Jogando com Cortázar | Cassionei Niches Petry | Digestivo Cultural

busca | avançada
84710 visitas/dia
2,6 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Relacionamentos amorosos com homens em cárcere é tema do espetáculo teatral ‘Cartas da Prisão’, monó
>>> Curso da Unil examina aspectos da produção editorial
>>> “MEU QUINTAL É MAIOR DO QUE O MUNDO - ON LINE” TERÁ TEMPORADA ONLINE DE 10 A 25 DE ABRIL
>>> Sesc 24 de Maio apresenta Música Fora da Curva: bate-papos sobre música experimental
>>> Música instrumental e natureza selvagem conectadas em single de estreia de Doug Felício
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Poética e política no Pântano de Dolhnikoff
>>> A situação atual da poesia e seu possível futuro
>>> Um antigo romance de inverno
>>> O acerto de contas de Karl Ove Knausgård
>>> Assim como o desejo se acende com uma qualquer mão
>>> Faça você mesmo: a história de um livro
>>> Da fatalidade do desejo
>>> Cuba e O Direito de Amar (3)
>>> Isto é para quando você vier
>>> 2021, o ano da inveja
Colunistas
Últimos Posts
>>> Hemingway by Ken Burns
>>> Cultura ou culturas brasileiras?
>>> DevOps e o método ágil, por Pedro Doria
>>> Spectreman
>>> Contardo Calligaris e Pedro Herz
>>> Keith Haring em São Paulo
>>> Kevin Rose by Jason Calacanis
>>> Queen na pandemia
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Elon Musk no Clubhouse
Últimos Posts
>>> Gota d'agua
>>> Forças idênticas para sentidos opostos
>>> Entristecer
>>> Na pele: relação Brasil e Portugal é tema de obra
>>> Single de Natasha Sahar retrata vida de jovem gay
>>> A melancolia dos dias (uma vida sem cinema)
>>> O zunido
>>> Exposição curiosa aborda sobrevivência na Amazônia
>>> Coral de Piracicaba apresenta produção virtual
>>> Autocombustão
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Amamos, vivimos y entendemos
>>> Ser intelectual dói
>>> O grito eletrônico do Overmundo
>>> Picasso versus Duchamp e a crise da arte atual
>>> Usina
>>> Introducing Baden Powell and His Guitar
>>> Web 2.0 reloaded
>>> Lendas e mitos da internet no Brasil
>>> A loucura das causas
>>> Queen na pandemia
Mais Recentes
>>> O Ser Consciente: Série Psicológica Joanna de Ângelis de Divaldo Pereira Franco pela Leal (2014)
>>> Les Dieux Ont Soif de Anatole France pela Gallimard (1989)
>>> Destinado - As Memórias secretas do Sr. Clarke de Carina Rissi pela Verus (2016)
>>> Terapêutica de Emergência de Divaldo Pereira Franco pela Lea (2015)
>>> Encontrada - A Espera do Felizes para Sempre de Carina Rissi pela Verus (2014)
>>> História da Riqueza do Homem 14ºed. de Lao Huberman pela Zahar (1978)
>>> Perdida - Um amor que ultrapassa as barreiras do tempo de Carina Rissi pela Baraúna (2011)
>>> Os Dez Mandamentos de Loron T. Wade pela Casa (2006)
>>> Novas Mensagens De Maria de Annie Kirkwood pela Nova ErA (1996)
>>> Expansao Da Mente de Tarthang Tulku pela Cultrix (1995)
>>> Espiritismo e Questão Social (Problemas da Atualidade I) de Prof. Rino Curti pela Feesp (1983)
>>> Persuasão - Edição Bilíngue - Português/Inglês de Jane Austen pela Landmark (2007)
>>> Os Anjos Respondem de Lynn Taylor pela Pensamento (1999)
>>> O Retorno À Origem de Lex Hixon pela Cultrix (1997)
>>> Emma - Edição Bilíngue - Português/ Inglês de Jane Austen pela Landmark (2012)
>>> O Vento Da Mudança de Julie Soskin pela Pensamento (2000)
>>> A Nave de Noé de Trigueirinho pela Pensamento (1999)
>>> Karma E Maturidade Um Guia Diferente para a Jornada de Eileen Connolly pela Cultrix (1999)
>>> Diálogos de Roman Jakobson e krystyna Pomorska pela Cultrix (1985)
>>> Receita da felicidades de Ken Keyes Jr. E Penny Keyes pela Pensamento (1995)
>>> História Caderno de Competências Conecte de M. Esther Nejm et al pela Saraiva (2014)
>>> A Viagem de Uma Alma de Peter Richelieu pela Pensamento (2006)
>>> Entre o Agora e o Sempre de J. A. Redmerski pela Suma de Letras (2014)
>>> Respostas da Vida de Francisco Cândido Xavier (Espírito André Luiz) pela Instituto André Luiz (1975)
>>> Entre o Agora e o Nunca de J. A. Redmerski pela Suma de Letras (2013)
COLUNAS

Quarta-feira, 23/12/2020
Jogando com Cortázar
Cassionei Niches Petry

+ de 2200 Acessos

Ler Julio Cortázar é um ato único, mesmo quando o relemos. Há sempre algo que nos escapou nas leituras anteriores, há sempre novos significados nos seus textos, há sempre um mistério que não foi e nem será desvendado. Ler Julio Cortázar é um jogo entre escritor e leitor, em que ambos ganham. O escritor, por ludibriar o leitor. Este, justamente por ser ludibriado.

Não é à toa que um de seus livros de contos se chama “Final del juego”. Porém seus jogos literários não têm finais. Ou eles estão em aberto, como no próprio conto que intitula e fecha a obra, ou o leitor volta ao seu início, num eterno retorno, como em “Continuidad de los parques”, que abre o livro. É um conto que nunca termina e sempre recomeça. O leitor corre o risco, inclusive, de jamais deixar de lê-lo.

Nesse jogo, jogamos com o acaso. Em “Uma flor amarilla”, por exemplo, o protagonista se depara com um jovem que se parecia com ele próprio na mesma idade e que passa por situações idênticas a que ele passou. Isso, claro, se se pensar o conto numa leitura realista. Cortázar, porém, era um escritor do fantástico, em que os fatos reais beiram o estranho, o insólito. Então, não há nada de acaso, mas sim o personagem encontra o seu duplo, numa espécie de falha da Matrix. O que faríamos se encontrássemos nosso duplo? Não sei o que eu faria, mas imagino o que ele faria e relato isto em um conto que publiquei em um de meus livros, “Cacos e outros pedaços”.

A releitura dos mitos, que no livro anterior, “Bestiário”, se deu com o conto “Circe”, agora é retomada com “Las ménades”, em que um Orfeu moderno é destroçado e devorado pelos seus fãs. O tempo é reajustado em “Sobremesa”, afinal, como se pode ir a uma festa cujo convite só seria feito alguns dias depois? Os sonhos não são apenas sonhos (“El río” e “Relato con un fondo de água”), de uma porta escondida atrás de um armário em um hotel podem sair sons estranhos como um choro de um bebê (“La porta condenada”), vestir uma blusa pode ser extremamente perigoso, ainda mais quando a mão se volta contra o próprio dono (“No se culpa a nadie”), os venenos, quando nas mãos de uma criança com ciúmes, podem não servir apenas para matar formigas (“Los venenos”, conto autobiográfico, segundo Cortázar).

O autor nos ludibria com a ambiguidade recorrente em todos os relatos, nos deixando perplexos, sem respostas. O homem que se transforma numa espécie de salamandra que observava num aquário não seria na verdade a própria salamandra imaginando ser o homem que a observava, no conto “Axolotl”? E o motociclista que na cama do hospital, entre o sono e a vigília, sonhava estar numa mesa sacrificial dos antigos astecas, não seria na verdade a vítima que está prestes a ser morta sonhando que montava um cavalo de rodas numa cidade estranha, cheia de luzes, como se lê em “La noche boca arriba”?

Releio “Final del juego” e, como um dos protagonistas de “Continuidad de los parques”, fico com a sensação de que estou dentro do livro que estou lendo. Sinto que a qualquer momento posso ser apunhalado pelas costas, envenenado, devorado, afogado, abandonado, metamorfoseado, enfeitiçado, nocauteado, assassinado, sacrificado. Ainda bem que é tudo ficção. Ou não?


Cassionei Niches Petry
Santa Cruz do Sul, 23/12/2020


Quem leu este, também leu esse(s):
01. O acerto de contas de Karl Ove Knausgård de Cassionei Niches Petry
02. Filmes de guerra, de outro jeito de Ana Elisa Ribeiro
03. O bosque inveterado dos oitis de Elisa Andrade Buzzo
04. A Casa das Aranhas, de Márcia Barbieri de Jardel Dias Cavalcanti
05. No palco da vida, o feitiço do escritor de Cassionei Niches Petry


Mais Cassionei Niches Petry
Mais Acessadas de Cassionei Niches Petry em 2020
01. Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I - 26/8/2020
02. Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II - 7/10/2020
03. As luzes se apagam - 13/5/2020
04. Jogando com Cortázar - 23/12/2020
05. Notas confessionais de um angustiado (Final) - 15/1/2020


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Karma , destino e vida profissional
Nanette V. Huknall
Cultrix
(2007)



Viver com arte: Educação Artística vol 4
Natália Xavier e Albano Agner
Ática
(1987)



Juca Mulato
Menotti del Picchia
Itatiaia



Planning and LGBTQ Communities: The Need for Inclusive Queer Spaces
Petra L. Doan
Routledge
(2020)
+ frete grátis



Années 1781-1801 - Kant
Kant
J. Vrin
(2002)



Na Antevespera - 6a Edição
Monteiro Lobato
Brasiliense
(1955)



O Manual da Cartomante - 9º Edição
Yllema Hormazabal
Eco
(1990)



O Mulato
Aluisio Azevedo
Atica
(1982)



Luz Emergente, A Jornada de Cura Pessoal
Barbara Ann Brennan
Cultrix/Pensamento
(1996)



Revistas Concessionária Enxuta Guia Prático 3 Fenabrave - Revista/Guia Concessionária Enxuta Pós-Vendas Fenabrave
Vários
Fenabrave
(2004)





busca | avançada
84710 visitas/dia
2,6 milhões/mês