Jogando com Cortázar | Cassionei Niches Petry | Digestivo Cultural

busca | avançada
58257 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Sessão Única com Jogo de Escape Game e debate do filme 'Os Bravos Nunca se Calam' em SP
>>> OBRAS INSPIRADAS DURANTE A PANDEMIA GANHAM DESTAQUE NO INSTITUTO CERVANTES, EM SÃO PAULO
>>> Sempre Um Papo com Silvio Almeida
>>> FESTIVAL DE ORQUESTRAS JUVENIS
>>> XIII Festival de Cinema da Fronteira divulga Programação
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Entre Dois Silêncios, de Adolfo Montejo Navas
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
>>> Sem chance
>>> Imcomparável
>>> Saudade indomável
>>> Às avessas
>>> Amigo do tempo
>>> Desapega, só um pouquinho.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> iPad
>>> iPad
>>> iPad
>>> Sátiro e ninfa, óleo s/ tela em 7 fotos e 4 movies
>>> poeta del vacío existencial
>>> Croft & Kidman
>>> Histórias de gatos
>>> Whitesnake, 1987
>>> Por que Dilma tem de sair agora
>>> A árvore da vida
Mais Recentes
>>> Memórias de Adriano de Marguerite Yourcenar pela Record (1951)
>>> O Investidor Inteligente de Benjamin Graham pela Harper Collins (2017)
>>> Livro - O Boi Cor-de-rosa de Jorge Miguel Marinho pela Peirópolis (2007)
>>> O herói improvável da sala 13B de Teresa Toten pela Bertrand Brasil (2016)
>>> Estrela Distante - Coleção Folha Literatura Íbero-Americana de Roberto Bolaño pela Folha de S. Paulo (2012)
>>> Livro - A Fábula da Convivência de Lecticia Dansa; Salmo Dansa pela Ftd (2002)
>>> Obras de Edgar Allan Poe de Edgar Allan Poe pela Pandorga
>>> Livro - Meu Primeiro Livro de Contos de Fadas de Mary Hoffman pela Companhia das Letrinhas (2014)
>>> Atlas da Culinária na Baía de Todos os Santos de Jailson de Andrade, Vanessa Hatje, Gal Meirelles, Núbia Ribeiro pela Edufba (2013)
>>> Morri Para Viver de Andressa Urach pela Planeta (2015)
>>> Livro - A Civilização Inca de Rosana Bond pela Atica (2015)
>>> Abril Vermelho de Santiago Roncagliolo pela Alfaguara (2007)
>>> Ansiedade 3 Ciúme o medo da perda acelera a perda de Augusto Cury pela Benvirá
>>> Marx (Sem Ismos) de Francisco Fernández Buey pela Ufrj (2022)
>>> Livro - A Ave-maria de Natália Maccari pela Paulinas (2013)
>>> A Arte de ter Razão de Arthur Schopenhauer pela Martins Fontes (2017)
>>> Um pedido às estrelas de Priscille Sibley pela Benvirá (2013)
>>> Livro - Sambura de Lendas de Blandina Franco e José Carlos Lollo pela Leya (2011)
>>> Em má companhia/ O músico cego - 2 volumes de Vladimir Korolenko pela Carambaia (2016)
>>> Conversas com Gestores de Ações Brasileiros de Luciana Seabra pela Penguin (2018)
>>> Pérolas Negras Primeiros Fios: Experiências Artísticas e Culturais nos Fluxos Entre África e Brasil de Roberto Conduru pela EdUerj (2013)
>>> Socorro, caí dentro do videogame de Dustin Brady pela Milk Shakespeare (2021)
>>> Livro - X-Men - Mutant Genesis de Chris Claremont, Jim Lee pela Marvel
>>> Livro - Dicionário Infantil Ilustrado de Douglas Tufano pela Moderna (2011)
>>> O Conde de Monte Cristo de Heloisa Prieto pela Ftd (2014)
COLUNAS

Quarta-feira, 23/12/2020
Jogando com Cortázar
Cassionei Niches Petry

+ de 3100 Acessos

Ler Julio Cortázar é um ato único, mesmo quando o relemos. Há sempre algo que nos escapou nas leituras anteriores, há sempre novos significados nos seus textos, há sempre um mistério que não foi e nem será desvendado. Ler Julio Cortázar é um jogo entre escritor e leitor, em que ambos ganham. O escritor, por ludibriar o leitor. Este, justamente por ser ludibriado.

Não é à toa que um de seus livros de contos se chama “Final del juego”. Porém seus jogos literários não têm finais. Ou eles estão em aberto, como no próprio conto que intitula e fecha a obra, ou o leitor volta ao seu início, num eterno retorno, como em “Continuidad de los parques”, que abre o livro. É um conto que nunca termina e sempre recomeça. O leitor corre o risco, inclusive, de jamais deixar de lê-lo.

Nesse jogo, jogamos com o acaso. Em “Uma flor amarilla”, por exemplo, o protagonista se depara com um jovem que se parecia com ele próprio na mesma idade e que passa por situações idênticas a que ele passou. Isso, claro, se se pensar o conto numa leitura realista. Cortázar, porém, era um escritor do fantástico, em que os fatos reais beiram o estranho, o insólito. Então, não há nada de acaso, mas sim o personagem encontra o seu duplo, numa espécie de falha da Matrix. O que faríamos se encontrássemos nosso duplo? Não sei o que eu faria, mas imagino o que ele faria e relato isto em um conto que publiquei em um de meus livros, “Cacos e outros pedaços”.

A releitura dos mitos, que no livro anterior, “Bestiário”, se deu com o conto “Circe”, agora é retomada com “Las ménades”, em que um Orfeu moderno é destroçado e devorado pelos seus fãs. O tempo é reajustado em “Sobremesa”, afinal, como se pode ir a uma festa cujo convite só seria feito alguns dias depois? Os sonhos não são apenas sonhos (“El río” e “Relato con un fondo de água”), de uma porta escondida atrás de um armário em um hotel podem sair sons estranhos como um choro de um bebê (“La porta condenada”), vestir uma blusa pode ser extremamente perigoso, ainda mais quando a mão se volta contra o próprio dono (“No se culpa a nadie”), os venenos, quando nas mãos de uma criança com ciúmes, podem não servir apenas para matar formigas (“Los venenos”, conto autobiográfico, segundo Cortázar).

O autor nos ludibria com a ambiguidade recorrente em todos os relatos, nos deixando perplexos, sem respostas. O homem que se transforma numa espécie de salamandra que observava num aquário não seria na verdade a própria salamandra imaginando ser o homem que a observava, no conto “Axolotl”? E o motociclista que na cama do hospital, entre o sono e a vigília, sonhava estar numa mesa sacrificial dos antigos astecas, não seria na verdade a vítima que está prestes a ser morta sonhando que montava um cavalo de rodas numa cidade estranha, cheia de luzes, como se lê em “La noche boca arriba”?

Releio “Final del juego” e, como um dos protagonistas de “Continuidad de los parques”, fico com a sensação de que estou dentro do livro que estou lendo. Sinto que a qualquer momento posso ser apunhalado pelas costas, envenenado, devorado, afogado, abandonado, metamorfoseado, enfeitiçado, nocauteado, assassinado, sacrificado. Ainda bem que é tudo ficção. Ou não?


Cassionei Niches Petry
Santa Cruz do Sul, 23/12/2020


Quem leu este, também leu esse(s):
01. A pós-modernidade de Michel Maffesoli de Guilherme Carvalhal
02. A maldade humana de Gian Danton
03. Gerald Thomas: Cidadão do Mundo (parte IV) de Jardel Dias Cavalcanti
04. O risco de se tornar um sem-noção de Marta Barcellos
05. Corpo é matéria, corpo é sociedade, corpo é ideia de Duanne Ribeiro


Mais Cassionei Niches Petry
Mais Acessadas de Cassionei Niches Petry em 2020
01. Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I - 26/8/2020
02. Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II - 7/10/2020
03. Jogando com Cortázar - 23/12/2020
04. As luzes se apagam - 13/5/2020
05. Notas confessionais de um angustiado (Final) - 15/1/2020


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Mulher - Dicas para Construir o Sucesso Feminino
Catalina Isnardi Morgenthaler
vozes
(1999)



O Feiticeiro e seu Aprendiz - Escritos Herméticos Desconhecidos
S. L. MacGregor Mathers e J. W. Brodie-Innes
pensamento
(1983)



A Cidade de Quatros Portas
Doris Lessing
Record
(1969)



Muito Prazer! Eu Sou a Felicidade
Diverso
Clareon
(2007)



Eu Mexi no Seu Queijo
Darrel Bristow Bovey
Bertrand Brasil
(2000)



O Piloto de Hitler - A vida e a época de Hans Baur
C. G. Sweeting
Jardim dos Livros
(2011)



Livro - Suave é a Noite
F. Scott Fitzgerald
Nova Cultural
(2003)



Lady Frida
M. Maryan
Gautier & Languereau
(1927)



O Outro Jesus Segundo os Evangelhos Apócrifos
Antonio Piñero
paulus
(2002)



A Profecia das Pedras
Flavia Bujor
Planeta Jovem
(2003)





busca | avançada
58257 visitas/dia
1,6 milhão/mês