Comentários de Simone | Digestivo Cultural

busca | avançada
56607 visitas/dia
1,8 milhão/mês
Mais Recentes
>>> ENSINAR A FAZER - MARCENARIA
>>> O Peso do Pássaro Morto faz duas sessões online dias 30 e 31/10
>>> Exposição recupera a memória da ditadura brasileira
>>> Evoluir celebra o mês das crianças com contação de história
>>> Editora H1 chega com proposta de modelo híbrido de apresentação de conteúdo
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Eleições na quinta série
>>> Mãos de veludo: Toda terça, de Carola Saavedra
>>> A ostra, o Algarve e o vento
>>> O abalo sísmico de Luiz Vilela
>>> A poesia com outras palavras, Ana Martins Marques
>>> Lourival, Dorival, assim como você e eu
>>> O idiota do rebanho, romance de José Carlos Reis
>>> LSD 3 - uma entrevista com Bento Araujo
>>> Errando por Nomadland
>>> É um brinquedo inofensivo...
Colunistas
Últimos Posts
>>> Michael Dell on Play Nice But Win
>>> A história de José Galló
>>> Discoteca Básica por Ricardo Alexandre
>>> Marc Andreessen em 1995
>>> Cris Correa, empreendedores e empreendedorismo
>>> Uma história do Mosaic
>>> Uma história da Chilli Beans
>>> Depeche Mode no Kazagastão
>>> Uma história da Sambatech
>>> Uma história da Petz
Últimos Posts
>>> Mundo Brasil
>>> Anônimos
>>> Eu tu eles
>>> Brasileira muda paisagens de Veneza com exposição
>>> Os inocentes do crepúsculo
>>> Inação
>>> Fuga em concerto
>>> Unindo retalhos
>>> Gente sem direção
>>> Além do ontem
Blogueiros
Mais Recentes
>>> 12 de Junho #digestivo10anos
>>> crônica - ou ensaio - à la hatoum
>>> Prenda-me se for capaz
>>> Sobre futebol e hinos nacionais
>>> Zeitgeist
>>> Capacidade de expressão X capacidade linguística
>>> Silêncio e grito
>>> Sejam Bem-Vindos
>>> A alma boa de Setsuan e a bondade
>>> O samba de Donga na Festa da Penha
Mais Recentes
>>> Sem medo da tempestade de William Sanches pela Intelitera (2013)
>>> O poder do pensamento positivo de Norman Vincent Peale pela Cultrix
>>> Xamã de Noah Gordon pela Rocco (1993)
>>> A grande sacerdotisa de Nadir Gomes pela Girassol
>>> A grande sacerdotisa de Nadir Gomes pela Girassol
>>> Por que fazemos o que fazemos? de Mario Sergio Cortella pela Planeta (2016)
>>> Memórias de um toxicômano de Marcos alberto ferreira pela Mundo Maior (2005)
>>> Jornada dos anjos de Sandra Carneiro pela Vivaluz (2010)
>>> Almas gêmeas de Mauríco de Castro pela Intelitera (2016)
>>> A força da vida de Zibia Gasparetto pela Vida & Consciência (2019)
>>> A grande mudança de Floriano Serra pela Vida & Consciência (2015)
>>> Tambores de Angola de Robson Pinheiro pela Casa Dos Espíritos (2015)
>>> Lado a lado de Sérgio Chimatti pela Vida & Consciência (2013)
>>> Impulsos do coração de Mônica De Castro pela Vida & Consciência (2015)
>>> A atriz de Mônica De Castro pela Vida & Consciência (2015)
>>> A águia e a galinha de Leonardo Boff pela Vozes (1997)
>>> O patrimônio construído de Sybil bittencourt pela Capivara (2002)
>>> Giorgio Morandi de Giorgio Morandi pela Sem (1997)
>>> Uma Prova do Céu de Dr. Eben Alexander III pela Sextante (2014)
>>> Para além do bem e do mal de Friedrich Nietzsche pela Martin Claret (2011)
>>> Fustel de coulanges de A cidade antiga pela Martin Claret (2005)
>>> O livro dos chakras de C.W. Leadbeater pela Pensamento
>>> Intermédio logosófico de Carlos Bernardo González Pecotche pela Logosófica (2003)
>>> O livro de ouro da mitologia histórias de deuses e heróis de Thomas Bulfinch pela Agir (2014)
>>> Fale tudo em francês de Nancy Alves pela Disal (2010)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Terça-feira, 12/11/2002
Comentários
Simone


Fim da elite
O texto é óbvio demais, você não diz nada de positivo, além disso parece um texto "pessoal" ou seja você diz o que é do seu interesse. Você julga o candidato a presidência, Luis Inacio LULA da Siva, sem que ele tenha si quer feito alguma coisa pelo nosso País, você acaba sendo prepotente nessa questão. Só tenho a dizer-te que é uma pena você não acreditar que um simples operário metalurgico não possa ser presidente, ele tem tanta capacidade quanto você.

[Sobre "Lula: sem condições nenhuma*"]

por Simone
12/11/2002 às
09h49 200.197.181.226
 
gostei do seu artigo
Adriana, gostei do seu artigo, mas é preciso ressaltar que tudo começou quando lá atrás foi negado o direito do voto a mulher. Praticamente eramos excluidas de tudo, a penas serviamos para parí. Quando lutamos por igualdade e justiça queremos ser respeitadas e termos o direito de ir e vir sem ser apontada na rua. Não é atoa que somos maioria no mercado de trabalho cerca de 60% das mulhres estão trabalhando, bem mais que o homem. A questão não é roubar o espaçó masculino é simplesmente o fato de sermos maioria e termos capacidade para exercer qualquer profissão, inclusive mecânica. Acredito que essa mudança no universo feminino foi fundamental para o homem, pois eles agora não precisam ser tão somente responsáveis, pois eles tem do lado parceiras inteligêntes e decididas que podem perfeitamente dividir tudo até as tarefas domésticas, isso não é maravilhoso? assim nós mulheres não ficamos tão sobrecarregadas de tantos afazeres e deveres. Sobre a mulher ter deixado de lado os galanteios isso não é verdade, talvez isso seja atribuido para os dois lados. Uma ou o homem deixou de ser cavalheiro ou o romantismo deixou de exestir de ambas as partes. Hoje em dia tudo é muito mais pratico e direto," nada é mais como era antigamente" já dizia a música de Renato Russo. Vivemos uma realidade muito confusa pela luta de igualdade e respeito. Não somente por mulheres e homens mais também por pais e filhos, patrão e empregado, professor e aluno, gay e sociedade, enfim vivemos com repletas e inumeras diferenças todos os dias. Beijos

[Sobre "Menos Guerra, Mais Sexo"]

por Simone Rodrigues
27/9/2002 às
10h48 200.197.181.226
 
Meros telespectadores!!!
Realmente essa leitura me fez refletir sobre a massa como sendo parte de um todo e como há difernça entre público e massa. O diferencial é simples como pude perceber a massa a qual me refiro é a sociedade, a população que se prende em frente da Tv aceitando tudo que a mesma oferece como um único meio de informação se tornando assim um mero expectador, pois digo o mais a Tv como sendo um meio de comunicação já vem com tudo pronto fazendo com que os telespectadores não pense apenas aceite exatamente tudo como sendo a única verdade e portanto as pessoas se tornam consumidoras, tudo que ve na Tv quer para si, johe em dia vejo a Tv como uma mercadoria. Mais porém existe o outro lado a TV é um mal necessário. O público já tem uma conotação mais apurada da realidade, ele sabe selecionar aquilo que será importante para seu crescimento intelectual e cultural. Tem voz ativa e um bom dicernimento, por isso é conhecido como público alvo. Sobre a multidão: quém já não esteve em uma multidão? faz parte do nosso dia a dia. O simples fato de você ir ao cinema te lembra muitas pessoas na fila olhares se cruzam, mas nada além disso...principalmente nas grandes metropóles. Beijos para Gian meu conterrâneo,pois estou residindo em Sampa.

[Sobre "Público, massa e multidão"]

por Simone
25/9/2002 às
11h43 200.197.181.226
 
destrinchar seu texto
Querido Evandro às vezes escrevemos aquilo que pensamos e entendemos, mas as outras pessoas que não tem a mesma facilidade para entender fica confusa. Você tem que destrinchar seu texto de uma forma mais objetiva para que todos possam entender como por exemplo uma pessoa que não é da área de economia fica realmente perdido ao ler um texto como o seu. É a penas uma opinião.

[Sobre "Capitalismo sob fogo cerrado"]

por Simone
24/9/2002 às
12h02 200.197.181.226
 
Ir ao cebo é compensador
Evandro,vou discordar um pouquinho de vc principalmente sobre o cebo nas grandes cidades. Se um livro tem um custo baixo não quer dizer que esteja desvalorizado o que acontece é que os brasileiros não tem o habito da leitura por isso dependendo do livro será mais barato e economico comprar no cebo. Também entendo a sua preocupação em relação a qualidade de uma leitura. Você vai me desculpar, mas compensa e muito comprar livros no cebo ainda mais se o escritor for brasileiro! beijos para você.

[Sobre "Capitalismo sob fogo cerrado"]

por Simone
20/9/2002 às
11h22 200.197.181.226
 
A vaidade não compensa
maravilhoso! realmente devemos acreditar no nosso potêncial como profissional e não nos cercarmos de vaidade e de sucesso repentino. Estou no 3ºano de jornalismo vejo como os meus colegas de classe são vaidosos e por isso estão se deslumbrando com a carreira, enquanto que eu deixo o barco correr cada um tem a sua estrela e seu cometa. O dia de amanhã só a Deus pertence.

[Sobre "Depoimento sobre o dia de amanhã"]

por Simone Rodrigues
20/9/2002 às
10h55 200.197.181.226
 
amor que dá a vida
Aí de mim se não existisse o amor. O mundo seria frio e sem graça, pois é o amor que dá a vida para o ser humano e sabios são aqueles que amam.

[Sobre "3,2,1: O Amor está no ar "]

por Simone
20/9/2002 às
10h38 200.197.181.226
 
Julio Daio Borges
Editor

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Capitalismo e Urbanização
Maria Encarnação B. Sposito
Contexto
(1991)



Singularidade na Inclusão - Estratégias e Resultados
Nívea Maria de Carvalho Fabrício; et Al
Pulso
(2007)



Tudo é linguagem 7º. Ano
Ana Trinconi Borgatto, Terezinha Bertin, Vera Marchezi
Atual
(2010)



Os Esbanjadores
Jonathan Black
Rio Gráfica
(1986)



A Gênese (Os Milagres e as Predições Segundo o Espiritismo)
Allan Kardec
Lake
(2003)



Zolar: Enciclopedia del Saber Antiguo y Prohibido
Sem Autor
Alianza Editorial
(1970)



Serena
Ron Rash
Intrínseca
(2015)



1 e 2 Autobiografia
Doris Lessing
Companhia das Letras
(2007)



A Memória Em Boa Forma: Como Ativá-la e Desenvolvê-la
Jocelyne de Rotrou
Ed Loyola
(1995)



História da Arte para Crianças
Lenita Miranda de Figueiredo
Pioneira





busca | avançada
56607 visitas/dia
1,8 milhão/mês