Notas confessionais de um angustiado (Final) | Cassionei Niches Petry | Digestivo Cultural

busca | avançada
70622 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Escola francesa de Design, Artes e Comunicação Visual inaugura campus em São Paulo
>>> TEATRO & PODCAST_'Acervo e Memória', do Célia Helena, relembra entrevista com Nydia Licia_
>>> Projeto Cultural Samba do Caxinha cria arrecadação virtual para gravação de seu primeiro EP
>>> Designer e arquiteto brasileiro, Giovanni Vannucchi participa da VIIBienal Ibero-americana de Design
>>> Risorama anuncia retorno aos palcos com grandes nomes do humor nacional em São Paulo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Aquele apoio
>>> A forca de cascavel — Angústia (Fuvest)
>>> Pouca gente sabe
>>> O chilique do cabeleireiro diante da modelo
>>> Paradiso por Metheny
>>> A nova propaganda anda ruim
>>> A Erva do Diabo, de Carlos Castaneda
>>> Manual para o leitor de transporte público
>>> Ganha-pão
>>> Comunicação: conselhos para (jovens) pesquisadores
Mais Recentes
>>> Marketing e Comunicação na era Pós-digital-as Regras Mudaram de Walter Longo pela Hsm Management (2014)
>>> Forças Irresistíveis de Danielle Steel pela Record (2002)
>>> Memorial do Convento de José Saramago pela Bertrand (1987)
>>> Manuelzão e Miguilim de João Guimarães Rosa pela Nova Fronteira (1986)
>>> O livro das pequenas infidelidades: contos de Edgard Telles Ribeiro pela Companhia Das Letras (1994)
>>> Competências e Qualificações Profissionais de Olivier Bertrand pela Iiep (2005)
>>> Vida e Proeza de Aléxis Zorbas de Nikos Kazantzákis pela Tag (2011)
>>> O Grande Arcano de Paloma Sánchez-Garnica pela Record (2008)
>>> O Futuro da Democracia de Norberto Bobbio pela Paz e terra (1996)
>>> A Crise do Homem na Meia-Idade Recomeçando a Vida Depois dos 40 de Nancy Mayer pela Record (1978)
>>> Acesso a justiça de Mauro Cappelletti; Ellen Gracie Northfleet pela Safe (2002)
>>> Um minuto para mim de Spencer Johnson, M.D pela Record (2006)
>>> Problemas? oba! de Roberto Shinyashiki pela Gente (2011)
>>> Queda de gigantes de Ken Follett pela Sextante (2010)
>>> Minutos com Chico Xavier de José Carlos de Lucca pela Ebm (2009)
>>> Combo Livros Questões com Gabaritos Comentados de Aylton Barbosa, Fabrício Sarmanho, Raquel Camurça, José Almir Fontella Dornelles, Ronaldo Oliveira e Marcos David Soares dos Santos pela Vestcon (2010)
>>> As sete leis espirituais do sucesso de Deepak Chopra pela Bestseller (2003)
>>> As Astreintes e o Processo Civil Brasileiro de Guilherme Rizzo Amaral pela Livraria do Advogado (2004)
>>> Coleção Sinopses para concursos, v.7 - processo penal de Leonardo Barreto Moreira Alves pela Juspodivm (2014)
>>> A Escrita ou a Vida de Jorge Semprun pela Companhia das Letras (1995)
>>> Ante os Tempos Novos - Espirita de Suely Caldas Schubert pela Leal (2016)
>>> Modelagem matemática do controle biológico da mosca-das-frutas por parasitoide na fruticultura brasileira de Viviane de Lima Noronha, Carlos Eduardo de Souza Rodrigues, Rosana da Paz Ferreira e Tainara Miranda Campos pela Brazil Publishing (2020)
>>> Urdiduras: Memorial de Inês A. Castro Teixeira de Inês Assunção de Castro Teixeira pela Brazil Publishing (2020)
>>> Uma fera sempre à espreita – o que é fantasia em Freud de Ronaldo Manzi pela Brazil Publishing (2020)
>>> National Geographic Brasil Nº 224 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Esaú e Jacó / Memorial de Aires de Machado de Assis pela Nova Cultural (2003)
>>> National Geographic Brasil Nº 225 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Montaigne - Os Pensadores de Michel de Montaigne pela Nova Cultural (2004)
>>> National Geographic Brasil Nº 218 de Diversos Autores pela National Geographic (2018)
>>> Sociologia do sobrenatural de Luigi Sturzo pela Aster, Casa do castelo (1960)
>>> Do direito natural á sociologia de Jacques Leclercq pela Duas cidades
>>> Ciência x Espiritualidade de Chopra e mlodinow pela Sextante (2018)
>>> Ciência x Espiritualidade de Chopra e mlodinow pela Sextante (2018)
>>> Desvendando os Segredos da Linguagem Corporal de Allan Pease & Barbara Pease pela Sextante (2004)
>>> O Gerente Minuto de Kenneth Blanchard & Spencer Johnson pela Record (1981)
>>> Contabilidade Geral: Teoria e mais de 1.000 questões de Ed Luiz Ferrari pela Impetus (2013)
>>> Aulas de Direito Constitucional para Concursos de Vicente Paulo; Marcelo Alexandrino; Frederico Dias pela Método (2012)
>>> Finanças Públicas: Teoria e Prática no Brasil de Fabio Giambiagi; Ana Cláudia Além pela Elsevier (2011)
>>> Genética: Texto e Atlas de Eberhard Passarge pela Artmed (2004)
>>> Gestão por Processos: Uma Abordagem da Moderna Administração de José Osvaldo de Sordi pela Saraiva (2008)
>>> Gestão de Contratos: Melhores Práticas Voltadas aos Contratos Empresariais de Walter Freitas pela Atlas (2009)
>>> Desafios eclesiais e missionários da cooperação de Israel Batista (org) pela Sinodal (2007)
>>> Marketing de A a Z de Philip Kotler pela Campus (2003)
>>> Contos de Fadas e Suas Versões Originais - Sem Censura de Marina Avila (org.) pela Wish (2016)
>>> Cuidando de quem cuida de Roseli M. kuhnrich de Oliveira pela Sinodal (2007)
>>> Marketing 4.0 - do tradicional ao digital de Philip Kotler pela Sextante (2017)
>>> Admirável Mundo Novo de Aldous Huxley pela Globo (2001)
>>> Crer: informações sobre fé de Helmut Thilicke (cord). pela Sinodal /EST (2007)
>>> Com Açúcar, Com Afeto: Fiz Seu Poema Predileto de Danci Ramos pela Edigal (2009)
>>> Missão e evangelização na América Latina e Caribe de Nilton Giese (org) pela Sinodal (2012)
COLUNAS

Quarta-feira, 15/1/2020
Notas confessionais de um angustiado (Final)
Cassionei Niches Petry

+ de 1800 Acessos

LIX

O que move a narrativa é o conflito. Para Koch, “o conflito — isto é, algum embate a ser resolvido entre as pessoas — é a única coisa que nos faz perguntar: O que vai acontecer? O leitor que não se interessar por isso não vai se interessar pela leitura, e ponto final”. Em Os óculos de Paula, a expectativa do leitor deve relacionar-se ao envolvimento dos protagonistas, se vão levar adiante o caso amoroso, se o marido dela ou a esposa dele irão descobrir. As ideias discutidas durante o enredo também são conflitos em que se busca uma solução: Paula irá adiante com suas indagações metafísicas? Fred continuará pensando no suicídio somente no seu aspecto teórico? São esses os suspenses que buscam prender o leitor na história. Ao mesmo tempo, porém, pretendo provocar reflexão, incomodar quem está lendo, pois minha ideia de obra de arte segue nesse sentido.

LX

Uma das preocupações na elaboração do romance Os óculos de Paula é o tempo da narrativa. A história se passa na maioria das vezes no espaço temporal relativo ao reencontro da Paula e do Fred. Também é narrado um passado comum aos dois, quando namoravam na faculdade, e o passado da infância, com fragmentos da vida de cada um. Busquei não marcar os planos no tempo verbal. Todos estão no pretérito. O contexto vai revelar ao leitor sobre que época se refere o que se está lendo. Há ainda o plano do escritor, que, por sua vez, está no presente. (...)

O que aconteceu com as personagens no passado pode explicar suas ações no presente. Por que Fred se tornou ateu? Por que ele se preocupa tanto com o tema do suicídio? Por que Paula é insegura nas suas escolhas e se baseia muito na opinião das outras pessoas?

LXI

Já escolhi, dentre as possibilidades que tinha, o final da história. Escrevi um esboço das dez últimas páginas. Já sei aonde tenho que chegar, mas ainda falta muito para atingir um número considerável de laudas para que possa chamar Os óculos de Paula de romance.

Não digo que passo por um bloqueio criativo, mas estou numa fase da história em que não consigo pôr no papel o que tenho em mente ou anotado nas folhas de um caderno de capa azul, fragmentos soltos cujos motivos pelos quais anotei eu não lembro mais. O prazo é o maior motivador e desmotivador ao mesmo tempo. Sempre que sinto a aproximação da data da entrega, acabo sempre conseguindo concluir meus projetos de escrita. Por outro lado, o prazo retira do texto uma qualidade maior que ele poderia ter.

LXII

Uma mudança no romance. A primeira, o uso do pronome de tratamento “você” no lugar da segunda pessoa “tu”, mesmo nos diálogos entre Fred e Paula. Um motivo é deixar a narrativa menos regionalizada; o outro é não usar a inevitável mistura de tratamento, que deixa o texto muito pobre gramaticalmente. (...)

Pensei num narrador que, ao mesmo tempo em que focasse em Paula — um narrador em 3ª pessoa parcial, portanto —, soubesse de aspectos da história além dos relacionados a essa personagem apenas. Ele sabe, mas omite, ou melhor, sugere, deixando um suspense ao final dos curtos capítulos e, quando dá a voz ao Fred, ele se esconde ou sai em disparada como escreveu Vargas Llosa, pois deixa a personagem expor seus pontos de vista sem o filtro do narrador.

LXIII

Relendo a obra do Rubem Fonseca, percebo que há uma influência do autor na minha escrita, mas não a que comumente influencia os demais escritores, que é o tema da violência urbana, mas sim com relação às citações às vezes enciclopédicas outras vezes literárias, principalmente as que aparecem na fala de personagens. O orientador já havia se referido a esse ar professoral do Fred como um possível problema na narrativa, mas permaneci firme no propósito, pois tinha a ideia de revelar traços da personalidade da personagem através de seus discursos em rodas de amigo ou nas postagens do blogue. As divagações enciclopédicas e literárias servem para, além de dar indícios do que pode acontecer, retardar a narrativa.

Escrevi há pouco um capítulo em que Fred discorre sobre esse assunto depois de ler um livro do autor de Bufo & Spallanzani. Tenho em mente dar indícios ao leitor, que podem ser falsos, de que Fred é “o escritor” que aparece na história, apesar de este escritor, na sua última aparição, ter insinuado que seria, na verdade, o marido de Paula. Desejo manter esse suspense até o desfecho da narrativa, que já está delineado.

Quem narra a história? É a pergunta que ainda quero deixar sem resposta para o leitor. É uma espécie de “narrador não-confiável”, na acepção de David Lodge, com o objetivo de “revelar a lacuna entre as aparências e a realidade e mostrar como os seres humanos distorcem e ocultam essa última”. O narrador é uma das personagens, mas conta a história sobre o seu ponto de vista, no caso, a favor da ficção: “Assim como no mundo real, precisamos ter alguma forma de distinguir a verdade da mentira do mundo imaginário do romance para que a história desperte nosso interesse.”

LXIV

A narrativa se encaminha para o clímax. Ela seguiu um determinado ritmo, criou alguns conflitos. Agora, porém, precisa crescer e provocar um momento de maior tensão que deve se manter até o desfecho que, pretendo, surpreenda o leitor. David Lodge escreve que a “maioria das narrativas traz um elemento de surpresa. Se conseguimos prever todas as reviravoltas de uma determinada trama, é muito improvável que ela nos cative. Mas, além de convincentes, as reviravoltas precisam ser inesperadas.”

As reflexões de Fred com relação ao suicídio são indícios do que vai acontecer, porém, quem vai cometer o suicídio deve ser uma incógnita para o leitor, assim como quem está narrando a história. Para Forster, o “mistério é essencial para um enredo e não pode ser apreciado sem inteligência [...]. Para apreciar um mistério, parte da mente deve ser deixada para trás, matutando, enquanto que a outra parte deve prosseguir seu caminho”.

Para representar o clímax, decidi narrar com mais detalhes uma cena de sexo entre Paula e Fred. A relação sexual é uma espécie de narrativa, com seu início lento, que vai crescendo até atingir o orgasmo, que é o clímax. Antes de chegar a esse momento máximo com Fred, Paula é interrompida por uma ligação que incidirá no desfecho da história, na verdade o falso final.

LXV

É preciso terminar a narrativa. Um final foi escrito, porém a história não terminou: "Talvez devêssemos distinguir entre o fim da história de um romance — a resolução ou a não-resolução deliberada das questões narrativas levantadas na mente do leitor — e a última ou as últimas páginas do texto, que muitas vezes funcionam como uma espécie de epílogo ou post-scriptum, uma desaceleração suave do discurso antes da parada final", escreveu LODGE.

As páginas derradeiras correspondem mais do que um retardamento. Na verdade, há um novo elemento que fecha o enredo, mas que proporciona uma nova leitura. Há uma ficção dentro de outra ficção e tudo que aparecera até agora resulta em novo significado e o final, por sua vez, fica aberto para interpretações. Surge um conflito que vai ficar sem solução, salvo na mente do leitor. (...)

NOTA FINAL

Li muito nos últimos meses sobre técnicas literárias para produzir esse trabalho. O que não está nessas notas é porque não foi útil para a elaboração do romance, pelo menos conscientemente: “É o feeling, em suma, [...] que dá ao escritor o ritmo das frases, a extensão dos episódios, as proporções dos elementos que se alternam, de modo que os diálogos deem lugar a uma descrição, um resumo da narrativa, ou uma ação concreta", escreveu John Gardner. Algumas escolhas no processo se deram em virtude não do que os teóricos me diziam, mas do que eu com leitor pensava que era melhor, tendo em vista as centenas de romance que já li.

Busquei refletir sobre o processo de criação de uma forma que pode ser resumida nessas palavras de Milan Kundera: "Uma teoria ágil e prazerosa; assim é como teoriza um romancista: conservando a sua própria linguagem com ciúme, fugindo do jargão dos eruditos." Ao mesmo tempo em que precisava escrever um trabalho acadêmico, a escrita não poderia destoar da própria narrativa. Logo, as reflexões são de um escritor, não de um teórico, mas um escritor que precisava teorizar e se utilizar de teóricos para refletir. Foi esse círculo urobórico que procurei seguir, sabendo que correria o risco de engolir a própria cauda.


Cassionei Niches Petry
Santa Cruz do Sul, 15/1/2020


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Relatório de compra de Ana Elisa Ribeiro
02. Era uma vez um inverno de Elisa Andrade Buzzo
03. Ação Social de Ricardo de Mattos
04. A coerência de Mauricio Macri de Celso A. Uequed Pitol
05. Sobre o caso Idelber Avelar de Julio Daio Borges


Mais Cassionei Niches Petry
Mais Acessadas de Cassionei Niches Petry
01. Notas confessionais de um angustiado (VII) - 4/9/2019
02. Do canto ao silêncio das sereias - 14/11/2018
03. Do inferno ao céu - 3/7/2019
04. O suicídio na literatura - 13/4/2016
05. Por que HQ não é literatura? - 6/12/2017


* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




SHARED SERVICES - SERVIÇOS COMPARTILHADOS
DONNIEL S. SCHULMAN E OUTROS
MAKRON BOOKS
(2000)
R$ 26,55



PAI DE MAX BAUER O - E OUTROS CONTOS
MARCOS RODRIGUES
ATELIÊ EDITORIAL - BRASILEIRO
(2011)
R$ 7,00



DA ORGANIZAÇÃO DO EST. DOS PODERES E HIST. DAS CONSTITUIÇÕES
RODRIGO CESAR REBELLO PINHO
SARAIVA
(2003)
R$ 29,90



OPÚSCULO A PARÓDIA
HARVARD LAMPOON
NOVO SECULO
(2010)
R$ 9,80



CRISTO REDENTOR - HISTÓRIA E ARTE DE UM SÍMBOLO DO BRASIL
LEONEL KAZ, NIGGE LODDI
APRAZIVEL
(2008)
R$ 55,00



PERSONALIDADES RESTAURADAS
VALNICE MILHOMENS
PALAVRA DA FÉ
(2003)
R$ 35,00



A FILOSOFIA AMERICANA
GIOVANNA BORRADORI
UNESP
(2013)
R$ 27,00



ALMANAQUE DISNEY Nº 47 - 9183
WALT DISNEY
ABRIL
(1975)
R$ 35,00



VIOLETAS NA JANELA 5670
VERA LUCIA MARINZECK DE CARVALHO
PETIT
(2006)
R$ 11,00



TEM AQUELA DO ...
CHICO ANISIO
ROCCO
(1978)
R$ 6,90





busca | avançada
70622 visitas/dia
2,0 milhões/mês