Toma! | Adriane Pasa | Digestivo Cultural

busca | avançada
69048 visitas/dia
2,0 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Ambulantes faz show de seu novo disco na Casa de Cultura Chico Science
>>> SESI São José dos Campos apresenta a exposição J. BORGES - O Mestre da Xilogravura
>>> Festival gratuito, diurno, 8o.Festival BB Seguros de Blues e Jazz traz grandes nomes internacionais
>>> Bruno Portella ' Héstia: A Deusa do Fogo ' na Galeria Alma da Rua I
>>> Pia Fraus comemora 40 anos com estreia de espetáculo sobre a vida dos Dinossauros do Brasil
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
>>> Sim, Thomas Bernhard
>>> The Nothingness Club e a mente noir de um poeta
Colunistas
Últimos Posts
>>> Metallica homenageando Elton John
>>> Fernando Schüler sobre a liberdade de expressão
>>> Confissões de uma jovem leitora
>>> Ray Kurzweil sobre a singularidade (2024)
>>> O robô da Figure e da OpenAI
>>> Felipe Miranda e Luiz Parreiras (2024)
>>> Caminhos para a sabedoria
>>> Smoke On the Water (2024)
>>> Bill Ackman no Lex Fridman (2024)
>>> Jensen Huang, o homem por trás da Nvidia (2023)
Últimos Posts
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
>>> Calourada
>>> Apagão
>>> Napoleão, de Ridley de Scott: nem todo poder basta
>>> Sem noção
>>> Ícaro e Satã
>>> Ser ou parecer
>>> O laticínio do demônio
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Cinema em Atibaia (III)
>>> Jornalismo de todos para todos
>>> Das boas notícias
>>> Sociologia de um gênio
>>> A arqueologia secreta das coisas
>>> Mahalo
>>> O iPad não é coisa do nosso século
>>> O prazer, origem e perdição do ser humano
>>> William Faulkner e a aposta de Pascal
>>> Os Estertores da Razão
Mais Recentes
>>> Farmácia Hospitalar de Marcelo Polacow Bisson; Míriam Elias Cavallini pela Manole (2010)
>>> Economia Brasileira na Encruzilhada de Pereira Luiz Carlos Bresser Goncalves pela Fgv (2006)
>>> Filosofia da Educação de Paulo Ghiraldelli Jr. pela Ática (2006)
>>> Farmácia Hospitalar de Marcelo Polacow Bisson; Míriam Elias Cavallini pela Manole (2010)
>>> Economia Brasileira na Encruzilhada de Pereira Luiz Carlos Bresser Goncalves pela Fgv (2006)
>>> Economia Brasileira na Encruzilhada de Pereira Luiz Carlos Bresser Goncalves pela Fgv (2006)
>>> Filosofia da Educação de Paulo Ghiraldelli Jr. pela Ática (2006)
>>> Farmácia Hospitalar de Marcelo Polacow Bisson; Míriam Elias Cavallini pela Manole (2010)
>>> Economia Brasileira na Encruzilhada de Pereira Luiz Carlos Bresser Goncalves pela Fgv (2006)
>>> The Wanted de Chas Newkey Burden; Mariana Varella pela Prumo (2013)
>>> Economia Brasileira na Encruzilhada de Pereira Luiz Carlos Bresser Goncalves pela Fgv (2006)
>>> Filosofia da Educação de Paulo Ghiraldelli Jr. pela Ática (2006)
>>> Economia Brasileira na Encruzilhada de Pereira Luiz Carlos Bresser Goncalves pela Fgv (2006)
>>> Farmácia Hospitalar de Marcelo Polacow Bisson; Míriam Elias Cavallini pela Manole (2010)
>>> Economia Brasileira na Encruzilhada de Pereira Luiz Carlos Bresser Goncalves pela Fgv (2006)
>>> Filosofia da Educação de Paulo Ghiraldelli Jr. pela Ática (2006)
>>> Farmácia Hospitalar de Marcelo Polacow Bisson; Míriam Elias Cavallini pela Manole (2010)
>>> Economia Brasileira na Encruzilhada de Pereira Luiz Carlos Bresser Goncalves pela Fgv (2006)
>>> Filosofia da Educação de Paulo Ghiraldelli Jr. pela Ática (2006)
>>> Brunner e Suddarth - Tratado de Enfermagem Médico-cirúrgica - Vol 1 de Kerry H. Cheever; Janice L. Hinkle pela Gen Guanabara Koogan (2016)
>>> Economia Brasileira na Encruzilhada de Pereira Luiz Carlos Bresser Goncalves pela Fgv (2006)
>>> Microbiologia de Gerard J. Tortora; Berdell R. Funke pela Artmed (2005)
>>> Economia Brasileira na Encruzilhada de Pereira Luiz Carlos Bresser Goncalves pela Fgv (2006)
>>> Por Que Arte-Educação? de João Francisco Duarte Jr. pela Papirus (1991)
>>> Economia Brasileira na Encruzilhada de Pereira Luiz Carlos Bresser Goncalves pela Fgv (2006)
COLUNAS

Quarta-feira, 17/7/2013
Toma!
Adriane Pasa
+ de 4100 Acessos

Quando eu estava no ensino fundamental lá pelos meus sete anos, sofri muito bullying, que na época a gente chamava de aporrinhação mesmo ou crueldade infantil. Bom, eu parecia um piá. Cabelo curto e dentes de Turma da Mônica, sem a mochila da Barbie e o tênis da moda. Só podia dar merda. Tinha uma menina na minha turma, a Viviane, que adorava quebrar minhas bonecas, rasgar meus livros e tirar um sarro da minha cara. Um dia ela jogou cola na minha cadeira e eu não vi. Era a cara da maldade. Sofri pacas. Mas depois mudei de colégio, virei popular e ficou tudo bem. Nunca quis atirar nos coleguinhas ou me matar, nem tive vontade de me vingar da Viviane. Gastei com terapia, é verdade. Mas hoje sou aparentemente normal. Disfarço bem.

Os seres mais evoluídos dizem que é preciso perdoar ou rezar pelos inimigos. Acredito nisso e sou contra a violência e a vingança. Mas a ira não está entre os Sete Pecados Capitais por acaso. Ela faz parte do ser humano. O duro é que alguns a colocam em prática castigando o inimigo das formas mais "criativas".

Prefiro me realizar na arte. Histórias de vingança sempre despertaram interesse nas pessoas. Novelas, filmes, contos de ficção, tudo que tem um coitado sofrendo e que depois dá a volta por cima sempre faz muito sucesso. O povo quer ver o pau comer desde que o mundo é mundo, nem que seja como espectador. E quanto mais trabalhosa a vingança, mais demorada e com requintes de crueldade, mais audiência.

Na literatura, uma das histórias mais famosas é O Conde de Monte Cristo, um romance escrito pelo francês Alexandre Dumas em 1844, que foi adaptado para o cinema por Kevin Reynolds e com Jim Caviezel no papel principal, em 2002. É a história de um homem que foi preso injustamente como traidor, na época de Napoleão Bonaparte. Essa é uma história incrível, a típica "vingança do pipoqueiro". Aliás, tenho uma amiga que vive usando essa expressão e esses dias a gente se perguntou de onde viria. Pesquisei e encontrei várias versões, mas gostei mais dessa: é uma lenda que conta sobre um cavaleiro chamado Sir Blackspot, que detestava pipoca (já começa por aí.quem, em sã consciência, detesta pipoca??). Um belo dia ele humilhou o pipoqueiro Charles Lockwell, um trabalhador honesto e simples, jogando-o numa poça de lama na frente de todo mundo, na região da Normandia. Um bullying tremendo. Foi então que Charles disfarçou-se de cozinheiro, invadiu a casa de Sir Blackspot e preparou um chá do tipo "mata elefante", usando um sonífero poderoso. Aí aproveitou e despejou milho de pipoca na garganta do cavaleiro, enquanto ele dormia.

No dia seguinte, Sir Blackspot saiu em missão nas Cruzadas usando sua notável e brilhante armadura. Aí o sol quente refletiu no metal e estourou a pipoca que estava no estômago dele, que começou a pular feito louco enquanto grãos saltavam de sua boca. Um vexame só. Charles, o pipoqueiro, só rindo e curtindo sua vingança nos bastidores. Aí surgiu a expressão.

Mas essa até que foi leve. Tem histórias bem piores, principalmente quando a pessoa se vinga de uma crueldade sem tamanho, como em Dogville, de Lars von Trier ou em A Morte e a Donzela, de Roman Polanski, onde a protagonista encontra seu algoz muitos anos depois de ter sido torturada por ele, numa situação pra lá de inusitada. Além destes filmes, estão entre os meus preferidos Kill Bill, uma verdadeira obra de arte de Quentin Tarantino (esse gosta do tema vingança), Ela é o Diabo, um clássico dos anos 80 em que uma dona de casa gorda e feia é traída por seu marido com ninguém menos que uma escritora rica, famosa, loira e magra (interpretada por Meryl Streep), Caché, de Michael Haneke, onde um casal recebe fitas de vídeo com imagens de sua casa e desenhos assustadores e a coisa se revela mais misteriosa ainda, envolvendo histórias do passado e o aterrorizante Carrie, a Estranha, história de Stephen King que em 1976 foi adaptada para o cinema por Brian de Palma, um clássico do terror que teve várias outras versões. O cinema tem a habilidade de fazer da vingança um espetáculo, algo bem mais interessante do que um prato frio. Pena que eu não assisti a estes filmes quando criança. Teriam me dado boas ideias.

Seguem algumas sugestões para deixar qualquer pipoqueiro com inveja. Não assistam se tiverem planos malignos em mente.

Carrie, a Estranha (Carrie, 1976), de Brian de Palma (tem outras versões, mas esta é sensacional).

Ela é o Diabo (She-Devil, 1989), de Susan Seidelman.

A Morte e a Donzela (Death and the Maiden, 1994), de Roman Polanski.

O Clube das Desquitadas (The First Wives Club, 1996), de Hugh Wilson.

Sleepers - A Vingança Adormecida (Sleepers, 1996), de Barry Levinson.

Gladiador (Gladiator, 2000), de Ridley Scott.

O Conde de Monte Cristo (The Count of Monte Cristo, 2002), de Kevin Reynolds.

Kill Bill, Vol. I (2003), de Quentin Tarantino.

Oldboy (2003), de Park Chan-wook.

Dogville (2003), de Lars von Trier.

Caché (2005), de Michael Haneke.

V de Vingança (V for Vendetta, 2006), de James McTeigue.

Revenge (série de TV norte-americana de drama criada por Mike Kelley e estrelada por Madeleine Stowe e Emily VanCamp, teve seu primeiro episódio em 2011).

Django Livre (Django Unchained, 2012), de Quentin Tarantino.

Este vídeo famoso no Youtube é de um menino que se vinga do colega reagindo ao bullying, em uma escola australiana. Viviane, essa é pra você.



Nota do Editor: Texto gentilmente cedido pela autora. Originalmente publicado em Cinema sem Blá Blá Blá.


Adriane Pasa
Curitiba, 17/7/2013

Quem leu este, também leu esse(s):
01. A Vida Acontece; ou: A Primeira Vista de Duanne Ribeiro
02. Charge, Cartum e Caricatura de Rafael Lima


Mais Adriane Pasa
Mais Acessadas de Adriane Pasa em 2013
01. Um Lugar para Fugir Antes de Morrer - 15/5/2013
02. Cego, surdo e engraçado - 19/4/2013
03. A grama do vizinho - 23/12/2013
04. Dooois ou um? - 28/10/2013
05. A verdade somente a verdade? - 26/8/2013


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Lazarillo de Tormes - Nivel 3 - Inclui CD
Anónimo
Santillana
(2008)



Runas O Oráculo dos Deuses
Maya Garcia Câmara
Icone
(1995)



Confesso que vivi
Pablo Neruda
Círculo do livro
(1983)



O Combate a Corrupcão Nas Prefeituras do Brasil
Antoninho Marmo Trevisan; Antonio Chizzotti
Atêlia
(2003)



Livro Religião Bílbia Sagrada Edição Pastoral
Diversos
Paulus
(2003)



Livro Literatura Estrangeira Diários de Stefan Volume 2 Sede de Sangue
L. J. Smith
Galera
(2012)



Livro Literatura Estrangeira A Princesa Sob os Refletores
Meg Cabot
Galera Record
(2008)



Literary Essays
Jean Paul Sartre
Citadel



Contratos nominados
Araken De Assis
Revista dos tribunias
(2009)



Livro Literatura Brasileira O Buraco na Parede
Rubem Fonseca
Companhia das Letras
(1995)





busca | avançada
69048 visitas/dia
2,0 milhão/mês