Jogando com Cortázar | Cassionei Niches Petry | Digestivo Cultural

busca | avançada
56467 visitas/dia
2,3 milhões/mês
Mais Recentes
>>> 7ª edição do Fest Rio Judaico acontece no domingo (16 de junho)
>>> Instituto SYN realiza 4ª edição da campanha de arrecadação de agasalhos no RJ
>>> O futuro da inteligência artificial: romance do escritor paranaense Roger Dörl, radicado em Brasília
>>> Cursos de férias: São Paulo Escola De Dança abre inscrições para extensão cultural
>>> Doc 'Sin Embargo, uma Utopia' maestro Kleber Mazziero em Cuba
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> A pulsão Oblómov
>>> O Big Brother e a legião de Trumans
>>> Garganta profunda_Dusty Springfield
>>> Susan Sontag em carne e osso
>>> Todas as artes: Jardel Dias Cavalcanti
>>> Soco no saco
>>> Xingando semáforos inocentes
>>> Os autômatos de Agnaldo Pinho
>>> Esporte de risco
>>> Tito Leite atravessa o deserto com poesia
Colunistas
Últimos Posts
>>> Jensen Huang, da Nvidia, na Computex
>>> André Barcinski no YouTube
>>> Inteligência Artificial Física
>>> Rodrigão Campos e a dura realidade do mercado
>>> Comfortably Numb por Jéssica di Falchi
>>> Scott Galloway e as Previsões para 2024
>>> O novo GPT-4o
>>> Scott Galloway sobre o futuro dos jovens (2024)
>>> Fernando Ulrich e O Economista Sincero (2024)
>>> The Piper's Call de David Gilmour (2024)
Últimos Posts
>>> O mais longo dos dias, 80 anos do Dia D
>>> Paes Loureiro, poesia é quando a linguagem sonha
>>> O Cachorro e a maleta
>>> A ESTAGIÁRIA
>>> A insanidade tem regras
>>> Uma coisa não é a outra
>>> AUSÊNCIA
>>> Mestres do ar, a esperança nos céus da II Guerra
>>> O Mal necessário
>>> Guerra. Estupidez e desvario.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Entrevista com o poeta mineiro Carlos Ávila
>>> A LPB e o thriller verde-amarelo
>>> O Google em crise de meia-idade
>>> Meu cinema em 2010 ― 1/2
>>> Paulo Francis não morreu
>>> Levy Fidelix sobre o LGBT
>>> Adaptação: direito ou dever da criança?
>>> Bienal 2006: fracasso da anti-arte engajada
>>> Monteiro Lobato, a eugenia e o preconceito
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
Mais Recentes
>>> Fênix Renascendo das Cinzas de Daniel C. Luz pela Dvs (2005)
>>> Casa Limpa e Arrumada de Donna Smallin pela Fisicalbook (2006)
>>> Diversidade na Aprendizagem de Necessidades Especiais de Vários Autores pela Iesde (2010)
>>> Família,Liberdade e Participação de Vários Autores pela Escola de Pais do Brasil (1987)
>>> Desenvolvimento e Personalidade da Criança de Mussen/Conger/Kagan pela Harbra (1977)
>>> Vista Da Janela de Rosali Michelsohn pela Reflexão
>>> Sem Medo De Ser Feliz de Isabel Losada pela Alaúde (2013)
>>> Socorro, Meu Filho Nao Quer Comer! - Um Guia Pratico Para As Maes de Branca Sister pela Alegro (2004)
>>> Dona Beija Feiticeira do Araxá de Thomas leonardos pela Record (1986)
>>> Cura Pelas Mãos, Ou, A Prática Da Polaridade de Richard Gordon pela Pensamento (1978)
>>> Onde Esta Tereza ? de Zíbia Gasparetto / Lucius pela Vida E Consciencia (2007)
>>> Assombrassustos de Stella Carr pela Pioneia (1973)
>>> Uma Viagem ao Mundo Maravilhoso do Vinho de José Wilson Ciotti / Regina Lúcia Ciotti pela Barbacena (2003)
>>> A. Criança em Desenvolvimento de Helen Bee pela Harbra (1977)
>>> A Vida é Sonho de Pedro Calderón De Lá Barca pela Scritta (1992)
>>> O Saci de Monteiro Lobato pela Brasiliense (2009)
>>> Mercadão Municipal - O Mundo e seus Sabores de Vários Autores pela Map (2004)
>>> Revista da Biblioteca Mário de Andrade de Boris Schnaiderman pela Imprensa Oficial (2012)
>>> Minidicionário Saraiva Informatica de Maria Cristina Gennari pela Saraiva (2001)
>>> Baia Da Esperanca de Jojo Moyes pela Bertrand (2015)
>>> Manual de Organização do Lactário de Maria Antônia Ribeiro Gobbo / Janete Maculevicius pela Atheneu (1985)
>>> Brinquedos da Noite: manual do primeiro livro 12ª edição. de Ieda Dias da Silva pela Vigília (1990)
>>> Pró-Posições de Vários Autores Unicamp pela Unicamp (2008)
>>> De Crianças e Juvenis Ensinando a Verdade de Modo Criativi de Márcia Silva pela Videira (2012)
>>> O Cinema Vai Mesa de Rubens Ewald Filho / Nilu Lebert pela Melhoramentos (2007)
COLUNAS

Quarta-feira, 23/12/2020
Jogando com Cortázar
Cassionei Niches Petry
+ de 3500 Acessos

Ler Julio Cortázar é um ato único, mesmo quando o relemos. Há sempre algo que nos escapou nas leituras anteriores, há sempre novos significados nos seus textos, há sempre um mistério que não foi e nem será desvendado. Ler Julio Cortázar é um jogo entre escritor e leitor, em que ambos ganham. O escritor, por ludibriar o leitor. Este, justamente por ser ludibriado.

Não é à toa que um de seus livros de contos se chama “Final del juego”. Porém seus jogos literários não têm finais. Ou eles estão em aberto, como no próprio conto que intitula e fecha a obra, ou o leitor volta ao seu início, num eterno retorno, como em “Continuidad de los parques”, que abre o livro. É um conto que nunca termina e sempre recomeça. O leitor corre o risco, inclusive, de jamais deixar de lê-lo.

Nesse jogo, jogamos com o acaso. Em “Uma flor amarilla”, por exemplo, o protagonista se depara com um jovem que se parecia com ele próprio na mesma idade e que passa por situações idênticas a que ele passou. Isso, claro, se se pensar o conto numa leitura realista. Cortázar, porém, era um escritor do fantástico, em que os fatos reais beiram o estranho, o insólito. Então, não há nada de acaso, mas sim o personagem encontra o seu duplo, numa espécie de falha da Matrix. O que faríamos se encontrássemos nosso duplo? Não sei o que eu faria, mas imagino o que ele faria e relato isto em um conto que publiquei em um de meus livros, “Cacos e outros pedaços”.

A releitura dos mitos, que no livro anterior, “Bestiário”, se deu com o conto “Circe”, agora é retomada com “Las ménades”, em que um Orfeu moderno é destroçado e devorado pelos seus fãs. O tempo é reajustado em “Sobremesa”, afinal, como se pode ir a uma festa cujo convite só seria feito alguns dias depois? Os sonhos não são apenas sonhos (“El río” e “Relato con un fondo de água”), de uma porta escondida atrás de um armário em um hotel podem sair sons estranhos como um choro de um bebê (“La porta condenada”), vestir uma blusa pode ser extremamente perigoso, ainda mais quando a mão se volta contra o próprio dono (“No se culpa a nadie”), os venenos, quando nas mãos de uma criança com ciúmes, podem não servir apenas para matar formigas (“Los venenos”, conto autobiográfico, segundo Cortázar).

O autor nos ludibria com a ambiguidade recorrente em todos os relatos, nos deixando perplexos, sem respostas. O homem que se transforma numa espécie de salamandra que observava num aquário não seria na verdade a própria salamandra imaginando ser o homem que a observava, no conto “Axolotl”? E o motociclista que na cama do hospital, entre o sono e a vigília, sonhava estar numa mesa sacrificial dos antigos astecas, não seria na verdade a vítima que está prestes a ser morta sonhando que montava um cavalo de rodas numa cidade estranha, cheia de luzes, como se lê em “La noche boca arriba”?

Releio “Final del juego” e, como um dos protagonistas de “Continuidad de los parques”, fico com a sensação de que estou dentro do livro que estou lendo. Sinto que a qualquer momento posso ser apunhalado pelas costas, envenenado, devorado, afogado, abandonado, metamorfoseado, enfeitiçado, nocauteado, assassinado, sacrificado. Ainda bem que é tudo ficção. Ou não?


Cassionei Niches Petry
Santa Cruz do Sul, 23/12/2020

Mais Cassionei Niches Petry
Mais Acessadas de Cassionei Niches Petry em 2020
01. Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - I - 26/8/2020
02. Prêmio Nobel de Literatura para um brasileiro - II - 7/10/2020
03. Jogando com Cortázar - 23/12/2020
04. As luzes se apagam - 13/5/2020
05. Notas confessionais de um angustiado (Final) - 15/1/2020


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Livro Biografias Muito Longe de Casa Memórias de um Menino Soldado
Ishmael Heah
Ediouro
(2007)



Diários do Vampiro A Fúria
L. J. Smith
Galera Record
(2013)



Livro Literatura Estrangeira O Museu da Inocência
Orhan Pamuk
Companhia das Letras
(2011)



Alinhando as Estrelas
Jay W. Lorsch; Thomas J. Tierney
Campus
(2003)



A Ciência Médica de House
Andrew Holtz
Best Seller
(2024)



O Coelho Branco
Bruce Marshall
Mérito
(1954)



Ídolos ou ideal?
Humberto Rohden
Martin Claret
(2000)



A Chave da Alquimia
Paracelso
Três
(1983)



Livro Esoterismo O Caminho da Energia domine a arte chinesa da força interior com exercícios de Chi Kung
Mestre Lam Kam Chuen
Manole
(1991)



Livro Literatura Estrangeira Quatro Historias da Serie Divergente
Veronica Roth; Lucas Peterson
Rocco
(2014)





busca | avançada
56467 visitas/dia
2,3 milhões/mês