Faxina de Ano Novo: também no Facebook | Adriana Baggio | Digestivo Cultural

busca | avançada
38448 visitas/dia
955 mil/mês
Mais Recentes
>>> MANU LAFER APRESENTA SHOW NOBODY BUT YOU - TRIBUTO A KIKA SAMPAIO
>>> Sesc Belenzinho recebe a banda E a Terra Nunca me Pareceu Tão Distante
>>> Sesc Belenzinho recebe a atriz e cantora Zezé Motta
>>> Psicólogo lança livro de preparação para concurseiros usando a Terapia Cognitiva-Comportamental
>>> O Sertão na Canção: Guimarães Rosa
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> K 466
>>> 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis
>>> Minimundos, exposição de Ronald Polito
>>> Famílias terríveis - um texto talvez indigesto
>>> O Carnaval que passava embaixo da minha janela
>>> A menos-valia na poesia de André Luiz Pinto
>>> Lançamentos de literatura fantástica (1)
>>> Cidadão Samba: Sílvio Pereira da Silva
>>> No palco da vida, o feitiço do escritor
Colunistas
Últimos Posts
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
>>> Eleições 2018 - Afif na JP
>>> Lançamentos em BH
>>> Lançamento paulistano do Álbum
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 2
Últimos Posts
>>> Nem só de ilusão vive o Cinema
>>> As Expectativas de um Recrutador e um Desempregado
>>> A Independência Angolana além de Pepetela
>>> Porque dizer adeus?
>>> Direções da véspera IV
>>> Direções da véspera IV
>>> A pílula da felicidade
>>> Dispendioso
>>> O mês do Cinemão
>>> O NAVEGANTE DO TEMPO
Blogueiros
Mais Recentes
>>> O titânico Anselm Kiefer no Centre Pompidou
>>> Woody Allen
>>> The Second Coming of Steve Jobs, by Alan Deutschman
>>> Como detectar MAVs (e bloquear)
>>> Como detectar MAVs (e bloquear)
>>> 89 FM, o fim da rádio rock
>>> Crítica à arte contemporânea
>>> estar onde eu não estou
>>> Churrascaria Ponteio Grill, 30 anos
>>> Metade da laranja ou tampa da panela?
Mais Recentes
>>> Obras completas - volume 4 - A Divina Comédia - O inferno de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Memórias de um Delegado de Polícia de Renato Augusto de Lima pela Do Autor (1972)
>>> Obras completas - volume 3 - A Divina Comédia - O inferno de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Obras completas - volume 2 - A Divina Comédia - O inferno de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> O Pai do Vento - Cordel de Chico Salles pela Graúna
>>> Obras completas - volume 1 - A Divina Comédia - O inferno de Dante Alighieri pela Das Américas
>>> Vie et Règne de l'Amour de Søren Aabye Kierkegaard pela Aubier
>>> Rumo à Cultura de L. Riboulet pela Globo (1960)
>>> No lar e no magistério de Esther Menna Barreto Costa pela Não consta
>>> Amor sem Fim de Ian McEwan pela Companhia das Letras (2001)
>>> Rei Édipo, antígone, Prometeu Acorrentado (Tragédias gregas) de Sófocles, Ésquilo pela Ediouro
>>> OMC Manual Prático da Rodada Uruguai de Ligia Maura Costa pela Saraiva (1996)
>>> Contos de I. L. Peretz de J. Guinsburg pela Perspectiva (2001)
>>> RS: Modernização & Crise na Agricultura de Elomar Tambara pela Mercado Aberto (1983)
>>> Terra: Planeta Em Perigo de Vinícius Bertoletti pela Chiado (2016)
>>> Sociedade e Estado Volume X - Número 2 de Vicente de Paula Faleiros e Outros pela Unb (1995)
>>> Antimémoires de André Malraux pela Gallimard (1967)
>>> Da Matéria dos Sonhos de Rosana Rios pela Saraiva (1995)
>>> O Último Portal de Eliana Martins e Rosana Rios pela Companhia das Letras (2003)
>>> Hqs Quando a Ficção Invade a Realidade de Rosana Rios pela Scipione (2007)
>>> A Pequena Dorrit de Carlos Dickens pela Bruguera (1969)
>>> Jacare-de-papo-amarelo de Rosana Rios pela Scipione (2003)
>>> La Divina Comedia - 2 volumes de Dante Alighieri pela Sopena (1942)
>>> Marília, Mar e Ilha de Rosana Rios pela Saraiva (1998)
>>> A Relíquia de Eça de Queiroz pela Galex
>>> Manual de engenharia elétrica - volume 3 de Siemens pela Nobel (1988)
>>> Manual de engenharia elétrica - volume 1 de Siemens pela Nobel (1988)
>>> A Eneida de Virgílio pela Atena (1956)
>>> O encantador de cães: compreenda o melhor amigo do homem de Cesar Millan pela Verus (2007)
>>> Quincas Borba de Machado de Assis pela Instituto Divulgação Cultural
>>> As Vantagens de Ser Invisível de Stephen Chbosky pela Rocco (2007)
>>> O Cortiço de Aluisio Azevedo pela Ática (1979)
>>> Areia e espuma de Gibran Khalil Gibran pela Acigi
>>> A Sutil Arte de Ligar o F*da-Se: Uma estratégia inusitada para uma vida melhor de Mark Manson pela Intrínseca (2017)
>>> Estudo dirigido de desenho para o ensino programado - volume 1 de Carlos José Fiorano pela Discubra
>>> Manual de Engenharia Elétrica - volume 2 de Siemens pela Nobel (1987)
>>> Mecânica dos fluidos de Chemello Luzzatto pela Sagra
>>> Mecânica dos sólidos de Acilio Chemello e Darcy Luzzatto pela Sagra
>>> Zeitoun de Dave Eggers pela Companhia das Letras (2011)
>>> Zeitoun de Dave Eggers pela Companhia das Letras (2011)
>>> Zeitoun de Dave Eggers pela Companhia das Letras (2011)
>>> Zdm - Fogo Amigo - Vol. IV de Nathan Fox pela Panini Livros (2012)
>>> Yalo - o Filho da Guerra de Elias Khoury pela Record (2012)
>>> Xadrez - Dicas para Iniciantes de Matthew Sadler pela Artmed (2007)
>>> Xadrez - Dicas para Iniciantes de Matthew Sadler pela Artmed (2007)
>>> Wunderkind de D Andrea G. L. pela Bertrand Brasil (2012)
>>> Wild Cards - Apostas Mortais de George R. R. Martin pela Leya (2014)
>>> Wild Cards - Apostas Mortais de George R. R. Martin pela Leya (2014)
>>> Wild Cards - Apostas Mortais de George R. R. Martin pela Leya (2014)
>>> Wikileaks - Segredos, Informações e Poder de Jose Antonio Domingos pela Idea (2011)
COLUNAS

Quarta-feira, 11/1/2012
Faxina de Ano Novo: também no Facebook
Adriana Baggio

+ de 4100 Acessos

Para muitas pessoas, essa época de fim de um ano e início de outro inspira desejos de limpeza e arrumação. Fazer a faxina está naquele grupo de atitudes que parecem nos deixar mais leves para o novo ano, assim como as promessas de perder peso, economizar dinheiro, não brigar com a família.

Faz algum tempo que deixei de ligar para alguns dos mais típicos rituais de Ano Novo: cor da calcinha, roupa nova, os grãos de uva, o pulinho das ondas. Não que eu seja cética ou cínica: é mais uma questão de afinidade com as superstições. Se esses rituais não me sensibilizam, porém, o da arrumação é o contrário: acredito com todas as minhas forças que se desfazer das tralhas traz um novo ano muito melhor.

Em primeiro lugar, porque é preciso fazer uma seleção do que será descartado, o que leva à reflexão. Exige examinar as coisas que foram guardadas e os motivos de terem sido conservadas. Foi por nostalgia? Obrigação? Poucos dos objetos que guardamos são realmente necessários e alguns nem nos fazem bem.

Ter muitas coisas pode oferecer uma sensação de ganho, mas na verdade acarreta a perda de um bem precioso: tempo. Tempo de gerenciar o acúmulo, tempo que se gasta procurando alguma coisa, tempo destinado, justamente, na tal faxina anual. Tempo que poderia ser usado para outras coisas mais úteis, ou mais legais, ou que trazem mais alegria à vida.

Escrutinar os armários e tentar organizá-los também nos dá a dimensão do volume e dos motivos do nosso consumo. Ao contrário do que nos acostumamos a pensar, o consumo não se dá apenas com objetos, com bens materiais. Muito do que consumimos é abstrato e não é pago em dinheiro, mas em recursos ainda mais preciosos: tempo e energia. E se o final do ano é a época de se livrar das tranqueiras, há um lugar onde essa faxina se torna urgente: a timeline do Facebook.

Apesar de suas funcionalidades gerais, os usos que as pessoas fazem do sistema podem ter alguma variação. Não é muito diferente dos "usos" que fazemos das redes sociais "reais" que integramos. Basta lembrar da turma da faculdade: para alguns, era a turma das festas, da diversão; para outros, era tão somente um grupo de estudos; havia ainda os que vendiam produtos de catálogo e bombons para a hora do lanche; e tinha também aquele pessoal que só acompanhava de longe, sem participar de nada. Cada um faz o uso que desejar do Facebook. E, por isso, quando a sua timeline começa a apresentar usos que não combinam com o seu, talvez seja a hora de fazer a tal faxina.

Considero esse espaço como uma rede de relacionamento e de informação, que reúne amigos verdadeiros, alunos e ex-alunos, colegas e ex-colegas de trabalho, profissionais do mercado e pessoas que eu considero interessantes — e algumas que talvez me considerem da mesma forma. E assim como gosto de receber informação de qualidade, procuro postar esse tipo de informação também. Para meus critérios, informação de qualidade vai desde a divulgação de um evento da minha área de atuação até uma postagem espirituosa, passando por uma boa fofoca. Mesmo as idiossincrasias do cotidiano alheio podem me interessar, seja por mostrar como a pessoa leva sua vida, seja pelo jeito legal ou engraçado de escrever ou puramente pela curiosidade em perceber as vaidades e inseguranças dos outros a partir do que divulgam em seus perfis.

Mas se tem uma coisa que decididamente não me interessa no Facebook são as mensagens prontas, as lições de moral e as posturas preconceituosas. Isso parece ter aumentado proporcionalmente — como é natural — com o crescimento da rede. E assim como um armário cheio de tranqueiras pede por uma limpeza, sinto que preciso fazer alguns descartes de contatos do Facebook. Nada pessoal contra esses perfis: é uma forma de racionalizar o consumo de informação, mantendo o que é interessante e evitando o desperdício de tempo e energia.

Em O culto do amador (Zahar, 2009, 208 p.), Andrew Keen critica a facilidade de acesso à expressão que é proporcionada, basicamente, pela internet. Para ele, os blogs, o YouTube e os sites de redes sociais permitem a produção e a distribuição de muita porcaria. Concordo com a parte da porcaria (eu mesma contribuo bastante com esse tipo de "lixo eletrônico"), mas ao contrário dele, acho isso positivo.

Por exemplo: todo mundo tem o direito de postar, seguidamente, mensagenzinhas e e liçõezinhas de moral em seu perfil no Facebook, seguidas da chancela #FATO, e eu seria a primeira a defender esse direito. Mas, na minha timeline, esse tipo de postagem é #TRANQUEIRA. Ao invés de copiar e colar essas mensagens breguinhas, por que as pessoas não tentam se manifestar por conta própria? Por que não escrevem algo da sua cabeça? Que tal produzir conteúdo original, ao invés de apenas repetir o que os outros falam? Em suma: por que não exercitar plenamente seu direito e sua possibilidade de expressão?

Algumas das postagens mais divertidas que aparecem na minha timeline são de uma aluna da faculdade onde ensino. Ela não escreve nada profundamente inteligente nem exatamente útil. Não divulga eventos e nem descobre links de blogs descolados. Seus pequenos textos falam do cotidiano, principalmente das coisas que lhe acontecem no ônibus que a leva para casa, na região metropolitana de Curitiba. Ela é engraçada, divertida, sarcástica. E não comete erros de português, com os quais implico bastante. Isso é um exemplo do que chamo de informação de qualidade, de conteúdo próprio — só para o caso de você estar me achando uma esnobe do Facebook.


Adriana Baggio
Curitiba, 11/1/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os bastidores de Psicose de Gian Danton
02. Seamus Heaney, poeta de reconciliação de Celso A. Uequed Pitol
03. Redes e protestos: paradoxos e incertezas de Guilherme Mendes Pereira
04. A insustentável leveza da poesia de Sérgio Alcides de Jardel Dias Cavalcanti
05. Maffesoli, Redes Sociais e o Mundo Reencantado de Guilherme Mendes Pereira


Mais Adriana Baggio
Mais Acessadas de Adriana Baggio
01. Apresentação - 31/5/1974
02. Maria Antonieta, a última rainha da França - 16/9/2004
03. Dicas para você aparecer no Google - 9/3/2006
04. Ser bom é ótimo, mas ser mau é muito melhor* - 24/4/2003
05. E você, já disse 'não' hoje? - 19/10/2011


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




A INFLUÊNCIA DO FATOR PESSOAL NOS NEGÓCIOS
RONNA LICHTENBERG
CAMPUS RIO DE JANEIRO
(2002)
R$ 11,00



LICHTENSTEIN
BENEDIKT TASCHEN
TASCHEN
(1994)
R$ 30,00



UM PREÇO MUITO ALTO
CARL HART
ZAHAR
R$ 50,00



APRENDIZAGEM DA LECTOESCRITA PELAS CRIANÇAS NO AVA MOODLE
JOCENILDES ZACARIAS SANTOS
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 454,00



GOL DE LETRA O FUTEBOL NA LITERATURA BRASILEIRA
MILTON PEDROSA
GOL
(1967)
R$ 90,00



LIMITES OBJETIVOS PARA A CONCESSÃO DE MEDIDAS LIMINARES EM TUTELA
REIS FRIEDE
LTR (SP)
(2000)
R$ 18,82



A MUSICA DAS ESFERAS: CRÔNICA DOS ANOS 90
LUIZ PAULO HORTA
ZAHAR
(1999)
R$ 23,82



SISTEMA AGROINDUSTRIAL DA OVINOCULTURA DE CORTE NO PARANÁ - BRASIL
MANOEL JOÃO RAMOS
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00



PORQUE OS HOMENS FAZEM SEXO E AS MULHERES FAZEM AMOR
ALLAN E BÁRBARA PEASE
SEXTANTE
(2009)
R$ 8,00



SELEÇÃO DE LIVROS: O DÉCIMO PRIMEIRO MANDAMENTO E...
READERS DIGEST
READERS DIGEST
(2001)
R$ 9,00





busca | avançada
38448 visitas/dia
955 mil/mês