Parcerias e fracasso | Hernani Dimantas | Digestivo Cultural

busca | avançada
32696 visitas/dia
1,3 milhão/mês
Mais Recentes
>>> Banda GELPI, vencedora do concurso EDP LIVE BANDS BRASIL, lança seu primeiro álbum com a Sony
>>> Celso Sabadin e Francisco Ucha lançam livro sobre a vida de Moracy do Val amanhã na Livraria da Vila
>>> No Dia dos Pais, boa comida, lugar bacana e MPB requintada são as opções para acertar no presente
>>> Livro destaca a utilização da robótica nas salas de aula
>>> São Paulo recebe o lançamento do livro Bluebell
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Rinoceronte, poemas em prosa de Ronald Polito
>>> A forca de cascavel — Angústia (FUVEST 2020)
>>> O reinado estético: Luís XV e Madame de Pompadour
>>> 7 de Setembro
>>> Outros cantos, de Maria Valéria Rezende
>>> Notas confessionais de um angustiado (VII)
>>> Eu não entendo nada de alta gastronomia - Parte 1
>>> Treliças bem trançadas
>>> Meu Telefunken
>>> Dor e Glória, de Pedro Almodóvar
Colunistas
Últimos Posts
>>> Revisores de Texto em pauta
>>> Diogo Salles no podcast Guide
>>> Uma História do Mercado Livre
>>> Washington Olivetto no Day1
>>> Robinson Shiba do China in Box
>>> Karnal, Cortella e Pondé
>>> Canal Livre com FHC
>>> A história de cada livro
>>> Guia Crowdfunding de Livros
>>> Crise da Democracia
Últimos Posts
>>> Uma crônica de Cinema
>>> Visitação ao desenho de Jair Glass
>>> Desiguais
>>> Quanto às perdas I
>>> A caminho, caminhemos nós
>>> MEMÓRIA
>>> Inesquecíveis cinco dias de Julho
>>> Primavera
>>> Quando a Juventude Te Ferra Economicamente
>>> Bens de consumo
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Michael Jackson: a lenda viva
>>> Gente que corre
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Numa casa na rua das Frigideiras
>>> Reinaldo Azevedo no Fórum CLP
>>> Introdução ao filosofar, de Gerd Bornheim
>>> Companheiro dileto
>>> O Vendedor de Passados
>>> Eugène Delacroix, um quadro uma revolução
>>> Meus Livros
Mais Recentes
>>> A Flora Nacional na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Arlington Park de Rachel Cusk pela Companhia das Letras (2007)
>>> Muitas Vidas, Muitos Mestres de Brian L Weiss pela Salamandra (1991)
>>> As Frutas na Medicina Doméstica de Alfons Balbach pela A Edificação do Lar
>>> Coleção Agatha Christie - Box 8 de Agatha Christie; Sonia Coutinho; Archibaldo Figueira pela HarperCollins (2019)
>>> As Irmãs Aguero de Cristina García pela Record (1998)
>>> Não Faça Tempestade Em Copo Dágua no Amor de Richard Carlson pela Rocco (2001)
>>> Um Estudo Em Vermelho - Edição De Bolso de Arthur Conan Doyle pela Zahar (2013)
>>> Eu, Dommenique de Dommenique Luxor pela Leya (2011)
>>> Os Cavaleiros da Praga Divina de Marcos Rey pela Global (2015)
>>> O Futuro da Filosofia da Práxis de Leandro Konder pela ExpressãoPopular (2018)
>>> A Igreja Católica de Hans Kung pela Objetiva (2002)
>>> O Comunismo de Richard Pipes pela Objetiva (2002)
>>> Lições para o Cotidiano de Masaharu Taniguchi pela Seicho-No-Ie (1996)
>>> Guerra sem fim – Edição especial de Joe Haldeman pela Aleph (2019)
>>> O Renascimento de Paul Johnson pela Objetiva (2001)
>>> Homeopatia a Ciência e a Cura de Ralph Twentyman pela Círculo do livro (1989)
>>> A Descoberta do Amor em Versos de Diversos pela Cen (2003)
>>> O Islã de Karen Armastrong pela Objetiva (2001)
>>> O Sumiço do Mentiroso de Lourenço Cazarré pela Atual (1998)
>>> A Turma da Tia e os Bilhetes Misteriosos de Ganymédes José pela Ftd (1991)
>>> Camões Os Lusíadas de Luís Vaz de Camões pela L&PM Pocket (2008)
>>> Destruição e Equilíbrio de Sérgio de Almeida Rodrigues pela Atual (1989)
>>> Armadilha para Lobisomem de Luiz Roberto Guedes pela Cortez (2005)
>>> A Menina que Descobriu o Brasil de Ilka Brunhilde Laurito pela Ftd (2001)
>>> Guerra no Rio de Ganymédes José pela Moderna (1992)
>>> Paraíso de Toni Morrison pela Companhia das Letras (1998)
>>> Introduction à la Psycholinguistique de Hans Hörmann pela Larousse Université (1974)
>>> A idéia de cultura de Victor Hell pela Martins Fontes (1989)
>>> Poesia Concreta de Lumna Mara Simon (Org.) pela Abril (1982)
>>> Las Armas Secretas de Julio Cortazar pela Editorial sudamericana/ Buenos Aires (1970)
>>> Maio Apagou o Inverno de Carlos Roberto Douglas pela Ateniense/ S.P (1994)
>>> Utopia Selvagem de Darcy Ribeiro pela Nova Fronteira (1982)
>>> Twittando o Amor, Contando Uma História em 140 Caracteres de Teresa Medeiros pela Novo Conceito (2014)
>>> Estrela Oculta de Robert A. Heinlein pela Francisco Alves/ RJ. (1981)
>>> O Alimento dos Deuses de H. G. Wells (herbert George - 1866-1946) pela Francisco Alves/ RJ. (1984)
>>> Focus de Arthur Miller pela Ediouro (2001)
>>> Trinta Anos Depois da Volta - o Brasil na II Guerra Mundial de Octávio Costa (ilustr): Carlos Scliar pela Expressão e Cultura (1977)
>>> Tuareg (formato Original) de Alberto Vázquez- Figueiroa pela L&pm, Porto Alegre (2000)
>>> Cenas Noturnas na Bíblia (v. 1) : Tardes e Manhãs Que Conduzem... de Christian Chen pela Tesouro Aberto/ Belo Horizonte (2001)
>>> Fall of the House of Windsor (capa Dura; Sobrecapa) de Nigel Blundell & Susan Blackhall pela Contemporay Books/ L. A. (1992)
>>> Todos os Homens do Presidente de Carl Bernstein & Bob Woodward pela Francisco Alves/ RJ. (1977)
>>> A Primeira Comunhão de Verônica de Vários: Pia Sociedade de S. Paulo pela Edições Paulinas (1959)
>>> O Grande Livramento de Valdemiro Santiago: Apóstolo pela Impd (2009)
>>> Poema Sujo de Ferreira Gullar/ Pref.: Alcides Villaça pela Livr José Olympio Ed. (2001)
>>> Poema Sujo de Ferreira Gullar/ Pref.: Alcides Villaça pela Livr José Olympio Ed. (2001)
>>> Poema Sujo de Ferreira Gullar/ Pref.: Alcides Villaça pela Livr José Olympio Ed. (2001)
>>> Poema Sujo de Ferreira Gullar/ Pref.: Alcides Villaça pela Livr José Olympio Ed. (2001)
>>> Poema Sujo de Ferreira Gullar/ Pref.: Alcides Villaça pela Livr José Olympio Ed. (2001)
>>> O Poder dos Pais Que Oram de Stormie Omartian pela Mundo Cristão (2001)
COLUNAS

Quinta-feira, 4/7/2002
Parcerias e fracasso
Hernani Dimantas

+ de 3000 Acessos

Não sei quem começou com essa história de classificar tudo como parceria. Foi na corrida do ouro de tolo. Antes da explosão da bolha do Nasdaq. Parcerias eram estimuladas. Troca de banners, enxerto de conteúdo. Qualquer fórmula para comoditização dos sites.

Essa é a bagagem que vem junto com o chamado Marketing de Relacionamento. Um processo espontâneo de promoção e reprodução de idéias engendradas por uma premissa mercadológica caótica e tendenciosa. Na verdade, replica o capitalismo produtivo e esconde o revolucionário conceito por trás da difusão de conhecimento.

Estamos acostumados com processos reativos. Propaganda de massa. E o Marketing de Relacionamentos sustenta a fórmula da máxima exposição. Sem os cuidados necessários para distinguir o joio do trigo. Misturando conceitos num mar sem ondas.

Estamos vendo isso acontecer na rede. As comunidades criam clones. Cópias não identificadas de conteúdo, onde, ao invés de agregar valor às matérias compartilhadas, nivelam por baixo e restringem o surgimento de novas idéias.

Engraçado que esse tal de conteúdo seja gratuito. As vedetes desse conceito de parceria, no entanto, acreditam que o conteúdo deve ser cobrado. Ainda assim, atiram suas palavras ao léu, totalmente desconectadas da realidade, sem um tratamento editorial razoável, tentando se valer da exposição de massa para conseguir remuneração. Quem vai pagar por um conteúdo comoditizado? Quem vai fazer a diferença?

Aonde estão as parcerias? Quando se fala em dinheiro, essa idéia cai por terra. Ninguém paga ninguém. O capital usa a força de trabalho para manter a equação equilibrada.

Esquecem-se que os dois lados têm de ganhar. Um verdadeiro conflito entre a teoria e a prática, num processo de engessamento, onde alguns poucos ganham e a maioria perde.

Penso que o conhecimento deve ser livre. Não gratuito e muito menos participar de um processo comoditizante. Idéias, análises e pensamentos devem ser remunerados pelos grupos interessados em informar na Internet brasileira. Talvez não da forma convencional, mas além de uma promessa de parceria desigual.

As grandes corporações devem agregar valor aos profissionais, para estes criarem ações criativas de comunicação, da mesma forma que pagam para as agências de propaganda criarem peças publicitárias. Pois na Internet, o jornalismo e a informação articulada vêm substituindo a passos largos a propaganda no processo mercadológico.

Empresas comerciais têm que entender que existe um custo subjetivo para estabelecer todo esse processo. A disponibilização dessa criatividade e talento é a maior fonte de visitação nos sites. As empresas vão acabar entendendo que o marketing deixou de ser monopólio das marcas e foi transferido à difusão do conhecimento.

Informação Criativa é isso. Um processo que eleva o conteúdo informativo para uma posição vantajosa no ambiente digital. Afinal, somos as pessoas que estão fazendo essa pequena comunidade marginal crescer na rede. Sem subsídios financeiros para tirar do caminhos as pedras.

Essa história de parcerias, no entanto, é uma cegueira coletiva. Fui chamado para uma reunião com uma incubadora. Estavam interessados em parceria. Pensei: o que será que eles têm para me oferecer em troca? Não esperava nada, pois gato escaldado não se ilude com falácias. Mas fui surpreendido. Ao invés de pagarem para ter as minhas análises, eles queriam vender cotas de patrocínio. Não perceberam que não preciso de sua pequena exposição. Tenho minha reputação digital formatada para os meus interesses. Escolho parceiros por afinidades. Meus valores são outros. Não vou pagar para transferir a minha reputação. Não preciso disso. Tenho ingresso livre nos mercados.

Essas empresas não têm, contudo, culpa. Isso é fruto das anomalias criadas por pessoas que, a qualquer custo, precisam dissimular um público grandioso num pequeno espaço de tempo. A culpa é nossa. Somos desorganizados, gananciosos e impacientes. A reputação deve ser consistente. Trabalhada com engenhosidade e criatividade. Fica a mensagem: parcerias, dessa forma, apenas disfarçam o fracasso.

Nota do Editor
Texto gentilmente cedido pelo autor, que é editor do blog Marketing Hacker.


Hernani Dimantas
São Paulo, 4/7/2002


Quem leu este, também leu esse(s):
01. Para que serve a poesia? de Ana Elisa Ribeiro
02. Guerras sujas: a democracia nos EUA e o terrorismo de Humberto Pereira da Silva
03. Biografias da discórdia de Pilar Fazito
04. 2006, o ano dos livros de Fabio Silvestre Cardoso
05. O carnaval e a cidade de Almandrade


Mais Hernani Dimantas
* esta seção é livre, não refletindo necessariamente a opinião do site



Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




LITERATURA BRASILEIRA EM DIÁLOGO COM OUTRAS LIT E LING
WILLIAM ROBERTO CEREJA E THEREZA COCHAR MAGALHÃES
ATUAL
(2005)
R$ 18,00



VEJA 25 ANOS REFLEXÕES PARA O FUTURO
HEBERT DE SOUZA E OUTROS
ABRIL
R$ 12,00



DIE LANDUNG IN DER NORMANDIE
DR. CHRISTIAN ZENTNER
MOEWIG
(1998)
R$ 55,00



CONTOS CLASSICOS-PATINHO FEIO, O
VÁRIOS AUTORES
CIRANDA CULTURAL
(2011)
R$ 9,90



ESTUDOS DE LÍNGUA E LITERATURA
DOUGLAS TUFANO
MODERNA
(1978)
R$ 5,00



TRANSPORTES, SEGUROS E A DISTRIBUIÇÃO FÍSICA INTERNACIONAL DE MERCADOR
MARCOS MAIA PORTO; CLÁUDIO FERREIRA DA SILVA
ADUANEIRAS
(2000)
R$ 45,00



O SEGREDO DOS SONHOS
PEDRO MESEGUER
PAULINAS
(1965)
R$ 12,00



O MAPA DO AMOR
AHDAF SOUEIF
EDIOURO
R$ 12,80



VEDA - VISÃO CONTEMPORÂNEA DA MILENAR CULTURA VÉDICA
ISWARA SWAMI COORD. / EDITOR
BHAKTIVEDANTA
R$ 10,00



VOCÊ É INSUBSTITUÍVEL
AUGUSTO CURY
SEXTANTE
(2002)
R$ 7,00





busca | avançada
32696 visitas/dia
1,3 milhão/mês