Memorial de Berlim | Marilia Mota Silva | Digestivo Cultural

busca | avançada
23442 visitas/dia
890 mil/mês
Mais Recentes
>>> Comédia dirigida por Darson Ribeiro, Homens no Divã faz curta temporada no Teatro Alfredo Mesquita
>>> Companhia de Danças de Diadema leva projeto de dança a crianças de escolas públicas da cidade
>>> Cia. de Teatro Heliópolis encerra temporada da montagem (IN)JUSTIÇA no dia 19 de maio
>>> Um passeio imersivo pelos sebos, livrarias e cafés históricos do Rio de Janeiro
>>> Gaitista Jefferson Gonçalves se apresenta em quinteto de blues no Sesc Belenzinho
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A cidade e o que se espera dela
>>> De pé no chão (1978): sambando com Beth Carvalho
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Como medir a pretensão de um livro
>>> Nenhum Mistério, poemas de Paulo Henriques Britto
>>> Nos braços de Tião e de Helena
>>> Era uma casa nada engraçada
>>> K 466
>>> 2 leituras despretensiosas de 2 livros possíveis
>>> Minimundos, exposição de Ronald Polito
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jornada Escrita por Mulheres
>>> Pensar Edição, Fazer Livro 3
>>> Juntos e Shallow Now
>>> Dicionário de Imprecisões
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Gryphus Editora
>>> Por que ler poesia?
>>> O Livro e o Mercado Editorial
>>> Mon coeur s'ouvre à ta voix
>>> Palestra e lançamento em BH
Últimos Posts
>>> Diagnóstico falho
>>> Manuscrito
>>> Expectativas
>>> Poros do devir
>>> Quites
>>> Pós-graduação
>>> Virtuosismo
>>> Evanescência
>>> Um Certo Olhar de Cinema
>>> PROCURA-SE
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica
>>> Parangolé: anti-obra de Hélio Oiticica
>>> Livros na ponta da língua
>>> Livros na ponta da língua
>>> Medo e Delírio em Las Vegas
>>> O negócio (ainda) é rocão antigo
>>> O negócio (ainda) é rocão antigo
>>> Weezer & Tears for Fears
>>> Um Brecht é um Brecht
>>> O engano do homem que matou Lennon
Mais Recentes
>>> Ninho de Anjo de Lia- Rosa Reuse pela Cbve (2007)
>>> Para uma Linda Mulher de Tito Alencar pela Maceió Alagoas (2002)
>>> Falsa Impressão - a Rainha do Supra- Sumo - Temporada de Caça - ... de Vários Autores pela Readers Digest (2007)
>>> Cilada - Rosie - Duas Lindas Meninas de Azul - Órbita de Vários Autores pela Readers Digest (2007)
>>> O último Jurado - Noites de Chuva e Estrelas - o Vôo da Liberdade .... de Vários Autores pela Readers Digest (2007)
>>> O Pensamento Vivo de Jorge Luis Borges 16 de Martin Claret pela Martin Claret
>>> Família Trabalho Política de Ireneu Martim Organizador pela Universidade Champagnat (1992)
>>> Flashes de Manoel Ramos e Neide Ramos pela Editoração (2002)
>>> A Biblioteca de Ciências Sociais a Evolução do Capitalismo de Maurice Dobb pela Ed. Zahar (1971)
>>> Princípios de Sociologia Geral de Salim Sedeh pela Edicel
>>> Medidas Educacionais de Richard H. Lindeman pela Ed. Globo/ Mec (1976)
>>> Lima Barreto Crônicas Escolhidas de Folha de S. Paulo pela Ed. ática (1995)
>>> O Cão Amarelo de Georges Simenon pela Ed. Globo
>>> O Maior Milagre do Mundo de Og Mandino pela Record
>>> O Herói da Torre de Hans Hellmut Kirst pela Publicações Europa- América
>>> Brás, Bexiga e Barra Funda de A. Alcântara Machado pela Estadão/ Kilck (1999)
>>> Brás, Bexiga e Barra Funda de A. Alcântara Machado pela Estadão/ Kilck (1997)
>>> Fogo Morto 10 de José Lins do Rego pela Estadão/ Kilck
>>> Romance Edição 16 ao Abrigo de Seus Braços de Jackie Braun pela Harlequin Books (2007)
>>> The Buenos Aires Affair de Manuel Puig pela Nova Cultural (1987)
>>> Clássicos da Literatura Senhora de José de Alencar pela Ed. Sol90 (2004)
>>> O Pensamento Vivo de Machado de Assis 31 de Marcelo Whately Paiva Organização pela Martins Claret (1992)
>>> Barão de Paranapiacaba Vida e Obra de Camilo Abrantes pela Santos (1978)
>>> Guia 2002 Comer e Beber de Veja São Paulo pela Abril (2002)
>>> Redenção a Continuação do Best Seller Trindade de Leon Uris pela Ed. Record (1996)
>>> Relações Perigosas de Laclos pela Ed. Globo (1987)
>>> Raul de Leôni Trechos Escolhidos de Luiz Santa Cruz pela Agir (1961)
>>> O Amante de Marguerite Duras pela Riográfica
>>> Acima de Qualquer Suspeita de Scott Turow pela Ed. Record
>>> Petróleo o Preço da Dependência o Brasil na Crise Mundial de Alberto Tamer pela Ed. Nova Fronteira (1980)
>>> Platão por Mitos e Hipóteses de Lygia Araujo Watanabe pela Ed. Moderna (1995)
>>> O Arquivo de Chancellor de Robert Ludlum pela Ed. Record
>>> Maria Madalena e o Santo Graal de Margaret Starbird pela Sextante (2004)
>>> Tocaia Grande- a Face Obscura de Jorge Amado pela Record (1984)
>>> A Herança Scarlatti de Robert Ludlum pela Ed. Nova Fronteira (1983)
>>> A Visita do Casal Osterman de Robert Ludlum pela Ed. Nova Fronteira (1983)
>>> A Agenda Icarus de Robert Ludlum pela Ed, Guanabara (1989)
>>> O Júri de John Grisham pela Rocco (1998)
>>> O Senhor Embaixador de Erico Verissino pela Ed. Globo
>>> O Falcão Maltês de Dashiell Hammett pela Nova Cultural
>>> O Pecado de Liza de Somerst Maugham pela Riográfica
>>> Lembranças de um Dia de Verão de Irwin Shaw pela Nova Cultural
>>> Tira- Dúvidas Ortografia de Douglas Tufano pela Ed. Mordena (2001)
>>> Os Estupradores de Harold Robbins pela Record (1996)
>>> A Intimação de John Grisham pela Ed. Rocco (2002)
>>> Comunicação as Funções da Propaganda de Alfredo Carmo e Outros pela Publinform
>>> Novas Lições de Amor de Eguinaldo Helio de Souza pela Família Com Deus
>>> Special Noite Quentes no Deserto Edição 02 o Príncipe do Desejo de Lucy Monroe pela Harlequin Books (2008)
>>> Paixão Edição 150 Coração Descoberto Grávida! de Trish Morey pela Harlequin Books (2009)
>>> Com a Cabeça Eo Coração de Marcos Antonio Gonçalves pela áurea (2005)
COLUNAS

Quarta-feira, 23/12/2015
Memorial de Berlim
Marilia Mota Silva

+ de 3200 Acessos

Estive em Berlim, olhando restos do muro que durante mais de vinte anos dividiu a cidade. Não era um muro, simplesmente, eram muralhas paralelas. Entre os dois paredões ficava a Zona da Morte, com torres de vigia, cães e soldados treinados para matar qualquer coisa que se movesse.



Dos terraços do Memorial, na Bernauer Strasse, se vê partes dessa estrutura preservada para a história.

No chão, discretas em meio do gramado, várias placas indicam o local onde os que tentaram fugir tombaram fuzilados.Pessoas totalmente e sabidamente inocentes que só queriam ir e vir. Não aceitavam ser prisioneiras do Estado.

O muro contornava edificios, monumentos, atravessava praças, passava no meio de ruas e avenidas, bloqueava estações de metrô, isolava o Portão de Brandenburg, marco histórico da cidade, e o palácio do governo de cujas escadarias Hitler tantas vezes inflamou a multidão.

Mal comparando seria como construir uma muralha na frente do Teatro Municipal no Rio, separando-o da Cinelândia e do resto da cidade, e punindo com a morte quem tentasse passar para o outro lado; ou na Praça da Sé em São Paulo. Uma insanidade tão absoluta que se duvidaria que tivesse acontecido, não fosse tudo tão recente e bem documentado.

Não se divide uma cidade grande e antiga de um dia para o outro. O processo foi longo, bem planejado.
Primeiro separaram o fornecimento de gás, de luz, os trilhos dos bondes, as linhas de ônibus. O metrô foi proibido de parar nas estações do leste, que se tornaram estações-fantasma.
Construiram postos de controle com guardas armados. Puseram cercas provisórias de arame-farpado. Quando terminaram de construir o muro, aí sim, toda a comunicação foi interrompida. Famílias e amigos, separados para sempre, e sem direito a visita.

No Memorial de Berlim, assisti a depoimentos de pessoas comuns que viveram aqueles anos. Por que não fugiram enquanto era tempo, enquanto havia apenas postos de controle, quando o trânsito entre leste e oeste ainda era possível? Porque é dificil deixar o lugar onde se vive e eles não acreditavam que sua liberdade estivesse ameaçada. E assim adaptaram-se às novas ordens. As compras feitas "do outro lado" passíveis de confisco e punição nos postos de controle, eram escondidas como pequenos contrabandos. Os que tinham emprego no lado oeste se demitiram. Mudaram as crianças de escola.

O sistema político-econômico não os preocupava. O país havia dado a Hitler, a seu programa nacional-socialista, quase 100% de seus votos, conferindo-lhe todos os poderes.

A Alemanha perdeu a guerra, Hitler foi derrotado, mas ideologias não são destruídas pela força. E não é difícil entender que pessoas de boas intenções e bom coração se inclinassem por esses princípios:

- Contra o individualismo, contra o capitalismo. A favor do coletivismo. A favor de uma direção central da economia visando o bem comum. A favor do autoritarismo político com um líder no topo.
Compreensível que vissem nisso uma solução, dada a situação angustiante da Alemanha depois da I Grande Guerra.

Mas quando os muros se fecharam a sua volta, e se deram conta de que estavam presos, então cavaram túneis, tentaram escapar de todas as maneiras.

Os soldados que atiraram em pessoas inocentes e desarmadas, os burocratas diligentes na teia de poder do Estado, muitos dos que mantiveram esse sistema funcionando por tanto tempo, em princípio, talvez fossem movidos pelas melhores intenções. Muitos certamente se consideravam pessoas éticas, leais, idealistas, que para construir um mundo melhor para todos, mais justo, tinham que recorrer ao uso da força contra os que não compreendiam seus nobres objetivos. Em nome desse bem maior, tudo se justificava, e os bons e compassivos já não se distinguiam dos violentos, sádicos e destrutivos.

Cidade sofrida essa Berlim. Hitler e depois Stalin, crime e castigo. Bombardeada na II Guerra, dividida como despojo de batalha e dilapidada de novo pelos comunistas. Puseram abaixo palácios históricos com seus acervos de arte. Alguns estão sendo cuidadosamente reconstruidos.

Ainda hoje é marcante a diferença entre as duas partes de Berlim. Os prédios quadrados, pardos, despojados predominam em áreas do lado leste. Muitos já receberam fachadas novas ou foram inteiramente renovados. Mas leva tempo recuperar uma cidade.

Não deveria ser tao dificil encontrar uma forma de viver, de organizar a sociedade que dispensasse o autoritarismo, a violência do Estado, genocídios, muralhas, ou que permitisse que qualquer pessoa vivesse em condições miseráveis.

O mundo que temos reflete quem somos. No dia em que encararmos isso, e nos dispusermos a mudar no que for preciso, haverá mais justiça social, seja qual for o sistema de governo. Que não seja o previsto por George Orwell, admirável visionário, nem o abandono de pessoas a sua sorte, nem o esgotamento do planeta.


Marilia Mota Silva
Washington, 23/12/2015


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Nuvem Negra* de Marilia Mota Silva
02. Uma livrada na cara de Guilherme Carvalhal
03. Nós o Povo de Marilia Mota Silva
04. Assunto de Mulher de Marilia Mota Silva
05. Independência de André Julião


Mais Marilia Mota Silva
Mais Acessadas de Marilia Mota Silva em 2015
01. O Velho e Bom Complexo de Inferioridade - 4/2/2015
02. Memorial de Berlim - 23/12/2015
03. Minha Terra Tem Palmeiras - 15/7/2015
04. Pendurados no Pincel - 18/3/2015
05. Viagem a 1968: Tropeços e Desventuras (2) - 25/2/2015


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




DEVASSOS NO PARAISO - HOMOSSEXUALIDADE NO BRASIL DA COLONIA A ATUALIDADE
JOAO SILVERIO TREVISAN
MAX LIMONAD
(1986)
R$ 80,00



POR QUE ME ABANDONASTE
MAURO JUDICE
GIZ EDITORIAL
(2008)
R$ 22,28



1890 1914 - NO TEMPO DAS CERTEZAS
LILIA MORITZ SCHWARCZ/ ANGELA MARQUES DA COSTA
COMPANHIA DAS LETRAS
(2000)
R$ 25,00
+ frete grátis



A MENSAGEM DO ISLAM
ABDURRAHMAN AL-SHEDA
OUTROS
R$ 5,00



O LIVRO DA CERVEJA (1185)
TIM HAMPSON
NOVA FRONTEIRA
(2009)
R$ 35,00



APRENDIZAGEM E MOTIVAÇÃO
ANTONIO GOMES PENNA
ZAHAR
(1980)
R$ 26,28



ENSINO RÉGIO NA CAPITANIA DE MINAS GERAIS, O
THAIS NIVIA DE LIMA E FONSECA
AUTÊNTICA
R$ 39,90



A INFORMALIDADE NO MERCADO DE TRABALHO
JULIANO VARGAS
NOVAS EDIÇÕES ACADÊMICAS
R$ 391,00



O XIS DA QUESTÃO
RICARDO DA CUNHA LIMA
FTD
(1997)
R$ 15,00



O MEU BRAÇO DIREITO: BASEADO EM FATOS DA VIDA REAL
REGINA CÉLIA CHAGAS DE OLIVEIRA
MILETO
(2003)
R$ 32,28





busca | avançada
23442 visitas/dia
890 mil/mês