O que você vai ser quando crescer? | Fabio Gomes | Digestivo Cultural

busca | avançada
70622 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> TEATRO & PODCAST_'Acervo e Memória', do Célia Helena, relembra entrevista com Nydia Licia_
>>> Projeto Cultural Samba do Caxinha cria arrecadação virtual para gravação de seu primeiro EP
>>> Designer e arquiteto brasileiro, Giovanni Vannucchi participa da VIIBienal Ibero-americana de Design
>>> Risorama anuncia retorno aos palcos com grandes nomes do humor nacional em São Paulo
>>> Inspirado nas Living Dolls, espetáculo de Dan Nakagawa tem Helena Ignez como atriz convidada
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> A forca de cascavel — Angústia (Fuvest)
>>> Pouca gente sabe
>>> O chilique do cabeleireiro diante da modelo
>>> Paradiso por Metheny
>>> A nova propaganda anda ruim
>>> A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda
>>> Manual para o leitor de transporte público
>>> Ganha-pão
>>> Comunicação: conselhos para (jovens) pesquisadores
>>> Guia Crowdfunding de Livros
Mais Recentes
>>> National Geographic Brasil Nº 224 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Esaú e Jacó / Memorial de Aires de Machado de Assis pela Nova Cultural (2003)
>>> National Geographic Brasil Nº 225 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Montaigne - Os Pensadores de Michel de Montaigne pela Nova Cultural (2004)
>>> National Geographic Brasil Nº 218 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Sociologia do sobrenatural de Luigi Sturzo pela Aster, Casa do castelo (1960)
>>> Do direito natural á sociologia de Jacques Leclercq pela Duas cidades
>>> Ciência x Espiritualidade de Chopra e mlodinow pela Sextante (2018)
>>> Ciência x Espiritualidade de Chopra e mlodinow pela Sextante (2018)
>>> Desvendando os Segredos da Linguagem Corporal de Allan Pease & Barbara Pease pela Sextante (2004)
>>> O Gerente Minuto de Kenneth Blanchard & Spencer Johnson pela Record (1981)
>>> Contabilidade Geral: Teoria e mais de 1.000 questões de Ed Luiz Ferrari pela Impetus (2013)
>>> Aulas de Direito Constitucional para Concursos de Vicente Paulo; Marcelo Alexandrino; Frederico Dias pela Método (2012)
>>> Finanças Públicas: Teoria e Prática no Brasil de Fabio Giambiagi; Ana Cláudia Além pela Elsevier (2011)
>>> Genética: Texto e Atlas de Eberhard Passarge pela Artmed (2004)
>>> Gestão por Processos: Uma Abordagem da Moderna Administração de José Osvaldo de Sordi pela Saraiva (2008)
>>> Gestão de Contratos: Melhores Práticas Voltadas aos Contratos Empresariais de Walter Freitas pela Atlas (2009)
>>> Desafios eclesiais e missionários da cooperação de Israel Batista (org) pela Sinodal (2007)
>>> Marketing de A a Z de Philip Kotler pela Campus (2003)
>>> Contos de Fadas e Suas Versões Originais - Sem Censura de Marina Avila (org.) pela Wish (2016)
>>> Cuidando de quem cuida de Roseli M. kuhnrich de Oliveira pela Sinodal (2007)
>>> Marketing 4.0 - do tradicional ao digital de Philip Kotler pela Sextante (2017)
>>> Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley pela Globo (2001)
>>> Crer: informações sobre fé de Helmut Thilicke (cord). pela Sinodal /EST (2007)
>>> Com Açúcar, Com Afeto: Fiz Seu Poema Predileto de Danci Ramos pela Edigal (2009)
>>> Missão e evangelização na América Latina e Caribe de Nilton Giese (org) pela Sinodal (2012)
>>> Estratégia de Richard Luecke pela Record (2009)
>>> A Homeopatia e Você de Ernst Grimm pela Plus Saber (2001)
>>> Onde está Deus? de Jon Sobrino pela Sinodal (2020)
>>> Desafios da Educação Municipal de Donaldo Bello de Souza; Lia Ciomar Macedo de Faria pela DP&A (2003)
>>> Gerenciando mudança e transição de Mike Beer ( Org. ) pela Record (2003)
>>> Eu Sou Eternamente Livre: Ensinamentos dos Mestres Ascensionados de Luiz Carlos Silveira Dias Júnior pela Divina Presença (2008)
>>> O Que Acontece em Londres - Trilogia Bevelstoke Volume 2 de Julia Quinn pela Arqueiro (2020)
>>> A autoridade da bíblia de Gottfried Brakemeier pela Sinodal, CEBI (2014)
>>> Conectando: Ciência, Saúde e Espiritualidade Volume 1 de Carlos Eduardo Accioly Durgante pela Francisco Spinelli (2012)
>>> Tentação de Diethich Bonhoeffer pela Sinodal (2007)
>>> Hagakure de Yamamoto Tsunetomo pela Hunter Books (2014)
>>> Principio de igualdade de Wilson Engelmann pela Sinodal (2008)
>>> A Vida Como Ela É Para Cada Um de Nós: Em Busca do Eu-caleidoscópio de Denise Aerts; Christiane Ganzo pela Age (2008)
>>> Orientações para a vida de Hans Jochen Boecker pela Sinodal (2004)
>>> Martim Lutero de Ricardo Willy Rieth pela Sinodal (2007)
>>> Da Revolução Francesa até Nossos Dias: Um Olhar Histórico de Samara Feitosa pela Intersaberes (2016)
>>> Tomando Decisões de Richard Luecke pela Record (2009)
>>> A diplomacia na construção do brasil: 1750 - 2016 de Rubens Ricupero pela Versal Editores (2017)
>>> Separação: Angústia e Raiva - Apego e Perda Volume 2 de John Bowlby pela Martins Fontes (1998)
>>> Ferramentas para Empreendedores de Richard Luecke pela Record (2007)
>>> As Vinhas da Ira de John Steinbeck pela Bestbolso (2008)
>>> Contratando e Mantendo as Melhores Pessoas de Peter Cappelli pela Record (2003)
>>> Processo penal - 8 Coleção Sinopes de Leonardo Barreto Moreira Alves pela Juspodivm (2014)
>>> Mentes inquietas de Ana Beatriz B. Silva pela Gente (2003)
COLUNAS

Segunda-feira, 29/2/2016
O que você vai ser quando crescer?
Fabio Gomes

+ de 2200 Acessos

Minha infância já ficou no passado (completo 45 anos em agosto), mas creio que ainda hoje não há quem consiga escapar de ouvir essa pergunta, ao menos uma vez, antes de chegar à maioridade - O que é que você vai ser quando crescer?. E a pergunta é disparada, seja por familiares, seja pelas "visitas", desde nossa tenra idade, não importando que não tenhamos ainda a menor condição de avaliar as diversas profissões existentes para poder dar uma resposta consciente - pra não falar que, em função do veloz avanço tecnológico, cada vez mais novas profissões surgem o tempo todo.

Considero que mesmo a época em que somos socialmente forçados a, enfim, definir o que deve ser a nossa "profissão para a vida toda" (?) é um pouco prematura, já que tal decisão está implícita na escolha do curso universitário, algo que acontece ao fim do Ensino Médio, ou seja por volta dos 17 ou 18 anos - sem falar que atualmente a expectativa de vida média do brasileiro já atinge os 75 anos (para as mulheres, 78 anos). Este índice vem crescendo gradativamente ao longo das últimas décadas; para dar um exemplo familiar, em 1973 meu avô e minha avó maternos faleceram, ambos aos 59 anos, e na época esta idade era considerada avançada. Some-se este aumento da expectativa de vida com as sucessivas modificações nas regras para aposentadoria que vêm acontecendo há 20 anos e temos aí um período de aproximadamente 45/50 anos de atividade profissional. Em 40 ou 50 anos tudo pode acontecer, basta pensar em como era o mundo em 1966 ou 1976. Ou, pra não ir tão longe, lembrar como era em 1996, quando no Brasil celulares eram um luxo (além de serem objetos parecidos com tijolos que possuíam uma antena) e a internet era pouco mais que uma lenda. Mesmo telefones fixos, que hoje já são considerados obsoletos, em 96 eram tido à conta de "bens", sendo necessária sua inclusão na declaração do Imposto de Renda!!!

Bom, voltando à minha infância. Quando alguém me perguntava o que eu queria ser quando crescesse, quase sempre a resposta era "Escritor". Na verdade nem esperei crescer, com 14 anos já publicava meu primeiro livro de contos, Zás-Trás-Puf, ao qual se seguiram mais dois livros em papel e posteriormente seis em formato digital (pdf). Cursar Jornalismo era uma decorrência mais ou menos lógica disto, já que não existia à época curso superior para formação de escritores (e estes ainda hoje são em número reduzidíssimo). Praticamente tudo o que eu fiz profissionalmente na vida decorreu da decisão de fazer este curso, no qual entrei em 1990, ainda com 18 anos. No mesmo ano, comecei a trabalhar em rádio e, no ano seguinte, em jornal - como repórter, mas já vinha publicando crônicas em jornal desde os 13 anos (sim!). No jornal, além de fazer reportagens e assinar uma crônica semanal, também me tornei fotógrafo. Já no primeiro dia de trabalho, o editor me perguntou: "Sabe fotografar?", e eu respondi que não.

A bem da verdade, eu já fizera uma que outra foto na vida, mas sempre como algo esporádico, jamais pensara que um dia poderia viver disso. Eis aqui a primeira foto que fiz, em 1980, um clássico registro de família, onde aparecem em nosso apartamento em Bento Gonçalves-RS meu então padrasto, o artista plástico Anastácio Orlikowski (à época com 56 anos) e minha mãe, Glaci Oliveira (com 33).

De volta a 1991: ante minha resposta de que eu não sabia fotografar, o editor me colocou na mão uma câmera do jornal, dizendo: "Então vai pra rua e aprende". Para cada matéria feita, fosse reportagem ou entrevista, o esperado era que eu fizesse ao menos uma ou duas fotos em condições de serem publicadas no jornal. Minha passagem por lá foi breve (durou pouco mais de três meses), mas teve o mérito de me tornar dali pra frente um apaixonado pela fotografia. Cheguei a, anos depois, obter um alvará como fotógrafo autônomo junto à Prefeitura de Bento Gonçalves, com o que me habilitei a contribuir via carnê com a Previdência Social. Nem sempre esta foi minha atividade profissional principal, mas nunca mais parei de fotografar. Ainda em "Bento", como os habitantes carinhosamente chamam a cidade, fotografei inúmeros desfiles de escolha de rainha de escolas. Ao mudar para Porto Alegre, em 1994, comecei retratando os prédios históricos da parte central e depois praticamente me especializei no registro de parques urbanos e áreas de proteção ambiental - ou seja, as linhas de trabalho que, só agora em 2016, vim a denominar, respectivamente, de Belezas Culturais e Belezas Naturais.

Como sempre priorizei as fotos com luz natural, demorei para investir em equipamentos que possibilitassem boas fotos noturnas, indispensáveis para o registro de shows (o que de certa forma eu precisaria ter feito a partir de 2002, quando entrou no ar meu primeiro site, o Brasileirinho, com notícias e reportagens sobre MPB). A transição de foto analógica para foto digital contribuiu um pouco pra essa demora - na época em que lancei o Brasileirinho, já era difícil achar em Porto Alegre quem revelasse fotos de filme em preto-e-branco, por exemplo (o p-e-b ainda hoje é exigência de alguns concursos na área), e os equipamentos digitais ainda eram bastante caros. Mas como sou da filosofia de que devemos avançar da forma que nos é possível, já fiz muita foto também de celular ou de tablet (esses equipamentos geralmente servem para registrar algo curioso que vejo na rua, e que formam a terceira linha do meu trabalho, a Coisas do Mundo, cujo nome é inspirado pelo samba de Paulinho da Viola "Coisas do Mundo, Minha Nega"). E já usei sim tablet para trabalhos de mais fôlego, como meus primeiros registros do Marabaixo, durante o Cortejo da Murta em 2013, em Macapá.

Nesta época, minha ênfase era no registro de shows realizados na capital do Amapá, para onde vim no começo de 2014, após passar alguns meses aqui em meados do ano anterior. Desde maio de 2014, porém, os registros de shows ficaram um pouco de lado, devido ao começo do projeto As Tias do Marabaixo, com o qual eu de algum modo juntei as duas profissões que já exercia - jornalismo e fotografia - e me lancei numa terceira, o cinema. O primeiro produto do projeto foi uma exposição itinerante de fotos, que desde 2014 já circulou pelo Amapá, Tocantins e Bahia. Depois, no começo do ano passado, foi a vez de lançar cinco curtas-metragens, o que me habilitou a obter o registro de cineasta; os curtas foram exibidos nos três estados mencionados, e também em Rondônia - um deles, Tia Biló, hoje faz parte do acervo itinerante do festival FestCineAmazônia.

O terceiro produto do projeto é o livro As Tias do Marabaixo - Cultura Tradicional do Amapá em Fotografias. A obra entrou em pré-venda em dezembro de 2015, porém a campanha não conseguiu arrecadar nem perto do valor de R$ 15 mil reais necessário para a impressão dos 2 mil exemplares que planejo. Mas como diz o ditado, há males que vêm para o bem: ocorreu-me então que era um belíssima oportunidade de obter o valor necessário através do meu próprio trabalho como fotógrafo, comemorando assim da melhor forma o meu jubileu de prata na profissão. Nasceu assim a campanha #VamosSonharJuntos.

A campanha consiste na concessão de desconto na contratação de meus serviços profissionais nas áreas de fotografia e cinema - pacotes de ensaios fotográficos, contratação da Oficina de Cinema Independente e análise de portfólio para modelos e atores/atrizes. Conheça o projeto detalhamente neste artigo publicado no meu blog Cinema Independente na Estrada. O 'sonhar juntos' tem inspiração na canção "Prelúdio", de Raul Seixas; minha proposta é lhes proporcionar um ensaio fotográfico com um preço que vocês sempre sonharam, e vocês, por seu turno, me ajudam a realizar o sonho de publicar este livro, que será um marco dos meus 25 anos como fotógrafo. Algo que eu jamais poderia supor que viria a fazer quando, ainda pequeno em Bento Gonçalves, as visitas me perguntavam o que eu queria ser quando crescesse :)


Fabio Gomes
Macapá, 29/2/2016


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Os Doze Trabalhos de Mónika. 6. Nas Asas da Panair de Heloisa Pait
02. Os Doze Trabalhos de Mónika. Prólogo. Sem Alarde de Heloisa Pait
03. O Que Podemos Desejar; ou: 'Hope' de Duanne Ribeiro
04. Na hora do batismo de Marta Barcellos
05. Diálogos no Escuro de Heloisa Pait


Mais Fabio Gomes
Mais Acessadas de Fabio Gomes em 2016
01. Etapas em combustão - 18/4/2016
02. Caiu na rede, virou social - 8/8/2016
03. Eu blogo, tu blogas? - 4/7/2016
04. Você sabe quem escreveu seu show preferido? - 21/3/2016
05. Em 2016, pare de dizer que você tem problemas - 11/1/2016


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




NEGÓCIOS EM INTERATIVIDADE
PAULO PUTERMAN
DO AUTOR
(1997)
R$ 5,00



COMO SE TORNAR UM LÍDER SERVIDOR
JAMES C. HUNTER
SEXTANTE
(2006)
R$ 29,90



ESTATUTO DA TERRA (COLEÇÃO SARAIVA DE LEGISLAÇÃO) - 15º EDIÇÃO
ANTONIO LUIZ DE TOLEDO PINTO
SARAIVA
(2000)
R$ 20,00



MEIO AMBIENTE E SISTEMA TRIBUTÁRIO - NOVAS PERSPECTIVAS
CLÁUDIA CAMPOS DE ARAÚJO E OUTROS
SENAC
(2003)
R$ 6,90



AS FORÇAS OCULTAS
JIM GARRISON
RECORD
(1976)
R$ 6,90



MAR DE DENTRO
LÍLIAN GATTAZ
LIMIAR
(2007)
R$ 18,00



AFTER VOLUME 4: DEPOIS DA ESPERANÇA
ANNA TODD
PARALELA
(2015)
R$ 25,00



MÉDICA E MULHER
FRANK G SLAUGHTER
RECORD
(1974)
R$ 9,00



SE O MEU CANTO TE ALCANÇAR ( LIVRO + CD )
CARMELI LIDIA
CARMELI LIDIA
(2010)
R$ 14,00



DICIONÁRIO ENCICLOPÉDICO ILUSTRADO VEJA LAROUSSE VOL. 1
EDITORA ABRIL
ABRIL
(2006)
R$ 5,00





busca | avançada
70622 visitas/dia
2,0 milhões/mês