A guerra das legendas e o risco da intolerância | Marta Barcellos | Digestivo Cultural

busca | avançada
46024 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
>>> Não Aguento Mais a Empiricus
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Mastigar minhas relações
>>> Vaguidão específica
>>> As pedras de Estevão Azevedo
>>> Da Poesia Na Música de Vivaldi
>>> Festa na floresta
>>> A crítica musical
>>> 26 de Julho #digestivo10anos
>>> Por que escrevo
>>> História dos Estados Unidos
>>> Meu Telefunken
Mais Recentes
>>> Coleção para gostar de ler de Varios pela Atica (1985)
>>> Grande Enciclopédia de Modelismo - Cor e Pintura de Walquir Baptista de Moura - Produção pela Século Futuro
>>> Meu pequeno fim de Fabrício Marques pela Segrac (2002)
>>> Grande Enciclopédia de Modelismo - Materiais e Ferramentas de Walquir Baptista de Moura - Produção pela Século Futuro
>>> Livro Dicionário Enciclopédico Veja Larousse - Volume 1 de Eurípedes Alcântara , Diretor Editorial pela Abril (2006)
>>> O diário de Larissa de Larissa Manoela pela Harper Collins (2016)
>>> Corpo de delito de Patricia Cornwell pela Paralela (2000)
>>> A Arte da guerra de Sun Tzu pela Pé da letra (2016)
>>> O fio do bisturi de Tess Gerritsen pela Harper Collins (2016)
>>> A garota dinamarquesa de Davdid Ebershoff pela Fabrica 231 (2000)
>>> Uma auto biografia de Rita Lee pela Globo livros (2016)
>>> Songbook Caetano Veloso Volume 2 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> A Sentinela de Lya Luft pela Record (2005)
>>> O teorema Katherine de John Green pela Intriseca (2006)
>>> Louco por viver de Roberto Shiyashiki pela Gente (2015)
>>> A ilha dos dissidentes de Barbara Morais pela Gutemberg (2013)
>>> Sentido e intertextualidade de Emanuel Cardoso Silva pela Unimarco (1997)
>>> Mistérios do Coração de Roberto Shinyashiki pela Gente (1990)
>>> Interrelacionamento das Ciências da Linguagem de Monica Rector Toledo Silva pela Edições Gernasa (1974)
>>> Sociologia e Desenvolvimento de Costa Pinto pela Civilização Brasileira (1963)
>>> O Coronel Chabert e Um Caso Tenebroso de Honoré de Balzac pela Otto Pierre Editores (1978)
>>> O golpe de 68 no Peru: Do caudilhismo ao nacionalismo? de Major Victor Villanueva pela Civilização Brasileira (1969)
>>> Recordações da casa dos mortos de Fiodor Dostoiévski pela Nova Alexandria (2006)
>>> Elric de Melniboné: a traição ao imperador de Michael Moorcock pela Generale (2015)
>>> O Príncipe de Nicolau Maquiavel pela Vozes de Bolso (2018)
>>> Deuses Americanos de Neil Gaiman pela Conrad (2002)
>>> Deus é inocente – a imprensa, não de Carlos Dorneles pela Globo (2003)
>>> Memórias do subsolo de Fiodor Dostoiévski pela 34 (2000)
>>> Songbook - Tom Jobim, Volume 3 de Almir Chediak pela Lumiar (1990)
>>> Comunicação e contra-hegemonia de Eduardo Granja Coutinho (org.) pela EdUFRJ (2008)
>>> Caetano Veloso Songbook V. 1 de Almir Chediak pela Lumiar
>>> Origami a Milenar Arte das Dobraduras de Carlos Genova pela Escrituras (2004)
>>> O vampiro Lestat de Anne Rice pela Rocco (1999)
>>> Nova enciclopédia ilustrada Folha volume 2 de Folha de São Paulo pela Publifolha (1996)
>>> Esperança para a família de Willie e Elaine Oliver pela Cpb (2018)
>>> Leituras do presente de Valdir Prigol pela Argos (2007)
>>> Insight de Daniel C. Luz pela Dvs (2001)
>>> Política e relações internacionais de Marcus Faro de Castro pela UnB (2005)
>>> Harry Potter e a Pedra Filosofal de J. K. Rowling pela Rocco (2000)
>>> Infinite Jest de David Foster Wallace pela Back Bay Books (1996)
>>> Nine Dragons de Michael Connelly pela Hieronymus (2009)
>>> The Innocent de Taylor Stevens pela Crown Publishers (2011)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> The Watchman de Robert Crais pela Simon & Schuster (2007)
>>> Filosofia Para Crianças e Adolescentes de Maria Luiza Silveira Teles pela Vozes (2008)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> O Caminho da Perfeição de A. C. Bhaktivedanta Swami pela The Bhaktivedanta (2012)
>>> Vida de São Francisco de Assis de Tomás de Celano pela Vozes (2018)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
>>> Apóstolo Paulo de Sarah Ruden pela Benvirá (2013)
COLUNAS

Sexta-feira, 11/5/2012
A guerra das legendas e o risco da intolerância
Marta Barcellos

+ de 3500 Acessos

Na cauda longa da internet, sempre é possível evitar conflitos - de gosto e de interesses. Cada qual encontra seus pares, organiza sua tribo e se lambuza na cultura ou no entretenimento que lhe aprouver. No Facebook, por exemplo, dá para cancelar a assinatura de quem comenta BBB e fingir que o programa não existe. Uma busca rápida no Youtube e descobrimos que existem pessoas nos quatro cantos do mundo virtual com a nossa exata preferência musical ou cinematográfica.

Nas mídias antigas, porém, ainda rolam alguns conflitos antigos, antigos. Do tipo... luta de classes! Pois é, a velha luta de classes marxista, em plena era pós-moderna (ou já alter-moderna, como prefere o francês Nicolas Bourriaud, que andou pelo Brasil falando de arte contemporânea), resiste aos tempos de identidades múltiplas e globalizadas.

Foi o que deduzi da guerra das legendas, que vem sendo travada em nossa televisão por assinatura. Ao contrário da TV aberta, reconhecida desde sempre como mídia massificada e popular, o serviço pago tem aparência abrangente, por conta das dezenas de canais oferecidos a quem tem paciência com o controle remoto e com os comerciais aos berros da Net. Só que ela não possui uma cauda tão comprida assim, ainda mais se compararmos com a internet...

Vamos à guerra. Na disputa pela audiência da nova classe média brasileira, também chamada de classe C emergente, muitas emissoras por assinatura passaram a dublar séries televisivas e filmes que antes eram legendados. Para a "velha classe média", foi a gota d'água.

Sim, porque a classe média outrora comovida com o sofrimento dos excluídos anda incomodada com essa inclusão toda. Aeroportos e shoppings lotados graças às compras parceladas, autoajuda em todas as prateleiras da livrarias, gêneros musicais de gosto duvidoso por toda parte e agora... filmes clássicos dublados no meu canal! Onde isso vai parar?

Pois a discussão foi parar nas páginas de cultura dos jornais do Rio de Janeiro (ops, do único jornal do Rio), repercutiu internet afora, e os ânimos mostraram-se para lá de exaltados. Nos termos do parágrafo aí de cima. Embora se trate de uma guerra de curto prazo (acabará na medida em que os canais e o sistema de TV oferecer opções com ou sem legenda no controle remoto), considerei-a emblemática desses tempos confusos que estamos vivendo. Aliás, já é emblemático que seja justamente uma solução tecnológica que vá resolver o problema. Se a internet não engoliu a TV como se esperava, a TV tenta cada vez mais ser interativa, para competir com a internet.

Solução dada, a trégua se estabelecerá: aqueles que gostam de som original com legendas não vão precisar olhar para o lado e pensar em quem são os tais que preferem filmes dublados.

Mas aí surge a questão que me interessa: quem gosta de filme dublado é o semialfabetizado que ousou invadir os shoppings da velha classe média só porque se beneficia do bolsa-família? Será que esses rótulos ainda funcionam? Sei não. Voltando ao ambiente da internet, quantas vezes nos surpreendemos com pessoas que poderíamos colocar numa única moldura social e cultural, a partir de dados como local onde mora ou escolaridade, e que simplesmente não correspondem aos antigos estereótipos? Em pleno sertão nordestino mora o expert em música erudita; na zona sul carioca pode estar o mais novo fã do sertanejo universitário. E durma-se com essa diversidade toda, depois de desligar o computador.

O fato é que há sinais da multiplicidade de identidades sociais e culturais em toda parte, e também de confusões e tensões geradas por ela. Fico até com pena dos pesquisadores do mercado de consumo e dos robozinhos da internet que tentam encaixar os consumidores em caixinhas. Mas difícil mesmo será mudar a cabeça de gerações que se acostumaram a organizar o pensamento usando as tais caixinhas. Sim, estou falando de preconceito e intolerância, que nem sempre serão mediados por soluções tecnológicas no mundo, digamos, presencial.

Veja este outro exemplo que envolve tensão e caixinhas: a guerra entre motoristas e ciclistas nas grandes cidades. O mesmo colunista do único jornal carioca (ok, do principal jornal carioca) que levantou a questão da dublagem de filmes também se envolveu nesta frente, incomodado com o congestionamento provocado por uma nova ciclovia em seu percurso diário de táxi. Cravou que, ao contrário de Berlim, com clima ameno compatível, o Rio jamais teria entre seus ciclistas trabalhadores a caminho do escritório. Bicicletas seriam para lazer ou estudantes. Pela reação na internet, não era bem assim.

Quem se arrisca hoje, no Rio ou em São Paulo, a traçar um perfil dos ciclistas que desafiam os carros no trânsito? São os engravatados de Berlim ou os entregadores de encomendas? Estudantes que fogem do congestionamento ou do transporte caro? Trabalhadores ecológicos ou simplesmente pragmáticos? Só há um motivo para colocá-los numa única caixinha: a intolerância. A intolerância ao outro, ao diferente de nós, àquele que nem tentamos compreender, às mudanças que parecem ameaçar "direitos conquistados" mas que podem tornar a vida mais diversa e interessante.

Outro exemplo? As reações à aprovação do sistema de cotas raciais na universidade pública. Mas isso daria outra coluna...



Marta Barcellos
Rio de Janeiro, 11/5/2012


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Paris branca de neve de Renato Alessandro dos Santos
02. Como medir a pretensão de um livro de Ana Elisa Ribeiro
03. O Voto de Meu Pai de Heloisa Pait
04. Reflexões sobre a Liga Hanseática e a integração de Celso A. Uequed Pitol
05. Os Doze Trabalhos de Mónika. Epílogo. Ambaíba de Heloisa Pait


Mais Marta Barcellos
Mais Acessadas de Marta Barcellos em 2012
01. A Paris de Chico Buarque - 19/10/2012
02. O fim do livro, não do mundo - 20/4/2012
03. O Facebook e a Alta Cultura - 17/8/2012
04. Esquecendo de mim - 25/5/2012
05. O direito autoral vai sobreviver à internet? - 27/1/2012


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MANUAL DE DIREITO PENAL - VOLUME 2 - PARTE ESPECIAL
JULIO FABBRINI MIRABETE
ATLAS
(2003)
R$ 9,50



VENTO NOTURNO
CHARLES DICKENS
CLUBE DO LIVRO
(1975)
R$ 7,00



BIBLIORAMA BRINCANDO E APRENDENDO
SILVIO NAKANO
A D SANTOS
(2006)
R$ 10,00



COMISSÃO COORDENADORA DE ESTUDOS DO NORDESTE - ESTUDO 01
ARENA (ALIANÇA RENOVADORA NACIONAL)
SENADO FEDERAL
(1971)
R$ 19,82



ISTO É 2030 - MÉDIUNS
VÁRIOS AUTORES - REVISTA
TRÊS
(2008)
R$ 9,00



DETECÇÃO DE BATIMENTOS CARDÍACOS UTILIZANDO FPGA
ALEXANDRE TOMAZATI OLIVEIRA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 454,00



REVOLUÇÕES DE INDEPENDÊNCIAS E NACIONALISMOS NAS AMÉRICAS
MARCO A. PAMPLONA; MARIA E. MADER ORG - VOL 2
PAZ E TERRA
(2008)
R$ 15,00



CULTURA E OPULÊNCIA DO BRASIL
ANDRÉ JOÃO ANTONIL
PROGRESSO
(1955)
R$ 29,70



ATLÂNTIDA: O GENE
A. G. RIDDLE
GLOBO ALT
(2015)
R$ 9,00



CONHECIMENTO QUE CONDUZ À VIDA ETERNA
NAO CONSTA
WATCHTOWER
(1995)
R$ 4,90





busca | avançada
46024 visitas/dia
1,1 milhão/mês