Escritor: jovem, bonito, simpático... | Marta Barcellos | Digestivo Cultural

busca | avançada
68942 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> CANTORA E ATRIZ SANDRA PÊRA NO SESC BELENZINHO
>>> TDEZESSEIS
>>> Curso de direção de palco é gratuito nos dias 16 e 17/12
>>> Ultima apresentação da peça (A) Dor (A)
>>> ABERTURA DA EXPOSIÇÃO “O CAMINHO DAS PEDRAS'
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
>>> Sem chance
>>> Imcomparável
>>> Saudade indomável
>>> Às avessas
>>> Amigo do tempo
>>> Desapega, só um pouquinho.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Baiano bom de prosa
>>> Lost: Mistérios sem Solução
>>> YouTube, lá vou eu
>>> Meu 16 de Agosto
>>> André Mehmari, um perfil
>>> O profeta da aldeia global
>>> Ecos Musicais
>>> Eu sou a favor do impeachment, mas eu acho triste
>>> E cá já moiro por vós
>>> Cultura do livro digital?
Mais Recentes
>>> Refúgio dos Sonhos - Superomance de Robyn Anzelon pela Nova Cultural (1985)
>>> Utopia e Disciplina de André Villas Boas pela 2Ab (1998)
>>> Como contactar os seus guias espirituais ( Ler descrição ) de Ted Andrews pela Estampa (1993)
>>> Essays on Actions & Events de Donald Davidson pela Oxford (1980)
>>> Cálculo Tensorial Volume 2 de Emil Sánchz pela Interciência (2011)
>>> Como contactar os seus guias espirituais de Ted Andrews pela Estampa (1993)
>>> Einstein e o Brasil de Ildeu de Castro Moreira, Antonio Augusto Passos Videira pela Ufrj (1995)
>>> As Portas da Transfiguração de Jean-Yves Leloup pela Vozes (2019)
>>> Filosofia del derecho y fenomenologia existencial de José M vilanova pela Cooperadora de derecho y ciencias sociales (1973)
>>> Os segredos da mente milionária de T Harv Eker pela Sextante (2020)
>>> Os Evangelhos: Um Guia para a Leitura de Carlo Broccardo pela Vozes (2019)
>>> Introdução à ciência do direito 1º ano de Goffredo da silva telles pela Cátedra (1957)
>>> Discurso 17 de Bento Prado Jr. e Outros pela Polis (1988)
>>> Psicogênese da língua escrita de Emilia Ferreiro e Ana Teberosky pela Artes médicas (1985)
>>> Metodologia do Trabalho Científico de Antônio Joaquim Severino pela Cortez (2008)
>>> Educação: Modernização ou dependência? de Pedro Benjamim Garcia pela Francisco Alves (1977)
>>> Minha Mãe Aparecida de Pe. José Eduardo de Oliveira e Silva pela Ecclesiae (2017)
>>> Hospitalidade: Saberes e Fazeres Culturais em Diferentes Espaços Sociais de Darci Kops pela Educs (2014)
>>> Filosofia do direito de Paulo dourado de gusmão pela Forense (1985)
>>> comentários ao código penal Comentários ao código penal vol 3 art 75 a 101 de Nelson Hungria pela Forense (1956)
>>> Ordenação Pastoral: Perspectiva Histórica, Ecumênica e de Gênero de Carlos Jeremias Klein pela Fonte Editorial (2017)
>>> Free Will de Gary Watson pela Oxford Readings in Philosophy (1982)
>>> Comentários ao código penal vol 1 Art 1 a 10 de Nélson Hungria pela Forense (1955)
>>> Inteligência emocional e a arte de educar nossos filhos de Daniel Goleman, Ph. D pela Objetiva (1997)
>>> Catolicismo: Uma Viagem ao Coração da Fé de Robert Barron pela Quadrante (2019)
COLUNAS

Sexta-feira, 5/9/2014
Escritor: jovem, bonito, simpático...
Marta Barcellos

+ de 5700 Acessos

O autor jovem está em alta. Quem observou foi a minha colega de Digestivo Eugenia Zerbini em sua última coluna. Ela esteve na última Flip e se surpreendeu com a ênfase dada, na apresentação de alguns escritores, à sua qualidade de "jovem". Era "jovem escritor" pra cá, "jovem escritora" pra lá.

O mito da juventude, tão explorado pelo marketing e pela moda, seria o novo filão do mercado editorial, concluiu ela, espantada quando soube de uma agente literária especializada na faixa etária mais baixa. "Mas você já tem 30 anos!", imaginei a tal agente argumentando a um candidato a fazer parte de seu "cast". E o coitado se arrependeria de ter preferido ler alguns clássicos antes de começar a escrever o primeiro romance. A escrita, como se sabe, parte sempre da leitura. Mesmo se considerarmos a vertente que defende uma boa biblioteca como mais relevante do que uma experiência de vida alentada (numa espécie de disputa entre a literatura erudita de Borges e a aventureira de Hemingway), algum tempo físico se faz necessário ao jovem para tornar-se de fato um escritor.

Em determinados ofícios, ao contrário, a pouca idade é imprescindível. Em geral, são aqueles relacionados à aparência ou desenvoltura física, como no caso dos atletas e modelos. Sempre achei muito triste a carreira curta dessas pessoas, consideradas "velhas" com vinte e poucos anos. Se não despontaram ainda adolescentes, logo são abandonadas por treinadores, tutores e empresários, todos de olho em "novas promessas" - em geral crianças treinadas por seus pais desde cedo para serem tenistas de ponta, virtuosos da música clássica, primeiras bailarinas. Ou ainda novas Giseles, tão logo revelem corpos esguios e rostos exóticos.

Quando ouço na TV um comentarista vaticinando, com naturalidade, que aquela será a última Olimpíada ou Copa do Mundo de determinado atleta, imagino o pânico de viver tal contagem regressiva tão cedo. Como se fosse uma primeira morte, antes daquela que será precedida pela velhice real.

Agora, faria sentido um autor ser considerado "velho" porque "já" tem 40 ou 50 anos? Porque não é mais uma promessa mercadológica? Mesmo sem sentir-se descartado, se apostar em suas qualidades literárias, ele deve perceber que a juventude tornou-se um atributo hoje desejável ao qual não tem mais condições de corresponder.

Como a escrita não exige esforço ou desenvoltura física, duas hipóteses justificariam o interesse maior por um jovem escritor do que por outro que não pode ser apresentado desta forma. A primeira é a de que a aparência física, em tempos de feiras literárias, palestras e muita exposição pública, precise atender aos parâmetros de beleza e juventude vigentes no mundo das celebridades. O escritor seria mais um artista a sofrer com este tipo de exigência estética, como já acontece com atores ou cantores.

A segunda hipótese é a de que a literatura produzida pelo jovem tenha um frescor ou uma contemporaneidade que a destaquem da mesmice do mercado, ou da tradição que precisa urgentemente ser renovada. Neste último caso, de qualquer forma, ou acredita-se numa espécie de genialidade inexplicável, evocando-se os grandes autores que escreveram cedo grandes livros, ou imagina-se que a "novidade do novo" será suficiente, e compensará alguma ingenuidade e falta de maturidade (conhecimentos, vivências, leituras) inevitável em um escritor de pouca idade.

A ironia é que a confirmação do talento de autores festejados pelo atributo da juventude virá somente com o tempo. Ou, quem sabe, acharemos natural "consumir" autores jovens para descartá-los depois do segundo ou terceiro livro, em nossa busca por respostas do mundo contemporâneo aos dilemas da arte, e especialmente da literatura.

***

Longe do universo da cultura ou dos esportes, a valorização excessiva da juventude parece afetar hoje uma penca de profissões. Com exceção de poucas e sólidas carreiras, como a medicina ou a advocacia, em várias áreas as qualidades relacionadas à experiência são desprezadas, enquanto aumentam de status aquela evocadas pela condição de jovem dos novos profissionais.

Em coluna recente, a jornalista Cora Rónai fez um mea culpa por ter caído na armadilha, depois de receber o puxão de um leitor. Ela havia se referido, em texto anterior, a "duas arquitetas jovens, simpáticas e competentes". Marcos Josuá, arquiteto de 63 anos, deu uma bronca exemplar, reproduzida pela colunista:

"Sempre me parece que ser jovem é um atributo a mais para a profissão, quando deveria ser ao contrário, pois quanto mais velho, mais sábio e experiente se é. Além disso, todo arquiteto é obrigado a ser 'jovem', mesmo que tenha 90 anos, pois tem que estar antenado com os novos materiais que surgem e com as tendências da arquitetura, além de ter a mente aberta a qualquer novidade. Isto parte até mesmo dos próprios profissionais da área, que nas Casas Cor da vida insistem em denominar os ambientes que criam como 'o quarto do jovem casal' ou 'o apartamento do jovem executivo' e por aí vai, como se as pessoas de mais idade não existissem e não precisassem de quartos ou de apartamentos."


Marta Barcellos
Rio de Janeiro, 5/9/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Sombras Persas (III) de Arcano9


Mais Marta Barcellos
Mais Acessadas de Marta Barcellos em 2014
01. Esquerda x Direita - 24/10/2014
02. Escritor: jovem, bonito, simpático... - 5/9/2014
03. O turista imobiliário - 14/8/2014
04. Quase cinquenta - 14/3/2014
05. Philomena - 7/2/2014


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




O Fantasma
G Warevel
Cdl
(1972)



Excalibur - as Crônicas de Arthur - Vol 3 / 13ª Ed
Bernard Cornwell
Record
(2010)



Poemas Satíricos
Gregório de Matos
Martini Claret
(2008)



A Filosofia em Questão
Pierre Fougeyrollas
paz e terra
(1967)



Delírio - Um Novo Conceito Projetado em Cinemas
José Paulo Fiks
via lettera
(2002)



Diário de um mistério
Shirley Souza
escala educacional
(2008)



Agnelli - o Todo Poderoso da Fiat
Alan Friedman
Best Seller
(1989)



Babbitt (1972)
Sinclair Lewis
Abril
(1972)



Encontros de Oração Biblica
Pe. Sandro Schiattarella Pime
Paulinas
(1978)



Quem É Você Quando Você Está Só?
Bernardo Vilares
Chiado
(2017)





busca | avançada
68942 visitas/dia
1,6 milhão/mês