O Glamour da Miséria | Paulo Polzonoff Jr | Digestivo Cultural

busca | avançada
48334 visitas/dia
1,6 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Residência Artística FAAP São Paulo realiza Open Studio neste sábado
>>> CONHEÇA OS VENCEDORES DO PRÊMIO IMPACTOS POSITIVOS 2022
>>> Espetáculo 'Figural', direçãod e Antonio Nóbrega | Sesc Bom Retiro
>>> Escritas de SI(DA) - o HIV/Aids na literatura brasileira
>>> Com Rincon Sapiência, Samanta Luz prepara quiche vegana no Sabor & Luz
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Home sweet... O retorno, de Dulce Maria Cardoso
>>> Menos que um, novo romance de Patrícia Melo
>>> Gal Costa (1945-2022)
>>> O segredo para não brigar por política
>>> Endereços antigos, enganos atuais
>>> Rodolfo Felipe Neder (1935-2022)
>>> A pior crônica do mundo
>>> O que lembro, tenho (Grande sertão: veredas)
>>> Neste Momento, poesia de André Dick
>>> Jô Soares (1938-2022)
Colunistas
Últimos Posts
>>> Lula de óculos ou Lula sem óculos?
>>> Uma história do Elo7
>>> Um convite a Xavier Zubiri
>>> Agnaldo Farias sobre Millôr Fernandes
>>> Marcelo Tripoli no TalksbyLeo
>>> Ivan Sant'Anna, o irmão de Sérgio Sant'Anna
>>> A Pathétique de Beethoven por Daniel Barenboim
>>> A história de Roberto Lee e da Avenue
>>> Canções Cruas, por Jacque Falcheti
>>> Running Up That Hill de Kate Bush por SingitLive
Últimos Posts
>>> Nosotros
>>> Berço de lembranças
>>> Não sou eterno, meus atos são
>>> Meu orgulho, brava gente
>>> Sem chance
>>> Imcomparável
>>> Saudade indomável
>>> Às avessas
>>> Amigo do tempo
>>> Desapega, só um pouquinho.
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Discurso de William Faulkner
>>> Road Warrior
>>> O crime da torta de morango
>>> PT saudações
>>> Oscar Wilde, dândi imortal
>>> 30 de Novembro #digestivo10anos
>>> Uma história do Jazz
>>> Quando morre uma paixão
>>> Debate Democrata na CNN
>>> Blogo, logo existo
Mais Recentes
>>> Bhagavad Gita de Krishna pela Martin Claret (2005)
>>> Cyrano de Bergerac (capa dura) de Edmond Rostand pela Nova Cultural (2002)
>>> A arte de amar de Ovídio pela L&PM Pocket (2010)
>>> A Única Coisa de Gary Keller; Jay Papasan pela Novo Século (2014)
>>> Prestígio e Personalidade de Lewis Victor pela Ediouro
>>> Maze Runner: Ordem de Extermínio de James Dashner pela V&R (2013)
>>> A Semente da Vitória de Nuno Cobra pela Senac (2002)
>>> Maze Runner: A Cura Mortal de James Dashner pela V&R (2012)
>>> Maze Runner: Prova de Fogo de James Dashner pela V&R (2011)
>>> Perto do Coração Selvagem de Clarice Lispector pela Folha de S.Paulo (2017)
>>> Maze Runner: Correr ou Morrer de James Dashner pela V&R (2010)
>>> O Livro dos 5 Anéis de Miyamoto Musashi pela Madras (2005)
>>> A Resposta do Mar de Rubens Paulo Gonçalves pela Alegro (2000)
>>> Como Planejar Sua Vida! de Dernizo Pagnoncelli pela Publit (2014)
>>> Fantasmas de Antonio Carlos Neves pela Saraiva (2006)
>>> Mal-Entendido em Moscou de Simone de Beauvoir pela Folha de S.Paulo (2017)
>>> 40 Dias de Amor - Princípios de Relacionamento de Jesus de Tom Holladay pela Vida (2017)
>>> A Caçadora de Bruxos - Magia. Traição. Sacrifício. de Virginia Boecker pela Record (2016)
>>> Noite de Érico Veríssimo pela Círculo do Livro (1986)
>>> Maldosas - Pretty Little Liars de Sara Shepard pela Rocco (2010)
>>> Exercícios de Matemática - Revisão do Ensino Fundamental - Volume 1 de Álvaro Zimmermann Aranha; Manoel Benedito Rodrigues pela Policarpo (1994)
>>> Anjos Caidos e as Origens do Mal de Elizabethe Prophet pela Nova Era (2002)
>>> Ozônio: Aliado e Inimigo de Vera Lucia Duarte de Novais pela Scipione (2006)
>>> A Ultima Carta de Amor de Jojo Moyes pela Intrínseca (2016)
>>> O Novo Mapa do Mundo de Demétrio Magnoli pela Moderna (1993)
COLUNAS >>> Especial Politicamente Incorreto

Terça-feira, 1/5/2001
O Glamour da Miséria
Paulo Polzonoff Jr

+ de 3000 Acessos

Sebastião Salgado despontou para a fotografia na década de oitenta, ao ser o único fotógrafo a registrar o atentado contra o presidente americano Ronald Reagan. Até este momento, era um desconhecido, apesar de já trabalhar para uma importante agência de notícias. O mundo, então, ganhou um novo deus.

É isso que Salgado se tornou: um deus. Falar de suas fotografias incluem invariavelmente expressões como "o maior fotojornalista da atualidade" e "o maior fotógrafo de todos os tempos".

Sebastião Salgado não é um coisa nem outra.

Primeiro porque, em termos estéticos, sua fotografia não representa nenhum momento especial. Fica evidente a influência de Cartier-Bresson, este sim possivelmente o maior fotógrafo de todos os tempos, nas fotos de Salgado. Suas composições primam por uma combinação bastante agradável de luz e sombras em cenas de falsa espontaneidade. Nada além do que Bresson, há 50 anos, já fazia e fazia bem. O que está por detrás da fama e endeusamento de Salgado é seu discurso.

Isto porque o fotógrafo usa e abusa de um elemento que suscita expiações no alto do Calvário: a miséria. Esta é a essência da fotografia de Sebastião Salgado. Uma miséria que se revela seja no rosto melancolicamente sujo da menina debruçada sobre uma carteira escolar capenga, seja pelas rugas nos pés, mãos e rostos dos trabalhadores, seja ainda por uma casa de pau-a-pique nos confins da África, com crianças famintas sob os fulgurantes (o lugar-comum é proposital) raios solares. Salgado sabe que a miséria, mais do que qualquer assunto neste fim de século, é nossa maior chaga. Possivelmente a última fronteira da Humanidade.

Para retratar esta miséria glamourizada, Salgado faz uso de técnicas que valem a pena ser discutidas à luz de seu discurso. É mentira que as fotografias sejam espontâneas. Usando de luz natural (será que não há um mero spotzinho?), Salgado monta a cena de modo a torná-la mais e mais piegas. Nada que chegue perto do "instante mágico" pretendido por Bresson. Salgado usa e abusa do motor-drive, dispositivo que permite que a câmera dispare várias fotos por minuto, num trabalho muito mais industrial do que artesanal. Pior seria talvez pensar que a massa ignara não percebe que muitas das fotos de Salgado só têm aquela luz e aquele tom e aquela textura graças ao trabalho de um excelente laboratorista.

(Claro que o laboratório faz parte do processo, a menos que se diga ou que se pressuponha o contrário, como é o caso de Salgado.)

O discurso de Salgado prevê uma arte (que ele insiste em chamar tão-somente de "fotojornalismo") engajada como nos anos 60. Anacrônico, Salgado prevê a erradicação da miséria por uma melhor distribuição de renda (não diga!) e por uma espécie de "compaixão", sempre vinda dos países ricos. O cotidiano pobre que pretende escancarar em suas fotografias tem um quê de revolucionário, de maoísta mesmo. Não é à toa que Salgado, ao lado de Chico Buarque e do eterno comunista José Saramago (comunista apesar do U$ 1 milhão do Nobel...), compilou em um livro fotos que retratam os trabalhadores sem-terra, a fim de ajudar a causa.

Stédile e sua corja maoísta agradecem.


Paulo Polzonoff Jr
Rio de Janeiro, 1/5/2001


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Fotonovela: Sociedade/ Classes/ Fotografia de Duanne Ribeiro
02. De Livros, Leitores e Leituras de Ricardo de Mattos
03. MPB: entre o passado e o futuro de Aline Pereira
04. Formação e Informação de Rennata Airoldi


Mais Paulo Polzonoff Jr
Mais Acessadas de Paulo Polzonoff Jr em 2001
01. Transei com minha mãe, matei meu pai - 17/10/2001
02. Está Consumado - 14/4/2001
03. A mentira crítica e literária de Umberto Eco - 24/10/2001
04. Reflexões a respeito de uma poça d´água - 19/12/2001
05. Deus - 25/7/2001


Mais Especial Politicamente Incorreto
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Reflexões Estratégicas Repensando a Defesa Nacional
Mario Cesar Flores
Realizações
(2002)



Cartas a um jovem lider
Cesar Souza
canpus
(2010)



O Amante
Marguerite Duras
globo
(2003)



Revista Unifieo - Ano II - Número 4 - Janeiro de 2001
Vários
Desconhecida
(2001)



O Átomo Ou a Moderna Ciencia Atomica Tomo I
Jaime Maria del Barrio
Pax
(1946)



Renascer - Liberte-se de seu Passado
Deike Begg
jose olympio
(2001)



O Passado de Dolores
Miriam Valle Campos
eme
(2007)



Dicionario Globo - Portugues-espanhol / Espanhol-portugues
Globo
Globo



Gorda de Vida Fácil e Magra
Roberto Ribeiro de Andrade
Do Autor
(1988)



Histologia
Leeson / Leeson
Interamericana
(1977)





busca | avançada
48334 visitas/dia
1,6 milhão/mês