O retalho, de Philippe Lançon | Wellington Machado | Digestivo Cultural

busca | avançada
73422 visitas/dia
2,5 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Minute Media anuncia lançamento da plataforma The Players’ Tribune no Brasil
>>> Leonardo Brant ministra curso gratuito de documentários
>>> ESG como parâmetro do investimento responsável será debatido em evento da Amec em parceria com a CFA
>>> Jornalista e escritor Pedro Doria participa do Dilemas Éticos da CIP
>>> Em espetáculo de Fernando Lyra Jr. cadeira de rodas não é limite para a imaginação na hora do recrei
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
>>> Cem encontros ilustrados de Dirce Waltrick
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Acentuado
>>> Mãe, na luz dos olhos teus
>>> PoloAC retoma temporada de Os Doidivanas
>>> Em um tempo, sem tempo
>>> Eu, tu e eles
>>> Mãos que colhem
>>> Cia. ODU conclui apresentações de Geração#
>>> Geração#: reapresentação será neste sábado, 24
>>> Geração# terá estreia no feriado de 21 de abril
>>> Patrulheiros Campinas recebem a Geração#
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Maiores audiências da internet
>>> Amando quem não existe
>>> 18 de Outubro #digestivo10anos
>>> A alma boa de Setsuan e a bondade
>>> Geração abandonada
>>> O dia em que a Terra parou
>>> A Geração Paissandu
>>> Srta Peregrine e suas crianças peculiares
>>> Literatura Falada (ou: Ora, direis, ouvir poetas)
>>> Publicar em papel? Pra quê?
Mais Recentes
>>> Condessa de Barral: a Paixão do Imprerador de Mary del Priore pela Objetiva (2008)
>>> Isso Me Traz Alegria de Marie Kondo pela Sextante (2016)
>>> As Aventuras de Benjamim: o Muiraquitã de Camila Franco; Marcela Catunda; e Outros pela Companhia das Letrinhas (2004)
>>> Vitrines e Coleções de Christine Ferreira Azzi pela Memória Visual (2010)
>>> El Nacimiento de Europa de Robert S. López pela Editorial Labor (1963)
>>> O Que é Isso, Companheiro? de Fernando Gabeira pela Companhia das Letras (1997)
>>> Mística e Espiritualidade de Leonardo Boff; Frei Betto pela Vozes (2010)
>>> As Aventuras de Pinóquio de Carlo Collodi pela Companhia das Letrinhas (2002)
>>> Livro das Perguntas de Ferreira Gullar; Pablo Neruda; Isidro Ferrer pela Cosac & Naify (2008)
>>> Entrevista Com o Vampiro de Anne Rice pela Rocco (1991)
>>> Pais Brilhantes - Professores Fascinantes de Augusto Cury pela Sextante (2003)
>>> Ciranda de Pedra de Lygia Fagundes Telles pela Rocco (1998)
>>> Uma Janela Em Copacabana de Luiz Alfredo Garcia-Roza pela Companhia das Letras (2001)
>>> Trópico de Câncer de Henry Miller pela Biblioteca Folha (2003)
>>> Our Man in Panama de John Dinges pela Random House (1990)
>>> Os Princípios da Competição Empresarial de Luís Paulo Luppa; Johnny Duarte pela Landscape
>>> O Supermanager de Robert Heller pela Mcgraw - Hill (1987)
>>> Limites sem Trauma de Tania Zagury pela Record (2008)
>>> Iracema de José de Alencar pela Travessias (1984)
>>> Rachel de Queiroz - o Quinze de Rachel de Queiroz pela Jose Olympio (2010)
>>> Introdução ao Direito das Agências Reguladoras de Sergio Guerra pela Freitas Bastos Não (2004)
>>> Introdução ao Direito das Agências Reguladoras de Sergio Guerra pela Freitas Bastos Não (2004)
>>> Introdução ao Direito das Agências Reguladoras de Sergio Guerra pela Freitas Bastos Não (2004)
>>> Iracema de José de Alencar pela Ciranda Cultural
>>> Iracema / Senhora - 2 Romances pelo Preço de 1 de José de Alencar pela Scipione (1994)
COLUNAS

Quarta-feira, 6/5/2020
O retalho, de Philippe Lançon
Wellington Machado

+ de 5100 Acessos

O escritor Paul Auster gosta de utilizar o acaso como fator determinante dos enredos de seus livros e filmes. Ele geralmente trabalha com hipóteses. Por exemplo: se um personagem tivesse se atrasado pra sair de casa num determinado dia, não teria sido atingido por uma marquise. Ou: se ele tivesse virado à esquerda – em vez de seguir em frente -, ou parado para verificar as horas, não teria sido morto em um acidente qualquer etc.

No filme Cortina de Fumaça (1995), escrito e dirigido por Auster, um escritor, ao folhear um álbum de fotografias feitas pelo dono de uma tabacaria, vê sua falecida esposa atravessando a rua exatamente no dia em que fora atingida por uma bala, num tiroteio numa das avenidas principais do Brooklyn. O escritor diz: se ela tivesse se demorado um pouco mais na fila do banco, não teria sido atingida pela bala.

Por obra de um desses acasos, o jornalista francês Philippe Lançon poderia ter tido sorte melhor. No dia 7 de janeiro de 2015, por volta das onze horas da manhã, ele se deparou entre duas possibilidades: ir ao jornal Libération, do qual era colunista cultural, escrever uma coluna sobre uma peça de Shakespeare que assistira no dia anterior; ou participar de uma reunião de pauta do semanário satírico Charlie Hebdo, para o qual escrevia um texto semanal. Escolheu a segunda opção.

Ao chegar no semanário, a reunião já havia começado. Philippe sentou-se ao lado de um amigo desenhista e discutia com ele sobre uma possível ilustração para um artigo que ele pretendia escrever sobre um livro de jazz. Um pacote de biscoitos rodava pela mesa quando dois terroristas invadiram a sala atirando em tudo e em todos, sob os gritos de “Alá, Alá!”.

Philippe Lançon foi atingido violentamente no queixo por uma bala de fuzil. Ele se ajoelhou diante das rajadas de balas e tombou no chão, em meio aos corpos que caíam ao seu lado. Ainda sem entender o que ocorria, ficou quieto, fingindo-se de morto. Só conseguiu ver as duas pernas de um dos terroristas saindo da sala. Ficou ali com o queixo dilacerado (sobrara apenas um bife pendurado), entre os corpos dos amigos e as poças de sangue até a chegada dos socorristas.

O livro O retalho, de Philippe Lançon, narra com riqueza de detalhes o atentado terrorista em Paris e o extenso período de reconstrução e recuperação da mandíbula do autor. Não se trata simplesmente de um livro de memórias, mas também de um livro-reportagem sobre terrorismo e o sistema de saúde francês. O autor narra sua recuperação de forma crua e isenta, sem apelos melodramáticos ou de autosuperação.

Foram 282 dias de internação em que Philippe passou por dois hospitais, por onze cirurgias e longas seções de fisioterapia. Ao ler o livro podemos notar a eficiência do sistema de saúde francês. A reconstrução do queixo de Lançon foi feita numa cirurgia plástica que consistiu em tirar parte do osso da perna (perônio) e implantá-la no rosto. Além de vários pedaços de tecidos moles que foram tirados da perna.

A narrativa de todo esse período de hospitalização é permeada de memórias da convivência de Lançon com seus pais e com o irmão. Para amenizar sua situação decrépita, Philippe lançou mão de personagens da literatura, artes plásticas e peças musicais. Kafka, Beethoven e Proust eram companhias diárias. Não raro, os momentos pré-operatórios eram preenchidos com sonatas de Beethoven, prelúdios de Chopin ou Debussy ou leituras de trechos de Em busca do tempo perdido ou A montanha mágica. Philippe Lançon fez várias amizades com enfermeiras e, principalmente, com sua cirurgiã plástica, com quem dividia seu drama e suas dúvidas existenciais. Tudo por obra do acaso.


Wellington Machado
Belo Horizonte, 6/5/2020


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A poesia de Carol Sanches de Jardel Dias Cavalcanti
02. Crônica à la Caio Fernando Abreu de Elisa Andrade Buzzo
03. Amy Winehouse: uma pintura de Jardel Dias Cavalcanti
04. Como uma Resenha de 'Como um Romance' de Duanne Ribeiro
05. Ah!... A Neve de Marilia Mota Silva


Mais Wellington Machado
Mais Acessadas de Wellington Machado
01. O poeta, a pedra e o caminho - 5/8/2015
02. A ilusão da alma, de Eduardo Giannetti - 31/8/2010
03. Enquanto agonizo, de William Faulkner - 18/1/2010
04. As pedras de Estevão Azevedo - 10/10/2018
05. Meu cinema em 2010 ― 1/2 - 28/12/2010


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Operação Zibelina
Isis Muller Salgado Serra
Nova Razão Cultural
(2008)



Piadas para Morrer de Rir
Paiva e Sueli
Gênero



Política e Poder Nacional
José Luiz Bittencourt
Oriente
(1976)



Faca na Garganta
Hermes Leal
Geração
(2006)



Pontos para o Gordo !
Dr. Alfredo Halpern
Record
(2000)



Writing Southern History: Essays in Historiography in Honor Of
Arthur Link, Rembert W. Patrick
Louisiana State University Pr
(1967)



Índice de Biobibliografia Brasileira
Instituto Nacional do Livro
Inl; Mec (rj)
(1963)



Ex Libis Eroticis
Massimo Rotundo
Lpm
(1997)



Kilimanjaro
Gustavo Ziller
7cumes



Mestres as Artes Claude Monet
Mike Venezia
Moderna
(2004)





busca | avançada
73422 visitas/dia
2,5 milhões/mês