Comentários de Pepê Mattos | Digestivo Cultural

busca | avançada
91200 visitas/dia
2,4 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Clube do Conto Apresenta: Criaturas, de Carol Bensimon
>>> Vancouver Animation School apresenta webinário gratuito de animação
>>> Núcleo Menos1 Invisível evoca novas formas de habitar o mundo em “Poemas Atlânticos”
>>> Cia O Grito faz intervenção urbana com peças sonoras no Brás
>>> Simbad, o Navegante está na mostra online de teatro de Jacareí
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Ao pai do meu amigo
>>> Paulo Mendes da Rocha (1929-2021)
>>> 20 contos sobre a pandemia de 2020
>>> Das construções todas do sentir
>>> Entrevista com o impostor Enrique Vila-Matas
>>> As alucinações do milênio: 30 e poucos anos e...
>>> Cosmogonia de uma pintura: Claudio Garcia
>>> Silêncio e grito
>>> Você é rico?
>>> Lisboa obscura
Colunistas
Últimos Posts
>>> Blue Origin's First Human Flight
>>> As últimas do impeachment
>>> Uma Prévia de Get Back
>>> A São Paulo do 'Não Pode'
>>> Humberto Werneck por Pedro Herz
>>> Raquel Cozer por Pedro Herz
>>> Cidade Matarazzo por Raul Juste Lores
>>> Luiz Bonfa no Legião Estrangeira
>>> Sergio Abranches sobre Bolsonaro e a CPI
>>> Fernando Cirne sobre o e-commerce no pós-pandemia
Últimos Posts
>>> Renda Extra - Invenção de Vigaristas ou Resultado
>>> Triste, cruel e real
>>> Urgências
>>> Ao meu neto 1 ano: Samuel "Seu Nome é Deus"
>>> Rogai por nós
>>> Na cacimba do riacho
>>> Quando vem a chuva
>>> O tempo e o vento
>>> “Conselheiro do Sertão” no fim de semana
>>> 1000 Vezes MasterChef e Nenhuma Mestres do Sabor
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Have a Book in You?
>>> O desafio dos media-watching
>>> Gerald Thomas: arranhando a superfície do fundo
>>> Realismo fantástico
>>> Snoop Dogg - Ups & Downs
>>> The impact of the Internet
>>> Cigarro, apenas um substituto da masturbação?
>>> Tributo a Paul McCartney
>>> Começos Inesquecíveis
>>> Entrevista com Spacca
Mais Recentes
>>> Decorating livable homes de Elizabeth Burris-meyer pela Prentice-hall (1947)
>>> Arte brasileira, século XX: Catálogos da Galeria Eliseu Visconti: pinturas e esculturas. de Eduardo Fortes (apresentação); Maria Elizabete Santos Peixoto (texto) pela MNBA Cenec (1984)
>>> Respirando endomarketing. de Medeiros Brum pela L&pm (2003)
>>> Quem e como fizemos a TV Globo de Luiz Eduardo Borgerth pela A Girafa (2009)
>>> Em busca de vidas passadas de Judith Johnstone, Glenn Williston pela Siciliano (1989)
>>> A Casa Sinistra de Maria Padula pela Nova Fronteira (1992)
>>> O livro das profecias de Mozart Monteiro pela O Cruzeiro (1967)
>>> Cavalos e Obeliscos de Moacyr Scliar pela Mercado Aberto (1983)
>>> A Nova Mulher de Marina Colasanti pela Círculo do Livro (1980)
>>> Orgias de Luis Fernando Verissimo pela Lpm (1989)
>>> Mulheres de 50 Anos Como Viver Plenamente esta Nova Idade de Suzanne Képès e Michèle Thiriet pela Lpm (1994)
>>> Mahabharata de William Buck pela Círculo do Livro (1992)
>>> Aventuras do Bravo Soldado Schweik de Jaroslav Hašek pela Civilização Brasileira (1967)
>>> Trilhas Sistema de Ensino - 8º ano Ciências, Língua Portuguesa e Geografia de Claudia Pedro pela FTD (2018)
>>> Sur La Photographie de Susan Sontag pela Titre
>>> Trilhas Sistema de Ensino - Matemática 9º ano de Claudia Pedro pela FTD (2018)
>>> Trilhas Sistema de Ensino - 6º ano Ciências e Língua Portuguesa de Claudia Pedro pela FTD (2018)
>>> Cuentos Populares de León Tolstoi pela Longseller (2004)
>>> Trilhas Sistema de Ensino - Arte 6º e 7º ano de Claudia Pedro pela FTD (2018)
>>> O Mordomo do Imperador - Coleção General Benício de Américo Jacobina Lacombe pela Biblioteca do Exército (1994)
>>> Aunt Dimity, Vampire Hunter de Nancy Atherton pela Viking (2008)
>>> Der Domino Killer de Kate Pepper pela Thriller
>>> Mal Secreto Inveja - Coleção: Plenos Pecados de Zuenir Ventura pela Objetiva (1998)
>>> Conferência dos pássaros de Farid Ud-Din Attar pela Círculo do Livro (1991)
>>> Lua Nova de Stephenie Meyer pela Intrínseca (2008)
COMENTÁRIOS >>> Comentadores

Segunda-feira, 11/2/2013
Comentários
Pepê Mattos


Não acho que seja um dos me...
Não acho que seja um dos melhores do Woody Allen. De qualquer forma, a maneira como ele mexe no passado para nos fazer confrontá-lo com o nosso árido presente, nos permite sim devanear a ponto de nos perguntarmos porque vivemos, diferentemente da romântica "Geração Perdida", na geração "dos que se acham". Cercada de parafernálias digitais, com o conhecimento na palma da mão, e plugada para todo o sempre na rede mundial essa geração não consegue produzir uns mil caracteres que tenham algum sentido. Literariamente, estamos perdidos numa geração ainda por dizer alguma coisa.

[Sobre "Meia Noite em Paris, de Woody Allen"]

por Pepê Mattos
http://www.pepemattos.zip.net
11/2/2013 às
18h02 200.199.211.20
 
Cara!... Quer coisa mais ro...
Cara!... Quer coisa mais rock'n'roll do que a morte de rockers?... Putz... Ironia também não falta... Já pensou os dois cabeças do Ramones sequer se falarem por tanto tempo?... Superstars Rock'n'Roll x Superegos... Fazer o quê?... Já quanto ao legado ramônico, incontestável...

[Sobre "Joey e Johnny Ramone"]

por Pedro Ribeiro
8/1/2012 às
18h40 200.199.211.20
 
Uma legião de não-curiosos
Sempre achei que escola é lugar para quem quer se ver livre de rebentos azucrinando o dia todo. Detestei escola dos 0 aos 28 anos, quando entrei para a universidade. Daí em diante a coisa não melhorou, mas alguma coisa me dizia que eu tinha que passar por aquilo. Depois de formado entendi que eu passei batido naqueles cinco anos. Bebi muito, arranjei uma nova companheira e aprofundei minhas leituras de outsiders e subterrâneos, minha redenção. Também apareceram um monte de poesias (estão lá todas no meu blog, parado uns 2 anos). É, André, você está certo: estamos produzindo legiões de não-curiosos. E haja pérolas do ENEM pipocando em nossas caixas de e-mails.

[Sobre "Chega de Escola"]

por Pepê Mattos
http://www.pepemattos.zip.net
4/2/2011 às
23h40 189.59.10.98
 
Oceano chamado Ayn Rand
Não sei quantas vezes já li esse texto. Cada leitura é um mergulho nas profundezas desse oceano chamado Ayn Rand. Somente na hora em que volto à superfície é que me dou conta de tanta beleza e honestidade, aliadas a um posicionamento firme e destoante do emaranhado de discursos eivados daquilo que se convencionou chamar de politicamente correto. Confesso que à primeira vista (ou lida) tal retidão de ideias atordoa. Passado o primeiro impacto, em mentes que são ferramentas ou se deixam se escravizar por terceiros, essa retidão fere de morte os que assim se acham. Aos que se mantêm fora do alcance de palavras envelhecidas em livros de conteúdo secular essa leitura cai como um bálsamo, libertando-os de amarras carcomidas. Posso não me encaixar na pureza do discurso randiano, mas encontrei em suas palavras mais do que motivos suficientes para acreditar cada vez mais no ser humano como causa e efeito de tudo o que acontece consigo e na natureza que o rodeia.

[Sobre "Ayn Rand ou o primado da razão"]

por Pepê Mattos
http://www.pepemattos.zip.net
18/4/2010 às
02h03 189.59.10.98
 
Acredito na coexistência
Faço parte daqueles que ainda veem magia e alegria de pinto no lixo quando pegam um vinil. Verdade que ainda não me deu coragem pra sair atrás dos últimos lançamentos em bolachas pretas. Os preços estão lá na estratosfera. Nem sei se vão baixar algum dia. Prefiro, por enquanto, ir atrás dos que ainda restam, espalhados por aí. Mas quanto aos livros de papel (parece-me que o Julio Daio já até decretou o fim deles, junto com as revistas e com os jornais - estes, então, coitados), embora o horizonte não esteja lá essa coca-cola toda, acredito que vão coexistir - não necessariamente em harmonia - com os e-books da vida. Também sou daqueles curiosos com os tais leitores digitais. Não prometo nada, porém, quanto a adquiri-los ou não, mas confesso que já ando olhando com outros olhos minhas 3 estantes onde dormem sempre atentos meus camaradas de longa data.

[Sobre "O futuro (incerto?) dos livros"]

por Pepê Mattos
http://www.pepemattos.zip.net
31/3/2010 às
20h07 189.59.10.98
 
Discussão boa:lugar apropriado
Ser solitário entre multidões de crentes não é uma exclusividade, acredite. Sou desses. Num ambiente em que 99,99% dos conhecidos creem em Deus, sinto-me um peixe fora do aquário. Ultimamente me senti um pouco desanimado por minha casa ter sido assaltada 3 vezes nos últimos 15 dias. Verdade que fui inconsequente por não protegê-la como deveria. E o resultado disso? Por não ter fé (ou não acreditar em Nada, como eles dizem) eu merecia passar por aquilo. Coisas do tipo "para aqueles que não creem, tudo é mais difícil". Vindo de minha namorada espírita até que me comportei civilizadamente. Mas o que um ateu/agnóstico está fazendo ao lado de uma espírita kardecista? Muita coisa, inclusive, entre estas coisas, amor. Bom, mas deixa isso pra lá. Por onde olho estamos todos (os que não creem) fadados a arder no mármore do inferno, o que pra nós não faz sentido nenhum, já que não cremos nem nos Céus, quiçá no inferno. Discussão boa, lugar apropriado. Jardel, na mosca...

[Sobre "Perguntas sagradas"]

por Pepê Mattos
26/12/2009 às
09h45 189.59.10.98
 
Aquele algo mais
A grande contribuição da mulher, ao mundo do trabalho, foi conseguir espaço e, com isso, dar, ao ambiente de trabalho, aquele algo mais que estava faltando. Em outras palavras, trazer mais humanidade a uma seara onde homens sisudos se tornavam ainda mais sisudos, quase que desprovidos de coração... [Macapá - AP]

[Sobre "Promoção Mulheres, trabalho e arte do savoir faire"]

por Pepê Mattos
22/12/2009 às
08h17 189.59.10.98
 
O Rio de Janeiro!
Alguma coisa que não sei explicar me chama para aquela paisagem da baí­a de Guanabara, suas praias (das quais não sou muito fã) e aqueles morros a embelezarem todo o conjunto. [Macapá - AM]

[Sobre "Promoção Último Turista"]

por Pepê Mattos
17/8/2009 às
10h16 200.252.140.98
 
Sem rei, pode ser?
Achei leviana a citação de ter um rei onde quer que fosse. Como licença poética, funciona. Mas a existência de qualquer tipo de soberano é, no mí­nimo, conflitante com meus princí­pios. O resto dá pra se permitir existir por lá...

[Sobre "Promoção Poemas de Bandeira"]

por Pepê Mattos
17/8/2009 às
10h15 200.252.140.98
 
Esforço e, não, talento
Não muito. Parto do princí­pio de que é necessária elevada dose de esforço e interesse próprios afim de se conseguir seus objetivos. O resto vem naturalmente, embora não necessariamente sem dificuldades. [Macapá - AP]

[Sobre "Promoção Desafiando o Talento"]

por Pepê Mattos
14/4/2009 às
14h56 200.252.140.98
 
Internet Holmes
Lendo o Digestivo (não dá pra ficar sem), comprando, lendo e-mails, fugindo de convites pra sites de relacionamentos, deletando todo powerpoint que me enviam, atualizando na desmedida do impossí­vel meu blog para os meus 4 assí­duos leitores... E agora esse lance de ficarem nos nossos encalços na net (até aqui???)... [Macapá - Amapá]

[Sobre "Promoção Click"]

por Pepê Mattos
16/3/2009 às
11h28 200.252.140.98
 
Sem catástrofres à vista
O impacto será proporcional à sua ossatura enquanto nação emergente. Mas não consigo antever catástrofes nacionais a ponto de o paí­s decretar recessão. Menos por firulas de nosso gurus da economia, mais pela própria natureza do país em sobreviver - não muito incólume - por graça e glória de seus polí­ticos. [Macapá - AP]

[Sobre "Promoção Democracia Traída"]

por Pepê Mattos
28/1/2009 às
09h51 200.252.140.98
 
O terror dos powerpoints
Regras de etiquetas, recicladas ou não, são sempre bem-vindas, nestes tempos onde tudo parece sem limite e desregrado. Já me deu vontade de responder a e-mails de conhecidos (disse conhecidos, e não amigos) que se esbaldam em me enviar 101 emails com Powerpoints em cada 100 enviados. Ou então aqueles com apelos emocionais de "pessoas que são de meu conhecimento", que têm filhos que nasceram com uma doença rara, ou estão desaparecidos e precisam de uma certa quantia para serem curados/achados. Mas o pior são mesmo os Powerpoints. Ainda bem que muitos deles ainda não sabem mexer com esse trem, senão tudo o que eles enviassem teria que ser desse modo... Quanto ao YouTube, é uma realidade distante para quem depende de conexão discada, coisa da idade da pedra lascada, mas que ainda persiste aqui, no extremo norte... O que fica latente, com o advento da internet, é que muitos ignoram até onde vai a cercadura da privacidade. Pensando em ser engraçados, transformam momentos de lazer em algo nonsense...

[Sobre "A virtude de não enviar"]

por Pepê Mattos
http://www.pepemattos.zip.net
27/1/2009 às
17h17 200.252.140.98
 
Praia do Futuro
Praia do Futuro, Fortaleza (CE). Estive lá, julho último, muito bem acompanhado, de modo que não me cabe entrar em maiores detalhes... Só posso dizer que foi onde me senti muito bem, apesar da turba presente... [Macapá - AP]

[Sobre "Promoção Praias do Brasil"]

por Pepê Mattos
16/12/2008 às
08h40 200.252.140.98
 
Palavras impressas no papel
Não. Ainda acredito no prazer de tocar, folhear, me deliciar com as palavras impressas no papel. [Macapá - AP]

[Sobre "Promoção Um Sol e Dois Olhos Âmbar"]

por Pepê Mattos
16/7/2008 às
10h20 189.66.62.81
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




Teoria e Pesquisa em Sociologia
Donald Pierson
Melhoramentos
(1968)



Shaking the Globe
Blythe J. Mcgarvie; Robert Kraft
John Wiley Trade
(2009)



Porno Politico
Arnaldo Jabor
Objetiva
(2006)



Classes Subalternas e Assistência Social - 9ª Edição - Revista ...
Maria Carmelita Yasbek
Cortez
(2016)



Vida em Equilíbrio
Maurício Sita
Literare Books International
(2018)



Volta ao Mundo Em 52 Histórias - 2ª Edição - 17ª Reimpressão
Neil Philip & Nilesh Mistry
Companhia das Letrinhas
(2014)



Wicked: the Life and Times of the Wicked Witch of the West
Gregory Maguire
William Morrow Paperbacks
(2000)



Manual da Coleçao
Kátia Canton
Dcl
(1997)



O Que é Marketing - Coleção Primeiros Passos 55
Raimar Richers
Brasiliense
(1985)



Seringueira - Inspirado no Programa de Tv um Pé de Quê
Regina Casé/ Estevão Ciavatta
Martins Fontes
(2010)





busca | avançada
91200 visitas/dia
2,4 milhões/mês