A vingança dos certinhos | Marta Barcellos | Digestivo Cultural

busca | avançada
37376 visitas/dia
1,1 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Leminski, estações da poesia, por R. G. Lopes
>>> Crônica em sustenido
Colunistas
Últimos Posts
>>> Nubank na Hotmart
>>> O recente choque do petróleo
>>> Armínio comenta Paulo Guedes
>>> Jesus não era cristão
>>> Analisando o Amazon Prime
>>> Amazon Prime no Brasil
>>> Censura na Bienal do Rio 2019
>>> Tocalivros
>>> Livro Alma Brasileira
>>> Steve Jobs em 1997
Últimos Posts
>>> O céu sem o azul
>>> Ofendículos
>>> Grito primal V
>>> Grito primal IV
>>> Inequações de um travesseiro
>>> Caroço
>>> Serial Killer
>>> O jardim e as flores
>>> Agradecer antes, para pedir depois
>>> Esse é o meu vovô
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Até você se recompor
>>> Lobão e Olavo de Carvalho
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> Crítica à arte contemporânea
>>> A literatura feminina de Adélia Prado
>>> Jorge Caldeira no Supertônica
>>> A insustentável leveza da poesia de Sérgio Alcides
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
>>> Millôr e eu
>>> As armas e os barões
Mais Recentes
>>> A Vinha do Desejo de Sylvio Back pela Geração Editorial (1993)
>>> Mana Silvéria de Canto e Melo pela Civilização Brasileira (1961)
>>> O Ladrão de Palavras de Marco Túlio Costa pela Record (1983)
>>> Belle Époque de Max Gallo pela Globo/ RJ. (1989)
>>> Sonetos (livro de Bolso) de Antero de Quental pela Edições Cultura/ SP.
>>> O Imprecador de René-Victor Pilhes pela Círculo do Livro
>>> Escola de Mulheres (Capa dura) de Molière (Tradução): Millôr Fernandes pela Circulo do Livro (1990)
>>> Vida Incondicional de Deepak Chopra pela Best Seller (1991)
>>> Poesias Escolhidas de Sá de Miranda pela Itatiaia (1960)
>>> Prosas Históricas de Gomes Eanes De Zurara pela Itatiaia (1960)
>>> Historiadores Quinhentistas de Rodrigues Lapa (Seleção pela Itatiais (1960)
>>> Os Oceanos de Vênus de Isaac Asimov pela Hemus (1980)
>>> O Vigilante de Isaac Asimov pela Hemus (1976)
>>> Today and Tomorrow And... de Isaac Asimov pela Doubleday & Company (1973)
>>> Como Fazer Televisão de William Bluem pela Letras e Artes (1965)
>>> Clipper Em Rede - 5. 01 de Gorki da Costa Oliveira pela Érica (1999)
>>> Para Gostar de Ler - Volume 7 - Crônicas de Carlos Eduardo Novaes e outros pela Ática (1994)
>>> londres - American Express de Michael jackson pela Globo (1992)
>>> Programando em Turbo Pascal 5.5 inclui apêndice da versão 6.0 de Jeremy G. Soybel pela Makron Books (1992)
>>> Lisa- Biblioteca do Ensino Médio -vol. 7 - Ciências - Minerais e sua pesquisa de Aurélio Bolsanelo pela Livros Irradiantes (1973)
>>> Ciências - Corpo Humano de Francisco Andreolli pela Do Brasil (1988)
>>> standard postage stamp catalogue de Sem autor pela Scott (1976)
>>> standard postage stamp catalogue de Sem autor pela Scott (1977)
>>> standard postage stamp catalogue de Sem autor pela Scott (1977)
>>> A World on Film de Stanley Kauffmann pela Harper & Row (1966)
>>> American Wilderness de Charles Jones pela Goushã (1973)
>>> Brazil on the Move de John dos Passos pela Company (1963)
>>> A Idade Verdadeira ( Sinta-se mais Jovem cada dia) de Michael R. Roizen M.D. pela Campus (2007)
>>> The Experience of America de Louis Decimus Rubin pela Macmillan Company (1969)
>>> Regions of the United States de H. Roy Merrens pela Nally & Company (1969)
>>> The Making of Jazz de James Lincoln Collier pela Company (1978)
>>> The Borzoi College Reader de Charles Muscatine pela Alfred. A. Knopf
>>> Architecture in a Revolutionary Era de Julian Eugene Kulski pela Auropa (1971)
>>> Asatru - Os Deuses do Tempo de Bruder pela Do autor (2018)
>>> Talento para ser Feliz de Leila Navarro pela Thomas Nelson Brasil (2009)
>>> Trappers of the West de Fred Reinfeld pela Crowell Company (1957)
>>> Familiar Animals of America de Will Barker pela Alastair (1956)
>>> Asatru - Os Deuses do Tempo de Bruder pela Do autor (2018)
>>> O Outro Lado do Céu de Arthur C. Clarke pela Nova Fronteira (1984)
>>> international human rights litigation in U. S. courts de Beth stephens pela Martiuns (2008)
>>> the round dance book de Lloyd shaw pela Caxton printers (1949)
>>> Fonte de Fogo de Anne Fraisse pela Maud (1998)
>>> The Story of Baseball de John Durant pela Hastings House (1947)
>>> Dicionário de Clínica Médica - 4 volumes de Humberto de Oliveira Garboggini pela Formar
>>> Modern artists na art de robert L. Hebert pela A spectrum book (1964)
>>> A Treasury of American Folklore de Benjamin Albert Botkin pela Crown (1947)
>>> Walk, run, or retreat de Neil V. Sullivan pela Indiana university press (1971)
>>> enciclopédia dos museus--galeria nacional washington de Sem Autor pela Ceam (1970)
>>> Asatru - Os Deuses do Tempo de Bruder pela Do autor (2018)
>>> Four Weddings and a Funeral de Richard Curtis pela Peguin Readers (1999)
COLUNAS

Sexta-feira, 13/6/2014
A vingança dos certinhos
Marta Barcellos

+ de 2300 Acessos

Nos primeiros anos escolares da minha filha, reconheci naquele ambiente algo bastante familiar. Atenta às regras do colégio, ela cumpria suas tarefas, contribuía para que o sistema (rotinas de aprendizado, integração etc) funcionasse, esforçava-se como aluna, pensava coletivamente. Resultado: desaparecia na turma. Era ignorada. No meio do caos típico dos individualismos exacerbados (bagunça), seu comprometimento virava... nada. Toda a atenção dos professores, coordenadores, psicólogos era direcionada para os problemáticos, ou aqueles que percebiam o status propiciado pela habilidade de causar problemas.

Aquilo me era tão familiar (sim, também fui a certinha, ignorada inclusive em casa por ter irmãos mais "problemáticos"), que resolvi fugir do papel de mãe de aluno certinho. Em vez de dizer: ah, meu filho não dá trabalho, nem preciso ir às reuniões da escola, fiz o contrário. Estava sempre presente e disposta, nos encontros de pais, a discutir "coisas sem importância" relacionadas à vivência escolar da minha filha. Depois que todos os pais tinham perguntado sobre os critérios para a recuperação e a reprovação, por exemplo, eu questionava por que os estudantes que já tinham passado de ano não eram dispensados oficialmente nos últimos dias do calendário escolar. Na prática, as aulas eram o reforço para as provas finais, e cabia aos pais perceber a embromação e deixar seus filhos "já passados" faltarem.

A pergunta, claro, parecia inconveniente. Imagino que alguns pais achavam que eu me gabava. Mesmo assim eu mantinha-me firme em meu propósito. Por que a questão de premiar o mérito era menos importante do que a de encontrar soluções para alunos com dificuldades?

Houve uma fase em que o colégio colocava os professores, separados por matérias, à disposição dos pais, para um atendimento individual que acontecia durante uma manhã de sábado, todo semestre. Cada um deles ficava dentro de uma sala, e formava-se uma fila de mães e pais de cenho franzido, a preocupação devidamente autorizada por boletins em vermelho e advertências disciplinares. Na minha vez, eu acabava confirmando a mágoa de minha filha: muitos não sabiam quem ela era. Pegavam uma fichinha com as fotos da turma para reconhecê-la, e então vinha a pergunta: se ela tem boas notas, por que você está aqui? Aí eu perguntava sobre "coisas sem importância", como o relacionamento dela na turma, as dúvidas sobre pesquisas na internet ou o objetivo de alguma atividade promovida pela matéria. Lembro de uma vez ter me explicado:

- Pensei que havia algum problema, porque ela tem sido obrigada a mudar de lugar nas suas aulas, e está bastante chateada com isso.

- Ah, é porque essa turma tem muito problema de disciplina, e eu tento separar os mais bagunceiros.

- Colocando a minha filha no meio, entre dois bagunceiros?

- Exato.

Assim é o certinho que ainda não aprendeu a necessidade de... fazer marketing pessoal. Ele é usado para "ficar no meio", ignorado e utilizado para fazer a estrutura funcionar. Acabará sendo confundido com o "bonzinho", se não mostrar enfaticamente que conhece as próprias qualidades e que seu espírito cooperativo - em relação aos que valorizam problemas e dificuldades - tem limites.

Se na minha vida escolar e familiar cheguei a desempenhar com resignação este desprezado papel cooperativo, na vida profissional logo percebi que era preciso me rebelar. Afinal, para melhorar, a estrutura precisa da contestação dos certinhos - em geral mais embasada que os "pitis" e fricotes dos "problemáticos". Na prática, a tal acomodação "problemático-certinho-problemático", com o certinho na carteira escolar do meio, nivela a tal estrutura (agora sem tanta bagunça) por baixo, pois desloca o foco da competência ou da criatividade discreta para a incompetência histriônica de supostos gênios em potencial.

Pois é, faz parte do pacote "a vingança dos certinhos" denunciar a preguiça dos enrolados, a arrogância dos mimados, as desculpas esfarrapadas dos que sempre parecem vítimas (da sorte, do governo, do chefe, do professor) mas não são vítimas de verdade. Até para distingui-los daqueles que realmente precisam de uma atenção especial para seus problemas.

Ultimamente fala-se muito de meritocracia de um jeito torto. Ela passou a ser defendida por conservadores para atacar a defesa das minorias - por meio das cotas, por exemplo. Pois eu sou a favor das cotas, da defesa das minorias e também da meritocracia. O mérito deve ser adotado como regra justamente para se combater os privilégios estabelecidos por uma elite que aprendeu a perpetuar seus privilégios. São os filhos/herdeiros dessa elite que se valem de relacionamentos e jeitinhos para escamotear a preguiça ou a falta de competência. É um raciocínio de "mereço mais atenção que os outros" que começa lá na escola particular da classe média alta. E que acaba sendo avalizada vida afora, graças a indicações, fisiologismo, ajudinhas entre compadres abastados.

Se alguém realmente precisa de apoio, por ser vítima de discriminação ou de um problema real, defendo a total compreensão dos certinhos - inclusive institucionalizada. Mas, se tudo não passar de fricote de mimado, viva a meritocracia.



Marta Barcellos
Rio de Janeiro, 13/6/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Educando as velhas gerações de Carla Ceres
02. Sobre jabutis, o amor, a entrega de Elisa Andrade Buzzo
03. O futuro do ritual do cinema de Marta Barcellos
04. Um noir cubano de Luiz Rebinski Junior
05. Meus segredos com Capitu de Ana Elisa Ribeiro


Mais Marta Barcellos
Mais Acessadas de Marta Barcellos em 2014
01. Esquerda x Direita - 24/10/2014
02. Escritor: jovem, bonito, simpático... - 5/9/2014
03. O turista imobiliário - 14/8/2014
04. Quase cinquenta - 14/3/2014
05. Philomena - 7/2/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




REFLEXÕES SOBRE ENSINO-APRENDIZAGEM DE INGLÊS NO AMBIENTE DE TRABALHO
MARIA APARECIDA GAZOTTI VALLIM
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 454,00



A HIBRIDAÇÃO DOS MEIOS DE REPRESENTAÇÃO NO ATELIER DE PROJETO
VAGNER WOJCICKOSKI
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 524,00



DESCOBRINDO A ALEGRIA DE VIVER
SALLE MERRILL REDFIELD
SEXTANTE
(2005)
R$ 11,70



MARKETING INDUSTRIAL
JOSÉ CARLOS TEIXEIRA MOREIRA
ATLAS
(1993)
R$ 4,20



O AUXÍLIO ADMINISTRATIVO DAS AUTORIDADES TRADICIONAIS EM MOÇAMBIQUE
LUCIANA MARTINS CAMPOS
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00



A INVERSÃO DA OLHADELA ALTERAÇÕES NO ATO DO ESPECTADOR TEATRAL
FLÁVIO DESGRANGES
HUCITEC
(2012)
R$ 250,00



FANTASIA CONCERTANTE PARA PIANO, CLARINETA E FAGOTE DE VILLA-LOBOS:
RICARDO FERREIRA
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 293,00



CRESCER ATRAVÉS DO SOFRIMENTO
ZILMA GURGEL CAVALCANTE
CIA DOS LIVROS
(2011)
R$ 22,00



MANUAL DE MANUTENÇÃO DE PONTES FERROVIÁRIAS
ANA LUCIA SAAD
PINI
R$ 95,70



O LIVRO SECRETO DO MARCELINHO
ERIK GUSTAVO
ZÁS
(2012)
R$ 17,90





busca | avançada
37376 visitas/dia
1,1 milhão/mês