Ao inferno o mercado – Parte 2 | Adroaldo Bauer

busca | avançada
60272 visitas/dia
2,0 milhões/mês
Mais Recentes
>>> Leituras Urbanas começa novo ciclo literário
>>> Unil oferece abordagem diferenciada da gramática a preparadores e revisores de texto
>>> Conversas no MAB com Sergio Vidal e Ana Paula Lopes
>>> Escola francesa de Design, Artes e Comunicação Visual inaugura campus em São Paulo
>>> TEATRO & PODCAST_'Acervo e Memória', do Célia Helena, relembra entrevista com Nydia Licia_
* clique para encaminhar
Mais Recentes
>>> Aos nossos olhos (e aos de Ernesto)
>>> Carol Sanches, poesia na ratoeira do mundo
>>> O fim dos livros físicos?
>>> A sujeira embaixo do tapete
>>> Moro no Morumbi, mas voto em Moema
>>> É breve a rosa alvorada
>>> Alameda de água e lava
>>> Entrevista: o músico-compositor Livio Tragtenberg
>>> Cabelo, cabeleira
>>> A redoma de vidro de Sylvia Plath
Colunistas
Últimos Posts
>>> Gente feliz não escreve humor?
>>> A profissão de fé de um Livreiro
>>> O ar de uma teimosia
>>> Zuza Homem de Mello no Supertônica
>>> Para Ouvir Sylvia Telles
>>> Van Halen ao vivo em 1991
>>> Metallica tocando Van Halen
>>> Van Halen ao vivo em 2015
>>> Van Halen ao vivo em 1984
>>> Chico Buarque em bate-papo com o MPB4
Últimos Posts
>>> O poder da história
>>> Caraminholas
>>> ETC. E TAL
>>> Acalanto para a alma
>>> Desde que o mundo é mundo
>>> O velho suborno
>>> Normal!
>>> Os bons companheiros, 30 anos
>>> Briga de foice no escuro
>>> Alma nua
Blogueiros
Mais Recentes
>>> Abbas Kiarostami: o cineasta do nada e do tudo
>>> White Blues Boys
>>> 21º de Mozart: Pollini e Muti
>>> Mentiras diplomáticas 1: a Copa do Mundo é nossa
>>> Separar-se, a separação e os conselhos
>>> Eu não uso brincos
>>> Sou diabético
>>> Safra grande de poesia
>>> Higher Than The Sun
>>> Aos aspirantes a escritor
Mais Recentes
>>> Wizard Français 2 + Cd de Equipe Wizard pela Wizard
>>> Gira de Poesias de J.Cardias pela Arte Quintal (1989)
>>> O poeta e a cruz de Paul Claudel pela Santelmo (1958)
>>> Luara de Grupo encontro pela Imprensa Universitária (1982)
>>> Depois a louca sou eu de Tati Bernardi pela Companhia das Letras (2016)
>>> Me Poupe - 10 Passos para nunca mais faltar dinheiro no seu Bolso - Economia de Nathalia Arcuri pela Sextante (2019)
>>> Origens de Pompília Lopes dos Santos pela Repro-set (1985)
>>> Dança do Caos de Lygia Lopes dos Santos pela Lítero técnica (1978)
>>> Amanhecer de Stephenie Meyer pela Intrínseca (2009)
>>> A Fila Triste...nas Prisões de Pompília Lopes dos Santos pela Requião (1971)
>>> O Guia Pai Rico -O Negocio do Seculo XXI - Economia de Robert T. Kiyosaki pela Campus (2012)
>>> Ecos & Silêncios de Oldemar Justus pela Folha de Rosto (1988)
>>> Etica - Classicos de Bolso -Filosofia de Spinoza pela Ediouro
>>> Outro dia de David Levithan pela Galera Record (2016)
>>> Leviatã ou mateia,forma e poder - Filosofia de Thomas Hobbes pela Martin Claret (2012)
>>> A Melhor História Está por Vir de María Dueñas pela Planeta Do Brasil (2012)
>>> 20th-century Stories de D H Lawrence e outros pela Macmillan (2010)
>>> Revisaço: Direito do Trabalho - 1005 questões comentadas, alternativa por alternativa de Henrique Correia pela Juspodivm (2014)
>>> Milagre de Rodrigo Alvarez pela Globo Livros (2017)
>>> Aparecida A Biografia de Rodrigo Alvarez pela Leya (2017)
>>> Idade Moderna II Séculos XVIII e XIX de Não Informado pela Time Maps
>>> Idade Moderna I Séculos XVI e XVII de Não Informado pela Time Maps
>>> Ninfeias Negras de Michel Bussi pela Arqueiro (2017)
>>> Criação do Ocidente A Religião e a Civilização Medieval de Christopher Dawson pela É Realizações (2016)
>>> Os Deuses da Revolução de Christopher Dawson pela É Realizações (2018)
>>> Cipa Comissão Interna de Prevenção de Acidentes Uma Nova Abordagem de Armando Campos pela Senac (1999)
>>> Higiene Ocupacional Agentes Biológicos Químicos e Físicos de Ezio Brevigliero e Outros pela Senac (2006)
>>> Estatística Básica Para os Cursos de Administração de Conceição Gentil Rebelo Tiboni pela Atlas (2010)
>>> Manual de Segurança e Saúde no Trabalho de Cosmo Palasio de Moraes Junior pela Senac (2014)
>>> Concursos Vunesp Como Passar de Georgia Renata Dias (Org) pela Foco (2015)
>>> INSS Passe Já 1001 Questões de Giancarla Bombonato pela Alfacon (2015)
>>> Revisão Escrevente e Oficial de Justiça do TJ SP de Alan Martins e Outros pela Jus Podivm (2017)
>>> Sistemas de Gestão Integrados de João Batista M. Ribeiro Neto e Outros pela Senac (2013)
>>> Apresentações Estratégicas Métodos e Técnicas de Demerval Bruzzi pela Avercamp (2008)
>>> Eu Te Amo, Phillip Morris de Steve Mcvicker pela Planeta do brasil (2009)
>>> História do mundo contemporâneo de Paulo G. Fagundes Visentini .Analucia Danilevicz pela Vozes (2008)
>>> Traçando Paris de Luís Fernando Verissimo & Joaquim da Fonseca pela Artes e Ofícios (1993)
>>> O Suicida e o Computador de Luis Fernando Verissimo pela L&PM (1992)
>>> Pequeno Vocabulário Mirandês-Português de Moisés Pires pela Câmara Municipal de Miranda do Douro (2004)
>>> Tony e Susan de Austin Wright pela Intrínseca (2011)
>>> Cavalos e Obeliscos de Moacyr Scliar pela Mercado Aberto (1989)
>>> A Busca de Carlos Magno de Steve Berry pela Record (2010)
>>> Max e os Felinos de Moacyr Scliar pela L&PM Pocket (2001)
>>> Ermitagem de Pedro Jofre Marodin pela Do autor (1988)
>>> Pateo do Collegio - Coração de São Paulo (Autografado) de Hernâni Donato pela Loyola (2008)
>>> Guide illustré du Château et de la Ville. de Heidelberg pela Edm.von König - Verlag (1996)
>>> Neve de Orhan Pamuk pela Companhia das Letras (2006)
>>> São Francisco de Assis na Literatura e na Arte de Corrêa Junior pela Martins (1968)
>>> Pour Étudie un Poéme de Françoise Nayrolles pela Hatier (1987)
>>> As lutas, a Glória e o Martírio de Santos Dumont de Fernando Jorge pela Mc Graw Hill do Brasil (1977)
COMENTÁRIOS

Quinta-feira, 17/5/2007
Comentários
Leitores


Ao inferno o mercado – Parte 2
Também falo de literatura, Julio, e em português, que devemos todos preservar. Já no título, pretendi tirar o foco das idiossincrasias. Não acredito que o idealizado leitor cria mercado, circula e dá sucesso a obra alguma. Nem só bons editores. Se tudo isso não existisse, ainda restaria a pobreza no país, e o mercado dos vendáveis, patrocinados pelas editoras influentes. Lamentei que tal ocorra: que produtores são pobres e proprietários ricos... Não entendi por que diabos palavrinha nem tão feia assim (a desnecessidade) transformou-se em palavrão e me aconselhas por isso a parar de escrever. Dizes que não entendestes toda a ironia no que escrevi. Por que deduzistes então que era ironia? Eu festejei ter publicado em papel antes de ler teu texto cáustico e severo (uma virtude); mas desestimulante, que é diferente de desafiador, porque pouco crítico da realidade objetiva...

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Adroaldo Bauer
http://coisaegente.blogspot.com
17/5/2007 às
10h32 200.169.16.20
(+) Adroaldo Bauer no Digestivo...
 
Deusa do Oriente
Notável o texto, Marília. Dá uma exata dimensão do filme em questão e relaciona as coisas que realmente importam em torno dele. Tenho acompanhado, meio de longe, a ascensão dos mangás, quadrinhos e derivados, e dá pra perceber que a vingança é uma das deusas do oriente, uma deusa oculta, não muito clara, mas onipresente. Cultuar essa deusa é um conflito, pra nós, ocidentais. Ela não é totalmente destituída de atrativos, mas intuimos que sua presença constante pode se tornar um pesadelo, sem saída. E há quem goste de pesadelos. Mas tô falando demais. O que eu queria dizer é que seu texto está claro e bem construído (como soe acontecer...). Beleza.

[Sobre "A trilogia da vingança de Park Chan-Wook"]

por Guga Schultze
17/5/2007 às
10h17 201.80.32.132
(+) Guga Schultze no Digestivo...
 
o peso do nome impresso
Caro Julio, você tem razão, em partes, acredito eu: Não compraria um livro de autor novato, isso é fato. No entanto, ainda persiste a visão romântica de ver seu livro impresso com capa, prefácio, seu nome visível. Apesar dos blogs estarem em expansão, não acredito que no Brasil as pessoas troquem a tradição de carregar o livro nas mãos por leitura mediada por uma tela de monitor. Ainda tem um outro ponto: o livro tem uma magia que nunca um blog terá! Blog... qualquer um pode abrir, um livro não é qualquer um que escreve por vários fatores limitantes como dinheiro e ousadia. É preciso se achar muito bom para ter coragem de arcar com o peso que um nome impresso tem! O poder simbólico do nome na capa de um livro pesa mais que seu nome em um blog! A questão, acredito eu, não é apenas tornar público, mas é a simbologia de "EU tornei publico"! Você não acha?

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Camila F. Mendonça
http://brevestopicos.blogspot.com
17/5/2007 às
10h10 200.186.101.7
(+) Camila F. Mendonça no Digestivo...
 
Mais espaço para os novatos
É verdade, concordo com o entrevistado. Os novos autores precisam ter mais espaço nos veículos, precisam mostrar as suas idéias, entre esses autores cito o Rodrigo Capella, que, se não me engano, lançou recentemente um livro de poesia, para valorizar esse gênero. Então eu vou além: não só os jovens escritores precisam ser valorizados, mas também o gênero de poesia. Bjos! Jú.

[Sobre "Michel Laub"]

por Julia Santos
17/5/2007 às
10h09 200.207.166.50
(+) Julia Santos no Digestivo...
 
Facilidade em publicar? Onde?
Por que será que agora virou moda dizer "...virou moda escrever..."? Acho que é porque há mais facilidade, concordo. Existem as editoras por demanda, por exemplo, geralmente montadas por gente do meio "literário" que acha ruim que autores ruins ganhem dinheiro vendendo seus livros ruins, mas ganham dinheiro explorando exatamente este filão. Contudo, acho isso um exagero. Acho que a maioria destes críticos passam muito tempo diante de blogs literários na internet, ou falando com gente do meio e, de repente, acham que todo mundo está escrevendo livros. Desculpem, amigos, isso é um equívoco. Talvez haja uma certa facilidade em se pôr as idéias na tela ou no papel, mas não consigo me conformar como tem tanta gente achando isso ruim! Sites literários que desestimulam as pessoas a escrever parecem existir mais que os tais autores ruins. Já tentaram publicar um livro? Vocês dizem que é tão fácil... É difícil pra caramba gente! Ninguém te quer. Ninguém te dá atenção. Ninguém te publica, não!

[Sobre "Como escrever bem – parte 3"]

por Albarus Andreos
http://albarusandreos.blogspot.com
17/5/2007 às
09h53 200.218.186.190
(+) Albarus Andreos no Digestivo...
 
Para ler bem é preciso ajuda!
É incrível como esse Digestivo Cultural, que descobri há pouco, é bom! Passo momentos deliciosos e interessantíssimos aqui, enquanto deveria estar trabalhando (ops!), confesso! Texto excelente, Marcelo! Só para complementar o que escreveu, com meu próprio testemunho, o que significa ler bem: tem texto que te faz ler bem e texto que não te dá a mínima chance (e nem estou falando de autores iniciantes, a "Nova Lepra", para alguns letrados, aqui neste site). Como exemplo, cito Suzanne Clark e seu Jonathan Strange & Mr. Norrel. É muito bom! Parava de ler e retornava algumas páginas, não por não ter entendido o que havia sido escrito, mas para ler de novo em voz alta! Lia para minha mãe ouvir! Por algum a razão tinha que mostrar pros outros como aquele texto era bom. Queria mostrar que queria escrever daquela forma, com a mesma habilidade! Resta saber, quanto disso é devido ao tradutor que, como se sabe, pode destruir um texto, ou no caso, brindá-lo com rara isenção. Parabéns!

[Sobre "Como escrever bem — parte 1"]

por Albarus Andreos
http://www.albarusandreos.blogspot.com
17/5/2007 às
08h53 200.218.186.190
(+) Albarus Andreos no Digestivo...
 
Há muitos sofistas hoje
Concordo muitas vezes com o Julio e, obviamente, há controvérsias! Quem freqüenta livrarias são leitores críticos e podem comprar até livros de novatos - desde que tenham conteúdo: no título, na capa, na orelha e no prefácio, na contracapa ou numa leitura rápida das páginas do livro. Caso o leitor tenha alguma empatia com o livro, ele compra, sim. Há muitos sofistas e na internet e no papel tudo cabe! Quando estudante eu freqüentava livrarias e, se o livro me envolvesse de alguma forma (na verdade eram poucos, tanto escritores reconhecidos como novatos), o volume estaria em minhas mãos como mercadoria de bem cultural. Jamais adquiri um livro ruim simplesmente porque não me atraiu: isso acontece também com os livros de bons escritores, quando chegam a mim. É necessário ter empatia com os livros bons! Dizia João Guimarães Rosa que o livro pode valer pelo muito que nele não deveu caber! Quando eu recebo um livro, certamente vou lê-lo algum dia...

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Newton Filho
http://www.verdestrigos.org/sitenovo/site/cronica_...
17/5/2007 às
08h42 201.80.152.135
(+) Newton Filho no Digestivo...
 
aprendendo a coexistir
Julio, obrigado pelo comentario e concordo de novo com vc. Quem se arriscar a publicar em papel tem q saber as consequencias. Eu sempre soube do risco e decidi ir em frente, pq eu sabia q tinha um bom material nas mãos. Nao acredito q a midia impressa acabe. Acho q ela e a internet tem q aprender a coexistir. Acho q os blogueiros ainda vao continuar sofrendo o preconceito da midia impressa, por nao serem, na maioria, jornalistas de formação. Por outro lado, a blogosfera abre um canal direto de comunicação com o leitor, onde este pode deixar suas opinioes, ao inves de ser apenas um leitor passivo. É uma maneira mais democratica de jornalismo. Essa "democracia" é q o jornalista de papel ainda nao conseguiu assimilar, mas de um jeito ou de outro terá q aceitar pois é uma linguagem q veio pra ficar. Isso tb acontece hoje na musica: qualquer banda iniciante pode lançar um CD nos dias de hoje.

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Diogo Salles
http://www.diogosalles.com.br
16/5/2007 às
22h28 189.33.33.250
(+) Diogo Salles no Digestivo...
 
Comentários #11-13 (respostas)
Rogério (#11): a metáfora do futebol é muito boa: é como se os escritores ficassem adiando, sempre, o momento da avaliação. Também não acho que a saída seja a literatura de entretenimento. Com ela, você resolve mais o problema do entretenimento do que o da literatura... Félix (#12): publicar em papel pode ser o sonho de qualquer autor, mas nós não temos de aguentar, nem de "patrocinar", o sonho de todo e qualquer autor... Internet não é televisão; você tem lido muito o Observatório da Imprensa... Por fim, pergunte ao Alex Castro se não dá para ler no laptop. Ele, com a maior paciência do mundo, te explica. Adroaldo (#13): não entendi toda a ironia, mas vamos lá... Não prego a "desnecessidade" de publicar em livro. Mas acho que autores que usam uma palavra assim tão feia, não deveriam, mesmo, publicar em papel... Com a internet, todo mundo tem vez hoje; quem não tem, é porque prefere jogar a culpa nos outros... E, por fim, muita gente puxa para a educação, mas eu estou falando aqui de literatura!

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Julio Daio Borges
16/5/2007 às
15h35 192.168.133.47
(+) Julio Daio Borges no Digestivo...
 
Comentários #7-10 (respostas)
Bloom (#7): o Ram reclama sempre que "os escritores nunca pensam em fazer dinheiro" (só em pegar do governo) e você afirma que "não se deveria misturar arte com dinheiro". Nem tanto à terra, nem tanto ao mar: não acho, como o Ram (e às vezes o LEM), que os autores de best-sellers são "perseguidos" pela crítica; nem que o artista deveria ignorar a questão econômica. Eu acredito em sucesso de crítica e de público. O Digestivo é isso! Carlos (#9): não sei se as perguntas têm muito a ver com o texto; e não sei se você quis fazer um Comentário ou apenas escrever o que lhe veio à mente... Diogo (#10): a Ana E levantou esse ponto, por e-mail: e se o sujeito quiser somente viver a "experiência" de publicar um livro? Vá em frente, mas depois não reclame que ninguém lê ou compra (ou resenha). Felizmente não é esse o seu caso, parabens pela repercussão e pela vendagem!

[Sobre "Publicar em papel? Pra quê?"]

por Julio Daio Borges
16/5/2007 às
15h24 192.168.133.47
(+) Julio Daio Borges no Digestivo...
 
Julio Daio Borges
Editor
mais comentários

Digestivo Cultural
Histórico
Quem faz

Conteúdo
Quer publicar no site?
Quer sugerir uma pauta?

Comercial
Quer anunciar no site?
Quer vender pelo site?

Newsletter | Disparo
* Twitter e Facebook
LIVROS




MEU NOME NÃO É JOHNNY
GUILHERME FIUZA
RECORD
(2008)
R$ 7,90



E AGORA SÃO CINZAS
ANGELI
L&PM POCKET
(2007)
R$ 5,00



VADE MECUM LEGISLAÇÃO JURÍDICA-CÓDIGOS TODOS
ELMANO FÉRRER
SENADO FEDERAL
(2016)
R$ 55,74
+ frete grátis



NOVAS MENSAGENS DE LUIZ SÉRGIO
ALAYDE DE ASSUNÇÃO E SILVA
BRASILIANA
(1990)
R$ 10,00



NOÇÕES BÁSICAS DE DIREITO AMBIENTAL
MARIA EUNICE MOTTA DIAS
PUBLICAR
(2012)
R$ 5,00



I MITI DEL NOSTRO TEMPO
UMBERTO GALIMBERTI
FELTRINELLI
(2013)
R$ 300,00



PACOTE DE PANO
MURILO CISALPINO / ZEFLÁVIO TEIXEIRA
SCIPIONE
(1996)
R$ 9,00



NASSAU - O GUARDIÃO DO TESOURO DE SALOMÃO
L. V. STOLL NARDI
RECORD
(2010)
R$ 19,00



ALMANAQUE DO AVIÃO
ERNESTO KLOTZEL E TOMAS PRIETO
PANDA BOOKS
(2013)
R$ 30,00



RAZOES DE ESTADO
NOAM CHOMSKY
RECORD
(2008)
R$ 35,00





busca | avançada
60272 visitas/dia
2,0 milhões/mês