, 26/3/2012
Contos fantásticos no labirinto de Borges
Gian Danton

+ de 12000 Acessos

Jorge Luís Borges é um dos escritores mais importantes de todos os tempos. Numa relação que vai do semiólogo Umberto Eco ao roteirista de quadrinhos Neil Gaiman, são muitos os autores influenciados por sua obra e suas ideias. São tantos os elementos borgeanos em O nome da rosa que há quem diga que o livro de Eco é quase um plágio do trabalho de Borges. A biblioteca do sonhar e o labirinto do Destino em Sandman, de Gaiman, são exemplos tipicamente borgeanos dessa HQ.

Identificar os autores influenciados por Borges é uma aventura fascinante, mas igualmente instigante é descobrir os autores que influenciaram esse grande escritor, ou que poderiam tê-lo influenciado. Esse é o objetivo de Bráulio Tavares na coletânea "Contos fantásticos no labirinto de Borges". O livro reúne desde autores que nitidamente influenciaram o autor argentino, como Edgar Alan Poe, até aqueles mais novos que ele, mas que trabalharam temáticas semelhantes e podem ter vivido uma relação de influência mútua, como é o caso de Ray Bradbury.

Um dos pontos altos da obra é o pósfacio escrito por Tavares em que ele analisa a obra de Borges e a relaciona com os contos escolhidos, destrinchando elementos em comum.

Um dos tópicos mais famosos é o do livro sonhado, mas jamais escrito. Borges adorava criar obras que não existiam. Tavares lembra que o truque é não escrever o livro que foi pensado, mas fingir que alguém o escreveu e comentá-lo: "Borges deve ter sonhado um dia em escrever um romance como A aproximação a Almotásim e deve ter julgado que era uma tarefa além de seu alcance (como voltaria a ocorrer em outro conto com título semelhante, "A busca de Averróis"). A falsa resenha com que cortou esse nó górdio gerou todo um novo gênero literário".

Outro ponto interessante do pósfacio é a discussão sobre as histórias policiais. Borges elevou o gênero a um patamar filosófico e Bráulio Tavares resgata isso, relacionando inclusive com outros temas recorrentes da obra borgeana, como o duplo e o espelho: "Para ocultar algo, basta virá-lo do avesso ou transformá-lo em seu contrário", explica, numa referência tanto ao conto de Poe quanto ao de Ellery Queen.

No ponto de vista de Borges, o mundo é uma combinação de símbolos que parecem dizer algo a quem seja capaz de interpretá-los. A função do protagonista no romance policial é justamente ser capaz de identificar a ordem nessa miríade de caos. Por essa razão, o autor de O Aleph defendia que a literatura policial era o último refúgio da lógica, da inteligência e da limpidez de pensamento: "A trama do romance policial não é improvisada livremente; ela é concebida com uma estrita lógica".

Quanto aos contos escolhidos para a coletânea, há grandes achados, alguns óbvios (como "A carta roubada", de Edgar Allan Poe) e outros que se aproximam da simples curiosidade.

Uma das gratas surpresas é o conto "A livraria", de Nelson Bond, um autor de pulp fictions, pouco conhecido no Brasil e raramente associado a Borges pela maioria dos leitores. Entretanto, seu texto explora com perfeição o tema dos livros nunca escritos.

Um autor famoso, mas poucas vezes relacionado com Borges é H. G. Wells. Tavares leu uma referência ao conto "O ovo de Cristal" no epílogo de O Aleph e durante anos tentou encontrar esse texto em coletâneas de obras de Wells. Felizmente achou essa pérola perdida e acrescentou-a ao livro. Nele um pacato negociante de antiguidades descobre um cristal com o qual pode ter contato com uma outra realidade. O conto dialoga diretamente com o Aleph, embora seja muito anterior.

Outro autor clássico que abrilhanta a coletânea é de Ambrose Bierce. Em "Um incidente na ponte de Owl Creek" um homem é condenado à forca durante a guerra civil americana. A narrativa, que inicia realista, mas logo se torna pura fantasia, com o tempo e a realidade se distorcendo para o protagonista.

Ainda dentro da fantasia, vale destacar A terceira expedição, de Ray Bradbury. Elogiar Bradbury é chover no molhado - ele foi o homem que levou a poesia para a FC e sua participação na coletânea só faz elevar o nível da mesma. Mais curioso é o conto "Carcassonne", de Lord Dunsany. Dunsany foi um autor muito popular no século XIX, mas hoje é praticamente desconhecido. Seu texto, muito bem escrito, mostra a influência não só sobre Borges, mas também sobre Lovecraft e Robert E. Howard.

No gênero policial, duas narrativas merecem destaque: "A honra de Israel Gow", de Gilbert K. Chesterton, e "O roubo do selo raro", de Ellery Queen. Ambos são ótimos exemplos daquilo que Borges destaca como diferencial do conto policial: as hipóteses feitas e descartadas até se chegar a uma que seja adequada (Curiosamente é o mesmo método proposto por Karl Popper para a metodologia científica). Os dois autores brincam com a própria capacidade de dedução, em especial o padre Brown, que, diante de um cenário aparentemente sem sentido, experimenta várias explicações aparentemente válidas, que vão sendo falseadas uma a uma.

O volume é, portanto, uma leitura das mais agradáveis tanto pelos contos quanto pelo excelente texto de Bráulio Tavares. É de se destacar também as ilustrações surreais de Romero Cavalcanti. Trata-se, portanto, de uma obra obrigatória na biblioteca de qualquer fã de Borges.



Gian Danton
Goiânia, 26/3/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão de Elisa Andrade Buzzo
02. O que fazer com este corpo? de Ana Elisa Ribeiro
03. Sobreviver à quarentena de Luís Fernando Amâncio
04. Ao pai do meu amigo de Julio Daio Borges
05. A pandemia de Albert Camus de Wellington Machado


Mais Gian Danton
Mais Acessadas de Gian Danton em 2012
01. Por que os livros paradidáticos hoje são assim? - 13/2/2012
02. O desenvolvimento dos meios de comunicação - 27/8/2012
03. Contos fantásticos no labirinto de Borges - 26/3/2012
04. A invenção da imprensa - 24/9/2012
05. Um conto de duas cidades - 7/5/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




American Bar
Claudia Ferrari
América Literária
(2006)



Curso de Literatura
Jorge Miguel
Harbra
(1986)



O Cadaver Que Ri - Ficção - Literatura
Laurell K. Hamilton
Rocco
(2010)



O Livro Que o Diabo Amassou: Só para Desumanos - Confira!
Rodrigues Angela
Dlivros
(2017)



Introdução à sociologia
Armand Cuvillier
Companhia Nacional
(1966)



Princípios de Cariologia
Sérgio Pimentel Storino
Eplitie
(1988)



Quase Tudo
Danuza Leão
Companhia das Letras
(2005)



Encruzilhadas da Cultura
Carlos Alberto Máximo
Cabral



A Mentira Em Seus Olhos
Aurélio Arnholdt
Autografia
(2015)



O Salto para a Vida
Célia Valente
Ftd
(1999)





busca | avançada
64351 visitas/dia
1,8 milhão/mês