Quase cinquenta | Marta Barcellos | Digestivo Cultural

busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
>>> Banco Inter É uma BOLHA???
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> As ligações perigosas
>>> Apresentação
>>> Micro-Twitter-Blogging
>>> Balanceando
>>> Talvez...
>>> 2007 e os meus CDs ― Versão Internacional 1
>>> A felicidade, segundo Freud
>>> Memória das pornochanchadas
>>> Magia além do Photoshop
>>> Meu Telefunken
Mais Recentes
>>> Comunicando Mensagens Bíblicas de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Comunicando Mensagens Bíblicas de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Guia de Interpretação de Diego Grando pela Leitura XXI (2015)
>>> Princípios e Métodos de Ensino - Curso 8 de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Princípios e Métodos de Ensino - Curso 8 de Dennis J. Mock pela Dennis J. Mock (2002)
>>> Demolidor o Homem sem Medo Nº18 - Confronto Com a Yakuza de Marvel pela Panini (2005)
>>> Cidadania Pequena: Série Polêmicas do Nosso Tempo de Pedro Demo pela : Autores Associados (2001)
>>> Senhor, Faça de Minha Vida um Milagre! de Raymond C. Ortlund pela Mundo Cristão (1986)
>>> Prosperidade Profissional de Luiz Antonio Gasparetto pela Vida e Consciência (1996)
>>> Os Muçulmanos na Península Ibérica de Ruy Andrade Filho pela Contexto (1994)
>>> Monstro do Pântano Especial: a Morte Ronda o Homem-morcego de Bissette / Broderick / Randall / Barreto pela Vertigo/dc. Comics (1999)
>>> Microbiologia Clínica de Roberto A. de Almeida Moura pela Mc Will (1986)
>>> Diferencial Competitivo - o Segredo para Alcançar Nelhores Resultados. de John L. Nesheim pela : Best Seller (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> O Direito Humano Fundamental ao Desenvolvimento Social: .. de Sabrina Morais pela Oab/sc (2007)
>>> Conhecendo Erval Velho - Dinâmicas e Perspectivas de Maurício A. dos Santos - Org. pela Modelo (2011)
>>> A Saga da Wilson Sons de Patricia Saboia pela Index - Basi (1997)
>>> Paixão por Cabelos: Instruções Passo a Passo para Criar 82 Penteados de Christina Butcher pela Sextante (2015)
>>> Conceitos Sobre Advocacia, Magistratura, Justiça e Direito de B. Calheiros Bomfim pela Oab (2006)
>>> Ouvidos Dominantes Vozes Silenciadas de Noeli Gemelli Reali pela Argos (2001)
>>> O Petróleo é Nosso - 1948/1953 - a Campanha no Paraná de Carlos Alfredo Gomes pela Cefuria (2005)
>>> Glossário de Oceanografia de Argeo Magliocca pela Nova Stella (1987)
>>> A Estratégia da Teia de Aranha de Amit S Mukherjee pela Campus (2009)
>>> Descomplicando a Vida de Christoph Schalk pela Esperança (2005)
>>> Ouvindo os Passos da Memória de Álvaro de Carvalho pela Do Autor
>>> Educar é Apontar Caminhos - Reflexões para o Desenvolvimento de José Zinder pela Autor (2000)
>>> Hipnotismo e Auto-hipnotismo de Indução Rápida de Ana Cristina Massa pela Biruta (2009)
>>> Caminhando para o Cárcere da Liberdade e Outros Escritos de Alexsandro Grola pela Literatura Brasileira (2013)
>>> Charlottes Web de E. B. White pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White pela Harper USA (1992)
>>> Charlottes Web de E. B. White pela Harper USA (1992)
>>> Fotoleitura de Paul R. Scheele pela Summus (1995)
>>> O Rosto Materno de Deus de Leonardo Boff pela Vozes (2000)
>>> Terapia do Abraço 2 de Kathleen Keating pela Pensamento (2012)
>>> História Resumida da Civilização Clássica - Grécia/Roma de Michael Grant pela Jorge Zahar (1994)
>>> Cães de Guerra de Frederick Forsyth pela Record (1974)
>>> Jogo Duro de Mario Garnero pela Best Seller (1988)
>>> Psicologia do Ajustamento de Maria Lúcia Hannas, Ana Eugênia Ferreira e Marysa Saboya pela Vozes (1988)
>>> Uma Mulher na Escuridão de Charlie Donlea pela Faro (2019)
>>> Pra discutir... e gerar boas conversas por aí de Donizete Soares pela Instituto GENS (2015)
>>> Educomunicação - o que é isto de Donizete Soares pela Projeto Cala-boca já morreu (2015)
>>> Ficções fraternas de Livia Garcia-Roza - organizadora pela Record (2003)
>>> Prisioneiras de Drauzio Varella pela Companhia das Letras (2017)
>>> O diário de Myriam de Myriam Rawick pela Dark Side Books (2018)
>>> Contos de Rubem Fonseca pela Nova Fronteira (2015)
>>> Notícias - Manual do usuário de Alain de Botton pela Intrínseca (2015)
>>> Um alfabeto para gourmets de MFK Fisher pela Companhia das Letrs (1996)
>>> Os Mitos Celtas de Pedro Paulo G. May pela Angra (2002)
>>> A vida que ninguém vê de Eliane Brum pela Arquipélago Editorial (2006)
COLUNAS >>> Especial Idade

Sexta-feira, 14/3/2014
Quase cinquenta
Marta Barcellos

+ de 2900 Acessos

Um texto inspira o outro. Talvez os leitores do Digestivo não saibam como acontece a dinâmica que gera "especiais" por aqui, mas quase sempre é assim: um assunto do momento rende um debate ou um primeiro texto, que alguém do grupo de colunistas elogia ou comenta. A repercussão leva o editor Julio Daio Borges, ou outro, a sugerir o lançamento de uma série "especial", com uma pauta/convite aberta a todos os colaboradores.

Particularmente, não sou muito afeita a temas autobiográficos. Já tive meus tempos de blog, e hoje sou discreta nas redes sociais. Na verdade, ando tentando trilhar um caminho inverso: esquecer um pouco de mim mesma, sair do sufocante - e às vezes tentador - atoleiro narcisista que domina nossos tempos, me deixar atravessar por "outros eus", assumidamente inventados ou não. Enfim, ficção - como diria Eduardo Coutinho sobre os personagens de seus "documentários", que recebiam carta branca do cineasta para inventarem suas próprias narrativas autobiográficas.

Mas não tem jeito; são os nossos tempos. Há que se encarar o interesse autobiográfico. Consegui, sem esforço, fugir do apelo para falar das minhas origens familiares, mas fui fisgada pelo debate em torno da idade, que afinal nem sei se vai render um "especial". Afinal, como eu dizia lá em cima, é sempre um texto (no caso, um depoimento) que inspira outro texto. Ou não.

Explicando melhor: Julio escreveu sobre seus 40 anos, e, diante da boa repercussão, propôs um especial "Idade". Duanne Ribeiro apresentou um motivo para declinar que lhe pareceu óbvio: tem apenas 26 anos. Nem data redonda é. Mesmo assim, alguns depoimentos se seguiram naquela troca de e-mails, em torno das vantagens da maturidade - quando já se sabe o que se quer da vida. É mesmo provável que os mais velhos não tenham muito interesse nas reflexões sobre idade dos mais novos.

Foi aí que o meu "eu", o tal que eu pretendia esquecer, botou as manguinhas de fora. "Ah, eu já passei dessa fase saber o que se quer da vida" - ele se gabou, no diálogo imaginário com o grupo. Como aconteceu com o Júlio, pintou um medinho de adotar "discurso de velho", e não entrei no debate naquele momento.

Dizem que velho é a pessoa com 20 anos a mais que você (sim, Duanne é velho para alguém). Então, para mim, velho é o sujeito com 68 anos, especialmente aquele que afirma coisas como "no meu tempo é que a música era boa" ou "a internet afasta as pessoas". Bato na madeira três vezes e penso nas estratégias para chegar lá sem me transformar nesse tipo de velho. E, claro, torcer para as pessoas de 28 anos, as tais para quem sou irremediavelmente velha, me acharem moderninha, cabeça aberta ou sei lá que gíria elas usam no momento...

Mas não vou me perder, antes que alguém (jovem) pense que (já) estou com problemas de memória. O comentário que me havia provocado para o debate sobre idade dizia respeito a não se perder mais tempo com o que não vale a pena, ou não se gosta. Na maturidade, não temos tanta necessidade de agradar os outros, e o autoconhecimento costuma ser suficiente para se fazer opções melhores, aquelas com mais chances de nos fazer nos tornarmos nós mesmos. Sim, eu me lembro de alguma idade passada em que senti fortemente este sentimento: por que estou perdendo tempo com essas pessoas de quem não gosto?, por exemplo. E a descoberta da liberdade inesperada me encheu de alegria.

Assim foi. Acredito que fiz boas opções nesta virada para a maturidade. Pode ser que aquela tenha sido a minha idade do "sol do meio dia", o tal momento exato em que as sombras desaparecem, e nada se esconde, marcado pelo meio do caminho da vida, referido por Nietzsche. Só que existe um complicador para se estabelecer o momento certo da crise e das reflexões da meia idade: quando será exatamente o meio do caminho da nossa vida? Aquele em que podemos planejar uma "vida nova", a segunda metade de nossa vida?

Dante tinha 35 anos quando escreveu o primeiro verso da Divina comédia, "No meio do caminho de nossa vida". Quando Barthes, inspirado por Dante, começou a desenvolver um projeto de "Vita Nova", de suposta preparação de um romance, já passava dos 60 anos. Morreu no ano seguinte ao anúncio de seu plano, atropelado por um ônibus. Em A preparação do romance, ele justifica o seu projeto lembrando que o sentimento de ser mortal não é "natural": a consciência de que "os dias estão contados" só costuma se dar a partir de certa idade. Será esta a idade ideal para reflexões?

Bem, reflexões são sempre bem vindas - e o leitor deve sempre estar atento às possíveis sombras, no caso de elas não terem sido geradas exatamente ao meio dia. Pois, como eu ia dizendo, fiquei feliz quando percebi já saber do que gosto, o que quero etc. Mas depois... bem, percebi que, se só fizesse o que gosto, eu não descobriria as coisas que ainda não sei que gosto. Então é ótimo não perder tempo com automatismos bobos, comportamentos no fundo impostos pela sociedade, pela família etc - mas também é bom estar aberto para experimentar algo que talvez não seja bom.

Os tais "velhos" de 68 anos que se tornaram meu antiexemplo se acomodaram nesta suposta felicidade de saber do que gostam. Se já descobriram a boa música, por que escutar este barulho de hoje em dia? Eu, no entanto, sei hoje, definitivamente, que não sei tanto assim sobre o que gosto, e que ainda preciso experimentar de quase tudo, para nunca saber de nada. "Definitivamente?" Escapou, sorry. Se eu tiver alguma certeza definitiva prometo escrever sobre a minha crise dos 50, no ano que vem. Quem sabe consigo a atenção daqueles que ainda não chegaram lá.



Marta Barcellos
Rio de Janeiro, 14/3/2014


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Viena expõe obra radical de Egon Schiele de Jardel Dias Cavalcanti
02. A Puta, um romance bom prá cacete de Jardel Dias Cavalcanti
03. O turista imobiliário de Marta Barcellos
04. American Dream de Marilia Mota Silva
05. Sultão & Bonifácio, parte I de Guilherme Pontes Coelho


Mais Marta Barcellos
Mais Acessadas de Marta Barcellos em 2014
01. Esquerda x Direita - 24/10/2014
02. Escritor: jovem, bonito, simpático... - 5/9/2014
03. O turista imobiliário - 14/8/2014
04. Quase cinquenta - 14/3/2014
05. Philomena - 7/2/2014


Mais Especial Idade
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




É PROIBIDO CHORAR
J. M. SIMMEL
NOVA FRONTEIRA
(1983)
R$ 4,00



CONSAGRA-TE AO TEU MINISTÉRIO
PE. MÁRLON MÚCIO
PALAVRA DE PRECE (TAUBATÉ)
(2005)
R$ 12,28



GILSON MARTINS - VIAJANDO NO DESIGN
GLÁUCIA CENTENO, MARTINS GILSON
ESTAÇÃO DAS LETRAS
(2008)
R$ 40,00



JOHNNY DEPP
DANNY WHITE
BEST SELLER
(2011)
R$ 20,00



LEDA
ROBERTO POMPEU DE TOLEDO
OBJETIVA
(2006)
R$ 14,00



AUTOMÓVEL - 1ª EDIÇÃO BRASILEIRA
ARTHUR HAILEY
NOVA FRONTEIRA
(1971)
R$ 7,00



CABEÇA DE PAPEL
PAULO FRANCIS
CIVILIZAÇÃO BRASILEIRA
(1977)
R$ 25,00
+ frete grátis



UM CRIME ENTRE CAVALHEIROS
JOHN LE CARRÉ
ESTADÃO
(1997)
R$ 4,00



A ERA DOS REIS DIVINOS - O DESPERTAR DA CIVILIZAÇÃO...
EDITORES DE TIME LIFE
ABRIL LIVROS
(1989)
R$ 5,00



RAZÃO E DISCURSO
MARIO LOURENÇO
VOZES
(2000)
R$ 52,00





busca | avançada
38130 visitas/dia
1,3 milhão/mês