O retalho, de Philippe Lançon | Wellington Machado | Digestivo Cultural

busca | avançada
59441 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> MONSTRA exibe filmes feitos por e com crianças nos dias 25 e 26/5
>>> Tão Somente Meninos
>>> Festa junina no Teatro do Incêndio busca continuidade do projeto SOL.TE
>>> Céu se apresenta no Sesc Guarulhos
>>> Projetos culturais e acessibilidade em arte-educação em cursos gratuitos
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A suíte melancólica de Joan Brossa
>>> Lá onde brotam grandes autores da literatura
>>> Ser e fenecer: poesia de Maurício Arruda Mendonça
>>> A compra do Twitter por Elon Musk
>>> Epitáfio do que não partiu
>>> Efeitos periféricos da tempestade de areia do Sara
>>> Mamãe falhei
>>> Sobre a literatura de Evando Nascimento
>>> Velha amiga, ainda tão menina em minha cabeça...
>>> G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas
Colunistas
Últimos Posts
>>> The Number of the Beast by Sophie Burrell
>>> Terra... Luna... E o Bitcoin?
>>> 500 Maiores Álbuns Brasileiros
>>> Albert King e Stevie Ray Vaughan (1983)
>>> Rush (1984)
>>> Luiz Maurício da Silva, autor de Mercado de Opções
>>> Trader, investidor ou buy and hold?
>>> Slayer no Monsters of Rock (1998)
>>> Por que investir no Twitter (TWTR34)
>>> Como declarar ações no IR
Últimos Posts
>>> Asas de Ícaro
>>> Auto estima
>>> Jazz: 10 músicas para começar
>>> THE END
>>> Somos todos venturosos
>>> Por que eu?
>>> Dizer, não é ser
>>> A Caixa de Brinquedos
>>> Nosferatu 100 anos e o infamiliar em nós*
>>> Sexta-feira santa de Jesus Cristo.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Sabemos pensar o diferente?
>>> Do Surrealismo
>>> Milagres não existem
>>> Valsinha
>>> Sobre o caso Idelber Avelar
>>> Uma gafieira, pintura digital
>>> As drogas fazem você virar os seus pais
>>> Dave Brubeck Quartet 1964
>>> O Conto do Amor, de Contardo Calligaris
>>> Videogame também é cultura
Mais Recentes
>>> A Árvore Que Dava Dinheiro de Domingos Pellegrini pela Ática (1997)
>>> Sócios no Crime de Agatha Christie pela L&PM Pocket (2010)
>>> Adolescentes Privados de Liberdade de Mario Volpi (org.) pela Cortez (1997)
>>> Nutrição e Medicina Alternativa de Andirásio Donato e Gírlen Nunes pela Qualivida e Saúde
>>> O Mundo Encantado do Zazá Bistrô Tropical de Sergio Pagano; Zazá Piereck; Preta Moyses pela Tinta Negra (2014)
>>> O Mistério do Trem Azul de Agatha Christie pela L&pm Pocket
>>> Análise de Investimentos: Tomada de decisão em projetos industriais (Sem CD) de Regis da Rocha Motta; Guilherme Marques Calôba pela Atlas (2009)
>>> Introdução à Macroeconomia - uma Prespectiva Brasileira de Edmar Bacha pela Campus (1987)
>>> Seguindo a Correnteza de Agatha Christie pela L&PM Pocket (2011)
>>> 101 Maneira de Dizer Amo Você de Ciranda Cultura pela Cirada Cultura (2011)
>>> Pollyanna Moça de Eleanor H Porter pela Nacional (1978)
>>> Moscas Contos de José Roberto Melhem pela Página Viva (2000)
>>> Um Punhado de Centeio de Agatha Christie pela L&PM Pocket (2014)
>>> Troco o príncipe encantado pelo lobo mau - Um guia para se livrar das ideias ultrapassadas de Raquel Sánchez Silva pela Fontanar (2008)
>>> De volta à estação Finlândia de Daniel Aarão Reis pela Relume Dumará (1993)
>>> A Terra do Nunca e o Segredo das Fadas de Gail Carson Levine pela Melhoramentos (2006)
>>> Um Corpo na Biblioteca de Agatha Christie pela L&PM Pocket (2014)
>>> Cometa Halley 2 de Gilberto Massarente pela Dgm (1985)
>>> Rindo Com Claudio Cunha de Cláudio Cunha pela Cfc
>>> Enigma na Televisão de Marcos Rey pela Ática (1987)
>>> Mitologia - Lendas de Salvador Nogueira pela Abril (2011)
>>> A Noite das Bruxas de Agatha Christie pela L&PM Pocket (2014)
>>> Maga e Min de Vários Autores pela Abril (2016)
>>> O Livro do Ki de Dr. Mallory Fromm pela Pensamento (1998)
>>> Guardião de Mal Peet pela Martins Fontes (2013)
COLUNAS

Quarta-feira, 6/5/2020
O retalho, de Philippe Lançon
Wellington Machado

+ de 12400 Acessos

O escritor Paul Auster gosta de utilizar o acaso como fator determinante dos enredos de seus livros e filmes. Ele geralmente trabalha com hipóteses. Por exemplo: se um personagem tivesse se atrasado pra sair de casa num determinado dia, não teria sido atingido por uma marquise. Ou: se ele tivesse virado à esquerda – em vez de seguir em frente -, ou parado para verificar as horas, não teria sido morto em um acidente qualquer etc.

No filme Cortina de Fumaça (1995), escrito e dirigido por Auster, um escritor, ao folhear um álbum de fotografias feitas pelo dono de uma tabacaria, vê sua falecida esposa atravessando a rua exatamente no dia em que fora atingida por uma bala, num tiroteio numa das avenidas principais do Brooklyn. O escritor diz: se ela tivesse se demorado um pouco mais na fila do banco, não teria sido atingida pela bala.

Por obra de um desses acasos, o jornalista francês Philippe Lançon poderia ter tido sorte melhor. No dia 7 de janeiro de 2015, por volta das onze horas da manhã, ele se deparou entre duas possibilidades: ir ao jornal Libération, do qual era colunista cultural, escrever uma coluna sobre uma peça de Shakespeare que assistira no dia anterior; ou participar de uma reunião de pauta do semanário satírico Charlie Hebdo, para o qual escrevia um texto semanal. Escolheu a segunda opção.

Ao chegar no semanário, a reunião já havia começado. Philippe sentou-se ao lado de um amigo desenhista e discutia com ele sobre uma possível ilustração para um artigo que ele pretendia escrever sobre um livro de jazz. Um pacote de biscoitos rodava pela mesa quando dois terroristas invadiram a sala atirando em tudo e em todos, sob os gritos de “Alá, Alá!”.

Philippe Lançon foi atingido violentamente no queixo por uma bala de fuzil. Ele se ajoelhou diante das rajadas de balas e tombou no chão, em meio aos corpos que caíam ao seu lado. Ainda sem entender o que ocorria, ficou quieto, fingindo-se de morto. Só conseguiu ver as duas pernas de um dos terroristas saindo da sala. Ficou ali com o queixo dilacerado (sobrara apenas um bife pendurado), entre os corpos dos amigos e as poças de sangue até a chegada dos socorristas.

O livro O retalho, de Philippe Lançon, narra com riqueza de detalhes o atentado terrorista em Paris e o extenso período de reconstrução e recuperação da mandíbula do autor. Não se trata simplesmente de um livro de memórias, mas também de um livro-reportagem sobre terrorismo e o sistema de saúde francês. O autor narra sua recuperação de forma crua e isenta, sem apelos melodramáticos ou de autosuperação.

Foram 282 dias de internação em que Philippe passou por dois hospitais, por onze cirurgias e longas seções de fisioterapia. Ao ler o livro podemos notar a eficiência do sistema de saúde francês. A reconstrução do queixo de Lançon foi feita numa cirurgia plástica que consistiu em tirar parte do osso da perna (perônio) e implantá-la no rosto. Além de vários pedaços de tecidos moles que foram tirados da perna.

A narrativa de todo esse período de hospitalização é permeada de memórias da convivência de Lançon com seus pais e com o irmão. Para amenizar sua situação decrépita, Philippe lançou mão de personagens da literatura, artes plásticas e peças musicais. Kafka, Beethoven e Proust eram companhias diárias. Não raro, os momentos pré-operatórios eram preenchidos com sonatas de Beethoven, prelúdios de Chopin ou Debussy ou leituras de trechos de Em busca do tempo perdido ou A montanha mágica. Philippe Lançon fez várias amizades com enfermeiras e, principalmente, com sua cirurgiã plástica, com quem dividia seu drama e suas dúvidas existenciais. Tudo por obra do acaso.


Wellington Machado
Belo Horizonte, 6/5/2020


Quem leu este, também leu esse(s):
01. G.A.L.A. no coquetel molotov de Gerald Thomas de Jardel Dias Cavalcanti
02. O Vendedor de Passados de Marilia Mota Silva
03. De Middangeard à Terra Média de Celso A. Uequed Pitol
04. Livrarias de Ricardo de Mattos
05. Não era pra ser assim de Carina Destempero


Mais Wellington Machado
Mais Acessadas de Wellington Machado
01. O poeta, a pedra e o caminho - 5/8/2015
02. A ilusão da alma, de Eduardo Giannetti - 31/8/2010
03. Enquanto agonizo, de William Faulkner - 18/1/2010
04. O retalho, de Philippe Lançon - 6/5/2020
05. As pedras de Estevão Azevedo - 10/10/2018


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Tex Nº 419
G. L. Bonelli
Mythos
(2004)



O Xyz do Amor
Inge e Sten Hegeler
Record
(1968)



Le journalisme à l'ère électronique
Alain Joannés
Vuibert
(2007)



Abstrato e Substrato
Angela Silva Jardim
Flor e Cultura
(2011)



Tesouro Disney a Conquista do Oeste
Nova Cultural
Nova Cultural
(1987)



As Mulheres Francesas Não Engordam
Mireille Guiliano
Campus
(2005)



Tio Patinhas Nº 312
Walt Disney
Abril
(1991)



Dicionário Santillana
Santillana
Santillana Brasil
(2003)



Chorinho de Riacho e Outros Poemas para Cantar
Neusa Sorrenti
Formato
(2010)



Desenvolvimento Gerencial na Administração Pública do Estado de Sp
Lais Macedo de Oliveira
Fundap
(2009)





busca | avançada
59441 visitas/dia
1,8 milhão/mês